quarta-feira, outubro 25, 2006

Aborto - Longo e Chato

Já o assumi de "cara descoberta" pelo que não há razão para não o assumir neste espaço que escrevo com pseudónimo: irei votar SIM no referendo da interrupção voluntária da gravidez.
Mas vou querer exigir um debate sério: e para debates sérios, são precisas pessoas sérias...

E o debate não está a começar bem...
A pergunta que a maioria aprovou é falaciosa, despudoradamente enganadora e tendenciosa; e o referendo só fará sentido se for esclarecedor, claro.
Nos últimos anos alguns partidos têm usado o drama do aborto para escamotear a falta de agenda política, a insipidez das propostas, um subterfúgio perfeito para canalizar as atenções do povo para o acessório.
Vamos ser claros: boa parte do problema já teria sido facilmente resolvido se existisse vontade e seriedade politica: há um imenso consenso nacional sobre a desnecessidade de a interrupção “voluntária” (nunca é voluntária!!!) da gravidez deixar de ser crime, pelo que a AR já podia ter revisto o Código Penal e descriminalizar a conduta.

O que ora se fala não é de despenalização mas de legalização; são coisas bem diferentes, quem elaborou a pergunta bem o sabe e só insidia construiu a pergunta daquela forma. Repito, o tema é sério, exigem-se pessoas sérias.
Vamos erradicar do debate as falácias habituais das mulheres presas, das mortes e dos dramas do aborto clandestino: não há NENHUMA mulher presa, vão continuar a haver mortes, vai continuar o aborto clandestino! Nega-lo só não é um atestado de estupidez, porque quem o diz não o faz por desconhecimento, mas por deslealdade intelectual.

Vamos trazer para o debate perguntas sérias; as intervenções vão ser feitas em clínicas publicas ou privadas, quanto vão custar (mormente a relação com o preço dos partos), qual o papel do pai, se as menores podem faze-lo, com ou sem autorização, se vai haver apoio psicológico e, mais importante que tudo, o que fazer para combater o verdadeiro drama, que é a gravidez indesejada, mormente na adolescência.

Sou contra o aborto, a favor da legalização e vou pugnar pela existência de um verdadeiro debate; um bom inicio, seria o Presidente da Republica exigir que a pergunta fosse alterada para algo como: “Concorda com a legalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras 10 semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado”.

2 comentários:

  1. Great service, easy transaction, discreet packaging, product works as expected. I received 132 pills instead of 120 + 10. My package was opened by US Border Patrol. Confirmation email showed discounted price for buy viagra. I called the toll free and spoke to an service representatice in Mumbai India. She was very helpful and pleasant.
    FDA approved mens health medication viagra is not a drug to be taken lighliy you should read all about the pros and cons regarding the medication before you buy viagra! or if you would like just to read about Viagra you can visit this location!
    I will keep using it. Have had the most incredible experience using viagra. By that I mean that I am well into my 50s and it gave me that little extra something that I had lost. Thank you i will by more
    Online Pharmacy

    hrydrocodon no prescription
    hydrocodone no prescription
    buy phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    xanax no prescription
    xanax no prescription
    buy xanax online
    xanax no prescription
    buy xanax online
    buy xanax online

    ResponderEliminar
  2. here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!