quarta-feira, junho 30, 2010

Um ano tem tantos dias...

... e logo hoje é que eu vim para Espanha! Ainda por cima, nao regresso a tempo de ir com os camaradas ao Beja Wine Night: até tinha comprado uma camisa do Che!

Em viagem...

Quando o post aparecer aqui, eu vou algures num sítio qualquer, num raio de uma viagem daquelas que nunca mais acaba, a caminho de um congresso! E se em regra nos congressos de Direito é só gente feia, quando se lhe junta informática, é quase assustador!
Mas a vida é como os exame rectal, pelo que, o que tem que ser, tem muita força, ainda que possa doer! E, no meio da dor, até podemos descobrir algum prazer! Se tiver Internet tento escrever alguns disparates, se não tiver, vamos ser honestos, o leitor aqui não aprende nada!

terça-feira, junho 29, 2010

Só para chatear!

Estava com um humor de cão! Senti-me gozado esta tarde! E vontade de chamar nomes!
Quando fui comprar uma água, "deu-me" para jogar uma partida de ping pong, algo que não fazia há anos! Com alguém com pior aspecto que a menina da foto! E confesso que me fez bastante bem! Sinto-me relaxado! Embora pode ter sido do cigarro que fumei logo a seguir...

Assembleia Municipal

Estiveram-me a fazer um relato da Assembleia Municipal de ontem! Sinceramente, nem sei se tenho vontade de rir... ou de chorar!

Estou cada vez mais convencido que o meu voto é dele...

Porque votar é uma questão de nos identificarmos com ideais ou com pessoas! E eu confesso que eu também fico maravilhado quando vejo vacas a avançar, umas atrás das outras, se encostam e ficam deliciadas quando algo lhes aperta as tetas!
(veja aqui de quem estou a falar!)

Portugal - Espanha (ou até os fornicamos ou vice-versa)

Eu confesso que hoje tenho um feelling! Acho que Portugal vai fazer a Espanha, aquilo que eu na minha adolescência fazia a espanholitas...

segunda-feira, junho 28, 2010

Porque o saber não ocupa lugar...

Concordo com isto. Quando há dúvidas, devemos pedir esclarecimentos. E estes devem ser dados!
Bem sei que no passado reinou o obscurantismo! Mas já é tempo de abraçar a transparência! Porque os valores públicos, dizem-nos respeito a todos...

Parabéns

O meu irmão é provavelmente o melhor ser humano que conheço! Se alguma vez errou, não faz mal, porque errar é u mano!
O meu irmão faz filhos lindos! E também faz anos. Hoje! Muitos! E como lhe escrevi este post não preciso de lhe comprar prenda. E ainda por cima, tenho no carro três vuvuzelas para os filhos dele...

domingo, junho 27, 2010

As esquerdas e os valores da família

Não consigo perceber a implicação da esquerda com os valores tradicionais da família, mas a verdade descascada é que aquela gente tudo tem feito para exterminar os valores sagrados.
Depois do Aborto, da absurda lei do divórcio, do casamento maricas, agora lembraram-se da coisa mais perversa para acabar com o casamento: vender testes de paternidade da farmácia! Por este andar, as gajas só podem fazer o coito com os maridos...

(post com direito a música nova)

Porque não são os outros que têm direito a homenagem!

Leitora, confesse lá: merece ou não merece ser protegido pela Unesco como património mundial!!!

sábado, junho 26, 2010

Quase tão deslumbrante como o deslumbramento...

Eu tenho um hábito parvo. Aliás, eu tenho inúmeros hábitos imensamente parvos, mas não os posso confessar todos! Partilho hoje o mania tonta de dar longos passeios de carro, pelos arrabaldes da cidade: preferencialmente ao início da noite, quando o lusco fusco se esfuma no oriente, quando o céu nos oferece cores únicas, perdendo-me em estradas sem destino, procurando o que sei onde encontrar! Ou simplesmente fumar um cigarro, perder-me numa música lamechas e ver a noite: porque há noites, como a de ontem e a de hoje, que nos dedicam uma lua mais deslumbrante que qualquer deslumbramento, recordando-nos a simplicidade das coisas realmente pertinentes. Ou ridicularizando-nos com a beleza da lua, esmagando-nos com a força das memórias...

Noites da Sogra

É por estas e algumas outras razões que tenho defendido que em Beja se estude a possibilidade do Pax Julia ter um grupo de teatro residente!

Miss Vindima

Vai decorrer esta noite a Miss Vindima, sendo que, não estou certo, que a menina na foto seja uma das concorrentes seleccionadas. O que é uma pena, porque algo me diz, que as finalistas, não são moças que se dão bem com a poda!
Brinquei aqui no outro dia a dizer que seria parte do júri! Claro que não vou ser júri, aliás, nem convidado fui para o evento, quanto mais para ver as parras das meninas!
Alguém me perguntou o que me parece este evento! Obviamente que não acho muito interessante, um pouco tolo, até! Mas, sou o primeiro a reconhecer, que se na cidade apenas se realizassem o tipo de eventos que eu gosto, Beja seria a Capital da chatice! (embora, com um Mardi Gras todos os meses!!!!)
Mas faz-me terrivelmente confusão as críticas de virgens em segunda mão: daqueles que aplaudiram o ano passado uma passagem de modelos para comemorar o Dia da Cidade e agora praguejam com a Miss Vindima, que mais uva, menos uva, é basicamente a mesma coisa! Sendo que, a Miss Vindima já se realiza há uns anos em vários locais, sendo Beja a continuação! Mas como por aqui há mentes iluminadas a pilhas, o que é bom para os outros, não serve para nós!
Mantenho o que escrevi no passado várias vezes - mesmo que me chamem tolo e que digam que o Pulido me devia oferecer a Praça da Republica para eu brincar - toda e qualquer iniciativa que leve pessoas à Praça deve ser aplaudida! Por mim, até poderiam lá fazer um desfile de pilinhas que eu achava boa ideia!
Porque uma cidade que mata o seu centro histórico, não merece ser cidade, muito menos capital...

Adenda: Li agora que o espectáculo vai contar com a participação do Bruno Ferreira! O que só por si garante a excelência, embora o Bruno seja manifestamente mais feio que algumas das candidatas! Para ele um abraço! Para quem se lembrou de o convidar, os meus parabéns!

sexta-feira, junho 25, 2010

Publicação!

Para quem gosta destas coisas, fica o convite para ler "uma breve análise ao casamento descartável", por mói meme!

Porque mudar de vida é preciso...




Quando a 11 de Outubro os bejenses votaram e mandaram para casa o PCP, depois de mais de três décadas de hegemonia vermelha na cidade de Beja, mais do que uma mera mudança, gritaram basta e exigiram rupturas!

Os bejenses estavam cansados de uma cidade mais ou menos arrumadinha, com festarolas por imperativos meramente eleitorais, de um interminável leque de queixume contra os que denominam de fariseus de direita, de uma total, patética, completa incapacidade de pensar a cidade; mais do que tudo isso, os muitos independentes que deram a cara e trabalho pelo projecto Beja Capital, - sujeitando-se à baixeza e ao insulto de quem grita democracia sem nunca ter conseguido perceber o que é um democrata – agiram pela revolta de amar uma cidade em que se excluíam todos aquelas que ousavam pensar diferente! Mais do que a promiscuidade, a irresponsabilidade na gestão dos dinheiros públicos e a falta de visão, há muito que indignava o pensamento de que quem não está comigo é contra mim, a exclusão e a abandono de pessoas válidas, porque cometiam o crime capital de pensar diferente, de pensar pela sua própria cabeça.

Recordo hoje o estado de espírito da Beja Capital, porque me parece, que tão importante como resolver a irresponsabilidade financeira, é fazer um imenso esforço de união por uma causa, de recuperar pessoas e projectos ostracizados, de juntar a gente boa da nossa cidade num projecto comum, deixando claro, que dessa gente boa, obviamente que também fazem parte muitos comunistas!

Nunca fui daqueles que defende que ao Estado, seja central ou local, cabe a realização de todas as tarefas; antes pelo contrário, defendo um Estado forte, mas mínimo, um Estado com autoridade, mas que permite respirar a sociedade civil, porque é no trabalho destes que encontramos as mais belas virtudes! Mas se a sociedade civil está amorfa, se está dependente de interesses partidários ou imbuída de mesquinhez calculista, compete ao Estado a delicada tarefa de despertar a sociedade civil, provocando-a, convidando-a a reassumir o seu papel.

Urge, portanto, espevitar a infelizmente pequena e pouco desenvolvida, sociedade civil bejense; com a colaboração de todos – ou pelo menos naqueles que querem verdadeiramente o que é melhor para cidade – devemos lutar para retomar as boas práticas do passado: seja caiar o centro histórico com o apoio de moradores e empresas, realizar feiras sucessivas na Praça da Republica, recuperar a doce feira da doçaria conventual, o Beja Alternativa, voltar a fazer de forma coerente o Festival do Amor, salvar a RuralBeja permitindo que esta seja realizada por quem sabe; porque uma cidade não se escreve apenas no passado, deve-se, tão depressa quanto possível, reconhecer a pertinência do azeite, em particular e da agricultura em geral no desenvolvimento da região e criar espaços museológicos para evocar estas realidade, preparar a criação de um Congresso do Cante Alentejano, bem como, acolher, outras e bem mais inteligentes propostas, independentemente, de quem as subscreve.

Nunca subscrevi a expressão de que com o resultado das autárquicas chegou a democracia a Beja; o PCP ganhou muitas eleições democraticamente e várias vezes mereceu ganhar: entendi em 11 de Outubro que ganhou uma visão diferente da democracia, que coloca a cidade acima dos interesses dos partidos, numa lógica de abrangência! Embora sem nunca esquecer que ser abrangente não é pretender agradar a todos, até porque alguns perderam demasiado para terem prazer com o desenvolvimento da cidade; ser abrangente também é ter a coragem de fazer rupturas, de dar murros na mesa, de acabar com lobbies e interesses mesquinhos, de correr com todos aqueles que existem para serem empecilhos do desenvolvimento!


quinta-feira, junho 24, 2010

Extinção do EMAS

E porque não?! A minha posição de princípio é igual à do Pires! Mas, pergunto: como é que isso se faz agora?!

As mulheres são umas taradas...

As mulheres são todas umas malucas. É um facto sobejamente conhecido, insofismável, que as mulheres passam todo o dia a pensar em sexo. Mas esta verdade, como outras incontestáveis, tende a ser escamoteada!
Vamos aos factos; nem nos vamos deter nas evidências: se pensarmos na mulher que acorda, vai ao wc e lava as partes íntimas: acham que somos tontos e não percebemos que quando os dedos lá passam não estão a pensar na higiene pessoal?
A mulher veste-se; são os três mil cremes, o baton, a depilação, o rímel, o blush (que só usam porque a palavra tem a sonoridade de outra coisa), as meias de ligas, as cuequinhas dentais, as mini saias, os decotes, os soutiens que espevitam ou aumentam as bolhas, etc: alguém acredita na treta de que o fazem para se sentirem bem com elas próprias? A treta de se valorizarem???
Mais. Gaja que é mulher passa o início da manha a correr (os putos, o pequeno almoço, levar à escola, o parvo do marido ensonado aos puns pela casa a atrapalhar); enfim, a mulher que é gaja, passa a manha a correr! Corre, porque tem que ir, mas, vai e volta, logo vem: ou seja, o correr é uma forma de vir-se, ainda que metafórica!
Porque as mulheres não andam a pé? Porque adoram montar-se no carro e agarrarem-se ao manípulo! Ou seja, pensamentos pecaminosos, cheios de malícia, que elas têm! Vão para o trabalho! Qual a única razão que as mulheres trabalham fora da tranquilidade do lar? Para conhecer gajos! Enquanto o coitado do esforçado marido está a ganhar pela vida, as gajas estão confortavelmente nos empregos, galando os gajos, flirtando, namoriscando! Ou outras coisas que rimam com roda!
Está a chegar o Verão; ou seja: época das dietas. Reparam no que elas comem? Cenouras, tomates, pepinos, bananas, grelos, uma salada russa, salada de bacalhau, etc: tudo comidas com conotação sexual!
Regressam a casa, depois de um dia que dizem ter estado a trabalhar e gritam ao coitado do marido para as ir ajudar para a cozinha! Claro que a palavra é código, afinal de contas os putos estão a ouvir; quando a mulher diz, querida vem à cozinha, quer dizer “vem-me ao cuzinho”; a troca da vogal, é só para disfarçar!
O acto de fazer o almoço; já antes expliquei o que significa, por isso não me repito. Mas o mesmo se aplica às restantes refeições; agarremos no exemplo de fazer um bolo! Primeiro acto: bater, mexer, provar, mete-lo no forno, engolir para ver se está bom: é a exacta discrição de uma relação sexual!
Depois a treta da lida da casa; lavar e esfregar; vamos ser honestos; a mulher apenas lava a roupa pelo prazer de esfregar!!! Pior ainda com a mania de lavar o chão; o que leva uma mulher a andar de esfregona e vassoura pela casa: o prazer de passar meia hora por dia agarrada ao pau! E logo um pau daquele tamanho, que só poucos de nós podemos ombrear (para quem não percebe indirectas, estou a incluir-me no lote!!!!)!
E o que dizer da história de as mulheres ficarem em casa e os homens irem ver futebol com amigos e beber imperiais! Outra enorme tanga; os homens são expulsos do conforto do lar, induzidos a irem para cafés e bares mal frequentados, expostos a terríveis doenças, porque as gajas querem ficar sozinhas em casa, para verem os canais pornos! São tão egoístas, que colocam a sua satisfação orgásmica à frente dos interesses da família. Sim, porque o que todo o homem deseja é passar o fds em casa e não ser obrigado a ir sair com outros machos, também eles espoliados da tranquilidade do lar!
Durante anos, foi um dos maiores segredos da humanidade (a par da fórmula da coca-cola e das preferências sexuais do José Castelo Branco): porque as mulheres vão aos pares para a casa de banho? Evidentemente para espreitar as coisinhas umas das outras!!
A mulher é tão tarada por sexo, que até pensa nisso nas horas mais impróprias! Discordam? Pensem comigo: quem já assistiu a uma mulher, deitada na marquesa, de pernas escancaradas, com várias pessoas a olhar para a sua intima intimidade; repararam nos gritos??? Que gritos são aqueles se não um valente orgasmo?
(repost)

Até nos enrabaram....

Quando os meus estimados e praticamente amados leitores estiverem com as honoráveis nádegas no sofá a ver a deliciosa selecção brasileira a dançar tango com o Ronaldo e Companhia Lda, eu vou estar entretido em entrevistas para o Curso de Solicitadoria. Umas trinta seguidas, que apanha a hora do jogo. Amam-me tanto...

PS - Primeiro MacPost...

quarta-feira, junho 23, 2010

Cuzinho com o H

Como os leitores sabem sou praticamente um chef consagrado, premiando os afortunados que têm a honra de ler as trampas que eu escrevo com o melhor da cozinha mediterrânea e arredores! Aliás, em breve vou estrear na rádio um programa onde cozinho todo nu!
Mas claro que há os detractores que dizem mal de tudo: para eles, fica esta receita! (NOTA: se for virgem ou influenciável não abra o link!)

Vai-se Andando...

Esta noite vai-se Andando no Pax Julia. Do melhor humor que se faz em Portugal, vem a Beja. Assim vale a pena...

Adenda: Regressei agora do Pax. Não foi o melhor texto que assisti do José Pedro Gomes: mas para um actor fabuloso, o texto acaba por ser apenas um dos seus adereços. E que ninguém diga que é um monólogo: José Pedro Gomes é muitos actores e sozinho enche todo o palco! Absolutamente brilhante!

Inovação, precisa-se!

Há anos e anos que levamos com o queixume da crise existencial do comércio tradicional, sem que estes agentes se preocupem com inovação, com a oferta de novos produtos e diferentes modos de prender a clientela! Porque no comércio como na vida, quem estagna, morre!
Trago-vos um exemplo de Faro, onde jovens empreendedores do segmento de mercado dos cuidados de saúde e beleza, abriram um cabeleireiro com uma farda bastante higiénica e sugestiva: creio mesmo que nunca a expressão UniSexo teve tanta razão de existir...
E aqui em Beja? Quando vamos ver inovação?! Por exemplo, como nunca escondi, há anos e anos que sou cliente do Cabanitas, que, não sendo a loucura do passado, continua a ter uma extensa clientela fiel! Mas.. e se eles aderissem a esta inovação? Imaginam a loucura de dinheiro que iam fazer?!!!

terça-feira, junho 22, 2010

Eu e as vuvuzelas...

É por isto que eu gosto de vuvuzelas! São baratas e adaptam-se a múltiplas finalidades!

A greve do EMAS

Eu concordo com a greve do EMAS. Se todos os outros funcionários públicos não são aumentados, acho bem que os trabalhadores da EMAS façam greve, protestando por serem os únicos a terem aumentos! Aliás, era interessante conhecer os valores pagos pelo EMAS...

Com Adenda: Parece que o sindicato está preocupado que quem ganha mais de 1.600 Euros não tenha o mesmo aumento de quem ganha 500 Euros! E depois ainda dizem que não há comunistas modernaços...

O raio da rotunda!

É mais forte do que eu: aquela rotunda maravilha que plantaram ao lado do MacDonald`s dá-me prisão de ventre, mas ao contrário! Nunca escondi que embirro com a rotunda: e sem deixar de entender que quem teve aquela brilhante ideia devia ser tratado como Cristo, i e, pregado a uma tábua e levar umas verdescadas, a rotunda está lá, existe e tal como pensam as mulheres casadas, vamos ter de levar com ela!
Pelo que fica escrito, até morrer alguém naquela curva idiota, a rotunda vai ficar por lá! Mas, pergunto: será que não se pode fazer nada para que aquela coisa não fique tão feia?! Estamos condenados a conviver com aquele descampado que lá plantaram? Não é possível colocar lá uma relva, um menir, uns pastéis de nata, as fotos da Carla Matadinho, fazer naquele terreno uma reforma agrária ou um painel em betão a dizer "o exército saúda Beja"...

O Chip...

Não tenho grande opinião sobre o chip do automóvel: preocupam-me questões de privacidade, mas ainda não me demonstraram que este chip pode ser violador da dita cuja! Como acho sempre patético que um gajo levante o telemóvel em protesto contra o chip do carro e utilize cartão de crédito para pagar a gasolina que vai gastar numa marcha lenta contra a invasão de privacidade!
Comove-me esta tendência lusitana para discutir merdas e nunca parar pensar nas coisas que são realmente pertinentes! Mas só há uma coisa que não consigo entender: com um desemprego pornográfico, qual a pressa de poupar que a Brisa crie postos de trabalho?!
Um dia ainda vamos concluir que o pai da criança é o Eunuco...

segunda-feira, junho 21, 2010

Tanta Parra...

... e eu sem uvas! É já para a semana a Miss Vindima! E eu vou ser júri...

Até os fornicamos... ou vice versa... (Com Adenda)



Hoje é dia de Portugal jogar contra a grande Coreia do Norte, naquele que provavelmente será o penúltimo jogo de Portugal neste Mundial! E com sorte, o penúltimo do grande timoneiro Queiroz! Mas mais do que perder, preocupam-me questões de segurança! Temo que os jogadores portugueses aproveitem o jogo para desertar, para fugir do País e irem viver numa verdadeira democracia!

A adenda obrigatória: Podia dizer que o resultado me fez recordar um célebre do Celta de Vigo ou do Sporting; podia dizer que finalmente Queiroz se livrou do trauma vermelho e meteu o Miguel, Simão e Tiago - só falta o Amorim a defesa-direito -; podia dizer que jogar com 11 portugueses não é má ideia de todo. Mas não vou dizer nada disto: limito-me a recordar este texto e fazer mea culpa!

domingo, junho 20, 2010

Paredes caiadas...

Ontem dei por mim distraído a olhar para um quadro. Salvo erro era do Borrela. Como podia ser do Professor Paisana! (o meu primeiro Professor de Direito). Mas não foi pelo quadro em si que escrevo estas linhas, até porque de qualquer um deles conheço coisas muitíssimo melhores.
O que me atraiu no quadro foi a candura branca de uma parede, situada algures no centro da nossa cidade. Uma casa qualquer sem especial história nem estórias para contar: apenas imaculadamente branca!
E dei comigo a pensar o que agora partilho consigo: qual será o preço de conseguir caiar o centro histórico de Beja?

Porque perguntar não devia ofender!

O que é feito da Colina do Carmo?!

sábado, junho 19, 2010

A vida durissima de quem tem de estudar Direito...

Ja estao uma maravilha!!!

Porque é fim-de-semana... apetece!

Jantarinho Gay...

Meu querido leitor, confesse, que mesmo os mais machos, têm aqueles momentos gay! E nem me refiro a uma língua marota, falo concretamente naqueles dias em que um gajo está cansado e cheio de calor e apetece qualquer coisa amaricada para o jantar!
Pois bem, até eu tenho dias assim, por isso imagino o seu caso!
O que hoje partilha é um jantar de verão, daqueles que duas horas depois um gajo até bufa de fome! Para iniciar um melão com presunto: o melão deve estar bem fresco e ser acompanhado por fatias finas de presunto!
Depois uma saladinha: compre uma alface, mais tomate, mais umas porcarias de umas ervas ou, caso seja esperto, opte por comprar aquelas que já vêm feitas, que infelizmente são demasiado grandes e acabam a fazer companhia ao balde do lixo, mas poupam imenso trabalho!
Parte a salada em pedaços pequenos e junte-lhe camarão cozido a fazer nudismo, espargos que podem perfeitamente ser de lata, uma pitada de milho!
Depois tem duas hipóteses: ou afoga a salada em azeite e vinagre ou uma divinal maionese com alho e coentros! Como se faz esta delicia? Compra-se feita e depois junta-se o alho bem picado e um porção de coentros a gosto. Mete-se no frigorífico durante o tempo de uma boa masturbação e está pronto a comer! Dizem que é saudável e quase mata a fome!
Acompanha-se com companhia ou uma bebida estupidamente gelada!

sexta-feira, junho 18, 2010

josé saramago

porque faleceu hoje não vou contrair o que sempre afirmei Não sou apreciador do estilo de escrito de jose saramago embora um dos meus livros de referencia seja seu um tal de levantado do Chao escrito nos primeiros anos um tratado sobre a miséria e a coragem Uma obra que melhor do que qualquer outra explica como se enraizou o comunismo numa determinada estrutura da sociedade.
mas os gostos valem aquilo que valem e só mentecaptos não reconhecem o papel fundamental de jose saramago para a cultura e lingua portuguesa o expoente maximo da literatura portuguesa do século vinte
um país onde a Mediocridade é quem mais ordena, onde raramente se sabem atribuir tributos em vida fica terrivelmente mais pobre quando parte um dos poucos portugueses que tem dimensão internacional mesmo sem ser treinador ou jogador de futebol
e que se sequem as lágrimas porque saramago não morreu: estará eternamente vivo nas personagens dos seus romances!

PS - Há coincidência do caralho: José Saramago morreu no dia em que a cidade faz uma homenagem ao mentor e grande responsável da biblioteca José Saramago!

Os feriados, os tecnocratas e a gente parva!

Entre os jogos da Selecção, os tugas andam entretidos a discutir a possibilidade de os feriados serem colados ao fim-de-semana ou, segundo a versão mais recente, todos à segunda-feira. Alguns iluminados leram um estudo de outra mente quase brilhante e descobriram que a produtividade resolve-se com a deslocação dos feriados, de forma a exterminar as pontes!
Sei que a medida existe em outros países, mas sou tendencialmente contra a ideia! Parece-me um idiotice! Consigo pensar em dez factores muito mais pertinentes para aumentar a produtividade, enquanto coço os tin tins e vejo a quota diária de pornografia!
Mas ao ler e ouvir alguns demagogos hipócritas a abordar a questão, quase que me apetece ser a favor: porque me irrita a parolice daqueles que sobrevivem explorando o voto das pessoas mais frágeis e debilitadas e a argumentação idiota de que se pretendem roubar feriados aos cidadãos. Até porque, avançando a lei, vamos começar a ter mais feriados, uma vez que todos passam a ser em dias úteis!
Discorda da lei, não porque me faça confusão não comemorar o 10 de Junho a 10 ou que me pareça criminoso que os foguetes do 25 rebentem a 26 ou 27! Discordo porque num País onde já se esqueceu a sua história mexer nos feriados vai contribuir para aumentar a iliteracia da memória, por achar que esta medida em pouco ou nada contribui para a produtividade, porque me irrita que um Estado que tanto abusa em oferecer pontes aos seus funcionários venha agora armado em moralizador e, por fim e quiçá mais importante, porque no século XXI não se pode medir a produtividade como há cem anos atrás, sendo que esta lei esquece que as pontes permitem férias repartidas, importantíssimo para o desenvolvimento da indústria do turismo!
Mas os tecnocratas não percebem isto! Infelizmente, a gente parva também não!

Justa Homenagem a Figueira Mestre


Hoje e amanhã vai decorrer uma justíssima homenagem a Figueira Mestre. Um tributo da cidade a um dos seus mais talentosos filhos.
Reitero o que escrevi no passado e tanto irritou um idiota: que não fique por aqui e que a cidade dê o seu nome a uma rua. Como ao Dr. Flores. E já agora: também acho que TODOS os ex-presidentes da CMBeja eleitos democraticamente deveriam ter uma rua com o seu nome!

O cabonito

A estreia foi esta noite e vai estar no Pax-Julia este e o próximo fim de semana! Se a apresentação da peça fosse aberta a blogues que destacam iniciativas culturais, poderia agora contar-vos como foi de forma a aguçar-lhes o apetite! Assim, limito-me a desejar felicidades: especialmente à Ana Chery Ademar!

Adenda escrita depois de ver o espectáculo, sem direito a salgadinhos: Não me apetece falar da música, da luz ou do texto. Nem do espectáculo em si! Digo apenas em público o que em privado escrevi à Ana via sms: "estava bastante divertido porque ****************************. Agora a sério: estás uma excelente actriz. Beja começa a ser pequena para ti. Uma sala estúdio é pequena para o teu talento: mereces um palco a sério!

quinta-feira, junho 17, 2010

Musica Nova

Este blogue tem a tradição secular, quase com dois anos, de oferecer aos leitores a melhor música que se faz no planeta e em Portugal também! Depois de uma semana de abandono e mariquice, voltamos às grandes músicas! E ficamos abertos a sugestões! Uma rubrica do género da Rádio Comercial: Há séculos que não ouvia isto (e não me importava de passar mais uns quantos sem ouvir!)

É já este fim de semana: Rasta Fest em Beja (Com Adenda)


Eles não têm lá grande aspecto. Mas se quisermos ser honesto e lhe perguntarmos a eles o que acham do meu aspecto quando me visto todo pipi de gravatinha e lenço no bolso exterior do casaco, quase garanto que também iriam dizer que eu não tenho lá grande aspecto!
Mas e contrariamente ao que as pessoas insistem em pensar, nós somos bem mais do que aquilo que parecemos. Eles são jovens e irreverentes – e a irreverência é provavelmente a melhor das juvenis qualidades – vestem-se com roupas que achamos esquisitas e insistem em não ficar sentados a deixar o tempo e a cidade passar por eles. Não os conheço: apenas o seu trabalho. Começaram por demonstrar preocupações sociais em dois bairros muito problemáticos da urbe, criando um amplíssimo conjunto de ateliês onde jovens de todas as idades pudessem matar os tempos de tédio. Mas nas veias corre-lhes o empreendorismo e tiveram a audácia de arriscaram fazer um festival ambiental que baptizaram de Rasta Fest, oferecendo à cidade uma feira e um ambiente diferente, uma porta para novas gentes e públicos. E de certeza que na gaveta tem novos projectos e muitas ideias. E a coragem de rasgarem o papel e passarem aos actos.

Adenda: O programa está disponível aqui!

Transparência nas contas públicas...

semanas escrevi que a inexistência de uma auditoria externa e credível às tristes contas da autarquia bejense, foi um pecado capital de Jorge Pulido Valente! A frase assustou alguns e incomodou outros, não fosse Portugal um Estado que lida deliciosamente bem com a opacidade!

Deliciamo-nos a brincar às estatísticas, tão fiáveis como a meteorologia, mas temos horror à verdade dos factos, porque, infelizmente, a nossa Administração Publica continua a ser uma máquina burocrática sombria, um reino de arbitrariedade, onde na sombra se mexem pequenos e ocultos poderes, num ambiente fértil a comportamentos desviantes!

Há anos que estudo aquilo que tenebrosas e pensadoras mentes denominam de Democracia e Governo Electrónico, palavrão europeísta para designar a tentativa de aproximar os cidadãos do Estado, através do recurso às novas tecnologias, eufemismo para Internet!

E a minha defesa desta nova realidade prende-se com a susceptibilidade de o Governo Electrónica trazer transparência para a Administração Publica, seja central ou local!

Permita-me o ouvinte que o esclareça com exemplos: o que aqui se defende e propõe seria, por exemplo na CMBeja, que todos os valores fossem conhecidos dos cidadãos, permitindo desta forma não apenas uma democracia verdadeiramente participada, como incrementar os mecanismos de fiscalização cívica!

O que defendo hoje e já defendi no passado, nem sequer é inovador ou inaudito: o actual Governo Inglês veio ao terreno dizer coisas muito similares! Quando foram chamados a resolver o pântano gerado pela esquerda britânica e a supra necessidade de gerir melhor os recursos públicos, David Cameron prometeu disponibilizar na Internet os valores efectivamente gastos nos últimos anos e quais as medidas a tomar para reduzir essas medidas, quantificando quanto e como pretende poupar!

Regressando ao nosso caso, o que se sustenta é que se tornem públicos os valores pagas aos clubes e associações, os valores entregues aos órgãos de comunicação social, os preços de eventos e festas, a lista de devedores, os montantes pagos a funcionários, assessores e consultores e todas as outras despesas que, recorde-se, sendo autárquicas, dizem respeito a todos e cada um de nós! E, mesmo antes da denúncia, refuto a acusação de que se caminha para uma sociedade tipo big brother!

A transparência é um valor fundamental da actividade política, no sentido verdadeiro da palavra, devendo este ser um objectivo fundamental de todos aqueles que são chamados ou eleitos para a governação dos interesses comuns! E se Beja fosse pioneira, não apenas seria capital de uma democracia mais avançada, como seria um farol para que outros municípios e depois o Estado central dessem passos decisivos para, a muito depauperada, qualidade da democracia!

quarta-feira, junho 16, 2010

A excepcional e favorita selecção espanhola... perdeu! Com a Suiça!

É o que se chama uma valente enrabadela! Até a mim me doeu...

Beja começa a ser capital...

Até já há carrojaquim no Penedo Gordo! Querem mais modernidade do que isto?!!

Se o raio do livro não estive perdido outra vez...

... escrevia agora as seguintes notas:
- escrever crónica sobre transparência na governação;
- texto sobre a depilação de que ninguém fala;
- texto sobre a vida sexual dos intelectuais eruditos;
- post relacionado com a arte da maledicência e mesquinhez;
- lançar as notas dos alunos orgasmus;
- rever e o texto sobre a lei do casamento descartável e enviar para publicação;
- ganhar coragem para comprar a tal coisa!

Piscina Municipal de Beja

Parece que já abriu! O que é muito giro e divertido! Agora a questão é: quem é que acalma os meus sobrinhos que já me ligaram duas vezes para ir com eles para a piscina! Se eu apanhar uma insolação ou um bando de piolhos vou culpar o actual executivo!

A Vuvuzela e a Portugalidade

O mais distraído dos leitores poderá supor que pretendo com este meloso texto alerta-lo para o perigo de soprar numa vuvuzela emprestada! Mas não: esta dissertação é bem mais profunda, é um texto praticamente sociológico sobre o paradigma da vuvuzela e a portugalidade! Porque as vuvuzelas dizem muito do que é ser português!
Começo por um preliminar, em jeito de esclarecimento: excepto na televisão, nunca tive o prazer de ouvir uma vuvugaita a chiar: admito que talvez seja essa a razão pelo que sou daqueles que defende o instrumento. Ainda que para algumas mentes perversas, encontrem maldade nestas minhas palavras!
Talvez pelo que supra afirmei, tenho assistido com espanto e encanto a esta fúria lusitana contra as vuvus! São os protestos nas conversas de café, as doze mil comunidades no Facebook contra as gaitas, são manifestações a proibir o uso de vuvuzelas e o sexo anal, horas e horas de telelixo a falar sobre uma porcaria de uma gaita!
Mas o tuga é um bicho peculiar: hoje para chatear o meu irmão tive a deslumbrante ideia de ir comprar vuvuzelas para os meus dois sobrinhos (para a sobrinha não, que não quero que ela se habitue a andar a soprar objectos de aspecto fálico!), quando se não quando, constatei que as vuvuzelas estão sistematicamente esgotadas, com direito a lista de espera, sendo necessário a muito nacional cunha para conseguir comprar a porcaria da gaita!
Porque as vuvuzelas dizem tudo da portugalidade: passamos o tempo a critica-las, mas depois vamos a correr feitos otários para a Galp - da qual dizemos ainda pior do que das gaitas - para comprar a magotes aquela treta, para andarmos feitos tontos a zurrar pelas ruas em concertos e manifestações, preferencialmente a ouvir Tony Carreira, com uma mini na mão e a outra a coçar os tin tins!

terça-feira, junho 15, 2010

Até os fornicamos... ou vice versa... (Com Adenda)

Depois de Bilardo, uma espécie de treinador da Argentina ter declarado que iria fornicar o jogador argentino que marcasse o golo do título, algo que obviamente assustou todos os jogadores que se comprometeram a não ganhar o Campeonato do Mundo (isto é mesmo verdade, pode ver aqui!) e motivado por aquele anúncio muito parvo, os que farias por a tua selecção, dei por mim, a meditar com o meu escroto e decidi sacrificar-me pela selecção!
E, como sou generoso, fica a minha promessa pública: se a selecção ganhar o Mundial (pare de rir, isto é a sério) comprometo-me a fazer sexo anual com a mulher/namorada/mana caso não seja as do Ronaldo do jogador que fizer o golo do título! Com o Queiroz a assistir e dar instruções!

Adenda: E o que achou da tristeza do jogo?!

Segunda Adenda: Ouvir Carlos Queiroz queixar-se da FIFA porque autorizaram o Drogba jogar com uma pulseira, não apenas mete nojo, como me faz recordar o piorzinho do futebol português: esta nossa tendência para as desculpas parvas para escamotear os nossos fracassos!

A EuroAtlantic Airways (EAA) equaciona instalar uma unidade de manutenção de aeronaves no futuro Aeroporto de Beja.

A notícia é da Rádio Voz da Resistência e dá conta da possibilidade de instalação em Beja de uma fábrica relacionada com a manutenção de aviões!
Como bom céptico e pessimista convicto, só vou acreditar depois da fábrica estar a labutar; se todas as promessas fossem cumpridas a minha vida sexual tinha sido muito mais animada! Mas a concretizar-se é o primeiro passo sério na direcção que alguns sonhámos e lutámos! Todos sabemos que o mais complicado é a primeira; depois desta, ficam abertas as condições para que mais investimento penetre! Que quem tem poder de decisão, esteja à altura deste imenso sonho!

I Conferência Família e Intervenção Social

Falei ontem nisto, mais por tolice, porque era um dos convidados! In casu para apresentar um estudo com o título maravilha de "breves comentários à lei do casamento descartável".
Volto ao tema para elogiar a organização: quer os alunos que foram soberbos no seu trabalho, quer a mentora do projecto, a minha colega Maria Inês Faria!
Quando se dizem estas coisas é profundamente deselegante destacar pessoas: mas os meus leitores sabem que não sou, nem elegante, nem muito simpático, pelo que, escrevo aqui que achei absolutamente soberba a intervenção da Dr.ª Alexandra Chumbo (psicóloga) sobre as famílias numerosas na actualidade! Quem sabe comunicar sabe e o resto são tretas...

Proposta para avaliação dos discentes! (Com Adenda)

Motivado pelas propostas de avaliação dos docentes a decorrer no IPB e de forma a melhor interpretar o espirito de Bolonha, estou a trabalhar num novo sistema de avaliação para os alunos, a implementar no próximo ano lectivo, ou ainda neste, pelo que, coloco à discussão este documento, de modo a reunir contributos para o optimizar.
- participação em 75% das aulas - 2 valores;
- participar em visitas de estudo - 1 valor, por visita;
- assistir a colóquios/conferências de Direito - 1 valor, por cada;
- organizar um colóquio ou viagem de finalistas - 2 valores por cada;
- colocar questões em sala de aula, independentemente do conteúdo - 0.25 por questão, até ao máximo de 2 valores;
- responder aos casos práticos - 2 valores por caso prático, independentemente do conteúdo;
- se a resposta for em língua estrangeira - 3 valores por caso prático, independentemente do conteúdo;
- responder com mais de três páginas de textos ao teste - 4 valores, independentemente do conteúdo;
- se a resposta for em lingua estrangeira - 5 valores, independentemente do conteúdo;
- ser delegado ou sub-delegado de turma - 2 valores;
- ser membro do conselho pedagógico - 2 valores;
- ser membro da tuna - 1 valor;
- ser membro da associação de estudantes - 1 valor;
- participar nos jantares de turma - 0.25 por jantar;
- ter o moodle ligado mais de 4 horas por semana - 0.25 por semana;
- ter o 12º completo - 1 valor;
- ter uma licenciatura prévia - 2 valores;

Adenda: este texto vai ter sequência! Na sequela, admito que algumas dúvidas se possam esclarecer...

segunda-feira, junho 14, 2010

Mais uma razão...

... para estar orgulhoso dos meus alunos!

Uma proposta para amanhã...


Com direito a meio da manhã a uma excelsa conferência com o título "o novo regime legal do casamento descartável". À borlix e de certeza muito bem organizado!

SCUT

Estes dias as Comissões de Utentes (!!!) das ScUt vão fazer uma espécie de greve, qualquer coisa tipo andarem devagar a buzinar na vuvuzela! De certa forma, até os entendo!
É inconcebível que Beja seja a única capital de Distrito que em que os utentes não paguem auto-estrada!

domingo, junho 13, 2010

Os filmes da minha geração...


Na minha geração há dois grandes filmes que nos marcaram! Falo obviamente do Pretty Woman e do Instinto Fatal! Sobre o Pretty Woman não me apetece falar agora! Não por ser demasiado lamechas, mas porque, sobretudo, marcou as mulheres da minha geração! Como todos sabemos a mensagem subliminar do filme é claro: mulheres, podem ser rameiras à vontade, que mais tarde ou mais cedo aparece um parvo montado num cavalo branco que as tira da rua e, qual Luis de Matos, transforma pêgas em princesas! Mas não é sobre isso que quero iluminar aqueles que todos os dias vêm aprender a este blogue! Acabou de dar agora o Instinto Fatal, com aquela magnifica cena final onde ela tem a bimby escondida debaixo da cama, pronta para lhe dar umas facadinhas! O mais desatento leitor e a ingénua leitora podem pensar que o filme marcou a minha geração pelo suspense psicológico, pela intriga, pela banda sonora, pela actuação soberba dos actores e todas as outras mariquices que os críticos de cinema dizem: aqueles expressões sumarentas tipo enredo, enrolo, conteúdo, influência urbana e outros dislates que eles usam para se armarem em eruditos e lixarem a malta! Tretas, mas enfim... O filme marcou toda uma geração por três únicas e boas razões: a primeira, obviamente, aquele soberbo cruzar de pernas! Desde esse dia, as mulheres da minha geração perceberam, que só serão realmente sexys no dia em que forem passear sem lingerie, arejando o bacalhau! A segunda razão para ver o filme são as quecas, mormente, a queca no wc! O que nos levanta dois problemas! (eu sei que levanta mais coisas que dão problemas, mas isso agora não interessa nada!) Depois dessa cena, mulher que se preze só é sensual depois de comer outra mulher e, homem que é homem, tem de jantar alguém num wc, no jardim público, naquela relva do castelo ou qualquer outro sítio onde haja o risco de ser apanhado! Após essa cena, o sexo que era uma matéria privada feita no escurinho de um quarto, em regra com ela acordada, começou a ser obrigatório em locais públicos, pela pseudo excitação de ser apanhado! E sem que ninguém se questione que por alguma razão os pelos chamam-se púbicos e não públicos! Por fim, a cena final, se me permite a redundância estúpida de terminar pelo fim! Porque isto é terrivelmente importante! Recordo a cena! Ela com a faca na mão, depois daquela outra cena em que lhe diz que aquela foi a "queca do século", com a faca na mão, pergunta-lhe: que vamos fazer agora? E quando ele diz que vão fornicar que nem coelhos, ter um bando de filhos e viverem felizes para sempre, ela responde que não gosta de crianças e prepara-se para lhe dar uma facada! O que só não acontece, porque ele diz que não faz questão de ter filhos! Porque se ele fizesse questão em ter filhos, tinha sido feito em picadinho e ia ser alimento para os porcos! Posto isto, pergunto: o que aprendemos com este filme? Que para um gajo não ser triturado, tem que dar quecas como coelhos, com gajas que comem outras gajas e exigem o coito em wc nojentas, sem que possa aspirar à paternidade! Depois disto, ainda acham estranho o facto de ter sido a minha geração a inventar o casamento gay?!

Coisas que deviam ter título mas eu não me recordo de nenhum!

Há propostas que nos esmagam! Que nos deixam aflitos de terror! E isto não é falsa modéstia ou cobardia, nem sequer aqueles patéticos pedidos para nos passarem a mão na cabecinha! É mesmo muito medo de não conseguir estar à altura do desafio!
Mas adoro desafios! Gosto de tentar superar-me, de fazer coisas diferentes, registos que estão longe de ser o meu! E agora, quase como nunca, precisava de um desafio assim! De arriscar algo diferente! Sei que vai ser duro, mas, como elas dizem, as coisas moles não têm piada!
Obrigado!

Cuidado com o trânsito

Apesar de centenas de milhar de campanhas para a segurança rodoviária, as estradas portuguesas continuam a ser palcos das mais sanguinárias guerras civis de que há memória! Se vai aproveitar as nuvens deste dias para ir para a praia, provando que apesar de ter, com toda a certeza, inúmeras qualidades que não a sapiência, cumpra escrupulosamente todas as regras de trânsito! Proteja-se: porque chegar apenas depende de si!

sábado, junho 12, 2010

As coisas que estas doidas procuram na net

Esta tarde alguém veio conhecer este meu humilde e terrivelmente mal frequentado blogue após procurar isto no Google! Aproveito a deixa para questionar os meus leitores se têm alguns conselhos simpáticos sobre isto!
É que agora com a lei nova, abrem-se novas possibilidades para mim...

O atraso dos Países Africanos!

É uma vergonha! Os assaltantes dos jornalistas portugueses - salvo erro, na quarta-feira passada - já foram detidos, ouvidos, julgados e condenados, com as respectivas penas de prisão!
Tudo em menos de uma semana! Estou chocado com o atraso na justiça africana!

União Europeia...


Faz hoje exactamente vinte e cinco anos que Portugal assinou o Tratado de Adesão à Comunidade Económica Europeia! Quer partilhar algo sobre isso?

Vai ser giro ler os comments a este post!

O Jornal Expresso destaca Beja na sua edição de hoje! Algo assim: em Beja foi construído um muro para separar a comunidade cigana do resto da população!
Quer opinar?

sexta-feira, junho 11, 2010

Aqueles simples momentos simplemente divinais!

Hoje fui apanhar a princesinha à escola e comer um gelado! (não contem aos pais que eu a deixei comer um gelado, com um frio do caraças!). Ela tem 9 anos de idade, cabeça de 5, mas os caracóis mais lindos do Universo e arredores, e de Portugal e de Beja também!
Cruzámos com umas paspalhito, que segundo ela namorada com uma coleguinha de turma! Quando eu perguntei:
- E tu, já tens namorado?
- Não, neste momento não amo ninguém! - responde-me ela, olhando-me nos olhos!
- Nem a mim? - perguntei eu, com carinha de cachorro abandonado!
- A ti amo. Mas é amor familiar. Não é amor, amor!

Hoje é dia de ver a bola!!!


Era o único tema de conversa no café! Que era dia de ver a bola! Que era a loucura! O primeiro mundial em África, um tributo ao Nelson Mandela! Que durante o próximo mês o País andava entretido a ver a bola e a soprar na Vuvuzela! Cambada de pantomineiros, digo-lhe eu, amigo leitor! Estamos no final do tarde e ainda ninguém me veio ver as bolas e muito menos soprar no Vuvuzela!