sexta-feira, fevereiro 29, 2008

O Diário do Alentejo e o Desportivo de Beja


No passado deixei aqui inquietações quando foi nomeado o novo Director do Diário do Alentejo: hoje faço mea culpa e reconheço o seu esforço em defesa dos interesses da cidade de Beja. Se o meu bom leitor reparar na notícia no canto superior esquerdo, diz que o Desportivo de Beja vai à final com o Castrense. Aplaudo. É verdade que o Beja perdeu e que não vai à final, mas notícias destas ajudam a engrandecer a moral do clube, bem carente de boas notícias! Isto sim é uma intransigente defesa dos interesses da região!

Rapidinhas III...

Beja entrou na rota da modernidade e também fez a sua manifestação espontânea de professores, juntando três centenas de docentes em peregrinação entre o Governo Civil de Beja e a casa da democracia da cidade...

Adenda com Perguntinha: Porque choram os professores? Por irem ser avaliados pelos seus pares? Não confiam na avaliação feita por professores?

Rapidinhas II …

Não é segredo para ninguém que gosto de um bom debate de ideias! Apraz-me discutir ideias, confrontar argumentos, questionar pensamentos divergentes, rebater raciocínios. Faço-o com o meu estilo, procurando não ofender ninguém, mas tendo consciência que algumas palavras minhas são susceptíveis de entristecer as pessoas visadas nas minhas criticas, pelo que aceito que discordem de mim, como compreendo que fiquem magoadas. E, não ignoro, que era mais cómodo estar calado, abster-me de ter opinião: mas decidi não ficar calado e correr o risco de dar opinião! Mas, enoja-me quando o debate de ideias entre pessoas que se devem presumir inteligentes, resvale para a calúnia, para o ataque pessoal, para a difamação e as referencias à intimidade da vida pessoal, enlameando alguém, só porque pensa diferente de nós…

NOTA aqui do "h": Por um imenso conjunto de conhecidas razões, tenho imenso cuidado em cumprir a lei aplicável aos blogues (Lei do Comércio Electrónico)! Por isso mesmo, sempre me recusei a ceder IP´S (mesmo quando pessoas que estimo ficaram chateadas comigo), como apaguei alguns comments anónimos que considerei manifestamente ilegais (excepto quando o visado era eu próprio!)!
Nesse contexto, quando há uns meses apareceu aqui uma referência anónima que me pareceu manifestamente abusiva sobre o AMRevez, tentei apaga-la: apenas não o fiz, porque o próprio entendeu responder e autorizou-me a manter a dita referência! Embora não goste! Por algo estranho chamado... coerência! A este "episódio" aplico a mesma a mesma doutrina que apliquei a um caso, de alguém a quem não é mistério não ter especial simpatia!
Dito isto, assumo uma posição: se quem quer opinar, assinar a sua opinião, o comment será mantido; se continuar a esconder-se num mal disfarçado anonimato, o comment será apagado; quer seja ofensivo para o AMRevez, para a Dona Gisela, ou qualquer outra pessoa! Sempre me esforcei para que neste blogue se discutam ideias, sem se atacarem pessoas: por isso, não vou tolerar que outras queiram transformar este espaço num lamaçal! Bem sei que é isso que dá audiências, mas não me masturbo a olhar os contadores!
Espero bem, que as minhas palavras sejam compreendidas e que se compreendam que foram escritas por alguém que nunca entrou em questões pessoais, tendo mesmo criticado pessoas quando (que admiro e estimo) em minha opinião o fizeram!

Rapidinhas I …

Gostei da filosofia do programa da RTP1, Corredor do Poder (embora, eu tivesse preferido que os jovens convidados não fossem jotinhas!). Desde logo, contrariando um mito urbano da região, o nosso deputado Marcos Perestrelo afinal existe! Depois, tiro o meu chapéu à RTP por ter a coragem de fazer um programa de debate político com caras novas: não há pachorra para as caras de sempre (com excepção do Nuno Melo, que é tudo menos uma cara nova). Sublinho que a RtP fez a vontade ao Luís Filipe Menezes e convidou um seu moço de recados; sobre a representante do PCP… eu não quero ser má língua, mas… colaborem, ok?!)! Por fim, qualquer programa com a Ana Drago vale a pena ver: especialmente sem som! Os meus mais antigos leitores sabem bem a minha opinião: se a Ana Drago tivesse mais 20 centímetros, era uma verdadeira Soraia Chaves!

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Post Vergonhosamente Xenófobo...

Segundo notícia da Rádio Voz do Município, em Aljustrel houve uma troca de tiros entre membros de uma comunidade cigana! Segundo o Viagra e Prozac apurou, os prejuízos do tiroteio foram duas balas! Uma perguntinha: já que andam a desperdiçar balas, que tal darem uns tiros ao Quaresma?

Manifestação de Professores...

Gosto de manifestações da sociedade civil! Admiro a capacidade de os cidadãos se indignarem e lutarem pelas suas convicções! Mas, se tenho simpatia pelo facto de os professores irem para a rua lutar pelas suas convicções, tenho pena de nunca ter visto esta energia e capacidade de indignação para lutar contra 30 anos de péssimo ensino secundário! Se é justo que um trabalhador lute pelos seus direitos, fico indignado pelos professores nunca terem lutado por um ensino melhor!

As gordas fornicam melhor?

Esta coisa de um tipo estar em prisão domiciliária entupido de drogas, leva-nos a meditar sobre as coisas realmente importantes na vida. In casu, partilho com o meu paciente e desavergonhado leitor, uma temática sobejamente pertinente: a questiúncula das gordas na cama!
Antes de penetrar bem fundo na contenda, deixo um esclarecimento: uma simpática leitora, no post sobre a infidelidade do grelo disse: “Querido, acredito que as fémeas que passaram pelas tuas mãos não tenham tido o prazer de ter, CONTIGO, um orgasmo vaginal. Mas desilude-te ... qd foram a seguir à casinha com toda a certeza se presentearam com um dos clitorianos capazes de fazer esquecer para todo o sempre o teu desempenho desastroso.” Permita-me que lhe explique algo, amável leitora! Um tipo que faz uma tese de Doutoramento sobre suicídio, não tem que se matar primeiro: o facto de ser especialista nas teorias sexuais do período pós revolução vaginal, não significa que compreenda a prática: perceba, se um dia quiser fazer um texto sobre como coçar o grelo compensa o mau sexo e necessitar de uma abordagem empírica, entrarei em contacto consigo.
Regressando ao tema, começo pela glande da questão, desnudando a minha sábia posição: a mulher gorda é excepcional na cama. E quando digo excepcional na cama, não me refiro a fazer bem a cama, ou a fazer comida e levar à cama ou aquecer a cama para um gajo se deitar: refiro-me à arte da fornicação! Existem várias razões que de forma quase cientifica explicam esta premissa. E não me refiro ao mito rural de que a mulher mais … avantajada, compensa as carências estéticas com uma maior entrega ao acto sexual: isso são dislates. É consabido que por 25 Euros, 90% das mulheres entregam-se ao acto com igual esforço, deleite e fingimento!
Questionam-me por vezes, sobre o que é isto de uma mulher ser ou não boa na cama? A resposta é simples: se uma mulher quer ir para a cama comigo é boa na cama, se não quer, é uma boa merda, arrogante, tonta e cruela!
Voltando a dissertar sobre as gordinhas, apraz-me sublinhar que, gajo que é gajo, quando faz a coisa por trás, aprecia dar umas palmaditas nas nádegas: se a gaja é anoréctica, ao segundo estalo bem dado, salta com um daqueles “ais” que significam fim de festa! Mais: que atire a primeira pedra, quem não deu uma palmadita e se aleijou num osso saliente de uma qualquer escanzelada! Mas, se a tipa é gordinha, a malta pode dar vergastadas à vontade, que ela só percebe pelo barulho!
As razões para a excelência coital da mulher gorda são biológicas: desde logo, como todos os tarados sabem, a mulher gordinha tem sempre um grande par de mamas! Logo, grandes mamas, dão grandes mamadas! Por outro lado, contrariamente às restantes mulheres, as gordinhas gostam do sexo! Eu sei que está perplexo, mas esclareço-o: se a gaja é gordinha é porque gosta de comer, logo, quem come por gosto, aprecia come-lo! E não tem aquelas esquisitices sobre o leitinho sabe mal!!!
Por fim, o mais pertinente dos argumentos: não há mulher que mais cavalgue, mais se esforce, mais se empolgue durante a relação sexual que a mulher com peso a mais! Não que esteja a ter prazer, mas, porque enquanto faz o amor, sempre perde umas calorias e ajuda a emagrecer! Termino: só quem já fez com uma mulher gorda é que sabe o prazer orgásmisco de terminar de fornicar e ela sair de cima…

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

Ela, a Carolina

Carolina Salgado (que, sublinhe-se, aparece na foto de pernas fechadas...) foi ouvida hoje em Tribunal sobre Pinto da Costa e prostitutas! Fiquei curioso em saber: foi ouvida como testemunha ou perita?

O PS e a Câmara de Beja

Depois das inequívoca manifestação de vontade em concorrer à CMB por Pulido Valente, Francisco Orelha faz declarações públicas que demonstram o seu desejo. Se juntarmos ao bolo o facto do nomeado Presidente da Concelhia ser muito próximo de Rui Sousa Santos, temos uma verdadeira caldeirada autárquica!

terça-feira, fevereiro 26, 2008

Se é para estar doente...

.... bem que podia ser uma doença destas... (clicar na Imagem para aumentar!)

Porque perguntar, não devia ofender...

... fui ao Alvitrando roubar a pergunta: é verdade que todos os funcionários da gráfica da AMBAAL estão há quase um mês a coçar os respectivos testículos, sem nada para fazer, porque o DA começou a ser feito em outro local?

Veiga Trigo


O Conselho de Opinião convida Veiga Trigo, um dos melhores árbitros de sempre do futebol português. O momento da arbitragem regional e nacional, o que mudou no futebol e o homem por detrás do árbitro, irão dar o mote ao programa. Perguntas, como sempre, podem ser colocadas na caixa de comentários...

Pessoas Portadoras de Deficiência...

Bem sei que há assuntos que preferimos evitar, porque se os ignorarmos podemos fingir que não existem. Mas felizmente há pessoas melhores que muitos de nós...
Um Tributo à Cercibeja por isto, e o Conselho de Opinião dedicado ao Centro de Paralisia de Beja, para ouvir aqui!

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Perguntinha ao anoitecer...

Se um tipo liga para o Centro da Saúde e vem a casa uma enfermeira fardada fazer o seu serviço, podemos designa-la de ... Call Girl?

Post Scriptum: Piadanhas parvas à parte, aplaude-se este EXCELENTE serviço do Centro de Saúde!

domingo, fevereiro 24, 2008

Um Domingo diferente

Num Domingo de chuva, são poucas as opções que a cidade oferece aos bejenses; ir ao parque da cidade não era possível, o Mordelo está fechado, futebol é tabu e os crepes do jardim de Bacalhau são tremendamente maus! Claro que havia a opção de ir a Serpa à Feira do Queijo, mas decidi fazer algo diferente: uma tarde nas Urgências! Ainda ponderei a ida ao Centro de Saúde: sempre é mais baratinho e perto de casa. Quando lá estive este mês, foram simpáticos, afáveis e rápidos: é verdade que fiquei na mesma, mas também não se pode pedir tudo!
Assim, lá foi às Urgências do Hospital de Beja. É giro é animado e sempre dá para ver uma imensa quantidade de pessoas conhecidas. O preço do consumo mínimo, não é mau: 8,20 €, mais 1,70€ do consumo: confesso que pelo preço, sempre deviam oferecer pelo menos um shot, mas, tirando os reformados, desempregados e milhares de pessoas com salários baixos, nem se pode dizer que o preço seja mau!
Pago o consumo, fui para a triagem: gostei! A enfermeira valia o preço! E aguça o apetite: faz regressar ao tipo à adolescência, recordando tantas e tão boas fantasias, que terminavam … nas boxers! A simpática enfermeira, depois dos meus sorrisos melosos, teve a amabilidade de me oferecer uma pulseira amarela. Fiquei encantado: fez-me sentir que estava num daqueles hotéis paradisíacos das Caraíbas, onde a pulseira dá direito a comer como uma besta, beber Margaritas e dançar com mulatas.
A espera, foram três horas muitíssimo agradáveis. É verdade que teoricamente, o máximo devia ser uma hora na esplanada, mas é tão bom estar na Urgências, que nem damos pelo tempo passar: excepto, duas ou três pessoas que a meio da seca, trocaram a chuva do Hospital por um qualquer médico particular. Das três deliciosas horas que estive de pé encostado à parede, enterneceram-me dois momentos: a excitação nervosa, sempre que a voz sexy de uma enfermeira esganiçada chamava alguém (sendo que, o escolhido, desfilara arrogante por meio dos mortais, verdadeiro premiado no Euromilhoes) e a análise da fauna das urgências: os inexperientes totalmente perdidos, os curiosos vasculhando os cantos da casa, os sensíveis que passam o tempo na rua a fumar, os ratos da Urgência que já conhecem todos os que por lá andam, os queixinhas que dizem mal dos Governos e o educadinho, que chama nomes as funcionários do Hospital!
Infelizmente, as minhas meditações foram interrompidas, como logo três horas depois, fui convidado a transpor a porta verde, penetrar no Vale Encantado das Batas Brancas e Azuis (aquilo é mesmo assim ou é o resultado da má lavagem das batas?).
Entrei e simpaticamente fui convidado a deitar-me na Marquesa! Olhei ao lado e só via plebeias, pelo que perguntei, onde estava a Marquesa com a qual me podia deitar! Lá me explicaram, que era apenas uma marquesa.. O Senhor Doutor, falava castelhano! O meu leitor que me admita o preconceito, mas apesar de gostar muito das espanholas, adorar espanholadas, nunca tive especial estima por espanholitos! Ainda tive para picar o gajo e falar-lhe de Aljusbarrota, mas tive um ataque de bom senso: não me pareceu precavido, estar a irritar o tipo, porquanto a dor era nas costas e não estava com vontade de tirar as calças e virar-me de costas para um espanholito excitado…
Ele gostou de mim! Tanto, que quis imortalizar-me e mandou-me ir tirar umas fotos especiais. E eu, fui, que sou parvo mas bem mandado!
Quando regressei da sessão de fotografias, o meu espanholito já me tinha trocado por outro paciente qualquer (estes gajos não são de confiança), pelo que fui conduzido a outro doutor! Que tinha cara de especialista! Sei pouco dos métodos da Pide, mas desconfio que este tipo fez lá o estágio: se aquilo que o gajo me fez não é tortura, então não sei o que a palavra quer dizer! Uma amiga dizia que a pior dor do mundo era ser enrabada por um preto: um dia logo lhe apresento este médico! É que com este, não dói ao inicio e depois melhora: cada segundo, foi pior que o anterior! E, deitado noutra marquesa, sendo penetrado pela pila fininha de um enfermeira que me injectava, dei comigo a perceber: com tanto local para ir num Domingo à tarde, porque razão as pessoas decidem ir a um Hospital?
A resposta, veio depois, num papelinho: cinco dias de gazeta a expensas do Estado. Agora, se um gajo não se consegue mexer, nem para dar uma mal dada, que faz 5 dias na cama?!!!

Que delícia de Domingo...

sábado, fevereiro 23, 2008

Eu gosto...

... do Instituto de Meteorologia! Acho enternecedor a forma como nunca acertam...

O Beijo de Schiele (1912)

Cometo a blasfémia de adulterar o nome de baptismo da obra, escondendo do meu bom leitor que quando Egon Schiele decidiu revisitar o Beijo de Klimt, oferecer-nos a sua visão do mítico beijo, consagrou o quadro com o nome de Cardeal e Freira.
Não consigo contemplar este quadro de Schiele sem o comparar com o de Klimt; num primeiro olhar, quase sempre tonto e imbuído de preconceitos, vi nas cores de Klimt o contraste com um soturno Schiele, como se o primeiro tornasse intemporal o amor puro, sublime, a paixão adolescente e o segundo dedicasse a sua arte aos amantes furtivas, que se escondem na penumbra, relações proibidas.
Mas será esta a leitura correcta? Será imoral e pecaminoso o beijo apaixonado que o Cardeal rouba à freira? Ou, na penumbra deste beijo, os tons escuros e discretos, encobrem dois amantes perdidos e confusos, que temem as convenções sociais, que caminham dispersos extraviados por estradas que desconhecem o destino, que são empurrados para as sombras, impedidos de viver em liberdade a pureza do seu amor!
Se Klimt pinta o seu beijo com tons de sol, o beijo escuso de Schiele é desenhado em tons sombrios, remete-nos para a magia da noite, o mundo oculto dos sonhos, recordando-nos que o amor se pode pintar com diferentes tons!

sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Divagando sobre cheias...

Por estes dias as imagens das cheias, marcaram a semana. Mas não foram as cheias que vitimaram portugueses e que causaram prejuízos de difícil reparação, especialmente em famílias com parcos e miseráveis recursos!
Não se culpe a natureza pelas lágrimas e sangue que marcaram o inicio desta semana. O verdadeiro responsável é a irresponsabilidade portuguesa. Nas últimas quatro décadas as cidades cresceram de forma miserável, sem qualquer resquício de ordenamento de território, o triunfo do betão sobre a natureza, repetindo-se crimes ambientais, uma construção selvática em locais que não reuniam as condições mínimas; e não nos iludamos: o resultado não é apenas uma tragédia ambiental, como é uma fonte de erupção de enormes problemas sociais!
O que as televisões nos mostraram por estes dias, que repetem cenas que antes já vimos, é o produto de construções erráticas, despeito pelos cursos dos rios, edificações em locais proibidos, modificações irresponsáveis e criminosas nos PDM, a cedência aos grandes interesses, uma terrível política de financiamento das Autarquias, que permitiu criar um verdadeiro pânico urbanístico, do qual, nos anos vindouros, muito nos vamos arrepender!
Não se procure na minha palavra, porque não vão encontrar, o disco riscado das críticas ao capitalismo. Não é um sistema que eu goste, mas desconheço um melhor! Não sou daqueles que levanta a bandeira das desigualdades sociais e diaboliza as grandes empresas. Nunca esqueço que as grandes empresas já um dia foram pequenas, nem defendo que ser rico seja crime. Quero viver numa sociedade em que existam desigualdades, mas que todos tenham igualdade de oportunidades, possibilidade de terem acesso aos seus sonhos: não me chocam desigualdades, quando baseadas no esforço, no trabalho, no mérito, no Direito e na ética. Da mesma forma que me envergonha que continue a ser possível enriquecer à custa de ilegalidades e imoralidades, com conivências criminosas de poderes centrais e locais, em total desrespeito pelos mais básicos dos trabalhadores e dos cidadãos.
Gostaria de terminar com uma nota de optimismo, acreditando que as mortes desta semana pudessem agitar consciências. Mas não estou optimista: a chuva, por mais agua que seja, não lava a falta de vergonha…

Porque hoje é 22...



... é dia da idade de Cristo! Será que aos trinta e "tês" ainda se podem aproveitar os bons momentos da vida? Uma erecção de quatro horas, correr a maratona dentro do automóvel, chatear os tipo do PCP e conseguir escrever e dizer inacreditáveis disparates, conseguir discretamente espreitar um decote e, não perder a capacidade de sonhar!

quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Coisas... II

Estar num café e ver uma miúda com olhar encantado pedir um chocolate à mãe, e a mãe não comprar, por não ter dinheiro suficiente, é das coisas que me parte o coração e entristece para o resto do dia...

Coisas... I

O meu carrinho quase que foi albarroado no caminho para o escritório! Tudo isto porque um idiota estava a conduzir distraído a babar-se para uma gaja! Eu aceito e compreendo que um tipo tenha um acidente a olhar para uma gaja boa! Mas... a olhar para uma tipa feia e vestida, é patético!

Publicidade...

Recebi por sms e deixo aqui uma nota publicitária: no próximo dia 1 de Março, no Clube dos Sargentos, o Grupo de Forcados Amadores de Beja realiza a sua primeira aparição pública: uma noite de fados!!!
Achei...ternurento! Não me interpretem mal: nada tenho contra forcados! Se um tipo é homossexual não assumido e a forma que tem para se divertir é vestir colans para ser agarrado por trás por outros gajos, é algo que respeito! Como até tenho uma certa simpatia pelo tipo que se presta a esta figura só para tentar enrabar um touro! E, sou honesto: acho mais graça a forcados a cantar fado que a agarrarem um touro ensanguentado!
O que os meus leitores não sabem, porque vamos inventar em primeira mão, que Defensores dos Direitos dos Bois, para boicotar a iniciativa, vão organizar um concerto de Ópera! Alertadas para esta luta musical, a Associação de Prostitutas de Bragança, vai organizar umas jornadas de divulgação do vira do minho...

Rapidinhas da Imprensa...

Segundo a Rádio Voz do Município, a Câmara Beja vai ter tolerância zero com os cães perigosos: saúda-se que haja uma actuação antes do morrer alguém!
A Rádio Pax volta a falar da criminalidade junto à Escola de Santa Maria: pois... é a diferença entre o preconceito e a realidade! Urge actuar... Já começa a chatear, pela recorrência!
Ainda, na RP, Paulo Arsénio diz que saí da Concelhia do PS com tristeza e desilusão! Gosto do Paulo Arsénio é acho lúcidas as suas palavras: não acho que o responsável seja ele, mas foram anos negros para o PS-Beja! Mas será que vai mudar para melhor? Estou céptico...

A infidelidade do grelo

Esta semana medito com o meu leitor sobre as causas que explicam que uma gaja seja infiel; que razões ocultas existem que justificam o corno macho! O meu bom amigo, vai dizer-me que uma tipa é infiel porque é uma grande cabra, incapaz de reconhecer o valor do parvo do macho que a atura! Discordo: se em parte é verdade, podem haver razões que a própria cabrice desconhece!
Para
responder a esta intrincada problemática importa penetrar na mente da mulher infiel, de forma a aquilatar da sua motivação: a motivação masculina é simples: Deus deu-lhe aquilo para ele brincar e ele sente-se constrangido a deixar que todas as criaturas de Deus possam usufruir do brinquedo! Bem analisadas as coisas, trata-se de uma manifestação de altruísta generosidade! Mais. Num momento histórico em que há tanto grelo desesperado, não dar uma queca de consolo seria um vergonhoso acto de falta de caridade cristã, um verdadeiro pecado, punido pela Santa Igreja!
No caso da mulher, depois de intrincada investigação experimentalista e recolhidos os depoimentos de um bando de pegas, posso garantir que a razão que leva a mulher a mijar fora do penico, são os filmes de Hollywood, as novelas da TVI e o coelho da Páscoa.
Antes de ir ao coito da questão, deixe-me só explicar ao meu paciente leitor, como é contra-natura a mulher ser infiel: repare-se na expressão histórica: mijar fora do penico! No homem compreende-se: por mais cauteloso que seja, há sempre a puta daquela pinga que vai parar ao chão. Até nos homossexuais isso acontece! Agora, no caso das gajas: para a mijadela sair do penico, ou tem que ser extremamente badalhoca ou um pouco ao dar para tonta. Por fim, ainda no que concerne ao brocardo popular, se é fácil de entender que se use a expressão penico como sinónimo de mulher, é um disparate aplica-la aos homens!
Mas, vamos à vagina do problema: porque uma mulher é infiel? A resposta é a procura do mito do orgasmo! A mulher procura o sexo pecaminoso, a pila extra-conjugal, imbuída na procura do mito urbano de que o orgasmo feminino existe! Imbuídas por mitos tontos e idiotas, acreditam que os espasmos que algumas dizem sentir, as contracções nos músculos pélvicos, a sensação de euforia, em alguns casos misturada com verdadeira diarreia verbal, procuram na pila do vizinho, o que não encontram no pénis conjugal!
De uma por todas, minhas boas amigas e amigas boas, compreendam: o orgasmo feminino não existe! Bem sei que há sempre a prima de uma amiga que já teve, mas isso é tão irreal, como a treta do roubo de órgãos no cinema, as caves dos restaurantes chineses, o homem fiel ou o puto que na Caixa Geral Depósitos disse que tinha visto a boca da mãe no pau do pai! Aquilo que algumas pensam ser orgasmo, está cientificamente provado, que é um peido vaginal! O que tem lógica: depois de 8 minutos a levar bombadas, o ar tem que sair, sendo que ao sair o peido, há aquele tremor e satisfação física! Mas… são apenas peidos! Por isso, se conhece alguém que se gaba de muitos orgasmos, não passa de uma reles cagalosa!

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Notas...

Hoje é dia de lançar notas: antes de alguém pensar em queixar-se... leia esta notícia!
Penso que está tudo dito...
Adenda: A notícia está actualizada e explica que a faca estava escondida na ... Bíblia!

Algo bem feito...

Conforme informa a Rádio Voz do Munícipio, "A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Beja - Grupo de Prevenção - realiza hoje, no anfiteatro da Escola Secundária Diogo de Gouveia, workshop sobre “Comportamentos de risco e doenças sexualmente transmissíveis”.
A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Beja - Grupo de Prevenção - realiza hoje, a partir das 14.30 horas, no anfiteatro da Escola Secundária Diogo de Gouveia, um workshop, para adolescentes e jovens entre os 12 e os 17 anos, inserido no projecto “Afectos e Identidades”, sobre “Comportamentos de risco e doenças sexualmente transmissíveis”.

terça-feira, fevereiro 19, 2008

Casou com o cão...

A notícia está no PortugalDiário e está a causar uma estranha hipocrisia: "Uma menina indiana de sete anos casou esta terça-feira com um cão para cumprir uma tradição tribal. O casamento de Pushpa (a noiva) faz parte de um ritual para afastar o mau olhado!"
Não compreendo porque isto é notícia: tenho vários amigos que causaram com cadelas e nunca apareceram no jornal...

Não gosto de Comissões de Utentes...

Defendo o Direito Constitucional ao preconceito, mesmo quando possa ser parvo; o que até pode ser o caso deste. Mas, abomino as chamadas comissões de utentes: em regra, são um conjunto de tomtos, que apenas se representam a si próprios, não raramente imbuídos de motivações bem diferentes daquelas que assumem!
Por isso, acho piada que a Comissão dos Utentes do CEntro de Saúde de Ferreira do Alentejo diga que a reunião que organizaram estava deserta porque as pessoas se ... acomodaram!
Já ponderaram a possibilidade de ninguém ter ido à reunião, porque o povo não é estúpido e não gosta de ser usado? É só uma ideia...

Adenda Fora de Contexto: Há tango no blogue: vejam o video de Monica Bellucci, filmado em Lisboa para a Intimissimi e digam-me se não apreciam ... o tango!
Nota: confesso que não tinha reparado, mas parece que no vídeo aparece um rapaz com nome de bolo: José Fidalgo, com musiquita do Gotan Project!

A Moderna de Beja e o Engenheiro

A notícia é servida pelo Diário de Notícias: "O Ministério do Ensino Superior está a investigar um protocolo "manifestamente ilegal" entre o Sindicato Nacional dos Engenheiros (SNE) e o Estabelecimento de Ensino Superior de Beja Dinensino), que permitiria a bacharéis a obtenção de "licenciaturas pré-Bolonha" em Engenharia Civil, Gestão de Empresas ou Informática de Gestão, bastando para tal a frequência de seis a nove seminários presenciais - o número dependia da experiência e do currículo - a terem lugar aos sábados.
O "protocolo", que uma mensagem no site do sindicato, assinada pelo seu presidente, Oliveira Pinto, descrevia como "uma aceleração sem precedentes na qualificação dos bacharéis", previa um custo para as formações entre os 385 euros (sócios do SNE) e os 655, com as inscrições a decorrerem até ao dia 29 de Março. "
Por razões óbvias, desta única vez concordo com a decisão do Ministro da Ciência (a que chamam também do Ensino Superior); mas, será que sou o único que acha irónico o Governo do licenciado em Engenharia Sócrates a impedir licenciaturas aceleradas em Engenharia?

Não compreendo...

... as pessoas que dizem mal do Primeiro Ministro José Sócrates e dizem que tem feito muito mal ao País! Preferiam que ele continuasse a fazer projectos de engenharia, como o da foto?

segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Uma trovoada destas...

... deixa qualquer grelo doido...

Ai, Timor..

A posição dos portugueses face aos recentes acontecimentos em Timor é o produto da soma de quatro factores: nostalgia do colonialismo, vergonha, ignorância e o complexo do super homem! Independente de o assumirmos, são muitos os saudosistas das colónias, que encontrem em Timor o único território onde podemos ter alguma influência pertinente. Por outro lado, temos todas as razões para sentirmos vergonha da forma como abandonámos Timor, da indiferença com que até ao Massacre do cemitério vetamos aquele povo que fala e sente português. Por fim, os dois últimos misturam-se num único pressuposto: não fazemos a menor ideia do que se passa em Timor e aceitamos sem questionar qualquer história mal contada, mesmo quando se responsabiliza alguém por atentar contra uma pessoa, uma hora depois de estar morto. Na nossa busca de heróis, endeusamos Xanana Gusmão, sendo que todos os que estão contra ele, fazem parte do universo dos Maus. (grupo, no qual também me incluo, porquanto, também me atrai a figura simpática de Xanana, embora ignore por completo o seu pensamento, percurso e prática política).
Se Portugal fosse um País a sério, já teria exigido que uma Comissão Independente investigasse esta história terrivelmente mal contada! Mas, se isto fosse um País, alguém já teria perguntado, porque raio temos militares no Kosovo…

Sinto-me...

Pedagógico de manhã, Estatutos de tarde e exames pela noite! Ninguem merece...

Chuva, chuva e um pouco de chuva...

Fim de semana de chuva aqui pelo burgo. Pessoalmente, acho que a culpa é do Presidente da Câmara! Se Beja fosse uma cidade bem governada, apenas chovia de madrugada, para não incomodar os munícipes!

domingo, fevereiro 17, 2008

Sobre esta coisa do Kosovo...

... há por aí alguém amável, que com paciência e carinho me explique, porque deve o Kosovo ser independente e outras regiões (como o País Basco) não podem?

O Buraco do Rossio...

Foi ontem inaugurado o Túnel do Rossio: uma obra tipicamente portuguesa, com a típica lusitana derrapagem de custos e não cumprimento dos prazos, com dislates pelo caminho.
Mas... senti-me comovido ontem ao ver na notícias os largos milhares de lisboetas que foram aproveitar o facto de não se pagar o comboio, enchendo a estação... Delicioso! Sem dúvida, uma obra Tuga...

sábado, fevereiro 16, 2008

Regiões, não, Obrigado!

Espartilhar o País em cinco (ou oito), não obrigado...

Mona Lisa, por Basquiat

Jean-Michel Basquiat (1960 - 1988)

Definir Basquiat é a definição do indefinível: de certo modo, encontramos neste artista toda a complexidade de Nova Iorque dos anos setenta, uma mescla de origens e culturas, com especial incidência para a cultura afro-latina, que começa a expressar-se nas ruas!
Basquiat, como vários artistas da sua geração, encontra a primeira tímida projecção nos grafites, cujo trabalho assinava como SAMO SHIT, que, na língua de Camões se traduz por “sempre a mesma merda”, curiosa expressão, que em meados do ano passado teve grande projecção no meio cultural bejense…
Mas, para o reconhecimento do seu imenso talento, teve de esperar por 1980, quando um crítico de arte se debruçou sobre o seu trabalho, ainda insípido, iniciando uma curta carreira que o imortalizou num complexo mundo da arte, como um dos melhores artistas da sua geração. Com as primeiras exposições, trava amizade com os génios da Pop Art, Andy Warhol e Keith Haring: é também nesta época que assume uma relação amorosa com uma (então) desconhecida cantora, de nome… Madonna!
Com vinte e poucos anos, Basquiat tinha conquistado praticamente tudo; vivia na mais fascinante cidade do mundo, tinha dinheiro e fama, mulheres deslumbrantes, via aberta para as mais exuberantes festas, sendo-lhe permitido todos os prazeres. Especialmente os proibidos. Um cocktail de cocaína com heroína, aos 28 anos, ajudou a fazer dele um ícone da pintura do século XX!
Em Mona Lisa, conseguimos descobrir algumas das características que o definiram: um estilo quase ingénuo, a influencia da anatomia da cidade de Nova Iorque, a cruel violência destrutiva, uma mescla entre o sofisticado e o popular, onde o texto de funde com o desenho, na busca da trilogia que dizia pintar: realeza, heroísmo e as ruas!

sexta-feira, fevereiro 15, 2008

Serviço Nacional de Saúde Inglês...

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) do Reino Unido lançou uma campanha, que tem como objectivo promover o sexo como alternativa ao ginásio, uma vez que acredita uma arma na luta contra a obesidade e como remédio para problemas cardíacos.
A ideia, disponível no site do SNS, incentiva os britânicos a terem mais actividade física, principalmente aqueles que dizer não ter tempo para ir ao ginásio. «A solução», diz a página, «está em casa, debaixo dos lençóis». (ver notícia aqui).
Enquanto o nosso Governo anda a baixar o IVA nos ginásios o Governo inglês aposta no vaginásio! Muito em breve, espera-se que o recurso a prostitutas seja comparticipado pelo Estado Inglês, sendo que se estão a desenvolver esforços para estabelecer preços especiais para portadores de cartão da ADSE!

Prazeres efémeros de uma noite de lua cheia...


Senti penetrar-me no estômago aquele delicioso e raro frio, que nos consome, vestido de nervosismo, um olhar fulminante que nos aguça o desejo, forte, negro, meloso, quente, um sorriso, um olhar de encantamento, misturado com os odores mágicos da noite. Porque escamoteá-lo – porque a verdade quase sempre deve ser dita – deixei-me envolver pela música, dançar com o álcool, perder-me no mistério do desconhecimento, no desejo por encantamentos efémeros. Ela estava perto, acessível, disponível vestida com roupas de pecado, a beleza do fruto proibido, o feitiço do que não é permitido.
Os meus viram os dela, que me furtaram o olhar, uma tortura de sentimentos confusos, o afrodisíaco medo que nos conduz ao êxtase ou à loucura. Se é que o êxtase não é a contra face da loucura…
Fui ao bar, pedi mais um copo do veneno da noite, acendi um parvo de um cigarro, tentei mergulhar nas minhas divagações, até que a realidade me roubou ao mundo dos sonhos, um friozinho que me varreu as costas, uma gargalhada e um olhar colado no meu, agora junto a mim, de uma desconhecida que me sorria com o desejo nervoso da timidez descarada!
Senti-me cobarde, incapaz de lutar contra o fado da noite, fraco para me revoltar contra o hedonismo dos corpos insaciáveis. Por instantes, ainda que breves e tímidos momentos, perdi a racionalidade quase lúcida e deixei-me guiar pelo calor dos olfactos, perdido no tacto!
Mas dentro de mim, senti, rebelar-se um sentimento confuso, uma força maior que eu próprio, que me ordenava que aquele já não podia ser eu, que aquele era o local onde não podia estar, um sentimento forte, inexorável, que me fazia arrastar, fugir dali, correr para outro lugar, onde encontrasse uma pacatez tranquila, longe dos olhares dos outros! Hoje, que passou algum tempo, posso confessar que fugi, que corri dali como um louco, doido desvairado, tendo na mente um único e tortuoso pensamento:
- puta da diarreia que me estragou a queca!

Inveja Pura e Dura...

Não faço ideia quem é a Sandra Serra que escreve crónicas no Correio Alentejo: mas a tipa escreve bem que se farta! Até dá vontade de a espancar! Ou de a elogiar neste blogue...

Fusão Nerbe/ Associação Comercial

Durante o próximo mês vai escolher-se o novo Presidente da Associação Comercial de Beja, sendo que, mais para o fim do ano é a vez do Nerbe ir a votos.
Sem procurar diminuir ou denegrir os saudáveis esforços de quem dirige estas Instituições, a verdade é que, quer uma quer outra, paulatinamente foram perdendo a sua capacidade de intervenção social. Curiosamente, em ambos os casos, até são lideradas por pessoas com peso político, que no passado ocuparam lugares de destaque, empresários que se impuseram nas suas labutas e, sendo homens ligados a partidos, goste-se ou não, reconhecemos-lhe independência!
Mas a verdade, por dura que seja a evidencia, é que ambas as Instituições não conseguem cumprir a sua missão, sendo ineptas para ser uma alavanca de desenvolvimento do tecido empresarial da cidade.
Não escondo que defendo uma fusão das duas: se a curto prazo, velhos do Restelo vão encontrar dificuldades, nada obsta que comecem a trabalhar em conjunto, facilitando uma fusão futura. O seu âmbito e objectivos são praticamente os mesmso, não existindo qualquer justificação para que uma cidade sem tecido empresarial relevante, espartilhe recursos entre duas Instituições hoje moribundas. Mais: por mais inconveniente que seja a afirmação, este poderia ser um projecto dinâmico, aberto a outras Instituições, mormente as ligadas à agricultura…
Em conjunto, não apenas reduziam custos, como optimizavam recursos, caminhando na direcção da profissionalização e conseguindo incrementar os serviços que prestam aos seus associados: é possível fornecer mais serviços, susceptíveis de gerar receitas próprias, como seria exemplo os serviços jurídicos, apoios à gestão, uma formação profissional, coerente com as verdadeiras necessidades das empresas e em parceria com o Instituto Politécnico de Beja, evitando-se a dispersão da oferta. Por outro lado, uma Associação Comercial e Empresarial forte, poderia ser parceiro privilegiado num muito necessário projecto de empreendedorismo, quer pela criação de uma incubadora de empresas, quer no apoio à inovação e desenvolvimento.
Num momento em que o Alentejo tem que mudar e modernizar-se, não pode ficar tudo na mesma, agarrado a um passado que nunca mais volta…

quinta-feira, fevereiro 14, 2008

A caminho de Beja,.. (actualizado)

Jorge Pulido Valente foi entrevistado pelo programa Directo ao Assunto. Pelo que hoje sublinha a imprensa, as últimas dúvidas caíram: JPV quer ser candidato à Câmara Municipal de Beja e sabe do que está a falar. Para conferir amanhã, depois das 18h!

Adenda fora de contexto: Contrariando as más línguas (mormente a minha que, sendo má língua, é muito hábil!!!) a deputada do PS Eugénia Alho afinal existe e conseguiu uma nota de imprensa: e aqui!!
ADENDA: Ouvi agora a entrevista: parece-me inequívoco: Pulido Valente quer ser candidato à Câmara de Beja. Tem obra feita e parece ter uma ideia para Beja. Será que a Concelhia do PS ouviu a entrevista? Ou será que o misterioso acordo nas eleições concelhias, tem candidato no bico?

Última Hora...

Não, não vou falar de António Lança ir treinar o Desportivo de Beja; nem da lesão daquele coxo do Benfica, que deverá obrigar o espanholito a tomar juízo!
O que pretendo sublinhar é a medida da Inspecção de Trabalho tornada publica em dia de S.Parvos: Começar a fiscalizar o assédio sexual no local de trabalho! As empresas começaram por limitar o acesso à internet, depois o Estado proibiu o pessoal de fumar e agora, a IGT quer impedir um gajo de galar as colegas e mandar bocas ordinárias! Alguém me explica o que querem que um tipo vá fazer ao emprego? Trabalhar????

Dia dos namorados...

Obviamente que o tema teria que ser este; comemora-se hoje o dia mais patético do ano: dia dos namorados, também designado por dia da queca oficial obrigatória! Comemorar este patético dia, faz-me lembrar aquela história do casal que comemorava 20 anos de casamento e mandou matar um porco: como se a culpa fosse do porco!!!
Para os mais incautos, é bom que abram os olhos (não leitoras, agora não me refiro ao olho do recto!): este dia é uma invenção do capitalismo comercial, da banca e das farmacêuticas! Explico: as grandes empresas inventam estes dias para conseguirem vender as tretas que ninguém jamais compraria, como aqueles estúpidos cartões, os ursinhos, vibradores, perfumes e flores! As farmacêuticas, têm neste dia um record de vendas, mormente prozac para as gajas sem gajo e viagra para os gajos com gaja. Finalmente, a Banca ganha imenso dinheiro, porquanto este é o único dia do ano em que o pessoal paga os hotéis das rapidinhas com os cartões de crédito. Aliás, este é o único dia do ano, em que os casais vão aos motéis, um com o outro!
Comemorar o dia dos namorados, é tão absurdo como fazer uma festa em Nova Iorque a 11 de Setembro ou criar um feriado judeu para festejar o genocídio.
Eu percebia que se comemorasse o dia dos sem namorado, que podia perfeitamente ser denominado o dia do Grelo Abandonado. Bem sei o que me vão dizer, que o dia do Grelo Doido já se comemora, baptizado como Dia da Mulher! Mas é pouco: todos os dias são poucos para se solenizar a libertação do grelo.
Por mim, defenderia a evocação do Dia sem Namorado, com bares e restaurantes abertos apenas para quem alegasse e provasse estado de solteirice, com bar aberto, comidas e sofás, permitindo o desencalhamento de carenciados! Até se podia instituir um dress code, em que as gajas tivessem de levar ligas e dispensar a lingerie, usando os fios dental como fossem brincos e dando liberdade as mamocas constrangidas nos castradores soutiens; e eles, nesse dia, mesmo sem precisarem, podiam tomar um banhito, usar perfume, não necessariamente abichanado e umas cuecas sem manchas castanhas atrás! Os restaurantes fariam ementas especiais, com chouriço e linguiça de entrada, marmelada com queijo de cabra, bacalhau para todos como prato de peixe(ou uma punheta de bacalhau), salsichas enroladas em grelos de couve a acompanhar uma saladinha de tomate e pepino, feita na bimby, bananinhas com chantily para a sobremesa, podendo o repasto ser acompanhado por champagne de azeitona e um shot de B69!
Seria assim uma espécie de noite de quinta-feira, mas em grande e sem operações STOP. Nem operações de fiscalização pela PSP!

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

O Baal 21

(foto gamada ao Alvitrando)

Nunca tinha falado aqui do Baal 21; sempre o achei um movimento um pouco misterioso; inclui muita gente que gosto, gente boa da nossa terra, genuinamente preocupada com a defesa dos interesses de Beja, mas... o meu cepticismo sempre me motivou a pensar que ocultas razões estariam na sua génese. O tempo dirá se estou enganado ou se estranhamente estou certo!
Falo hoje do movimento, quando olho para um calendário do movimento, que parece que vai virar outdoor!
É dedicado ao IP8, aparecem muitos carros numa estrada má e um tipo com cara de parvo (de certeza lisboeta) que grita "Porreiro, Pá!" Gostei! Tem criancinhas, velhotas, um burro, coelhos um tractor, cabras e ovelhas! Depois deste calendário, tudo fica mais fácil!

terça-feira, fevereiro 12, 2008

Noite de Namorados, no Frango à Guia

Viagra e Prozar recomenda!

Porque perguntar, não devia ofender...

Começo por fazer referência para o que há muito escrevi: eu gosto do Camarada Jerónimo de Sousa! Acho-o um homem bom! Mas... algo me inquieta neste triste e leda madrugada, por isso deixo uma pergunta: é prática da Câmara Municipal de Beja receber os líderes dos partidos políticos que visitam a cidade?

Em defesa do ex-Ministro Correia de Campos

É um daqueles post que antes de escrever já estou arrependido! Independentemente da caixa de comentários se encher de insultos, temo que serei mal interpretado: afinal de contas, Correia de Campos foi eleito a besta negra da política portuguesa!
Sempre deixei escrito nas entrelinhas, a minha simpatia por algumas das medidas que se quiseram tomar, algumas de extrema necessidade. A única forma de salvar o Serviço Nacional de Saúde é introduzir modificações: pretender deixar tudo na mesma, é matar o SNS. Como alguns querem ignorar, outros tentam fingir que não sabem e muitos interesses desejam que aconteça!
Com a cumplicidade de quase todos, sucessivos Governos, por inércia e cobardia, têm contribuindo para destruir um dos mais imponentes símbolos de uma sociedade solidária. E o resultado é visível: em Portugal gasta-se demasiado para ter acesso a um insuficiente sistema de saúde! O nosso sistema de saúde, está … a saldo, preso pelo poderosíssimo lobie das farmacêuticas, que nos impingem por preços exagerados, comprimidos que não necessitamos, em caixas demasiado grandes, por uma classe médica cuja deontologia profissional demasiadas vezes se espelha apenas nas contas bancárias, centros de saúde onde se trabalha muito pouco e mal, oferecendo uma ilusão de segurança e muita ociosidade.
Pelo que fica escrito, Correia de Campos tem razão: exige-se o encerramento de falsas urgências, urge combater a indústria milionária das farmácias, obrigar os médicos a trabalhar mais, sendo a “marcação de ponto” um bom inicio, investir nos cuidados primários, dotar o INEM e os bombeiros de meios, de forma a que os doentes cheguem a tempo útil a um local onde efectivamente possam ser tratados. O que Correia de Campos defende, aproximaria Portugal do que de melhor se faz na Europa!
Apenas… um pequeno lapso do ex-Ministro: estamos em Portugal: e não se pode ter um sistema de saúde moderno num país atrasado culturalmente!
Os nossos bombeiros (que muito respeito) têm muitíssima boa vontade, mas falta-lhes competência para a missão que lhe quiseram confiar; os pacientes, são péssimos pacientes, que confundem a necessidade com a ida ao médico com a correria para as urgências, que se enchem de pessoas que não deveriam lá estar; não há médicos suficientes para os hospitais e ambulâncias: e a intolerância altiva, impede esta classe de legitimar outros técnicos de saúde para praticar actos necessários; o INEM, pedra angular do sistema proposto, é insusceptível de realizar a tarefa que lhe quiseram confiar: por mais que se gaste em formação dos técnicos do INEM, do outro lado da linha vai sempre estar um… Tuga! E não podemos construir um sistema de saúde, nos quais um cidadão completamente desinformado tem um papel fundamental! O ex-Ministro tinha toda a razão:esqueceu-se era do País onde estava…

ASAE: Momento Histórico...

Pela primeira vez na sua histórica a ASAE apreendeu alimentos que efectivamente estavam estragados! Para comemorar, o chefe da ASAE fumou um charuto!

segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Blogues de Beja

Ali ao lado, apareceu uma nova secção, dedicada aos blogues de Beja. A ideia é tentar reunir o maior número de blogues da cidade. Ajude-me a alargar esta lista!
Caso algum dos bloggers se incomodar por ter link desde este mal frequentado blogue, basta informar o seu desejo de sair da listagem!

O Desportivo de Beja...

... está um clube mais modernaço. Segunda a Radio Voz do Município informa, até já está na lista do Fisco.

Atentados em Timor...






















A notícia ainda é nebulosa, mas Xanana Gusmão e Ramos Horta foram vítimas de atentados. Recordo o que escrevi, ainda este blogue era uma criança! Muitos não gostam, mas ... é o que chama... verdades inconvenientes!

Coisas...

Numa excelente iniciativa de Daniel Oliveira, o blogue Arrastão está a realizar uma peregrinação pelos blogues regionais: esta semana falou sobre Beja e nomeou como blogue da semana o Praça da República. Justíssima a homenagem: o Praça é o melhor blogue da região, uma referência para muitas pessoas, entre os quais eu próprio. Digo-o desde há alguns anos e não é por uma ou outra divergência com o João Espinho que mudei de ideias!
Diferentemente do Viagra e Prozac que é apenas um espaço de palavras, reflexões e parvoíces, o Praça é um blogue a sério, com condições para ombrear com qualquer blogue nacional. Por isso, foi com emoção e vaidade que recebemos as simpáticas palavras que o Arrastão dedica a este humilde e mal frequentado blogue. Assim, fica o agradecimento!

Fora de contexto! Numa caixa de comentários aqui para baixo, trocam-se frases fortes, mesmo alguns insultos e insinuações. Algumas que me são dirigidas! Eu bem sei que sou ingénuo, mas não completamente parvo! Compreendo que quando faço algumas críticas, quando exponho as minhas ideias, acabo por visar pessoas. E percebo que as mesmas se sintam melindradas! Não ignoro que têm família e amigos e que se sintam injustiçados: ninguém gosta de ser alvo de crítica! Por isso mesmo, sempre desvalorizei as "bocas" que me mandam! Entendo ser natural que quem se sente acossado, responda. E, no calor da emoção, perca alguma objectividade e racionalidade! São coisas da vida: como é natural que as pessoas que ocupam determinados cargos, compreendam que estão sujeitas a críticas: gostem ou não...

domingo, fevereiro 10, 2008

Serviço Público?

Porque raio insistem em dar o Benfica na televisão? Ainda por cima a um horário que as crianças podem assistir? Ver aquilo, pode causar danos mentais irreparáveis!
Seja um bom pai/mãe/madrasta/amante: não permita que os seus filhos assistam ao Benfica de Camacho!

Jardim do Bacalhau...

Há uns tempos atrás, expliquei o que significa o nome! Mas.. o que me move hoje é outra coisa: gosto do café do Jardim do Bacalhau (não me canso de repetir o nome!)
Tem os piores crepes de chocolate do mundo: mas o serviço é bom, são simpáticos e esforçados! O crepe é terrivelmente mau: mas até é bonitinho!

sábado, fevereiro 09, 2008

Metamorfose de Narciso, por Dalí (1937)

Salvador Dalí (11 de Maio de 1904 – 23 de Janeiro de 1989)

Por incompreensíveis razoes das quais apenas posso sentir vergonha, cometi o terrível lapso de esquecer Salvador Dalí! Penitencio-me esta noite, apresentando a Metamorfose de Narciso, uma obra em que o génio catalão revisita as alegorias da mitologia grega, nomeadamente Narciso! Segundo uma das versões da lenda o jovem Narciso ao contemplar a sua imagem reflectida num espelho de água, apaixona-se pela sua própria beleza, perdendo-se numa contemplação suicida, que o leva a morrer afogado no lago, quando definha na água.
Na versão de Dali sobressai que Narciso não parece encantar-se com a sua beleza; de nos determos na personagem, concluímos que o mesmo não parece contemplar a sua estética, mas parece maravilhar-se com os seus pensamentos, um narcisismo de cariz psicológico, embevecido com as suas ideias, numa postura de arrogância intelectual, autismo face à diversidade de pensamento.
Quando ao resto… é Dalí! Nesta pintura são incontornáveis as influências dos Mestres do Renascimento, o tema clássico, revisitado com tons fortes, pinceladas quase fotográficas que se misturam com reminiscências de uma vivência forte, onde se mistura com a elite cultural do século XX, surpreendendo com a arrogância da sua postura e a irreverência do seu trato, que em conjunto o congratularam como um dos melhores pintores de sempre.

sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Férias???

Depois de uma triste maratona a corrigir exames, o fim de semana será dedicado a "pensar Estatutos"! Se já não gostava muito do Excelso Ministro Gago, hoje ainda gosto menos dele...
Há coisas mal escritas, mas o novo Decreto-Lei do Ensino Superior, abusa...

Porque é sexta-feira...

... a Câmara Municipal do Burgo vai colocar esta placa em todas as entradas da cidade. Beja regressa na segunda...

Conversas de Café...

"-Viste aquela cena em Ferreira? Há 6 médicos e 4 estão de baixa!
- Treta: o que eles estão é a dar consultas nos consultórios deles!"

Não posso subscrever, porque desconheço a situação! Mas aconselho a tutela a fazer uma inspecção às condições de Saúde no Centro de Ferreira. É que pode ser um vírus... e permite este tipo de conversas...

PS - Entretanto PS e PCP troca acusações...

As cartas abertas da Arte Publica à CMB...

Independentemente dos responsáveis pela Arte Pública não apreciarem o epíteto, a realidade é que sempre foram conotados com tons vermelhos, não faltando aqueles que, como eu, sempre os consideraram a companhia de teatro do regime comunista local. Pelo que causa espanto a recente polémica pública entre a Arte Publica e o Presidente da Câmara Municipal de Beja, nomeadamente as três cartas abertas daqueles, que esbarraram numa parede de silêncio.
E este é quiçá o ponto que mais causa estranheza: depois de um início de mandato muito autista, o Senhor Presidente da Câmara, por alturas da conquista da maioria absoluta, estava a oferecer uma faceta mais dialogante e tolerante, pelo que se percebe mal a alegada reiterada recusa em receber os responsáveis da Arte Publica.
Sobre as motivações do grupo teatral, as mesmas não têm mistério; depois de durante quase duas décadas terem sido generosamente apoiados pela CMB (bem como pelo MC), os cortes nos subsídios causaram primeiro indignação e depois publica revolta.
Pelo que fica dito, a história parece pouco interessante, uma “birra em família” que em breve se resolverá! De interesse público, revela um ponto: a forma como se subsidia a cultura em Portugal, quase totalmente dependente dos apoios do Estado, sendo raras as excepções dos agentes culturais que demonstram engenho e capacidade para viver, ainda que parcialmente, do mercado! Por outro lado, reforça-se aqui a exigência de critérios sólidos na atribuição destes subsídios, sendo que as mais das vezes, são pouco transparentes e mesmo tenebrosas as formas como estas candidaturas são apreciadas. E o princípio é valido para os apoios nacionais e locais. Não escondo o que sempre defendi: era interessante que a atribuição destes subsídios estivesse fora do jogo político, que fosse uma atribuição de uma comissão independente, formada por especialistas e também por espectadores.
Infelizmente, continua a existir uma noção de que a Cultura é património exclusivo de algumas elites, acessíveis apenas a estas, continuando a olhar com escárnio o publico ignorante, incapaz de entender a erudição das obras, apenas acessíveis a iluminados culturais. Três décadas de democracia, trinta anos de apoios às artes e não me parece que o Pais tenha evoluído neste campo: gasta-se demasiado dinheiro em coisas com diminuto interesse, sem cuidar de compreender que a educação para a cultura deverá ter com a génese a Escola. Mas, o lobie artístico é poderoso e os Estados fracos tendem a temer os fortes…

quinta-feira, fevereiro 07, 2008

O mais sexy futebolista do mundo é....

... David Beckman. Por estranhas motivações, Abel Xavier não está na lista dos 20 mais...

Universidade Moderna

Recebi a notícia por e-mail (Obrigado, ****): há um projecto para salvar a Universidade Moderna, que passará por uma integração/fusão na Universidade Fernando Pessoa!
São boas notícias! É com tristeza que constato o estado de quase abandono da UMB. Era óptima para os alunos e excelente para a região que no próximo ano ainda existisse em Beja uma Universidade Privada!

Os desejos das mulheres...

Para o meu bom leitor, menos familiarizado com o misterioso mundo do coito, sentirá perturbante inquietação deparar-se na batalha dos lençóis com uma fêmea activa e exigente. Desde logo o susto de questionar-se se ela é assim com todos ou apenas desenvolve um lado animal, na presença do meu bom amigo, uma verdadeira besta na cama. Pois bem, desde logo, acredite sempre que a sua gaja era virgem até ao dia que o conheceu, mesmo que ela tenha filhos! Compreenda que é perfeitamente possível uma mulher ser virgem e ter filhos: acontece com todas as nossas mães…
Mas vamos ao clítoris da questão: os pedidos das gajas na cama!
Há três pedidos, muito actuais nos dias de hoje, que surpreendem muitos homens! Como já perceberam, estou a dissertar sobre as palmadinhas na bunda, o palavreado ordinário e o pedido para o meu amigo soltar um peidinho!
Começo por este: que motiva a sua gaja a pedir-lhe um peido na cama? É óbvio, meu prezado leitor: abafar o odor a bacalhau e atenuar o cheiro que o meu amigo carrega debaixo dos braços! Se se sente surpreendido, coloque o seu nariz feio perto dessa zona e perceberá o quão aromático se torna o ambiente após uma bufinha!
Sobre as palmadinhas, confesso que até a mim me surpreende: se um tipo se distrai e lhe dá um par de inofensivos estalos no café, ameaçam chamar uma qualquer associação protectora dos animais, mas quando chega a hora do “toma lá, entrou, saiu, dá cá toma lá, já!?” não se cansam de nos chatear a cabeça, exigindo umas valentes traulitadas! Más línguas, gostam de sustentar que a exigência de tau tau é uma desesperada tentativa de sentir qualquer coisa que seja, mas posso afiançar que não se trata nada disso! As gajas pedem os taus taus, por terem consciência que estamos a fantasiar com outras, sendo que, deste modo, tudo se passa como se o meu patético amigo não estivesse a imaginar copular outra, mas a espanca-la.
E o que dizer do desesperado pedido para lhe chamarmos meretrizes na cama? Ok, bem sei que não é bem meretriz que elas pedem, não ignoro que se uma mulher vai para a cama consigo, provavelmente não sabe o que a palavra significa, mas pretendia aumentar o nível deste excelso blogue, evitando escrever aqui puta! Mas, já que insiste tanto, deixe-me ser claro como a noite: porque gostam elas tanto que lhe chamemos de pêgas na cama, mesmo aquelas que no fim não nos pedem dinheiro?
O argumento anterior também se pode aplicar aqui! Mas a razão é outra, já antes explorada nesta tese de doutoramento sobre sexualidade, servida em fascículos semanais! A mulher honesta não gosta de copular; não é por teimosia semântica, que o nome que se dá a uma mulher que gosta do coito é coitada! Quando esta mulher exige ser tratada como galdéria profissional, tal deve-se a um recalcamento interior, à sua incapacidade natural para lidar com o acto de fazer o amor, esse abjecto desporto em que o pito tonto passa 4 minutinhos na dúvida entre entrar ou sair! Pedir para lhe chamar “pêga” é um pedido de socorro, uma manifestação desesperada, um grito mudo, para o meu bom amigo lhe matar o recalcamento interior. Por outro lado, ao pedir para ser tratada assim, o mais provável é estar a pensar no ex, que a tratava mal que se farta, mas ela era louca por ele, enquanto o parvo do meu leitor a trata-a excepcionalmente bem e ela não o suporta! Ou então, há sempre a hipótese de ela estar a fazer um teste e a resposta que ela espera é, não és nada meu amor! Nesse ultimo caso, estamos bem … copulados!!!

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

O meu Pc está como o Castelo de Beja,,,

... fechado para remodelação! E, tal como no caso do Castelo, algo me diz que o tempo que dizem que vai demorar, não será cumprido! Nada mais divertido que no Pós-Carnaval, em plena semana de caos, a besta do computador empancar! Irra que sai ao dono...

terça-feira, fevereiro 05, 2008

Eleições Americanas...

Depois do fiasco Bush Filho, os eleitores americanos preparam as novas eleições; cinco anos depois, é óbvio que a lição foi apreendida! Não se vai votar num candidato, apenas porque é filho de um Presidente! Agora há claras opções ideológicas! Ou se vota num candidato porque é mulher ou em outro porque é negro!

Palhaçadas de Carnaval

Mariano Gago, Ministro da Ciência que tem a infelicidade de tutelar o Ensino Superior quer encerrar 200 cursos e despedir docentes. Digam lá que o "Sinhor" não tem espírito carnavalesco!

segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Porque é Carnaval...

... e ninguém leva a mal, deixo uma questão que me inquieta: porque faz tanta confusão, a alegados heterossexuais o facto de na mata de Beja ser muito frequentada pela comunidade gay? É que por vezes, tanta repulsa parece inveja...

Adenda: Música nova: Barry White, que já fazia falta...

Carnaval...

Ao tomar o café da manhã, no sítio do costume, deposito o olhar numa semi-jovem excepcionalmente bem mascarada de prostituta. Não resisto a, educadamente, dar-lhe os parabéns!
Responde-me com escárnio e dá-me um estalo na cara. Afinal, parece que ela pensava que não estava mascarada!
E a culpa é minha???

Prognósticos para 2008...

Não sou um optimista! Digo-o por apego à verdade, mas sem orgulho! Tenho mesmo alguma mágoa invejosa daqueles que têm a capacidade de pintar com cores belas o mais sombrio dos cenários! Esclareço este ponto, porque sempre sustentei que somos a soma de preconceitos, com os nossos vícios e vivências, que balizam as nossas visões do mundo. E, sem dúvida, que aquilo que somos, influência a forma como analisamos o mundo que nos rodeia!
Vem tudo isto na sequência de uma intervenção minha no programa da Rádio Pax, Conselho de Opinião, onde se perspectivava o ano de 2008. Assumi na altura, para estranheza de muitos, que estou optimista para o ano que agora inauguramos.
Não vou escamotear que a crise na bolsa, a incerteza nas eleições americanas, a inexorável escalada do preço do petróleo e os constrangimentos das taxas de juro, podem causar perplexidades na economia, indesejáveis e inesperadas há poucos meses. Mas, nem estas evidências, que causam constrangimentos aos mais insignes economistas, me toldam o optimismo.
Também não ignoro que o ano não começou bem: a crise no BCP desnudou as deficiências das Entidades de Supervisão, fez-nos pensar na obscenidade de alguns salários dos gestores (embora, apenas me ofendam os vencimentos dos gestores públicos), colocou na ribalta o mais abjecto do clientelismo político! Por outro lado, o ano de 2008 começou por exibir a doença crónica que ataque a Saúde do nosso País, expondo-nos um Ministro da Saúde, desde há meses na lista dos excedentários, incapaz de explicar as alterações, algumas extremamente necessárias! Podia perder o meu optimismo nas páginas de alguma imprensa, que na procura do mais recente escândalo não perde a oportunidade de alarmar a população contra as debilidades do sistema de saúde, as mais das vezes sem preocupações de rigor na informação, com total despudor pelos interesses da população, que começa a perder a ultima réstia de confiança no serviço nacional de saúde! Mas quero olhar o lado bom das coisas e chamar à colação a nova Lei do Tabaco, que apesar de ter uma péssima redacção, ser de dúbia interpretação, permitir abusos por parte de classes profissionais, ser fundamentalista e destratar os legítimos interesses de muitos pequeno empresários, faz de Portugal um País mais moderno e aparentemente saudável. E mais rico, tendo em conta os valores das coimas…
Um outro facto que reforça o meu entusiasmo é o novo Aeroporto da Ota, situado em Alcochete. Sem ironias, inspira-me uma sociedade civil que teve a tenacidade e capacidade para inverter um erro histórico, vergando a intransigência de um Primeiro Ministro que reina com maioria absoluta e sem oposição, ridicularizando um Mário Lino que se comporta como se na realidade ainda fosse um Ministro! Claro que a súbita alteração numa obra com esta dimensão, nos pode fazer pensar na leviandade como os dinheiros públicos são disparatados neste País. Ou, para quem aprecia uma boa teoria da conspiração, na forma como interesses escusos determinam a forma como em Portugal se gasta o dinheiro dos nossos impostos!
Acredito que o facto de em 2009 existirem eleições, fará de 2008 um bom ano; lá para meio do ano o Governo vai receber uma remodelação e, sobretudo, o ano governativo vai caracterizar-se por evitar todas as medidas difíceis (muitos delas necessárias) e terminará com o primeiro aumento decente nos vencimentos dos funcionários públicos e uma aparência de redução nos impostos (1% no IVA é a minha premonição).
Mas, sobretudo, o meu optimismo prende-se com a nossa região; também aqui, a proximidade das eleições nos vai oferecer um executivo mais dialogante (quiçá até o Senhor Presidente da Câmara aceite receber a Arte Pública e cheguem a um acordo, em que ambos os interesses fiquem satisfeitos) e, com toda a certeza, o mandato não termina sem uma qualquer obra emblemática; a exímia organização eleitoral do PCP, com toda a certeza não está desatenta!
Este ano é ainda o ano do Aeroporto de Beja; sendo certo que não sabemos bem para que irá servir, com toda a certeza trará algum desenvolvimento à região; com sorte até a instalação de alguma fábrica, que combata a depressão na nossa ténue economia regional. Por outro lado, o Alqueva já dá água e conseguiu provar algo que muitos achavam um mito: é possível a agricultura regional ser rentável. Claro que, foi necessário as terras serem vendidas a empresários estrangeiros, mas, olhando os campos que nos circundam, compreendemos que podemos fabricar azeite e vinho, invertendo o abandono da agricultura. Além disso, começa a emergir o Alqueva-Túristico: não me choca, muito antes pelo contrário, a aposta nas potencialidades turísticas do Baixo-Alentejo, nem me melindra viver e trabalhar numa região que para outros é de lazer ao fim de semana! Antes uma população flutuante, do que caminhar alegremente para a desertificação…

domingo, fevereiro 03, 2008

Ainda o Caso Maddie...

O responsável máximo da Policia Judiciária afirmou ontem que houve precipitação na constituição dos pais da miúda como arguídos, não existindo indícios suficientes que o justificassem!
Quando há meses fiz algumas "observações" sobre a investigação da PJ fui muito criticado; meses depois, eu mantenho tudo o que disse!

Questiono-me...

Depois de um mês terrível e na expectativa de outro ainda pior, decidi ir beber um copo! Pouco depois da uma e estou sentado no sofá a ver TV e a escrever este post estúpido: pergunto-me, estarei a ficar demasiado cota ou será que é a noite bejense que anda terrivelmente tonta?

PS - Pensei no post a caminho de casa; ao chegar a casa, tive o momento mais exuberante da noite; fui perseguído pela PSP. Na minha rua, uma operação STOP (realizada sem ser numa quinta-feira); estaciono o carro onde sempre o faço e quando chego perto da porta do prédio, oiço uma sirene e um agente da PSP a perguntar-me porque estacionei ali, trinta metros antes da operação STOP! Ao compreender que parei frente a casa, percebe o lapso, deseja boa noite e vai à sua vida!
Sublinho um aspecto que merece ser aplaudido: o agente, ao perceber que não tentei evitar uma operação de fiscalização, teve o bom senso de não me fiscalizar! O contrário, seria abusivo!

Descobre as diferenças...