segunda-feira, novembro 30, 2009

Só vos digo uma coisa... (Com Adenda)

... é um luxo! Um luxo!!!

Adenda fora de contexto ou talvez não: Para quem gosta de ler os exames, este é o teste de Direito da Família!

Por vezes sinto vergonha dos homens...

Não me fica bem dizer isto, mas confesso que fiquei indignado! E sem pudor assumo que com vergonha dos homens. Não de todos, claro, porque alguns de nós tentamos ser pessoas decentes! A história não precisa de muita prosa para ser contada: sexta-feira, quando a noite reinava, na porta do Modelo, entra uma jovem senhora, com um decote generoso, por acaso, nem sequer especialmente bonita, mas, com aquilo que alguns tarados dizem, um excelente e generoso par de tetas!
Pois bem: a senhora e as respectivas tetas preparava-se para entrar no Modelo, provavelmente para comprar uma Popota, quando quatro daqueles tarados tipo taberneiros, ficámos parados a olhar para o amplo decote, para espreitar aquelas bolhas santitantes, com toda certeza cheios de pensamentos pecaminosos, de ideias perversas, ponderando as estranhas e agoniantes coisas que dizem que é bom fazer com um tão grande par de belos, carnudos e bicudos seios!
Fico indignado quando vejo homens a portarem-se como animais, como se uma mulher fosse apenas um par de maminhas! Já pensaram no que pode sentir a menina, que tem de andar a apanhar frio no peito desnudo e ainda tem que lidar com olhares gulosos?!

Gosto destas segundas..

... em que amanhã é Domingo outra vez! Ainda por cima um Domingo que nem é Domingo é, porque as coisas estão abertas (auto-censurei piada ordinária!)

sábado, novembro 28, 2009

Porcaria de jogo

Não sei o que o leitor achou, mas para mim foi uma trampa de um jogo. Terrivelmente aborrecido e mal jogado! Confesso que até eu já dei quecas melhores que este jogo!

Aceitam-se palpites...

... sobre o grande jogo do fim-de-semana! E claro que não me refiro ao Barcelona-Real Madrid!
Eu confesso: já tenho o grelo nervoso de excitação!

A doce sensação...

... de depois de duas dolorosas semanas, ter as notas todas lançadas! Pelo menos até segunda, que vem nova fornada...

sexta-feira, novembro 27, 2009

Aquelas perguntas que fazem a um gajo..

Contexto! Na rua! A pergunta:
- Está a chover?
Resposta:
- Não. Os anjos ontem foram para a borga e acordaram todos com mijaneira!

Era muito interessante...

... que os jornalistas bejenses meditassem sobre esta intima Associação! E que os seus associados parassem para pensar...

Não é o estilo do Blogue, mas não resisti...

O ALENTEJANO NO BORDEL

O alentejano há muito tempo que não dava uma queca ..... Chegou à zona das “meninas” e disse para uma:

- Quanto cobras?
- 100,00 €.
- Muito caro! Muito caro!!!
- Então 50,00 €.
- Não, não.....eu só tenho 12,00 €.
- É muito pouco...por isso eu não vou.....
- Então eu dou-te 12,00 € e o telemóvel.
A tipa pensou, pensou e disse:
- Está bem.
Foram para o quarto, deram uma senhora trancada... o alentejano levantou-se, vestiu as calças e deu 12,00 € à rapariga, que disse:
- E o telemóvel?
- Anota aí.... 966341778

quinta-feira, novembro 26, 2009

Já pensou em fazer algo este fds?!

Durante este fim-de-semana vai decorrer uma recolha de alimentos, promovida pelo Banco Alimentar contra a Fome, uma das mais sérias a credíveis associação não governamentais de solidariedade social! Uma iniciativa que contando com voluntários, encontra o seu pilar na generosidade dos cidadãos, daqueles que não se resignam com as adversidades e encontram e si a nobreza de ajudar os outros!
Compreendo muito bem quem olha com cinismo para estas iniciativas, não fosse geneticamente pessimista: mas o muito pouco, para uns é muito! E se para a maioria daquelas pessoas que me está a ouvir um pacote de arroz são bagos de muito pouco, para quem nada tem, um singelo pacote de arroz tem o transcendente valor da subsistência!
Sei que muitos escolhem não apoiar estas iniciativas! Argumentam que nunca se sabe se os bens doados vão beneficiar com mais precisa ou são desviados dos mais carenciados ou, ainda, que o papel de amparar quem mais precisa compete ao Estado e não aos cidadãos!
Partilho a primeira preocupação: muitas vezes tenho pudor em colaborar com iniciativas de solidariedade, por temer fraudes, desconfiar que os bens doados não vão chegar ao destino prometido, por estar farto de pseudo associações de solidariedade que apenas existe para satisfazer egos e caprichos, por estar enjoado de demasiados casos em que supostas associações de solidariedade se misturam em teias de corrupção! Felizmente que no caso do Banco Alimentar contra a Fome, a tradição prova a sua credibilidade.
Sobre o papel do Estado, a minha perspectiva é desde há muito conhecida: defendo um Estado forte, mas não tenho uma visão omnipresente do mesmo, nunca juntei a minha voz àqueles que ao Estado tudo exigem, desresponsabilizando-se de tudo, fingindo ignorar que o Estado somos todos nós, cada um de nós!
O meu fascínio por Kennedy está muito ligado à frase “não perguntes o que o teu Pais pode fazer por ti, pergunta antes o que podes fazer pelo teu Pais”! E infelizmente em Portugal a frase é demasiadas vezes deturpada e continuamos a passar o tempo na expectativa contemplativa de que o Estado faça tudo por nós, o que ajuda muito a explicar o estado a que o Estado chegou!
Durante este fim-de-semana, enquanto for comprar as ridiculamente caras e desnecessárias prendas de Natal, tire uns segundos a pensar nos outros: ajude esta campanha, porque vai perceber que doar não dói nada…

aDENDA: Por falar em coisas por fazer ao fds, música nova!

Porque há pequenas coisas que têm uma importância explosiva...

... e é por estas coisas que o ensino em Espanha anda mais evoluído e que o abandono escolar é menor!

quarta-feira, novembro 25, 2009

A impotência da ignorância...

... resume o que senti ao fim da manhã! A história felizmente tem pouco para contar agora: a meio da aula percebo alguma agitação e ainda antes de perceber o que se passa, informam-me que uma jovem adulta (ou seja, uma pirralhita) estava a sentir-se mal. E ao primeiro olhar a coisa assusta.
Dar espaço, abrir a janelas porque 53 pessoas num espaço pequeno torna o ambiente complicado, tentar perceber se havia alguma doença, um qualquer informação sobre o histórico de saúde, mas nada de respostas. Pedir uma enfermeira, mandar sair e fingir que estava calmo e a controlar uma situação, quando interiormente me senti profundamente perdido, sem fazer a menor ideia do que podia fazer! Porque sou uma besta ignorante sem quaisquer resquícios de conhecimentos de primeiros socorros. Salvou-se que havia uma socorrista na sala, uma enfermeira na escola e que as coordenadoras de serviço social são profundamente prestáveis! Bem como o facto de os alunos terem tido um comportamento exemplar.
Passei agora pelo Hospital, falei com os pais e tudo está "resolvido"! E não passou de um pequeno susto! Mas o facto de tudo estar bem, não apaga uma verdade: hoje foi a minha pior aula de sempre, hoje fui um mau professor!

Nada a comentar...

As autoridades foram chamadas e fizeram bem o seu trabalho. Porque ninguém quer estrelas amarelas: apenas que a lei existe para ser cumprida por todos, porque há direitos e há deveres!
E quando assim é, o único comentário é não comentar...

Só para os calar...


É só para calar quem diz que sou trombudo e tenho mau feitio. Já tenho 300 amiguinhos no Facebook e alguns deles até os conheço!

segunda-feira, novembro 23, 2009

Nem todos entendem...

... mas isto são coisas importantes! Parabéns!

Esmiuçar o chefe... (com actualização)

Amanhã o Professor Doutor Vito Carioca é o convidado do programa Conselho de Opinião!

Actualização: Está aqui o link para o programa! (ainda não está, mas vai estar amanhã ). E vale a pena ouvir! Vito Carioca foi incisivo: solicitadoria abre para o ano, as herdades da "agrária" vão ter de dar lucros, é preciso mais trabalho e investigação, fixar os docentes e construir cluster de conhecimento e um mais que merecido público elogio ao Dr. Féria (que subscrevo, como se sabe!). Entre outras coisas! Uma entrevista corajosa! Gostei muitíssimo!
PS - Quem me conhece, sabe que sou frontal: se tivesse que criticar a entrevista, teria-o feito! Com respeito e com frontalidade! Mas sem medos, porque nunca tive medo de caras feias!

O crime de Sócrates

1 — Quem, por meio de violência ou ameaça de violência, tentar destruir, alterar ou subverter o Estado de direito constitucionalmente estabelecido é punido com pena de prisão de três a doze anos.
2 — Se o facto descrito no número anterior for praticado por meio de violência armada, o agente é punido com pena de prisão de cinco a quinze anos.

domingo, novembro 22, 2009

Não me digam...

... que estavam à espera que neste blogue esta noite aparecessem conversas sobre futebol?! Só se eu fosse parvinho de um todo...

Coisas realmente quase importantes...

Agora que o Modelo se mascarou de Continente, Beja vai perder a Popota?!! Malditos capitalistas de aldeia!!!

Ligo a vaca da TV... (Com Adenda)

... e constato que começaram os filmes de Natal! Alguém sabe quando passa aquela da gaja a cantar nas montanhas com rabanadas de putos atrás?!

Adenda: E prontos!! Ligo o Hollywood e está a dar o Cu Vadius! Está assim mesmo quase tudo dito!

Decidam-se, PORRA!

Afinal o 112 é ou não o número das emergências?!!

sexta-feira, novembro 20, 2009

Porque há coisas que têm de ser ditas!

Tenho um profundo orgulho dos meus pirralhos do segundo ano de Gestão de Empresas, turma de dia! São asneirentos, mas um bando de miúdos excepcionais, de uma generosidade realmente comovente! É para conhecer pessoas como vocês que não consigo deixar de dar aulas...

É um luxo, é o que é!!!!

Já tenho "casinha" nova. Um gabinete que é um luxo! Até parece que vou ter direito a computador (que anda algures em trânsito, pelo que presumo que seja portátil!). Com direito a parque de estacionamento privado (ao estilo de Dr. House), gavetas com chave, estantes para os livros e os 3000 mil testes maravilhas e sala de chuto a cinco metros de distância. Uma verdadeira vivenda que até janela tem, daquelas janelas que até entra a luz! Ainda por cima rodeado de futuras enfermeiras (só não sei se já usam bata!). Até quase me sinto gente!*

* não contem a ninguém, mas, em menos de vinte minutos já consegui ficar fechado na rua, quando fui apanhar nicotina nos pulmões!

É caso para dizer...

... que o hábito faz o Monge!

Maçada de Peixe!



O prato chama-se Maçada de peixe porque dá algum trabalho a fazer! E porque gosto de usar cotovelinhos, daqueles mais pequeninos, mesmo tipo embrião, nas primeiras horas do pós-coito!*
O primeiro momento da delicada operação é o refogado, que deverá ser feito com cebola e alho, mais o bendito azeite alentejano (por acaso sou mentiroso e compro um qualquer barato do modelo), mas o senhor poejo e, pasme-se, presunto! Sim, porque a parte gorda do presunto, fica perfeita num refogado para peixe! Com sal e bastante piripiri que ajuda a natalidade! (e a Natalidade!). Quando a coisa começar a fumegar bonitinha, junte os tomates (não os seus, os da lata que dão menos trabalho e foram feitos para isso mesmo!). Numa embalagem específica junte 98 decilitros de água à temperatura ambiente, deixe respirar, junte sal. Coloque o peixe: aqui o rapaz gosta de comprar peixe misturado para caldeirada (fresco, porque o congelado é bosta de trampa, passo a redundância) partida em bocados não muito grandes! Se tiver a mania que é de esquerda, pode juntar uns camarões, previamente despidos! Posteriormente jogue a água para a pia, porque cozinhar com medidas é coisa de maricas: gaja que é gajo cozinha a olho e mete a água que calhar e reza para ficar bom!! Junte a massa, rectifique o sal, junto mais picante se tiver a dita mole, tape a panela e vá fumar um cigarro à varanda e aparar a barba! De quando em quando espreite para o sal e prove com o olfacto! Quando a coisa começar a ficar bonita pode juntar uns coentros (ou poejos), baixe o lume e deixe apurar. Sirva num prato fundo que nos rasos é uma estupidez! Acompanhe com quem tiver paciência para o aturar ou coma sozinho, que assim dá para almoçar no dia seguinte!



*provavelmente a pior metáfora da história das metáforas!

quinta-feira, novembro 19, 2009

Para matar a saudades de ex-alunos...

A versão dela, a versão dele, a versão dos dois!

(agora com os links correctos...)

Escutando coisas sobre Tribunais, Justiça e partidocracia

Em 2006, quando a imprensa começou a falar num Pacto para a Justiça, celebrado entre o PS e o PSD, mais tarde com a concordância do CDS-PP, entre dislates, fiz uma sugestão para o pacto: escrevi na altura que "Os partidos que assinam este pacto deviam obrigar-se a deixar a justiça para os juristas, não se imiscuindo no que não sabem nem percebem; já chega de voluntarismos imbecis!”
Naquela época, ainda pouco ou quase nada se sabia do pacto, mas parecia-me evidente que ia sair asneira: porque não se muda legislação penal na ressaca de um processo mediático em que o único exemplo a reter é o de que, quando algo começa a correr mal, ainda pode correr pior; porque alterações sensíveis no Instituto do Direito Penal fazem-se nos bancos das Universidades, não em obscuros gabinetes dos partidos; porque o legislador penal deve ser um penalista reputado, não um qualquer chefe de gabinete bem-intencionado! Ou não!
E o tempo deu razão aos meus receios: quando um ano depois, deu à luz a 23ª alteração ao Código Penal desde 82 e mais uma alteração ao Código de Processo Penal, encontrámos um texto feito de incongruências, de disparates, de soluções voluntaristas e pouco fundamentadas, uma teia de absurdos que culminou com uma apressada entrada em vigor de 10 dias, quando, a mais evidente lógica jurídica, obrigava a uma entrada em vigor nunca inferior a seis meses! Algo que qualquer jurista minimamente preparado não podia ignorar!
Trago o tema à colação a propósito das famosas escutas do processo baptizado de Face Oculta, não fosse in dar nomes pomposos aos processos, porquanto, novela que se preze, tem de ter um nome bonito, de preferência um nome de uma canção, como faz com sucesso a TVI.
Durante meses este processo correu de forma exemplar: com discrição, como se exige a uma investigação que deseja mesmo investigar, recolheu-se prova e no momento em que se entendeu conveniente, actuou-se, “acusando” quem se entendeu que se devia a acusar, permitindo os direitos constitucionais de defesa, como se exige num Estado de Direito, onde todos são iguais perante as Justiça.
Pelo caminho foi escutado o Primeiro-ministro. Segundo a Imprensa - que como se sabe é no Portugal de hoje o local onde os processos se julgam -, o Juiz de Instrução sustentou que havia indícios de ilícitos criminais e enviou as escutas para o PGR. Que discordou da existência de ilegalidade e questionou a quem de Direito a legalidade das escutas. E o Presidente do STJ entendeu, bem ou mal, que as mesmas eram nulas, decisão que como qualquer outra é passível de recurso!
E a partir desse dia morreu o Segredo de Justiça e alguém dos Órgãos de Investigação Criminal quis fazer justiça pelas próprias mãos através da Imprensa! É muito grave quando um cidadão deixa de acreditar na Justiça: mas é gravíssimo quando são os operadores judiciais que deixam de acreditar, quando a serenidade é abafada por um judicialismo serôdio, quando se desvalorizam os factos e o Estado de Direito. Porque não devemos estranhar que os tontos façam tolices! Mas de pessoas cuja inteligência presumimos, devemos exigir responsabilidade e bom senso!

quarta-feira, novembro 18, 2009

Lá nos safámos...

Uma Selecção com muitas carências, conseguiu o apuramento. Encontramo-nos na África do Sul, para sofrer muito! Para uma equipa sem laterais, sem médios defensivos, com um médio ofensivo que está coxo, um avançado que tivemos de ir contratar a meio, o resultado não foi mau!

Banco Alimentar Contra a Fome (com Correcção)


Nos dias 28 e 29 de Novembro* o Banco Alimentar contra a Fome vai realizar uma recolha de alimentos a nível nacional, junto de supermercados e centros comerciais. Beja será um dos locais! Para tanto mandataram-me a fazer o seguinte convite: quer oferecer duas horas do seu dia, para junto ao Lidl ajudar a alimentar esta ideia?! Duas horas do seu tempo, para com uma pequena ajuda, ajudar a dar conforto a quem precisa! Se tiver interessado, use o email: ireflexoes@gmail.com
Espero por si...

* o atrasado mental do dono do blogue tinha a data errada: é sábado e domingo!

Coisas bonitas que se ouvem nos corredores...

- "Amor, não estás gorda, estás fofinha!"

terça-feira, novembro 17, 2009

Pense nisto...

Pode sempre fingir que não viu esta foto e mudar de blogue. Até porque a criança na foto não é da sua família. Ou pode escolher dar um pouco de si para ajudar os outros. Porque todos juntos podemos ajudar a fazer a diferença! Quer saber como? Regresse cá amanha que tenho um repto para si. E só lhe peço duas horas do seu tempo!

Voce sabe o que isto é?!

Quase que valia a pena pensar nisto, caso não fosse parvo! (Com Adenda)

Na semana passada, esqueci-me do isqueiro em casa. E o leitor pergunta-me inquieto: e o que é que nós temos a ver com isso? Andas sem imaginação para post e obrigas um gajo (a) a vir aqui ler que te esqueceste da porcaria do isqueiro? Compra outro, otário!
Ao que eu respondo: o raio do blogue é meu e escrevo aqui as tretas que me apetecer!

Mas, dizia, antes do leitor me interromper, que na semana passada saí de casa sem isqueiro, pelo que passei o dia a cravar lume (foi para cravar lume a pitinhas giras, que comecei a fumar na adolescência!). No intervalo de uma aula, cravei lume para fumar nas excepcionais varandas da nova Estig! E numa turma inteira de engenharia, não havia um único fumador! Procurei na sala ao lado e também ninguém fumava. Só na terceira sala é que consegui desencantar um isqueiro para matar o segundo vício mais estúpido do mundo!
Uma pessoa inteligente olhava para isto como um sinal para deixar de fumar! Eu comprei outro isqueiro! (mas a verdade é que uma semana depois, ainda me lembro disto...)

Adenda: Hoje é dia do não fumador! Não me recordei disso ao escrever o post! O que é uma estranha coincidência! Ainda por cima, porque o dia terminou a debater no Conselho de Opinião (RádioPax) com o Dr. Edmundo Sá, médico que se especializou em tratamentos ao tabagismo! O que é outra estranha coincidência! Claro que todas juntas me deviam fazer pensar em algo! Mas não me recordo o que possa ser! Vou ali fumar um cigarro, pode ser que me ocorra...

domingo, novembro 15, 2009

O Sporting tem novo treinador...

Descubra quem!

O altruísmo em tempos de crise

Nestes momentos de dificuldades económica, onde a crise assola muitos, merecem destaque os actos desinteressados de solidariedade, de amor pelo próximo. Sensibilizou-se este anúncio no "jornal" Diário do Alentejo, onde se procura ajudar uma jovem estudante a realizar o sonho de completar a licenciatura!
Aliás, fiquei tão comovido que pondero fazer o mesmo! É verdade que não tenho um quarto a sobrar, mas algo se deve arranjar! Caso concretize este projecto, irei procurar alguém com um bom par de princípios, com ética horizontal, porquanto gosto de conversas, alguém que domine a oralidade e goste de analisar as coisas e com propensão para computadores! Porque todos precisamos de todos e juntinhos somos mais felizes...

(nota: não agradeço publicamente a quem me inspirou o post, porque em tempo de caça às pseudo bruxas, as amizades podem ser perigosas...)

Coisas Lindas...

Porque me apetecia conversas com a menina do gps (adorei ouvir, curva espertadinha à esquerda) o pós-almoço levou-me a Monsaraz! Anos depois! E a vista de Monsaraz sobre o grande lago do Sul é algo de absolutamente deslumbrante! Ainda ponderei tirar fotos, mas senti vergonha de estragar uma paisagem tão divina com uma terrível máquina e a falta de jeito de quem a usa! Até porque há coisas na vida que não podem ser contadas ou mostradas, que temos mesmo de viver!
Honestamente, não acredito que haja no Alentejo outra visão com tão imponente beleza como aquela, uma comunhão tão plena entre a solidão e o infinito, um daqueles locais que procuramos para nos encontrarmos!
Se um dia tiver o privilégio de ser pai, vou fazer um filho naquele miradouro: porque de certeza que será a mais bela criatura do mundo!

sábado, novembro 14, 2009

Parvos e mulheres que usam tampão...

Há aqueles mulheres distraídas que andam pela praia a exibir o tampão. O que até pode ser divertido! Mas também há aqueles gajos imbecis que vão meter gasóleo e depois andam a passear com o tampão aberto! Felizmente agora não me recordo de nenhum...

É só para dizer...

... que eu não me importo de ser treinador do Sporting! Se quiserem basta mandar mail para ireflexoes@gmail.com!

Para reflecitr...

Por vezes há pequenas coisas simples que nos obrigam a pensar! Hoje no Modelo (porque eu sou cabeça de merda e todos os dias tenho de ir fazer compras e hoje até valeu a pena porque estava lá uma loira com uma bunda estupenda), mas dizia, hoje no Modelo um rapaz da minha idade, estava a olhar para uma prateleira, procurando os preços, sem os conseguir perceber porque não conseguia ler. Fingi não perceber e ele levou o que queria! E é nestas pequenas coisas que percebemos o luxo das coisas simples! Não é?!

sexta-feira, novembro 13, 2009

Não é ser má língua... (Com Adenda)

... mas se eu fosse o Jorge voltava para a Edia!

Adenda: Confessem leitores: já tinham saudades de um postzinho sobre politiquice! A julgar pelo número e dimensão dos comentários...

Porque hoje é sexta-feira 13... (II)

... tenha cuidado, meu bom leitor! Se três mulheres deslumbrantes lhe fizerem uma proposta viscosa, fuja, fuja muito! Porque todos nós sabemos o que pode acontecer quando um homem tem relações libidinosas com três mulheres numa sexta-feira treze...

Porque hoje é sexta-feira 13... (I)

... se um gajo lhe aparecer e lhe fizer um convite sexual, tenha cuidado minha querida leitora! Pode ser o tipo do facebook!

O estupor da crise

Sou terrivelmente despistado com quase tudo! E com o preço das coisas não é excepção! Mas ontem curiosamente reparei no preço dos desodorizantes no Modelo. E finalmente percebi porque tantas pessoas cheiram mal dos sovacos!

quinta-feira, novembro 12, 2009

Eu sabia...

... que no fundo no fundo, no útero da questão, o Facebook servia para alguma coisa! Inscreva-se! Todos juntos podemos combater a baixa natalidade

IPBeja (Com Adenda)

O Instituto Politécnico de Beja comemora esta semana o seu trigésimo aniversário: já o escrevi antes e repito agora, que não consigo imaginar como seria a cidade de Beja sem o seu Politécnico! Nem pretendo realizar esse exercício de masoquismo! Mas, usurpando palavras alheias, digo apenas que Beja podia viver sem o Politécnico. Mas não era a mesma coisa…
Trinta anos são milhares de alunos, inúmeras histórias de gentes anónimas, cuja vida mudou por terem escolhido estudar no IPBeja, histórias de gente que ficaram na história da gente que há anos trabalha no Politécnico e se habituou a ver aquela casa, como a nossa casa! Um sítio onde se ensina e aprende, onde se trocam partilhas e esperanças, onde alguns desejos se tornam realidades e outros não, porque este estranho percurso que é a vida é feita da certeza que a vida nos oferece incertezas, caminhos que escolhemos ou não percorrer!
Trinta anos, podem parecer muitos num tempo em que tudo é efémero, mas trinta anos de história de uma Instituição de Ensino Superior, pouco excede a sua primeira infância, aquele saudoso tempo das nossas vidas onde o erro nos é permitido, um tempo de descoberta e procura de um caminho, de um rumo, de um percurso que faça sentido! Pelo que os erros na infância são travessuras desculpáveis, de quem apenas quer crescer e fazer-se maior, de quem procura desbravar o seu próprio caminho!
Mas ser-se criança nos tempos de hoje é cruel: e as dificuldades conjunturais e estruturais que assolam o Ensino Superior na Lusa Pátria, obrigam a que o IPBeja seja uma entidade madura, que saiba concorrer, pela sua diferença, com Universidades seculares e Politécnicos com mais anos de história! Porque os desafios são múltiplos e complexos: o novo quadro legislativo, o cruel sub-financiamento, a baixa natalidade, a interioridade, a necessidade de formar a correr o corpo docente e outros em condições de profunda desigualdade, fazem com que os presentes anos, sejam decisivos para o futuro do Instituto Politécnico de Beja.
Trinta anos fazem do Politécnico parte da história da nossa cidade! E a cidade deve continuar a exigir mais e melhor ao Politécnico, que tem de assumir-se como o principal motor do desenvolvimento, um parceiro activo da criatividade e inteligência da região, um companheiro das empresas, um amigo das iniciativas da sociedade civil! Mas da mesma forma que a cidade deve exigir mais e melhor do IPBeja, também a esta se deve exigir que dê mais e melhor ao IPBeja, para que com todos o Instituto seja mais forte e possa cumprir melhor o seu papel: para que seja um espaço de ensino, onde se formem não apenas bons técnicos mas sobretudo bons cidadãos, um lugar de liberdade, onde a diversidade de opinião seja entendida como positiva, um local de excelência para espevitar as qualidades dos nossos alunos, que sem dúvida são a única e verdadeira razão para o Politécnico existir! Porque se a cidade era mais pobre e triste mas sobreviveria sem o IPBeja, o Instituto só subsiste enquanto tiver alunos!


Adenda: Isto são boas notícias! Até porque há coisas que de tão óbvias, fazem impressão!

E o drama da polítca nacional são...

quarta-feira, novembro 11, 2009

Coisinhas boas aqui do burgo...

A apresentação não é exactamente assim, mas o importante a sublinhar é o facto de que já há sushi em Beja! Pode não ser o melhor do mundo, mas permite matar o vício!
A coisa situa-se no antigo chinês do Hotel Melius (se o Melius fosse uma mulher, seria no seio esquerdo) e dizem que é sushi e rodízio brasileiro! Digo "dizem", porque a parte do rodízio já tem os espetos, mas falta a carne e, apesar de gostar muito de carne, não gosto de comer o espeto! Mas quero acreditar que em breve a publicidade vai ser verdadeira e podemos juntar o prazer do sushi ao rodízio! Por enquanto, temos a sushi e aquilo a que chamam comida chinesa! Passe por lá! Vale a pena!

Porque hoje é Dia de S. Martinho

... é dia de provar castanhas e beber o vinho! O novo, caso este ano já exista e se recomende! Ainda pensei em usar esta foto, mas faltou-me a coragem de colocar pornografia no blogue!

terça-feira, novembro 10, 2009

O Ultimo sorriso de Robert Enke

Ainda me recordo de chegar miúdo ao Benfica, obrigado a ser guarda-redes titular por asneira da direcção, que não inscreveu a tempo um gigante argentino que era terrivelmente mau! Ficou no Benfica três anos e rumou para Barcelona onde não foi feliz!
Actualmente estava a recuperar de uma doença e esperava-se que fosse titular da Alemanha no próximo Mundial! Hoje perdeu a vida, vítima de circunstâncias que não se comentam!

IPBeja comemora hoje o 30º aniversário... (Com Adenda)

Haviam coisas que podiam ser ditas, mas hoje faço apenas uma pergunta: como seria a Beja de hoje sem o Instituto Politécnico?!

Adenda: Estive, obviamente, na Sessão Solene de Abertura do Ano Lectivo e comemoração do trigésimo aniversário! E gostei particularmente da aula de sapiência sobre o papel do professor no século XXI! Que quem tem responsabilidades consiga ouvir aquelas palavras!
Quiçá fiquem coisas por escrever, mas vou limitar-me a dar os parabéns a todos os homenageados, com especial destaque para os alunos, mormente os meus, que provaram uma coisa: mesmo com as notas de Direito é possível ser premiado como um dos melhores alunos!

TV Caça


Ontem teve lugar o lançamento da TV caca! E o que é a tvcaça, pergunta-me o estimado leitor e alguns dos outros?
Trata-se de um projecto que pretende retratar, pensar e valorizar a caça, a pesca e demais actividades de natureza, de um ponto de vista isento, responsável, moderno e evolutivo.
A TV Caça tem pretensão a constituir-se como um espaço privilegiado de debate, reflexão, acompanhamento de actualidades e problemas, divulgação e afluência de todos os caçadores, pescadores e demais apaixonados pela natureza, onde sempre se tentará fazer a defesa intransigente dos arreigados valores, tradicionais e culturais relacionados com a caça, a pesca e demais actividades de natureza.
O projecto contempla um canal de televisão online, entre outras funcionalidades, de forma a constituir-se como um importante contributo para o desejável reconhecimento e melhoria das actividades retratadas bem como para a imagem e satisfação dos seus praticantes.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Porque os campeões...

... fazem-se com sofrimento e capacidade de luta! E com a sorte de fazer um golo aos 89! Hoje o Benfica foi grande! Apesar de me ter feito fumar demasiado! Por falar nisso: e que tal arranjar um cabeleireiro para o Messias?!

A EDAB...

... ou a história de uma empresa com propensão para aplicação do princípio de Peter...

Porque há momentos que devemos pensar...

Mais do que partir uma cidade ao meio e dividir famílias e amigos, o Muro do Berlim dividiu o mundo em duas partes, numa cidade que representava dois grandes sistemas, dois heterogéneos modelos de sociedade! Perceber porque as pessoas só fugiam numa direcção, devia permitir compreender muita coisa...

domingo, novembro 08, 2009

Hoje...

... é um daqueles Domingos mesmo Domingo...

Bacalhau à piruças...

Este prato que apresento pode ser confeccionado de três formas trabalhosa, se fritar as batatinhas e cozer o camaranito na hora e se fizer o béchamel caseiro, de forma fácil usando batata palha, béchamél já preparado , cenoura já ralada e miolo de camarão e de forma Bimby!!!

Ingredientes para 4 bons garfos:
1 embalagem e meia de bacalhau em lascas, demolhado de um dia para o outro, ou lavado em varias águas
1 cebola grande
1 dente de alho
1 cenoura grande
1 pacote de béchamel "Parmalat"
10 palitos de delicias do mar
Camarão já cozido , descascado(eu gosto de comprar no Pingo doce)
pão ralado
1 pacote de batata palha
azeite q.b
Comece por fazer um refogado com o azeite, cebola cortada em meias luas, o alho picado e a cenoura ralada, mexendo sempre. Junte o camarão já cozido partido aos bocaditos e as delicias do mar também partidas,deixe apurar um pouco. Adicione o bacalhau previamente demolhado e escaldado e mexa misturando bem todos os ingredientes.
Passe o preparado para um recipiente maior e junte as batatas palha e o pacote de bechamel, mexendo bem com uma colher de pau até ficar bem homogénio.
Coloque numa travessa de ir ao forno, povilhe com pão ralado solte-lhe por cima umas azeitonas e meta no forno previamente aquecido, até dourar!

FORMA BIMBY:
Coloque no copo os alhos e a cebola e pique 6/8 seg; vel. 5. Adicione a cenoura ralada, 70 gr de azeite e programe 7 min, Temp.100º,Vel.1 para refogar. (entretanto apanhei a roupa do estendal, dobrei e separei a que vai para a engomadora e a que fica para mim, preenchi o papelinho e pus o cesto no hall).A seguir adicione o bacalhau e desfie na Vel.4 e programe 8 Min.Temp100º; Vel.2.
(Dei banho ao meu Daniel, vesti-o e pus-lhe o babete).Terminado o tempo junte o camarão e as delicias e leva mais uma esfrega de 2m na Vel 2 sem Temperatura. (Fiz um xixi).
Retirei o preparado do copo da Bimby, reservei e fiz o bechamel no mesmo sem precisar de lavar.

Béchamel:
500 gr de leite
200 gr de natas
70 gr de farinha
60 gr de margarina
Sal, pimenta e noz moscada
Deite todos os ingredientes no copo, exepto as natas e programe 8min.,Temp.90º,Vel.4. (tocou o senhor da roupa à porta , fiz-lhe a entrega e mandei beijinhos à esposa. Dei a sopa ao meu pequeno faminto e ainda sobrou tempo para mandar um berro ao Pedro para ele levantar a carcaça do sofá e pôr a mesa).
Adicione as natas e programe mais 2 min. Á mesma temperatura e velocidade
Por fim é só envolver com o bacalhau a batata palha e forno com ele apenas para dourar , 10m chegam!!! Não esqueça o pão ralado que pode confecionar no mesmo copo da Bimby sem precisar de o lavar.Basta colocar restos de pão duro+1 dente de alho+coentros e dê-lhe TURBO!!!


Peço desculpa pela ausência de foto , mas quando me lembro já o prato não reúne as condições estéticas para ser fotografado :O)

Célia Palma

sexta-feira, novembro 06, 2009

O tio h avisou...

... mas as pessoas não quiseram acreditar...

Uma não crónica, quase sobre coisa nenhuma...

Quando alguém que normalmente escreve sobre actualidade política, decide realizar um celibato de seis meses, torna-se complicado escrever uma crónica de actualidade! Procurando manter a alguma coerência, partilho esta semana com os leitores uma não crónica, sobre a actualidade local e nacional, uma espécie de crónica deste estranho País que foi plantado à beira-mar e que ninguém se lembra de regar!
Porque me apetecem efemérides, recordo hoje que há cerca de dois anos, nas páginas deste mesmo jornal, escrevi que Francisco Santos e José Sócrates eram politicamente almas gémeas, paixões perdidas no tempo, que se tinham as mesmas qualidades políticas, padeciam dos mesmos defeitos. Na época, fui tremendamente criticado por pessoas próximas do então edil bejense, que me garantiam ser um homem cordato, nada arrogante e sem os tiques de autoritarismo de que tanto é acusado José Sócrates! Escrevo estas linhas hoje, porque me sinto invadir pela curiosidade em saber, o que me diriam hoje, aqueles que tanto me criticaram no passado, depois da forma com Francisco Santos digeriu os resultados eleitorais!
Menos curiosidade tenho por mais um mega processo judicial, que nas últimas semanas tem feito manchetes, porque desde a sua origem tem cheiro do mais do mesmo: desde há uns anos que os órgãos de polícia se apaixonaram por megas processos, fingindo ignorar que estes são mais complexos e difíceis de julgar, ao abrigo do mais importante principio do actual da justiça portuguesa: criar uma montanha para depois parir um rato! Pelo caminho, umas fugas ao segredo de justiça, porque em tempo de crise, urge vender jornais, que sempre dão um empurrão para que as empresas de papel continuem a manter os postos de trabalhos! E com “sorte”, o empresário agora detido ainda ganha outro concurso, para reciclar os papéis de jornal onde vai surgindo a investigação!
Por investigar continua a grande fraude eleitoral do ano de 2009: não me refiro ao apoio de ilustre comunistas como o sindicalista Carvalho da Silva, o fadista Carlos do Carmo e o publicitário José Saramago a António Costa para derrubar Santana Lopes na corrida a Lisboa: falo obviamente do acordo secreto entre José Sócrates e os barões do PSD, para que Manuela Ferreira Leite fosse a vencedora das directas do Partido Social Democrata, permitindo que desta forma que o PS perdesse as eleições legislativas, com mais votos que todos os outros partidos, provavelmente devido a escusos interesses que, com muita probabilidade, são interessantes!
Também por estes dias ficámos a saber quem são os membros do actual Governo, onde fica claro que vamos ter dois anos de arte de não governar bem, dois anos em que se vai fazer absolutamente nada, porque como sabemos, quem fica calado tem poucas probabilidades de dizer asneiras. Por falar em asneiras e tolices, é divertido viver num País onde a dívida externa é um monstro que amesquinha Adamastor, o deficit das contas públicas deixa corada a Cicciolina, mas em que a grande questão da Nação é saber se os homossexuais podem casar uns contra os outros, em virtude de um qualquer direito de quem ninguém sabe qual é! E a avaliação dos professores, porque contrariamente a todos os outros funcionários públicos, foram fazer chinfrineira para a rua e têm num dos seus sindicatos um capataz com aspirações a substituir alguém que está quase excomungado!
Nada escrevo sobre o mais importante tema do País – as goleadas do Benfica – porque estas palavras estão a ser escritas numa gélida noite de segunda e quinta-feira é dia de Everton-Benfica e numa Nação bipolar, se depois de Braga o Benfica volta a perder, o adorado Jesus corre o risco de ser pregado a uma cruz, no sentido não bíblico da questão!
Cá pelo Burgo a semana que ora finda, foi marcada pela ressaca da tomada de posse dos novos elementos da CMBeja e dos velhos da Assembleia Municipal: a forma como tudo correu, o que se disse e escreveu sobre o tema, exigem que esta não crónica termine, sem saudar o antigo e actual Presidente da Assembleia Municipal, pela forma como pugnou e fez questão de a cerimónia tivesse a dignidade de sempre, de sublinhar a postura impoluta de quem quis garantir que ninguém o acusasse de retirar importância ao acto por azia eleitoral! E prontos, assim vai a nossa cidade e este nosso País, que primeiro entranha-se e
depois estranha-se…

Este não é um post sobre depilação genital feminina...

... mas a evocação de uma excelente iniciativa! Penso nisto!

quinta-feira, novembro 05, 2009

Agora com o cartaz certo, pergunto...

... onde é que aconselha ir comer caça no Alentejo! (daquela que se come no prato..)

Bejenses...

Uma das características que oferecem charme à cidade de Beja é a toponímia da cidade: andar a passear pela cidade que um dia foi Pax-Julia e olhar para os nomes que ostentam as ruas, é uma enciclopédia aberta, um divertido jogo, de procurar descobrir quem é aquela gente que ninguém conhece, os tais de antifascistas e outros que lutaram pela democracia. Tenho profundo respeito por aqueles que dedicaram a sua vida a derrubar o fascismo e mais ainda por aqueles que lutaram pela liberdade: mas gostava de saber quem são as pessoas a quem a cidade oferece o nome das nossas ruas!
Por essa razão e por outras de muito maior importância, fui um dos impulsionadores, dentro do Programa Conselho de Opinião, que a cidade fizesse a merecida homenagem a Figueira Mestre e Horácio Flores, imortalizando estes nomes que a cidade não esquece, em duas ruas, com dignidade, da nossa cidade!
Com a liberdade de quem, admirando e respeitando ambos, não tinha com nenhum deles especiais laços de proximidade, sem o peso de ter sido amigo de nenhum dos dois, pelo que não corro riscos de ser acusado de defender causa própria, reitero neste espaço o que defendi na semana passada, lançando o repto a eleitos e cidadãos eleitores, de forma a que esta ideia fique plasmada em duas ruas da nossa cidade.
Porque uma cidade mais do que passeios, casas e ruas, uma cidade é as suas gentes, as pessoas que a habitam e lhe oferecem razão de ser! E se a maior riqueza da nossa cidade são as suas pessoas, são também a sua maior pobreza!
Porque Beja é uma cidade em que os seus ilustres filhos se contam com poucos dedos, uma cidade que perdeu as suas elites, que se esfumaram na emigração ou se escondem nas suas casas! Porque Beja é uma pequena cidade que por vezes gosta de ser uma cidade pequena, onde a mesquinhez impera, onde aceitamos de braços (e pernas) abertos quem vem de fora, tratando com desdém ciumento os seus próprios filhos, uma espécie de complexo de menoridade misturado com uma maioritária inveja!
Fazer as justa homenagem a Figueira Mestre e Horácio Flores, não é apenas reconhecer o trabalho extraordinário de duas pessoas que com a sua diversidade marcaram a cidade nas ultimas décadas: é uma forma de homenagear todas as pessoas que decidiram fazer aqui a sua vida, lembrar-lhes que Beja é uma cidade que sabe recordar os seus naturais e adoptivos, que sabe reconhecer quem são aqueles que deram aos outros uma parte de si! E já agora: permitir que quando se passeia numa rua da cidade, se possa responder com verdade aos filhos, netos e sobrinhos, sobre quem é a pessoa que oferece o nome, às ruas da nossa cidade…

quarta-feira, novembro 04, 2009

Coisas realmente quase importantes...

Se há coisa que gosto mesmo quase, são as calças de ganga de cintura descaída! Nada melhor que começar o dia a ver um grande rego de um rabo muito gordo! Olhamos para aquilo e pensamos: depois disto, o dia só pode melhorar...

Semana Gastronómica da Caça

Por insanidade mental temporária, não fiz aqui referência à Semana Gastronómica da Caça do Alentejo, versão 2009! O que me leva a usar o cartaz do ano passado é a pura estupidez de não ter conseguido sacar da net o cartaz deste ano!
Mas vamos ao importante: - quase tão importante como a espetada de javali com puré de castanhas que jantei hoje - está a decorrer a semana da caça, em mais de 90 restaurantes, onde se pode exercer o melhor prazer da caça: comer a dita! Nunca na vida pensei em caçar: excepto comer a dita no prato (ou ir a discotecas!)

terça-feira, novembro 03, 2009

Desculpem interromper...

... mas... quando um gajo está mal, o mais inteligente a fazer é mudar-se! Não é?!

Gripe A

E os meus leitores, estão a pensar levar com a pica?

Post exclusivo para quem conhece o Hugo!

Hoje fui ao Modelo comprar tretas para fazer o jantar! Como tenho de ir quase todos os dias porque tenho cérebro de pila e nunca me recordo de comprar coisas para vários dias! Embora isto também possa explicar o facto de ir lá tantas vezes!
Comecei mal o post! Devia ter começado por dizer que meto sempre gasolina na BP, por as razões que aqui expliquei! Mas esta semana tive de meter na GALP, porque a outra estava fechada! E recebi um talão de desconto no Continente! E hoje, euzinho, ao comprar as tretas para o bife à café, entreguei à menina mamalhuda da caixa o talão a pedir o meu desconto de 1,40€! Euzinho! Estou quase orgulhoso de mim! Só não estou mais, porque não li a porra das letrinhas minúsculas e só posso usar o desconto para compras acima dos 15€, pelo que tive de usar o recibo da GALP como papel higiénico!

segunda-feira, novembro 02, 2009

Alguém me dê ideias...

... de temas para duas crónicas! Que as cabeças andam numa fase que não servem para nada!

A romã do Pingo Doce

Desde há mais anos que memória, a romã é a minha fruta predilecta! Fecho os olhos e regresso à primeira infância onde me besuntavam com romãs, roubadas às árvores algarvias da Praia d`el Rey. Talvez também por isso, a romã sempre me fez recordas as namoradinhas da idade da inocência, não fosse uma fruta que dá trabalho antes de se comer! Contrariamente a uma pindérica banana que é descascar e pôr na boca ou aos suculentos pêssegos que basta passar pela água e comer depois de húmidos, as romãs obriga-nos a uma doce entrega, todo um processo lento em que as despimos, colhendo-as gomo a gomo, juntando-as numa paciente tigela, onde mais tarde vamos juntar o açúcar!
Hoje comi uma romã! Tinha comprado por estes dias no Pito Doce, com excelente cor e aspecto, com um incrível tamanho, para mais de cinco testículos! A meio da tarde, a fome encontrou-me no sofá a ver um qualquer patético filme, tendo aproveitado o longo intervalo para preparar a dita! O que fiz com prazer e carinho! Para depois não conseguir comer aquela trampa, que não sabia a porra nenhuma! Por isso, se tem amigos que não gosta, recomende as romãs do Pingo Doce!

Esclarecimento: este post foi escrito a ver um gordo com cara de otário a falar do briczs da fruta! Deviam era enfiar-te a romã pelo... garganta acima!

domingo, novembro 01, 2009