terça-feira, novembro 30, 2010

O Mário não é mau moço...

... mas não é propriamente erudito. E fazer política nestes termos com o Aeroporto de Beja é colocar-se a jeito! Porque as pessoas têm memória e o ataque obsceno dos boys do PSD à EDAB não é fácil de esquecer! 
Mas... é a política que temos...

Mourinho...

Eu hoje sou Mourinho. Pelo que aqui escrevi! E porque sinto nojo de alguma gentalha que tem orgasmos com as dificuldades dos outros!

Adenda: apesar do que fica escrito, vale mesmo a pena ler isto!

Priceless

Há uns anos havia um site que era, salvo erro, o Priceless, onde com fino humor retratavam situações quotidianos, concretamente parodiando algumas fotos! Porque se sou apaixonado pelas palavras, reconheço que há imagens que não têm preço! Especialmente quando nos oferecem uma gargalhada logo pela manhã! Mormente a gajos como eu, que não escondo, que de manhã cedo é para estar na caminha!
A coisa conta-se rapidamente e não tem nada a ver com o facto de brincar com as calças descaídas: mais do que uma vez já agradeci a Deus por esta mania!
Mas.. pelas oito horas, com uma pequena chuva, ver um gajo muito muito gajo usar a mala do portátil a proteger o penteado da chuva e usar a outra mão para segurar as calças que ameaçavam chegar ao joelho é.. impagável! Que pena não ter tirado uma foto...

E no chão as folhas caídas de Outono...

E no chão as folhas caídas de Outono, que sem pressa se precipitam no chão, oferecendo castanho amarelado ao alcatrão, tons de castanha assada com cheiros de fogo em lume de lenha, nevoeiros de ilusão e palavras bebidas no silêncio da noite, com a estrelas como cúmplice! 
Porque um insensível calendário foi surdo para quem roga tempo e avançou impertinente até marcar nos relógios o ultimo dia do mês frio de Novembro, recordando que amanhã já é o primeiro dia do último mês! Porque os meses são um tramado rebanho que se seguem uns aos outros imunes às vicissitudes de um tempo que é apenas nosso e de mais ninguém!
Mas olhar para trás e perceber que já é Dezembro pode ser assustador; perceber que tanto ficou por dizer, linhas por escrever, palavras caladas, caídas que não foram ditas, sonhos que o tempo esmurrou, caminhos percorridos para andar tanto sem sair exactamente do mesmo sítio! Ou não: porque há viagens que fazemos parados!

domingo, novembro 28, 2010

A pergunta do dia...

... quem é que contrata as empregadas do LIDL?!

Parabéns ao PCP e o Aeroporto de Beja






Escrevi-o há dois dias e mantenho-o: há pessoas cujo sonho é ter uma pila suficientemente grande para se auto-enrabar! Por faz parte do nosso fado, de ser portuga e de ser alentejano esta irresistível tendência autofágica!
No caso do Aeroporto de Beja temos assistido a um verdadeiro desfilar de disparates, tonterias e parvoíces ao longo destes anos de deixar brancos os pêlos púbicos! Como seria importante que a gente que vomita disparates sobre o projecto ganhasse cinco minutos a tentar perceber o projecto!
Percebo as críticas lisboetas ao aeroporto: afinal Lisboa critica tudo o que é investimento fora das grandes cidades do litoral e há demasiados interesses em construir um novo aeroporto e todo e qualquer argumento contra Beja e Portela são positivos! Mas... o que só a estupidez explica é a razão pela qual tanto bejense adere a estas premissas!
O PCP está de parabéns e deixo aqui um público elogio! Porque tem razão quando critica o atraso no projecto responsabilizando os últimos 3 governos, quando critica a falta de acessibilidades (pessoalmente mais que o IP8, faz-me confusão o comboio Sines-Espanha), - podia ter criticado o anterior executivo da CMBeja que durante 3 anos e 9 meses não se lembrou que havia um aeroporto em Beja -, mas... sublinhando o mais importante, aquilo que deve unir todos os bejenses: o projecto é bom, é exequível, é importante para a cidade, para a região e para o País! (Pulido Valente também criticou o relatória no Facebook!). 
Obviamente que só os tolos e os parvos esperam que vão existir voos Beja-Lisboa ou Beja-Porto, que só daqui a cinco ou dez anos este Aeroporto poderá ter um número significativo de passageiros: mas este poderá ser um excepcional Aeroporto de retaguarda, um Aeroporto para transporte de mercadorias - o caso do correio aéreo -, estacionamento de aviões e alguma industria aeronáutica! Ou.. se tivesse havido a capacidade para lutar pelas oficinas da TAP!
Vamos ser honestos: Beja não tem características excepcionais, não têm demasiadas valências: não matem as que temos com parvoíces!

sábado, novembro 27, 2010

Proibido Ler este Post!

Coisas minhas...

Quando estas linhas surgirem no blogue, nem me vou lembrar que tenho um blogue! Quando o leitor encontrar aqui estas frases, não vou pensar que tenho uma pilha de testes para ler, mais uns testes para fazer, mais trabalhos, mais uns sumários on line para reformular, um pedido de autorização para uma aula aberta de constitucional, contas para pagar, sindicalistas que votam contra um trabalhador e tantas outras pequenas e grandes responsabilidades do quotidiano!
Quando o leitor ler este post eu não vou ter trinta e cinco anos, mas vou ter vinte anos outra vez! Vou ter vinte anos e nas mãos todos os sonhos do mundo, ainda não vou ter perdido demasiado tempo com coisas demasiado insignificantes, ainda não carrego comigo as frustrações e os erros que são apenas meus e nunca escamoteei! 
Neste momento estou rodeado de amigos de duas décadas, colegas de curso, que partilhámos momentos que o tempo não esquece: vamos ter outra vez vinte anos e voltar a viver o que já vivemos, regressar ao tempo em que tudo ainda era possível! 
Esta noite não tenho posições cívicas, obrigações morais, não quero pensar nem ponderar, não escolhi caminhos e percursos, não quero viver com o peso das minhas opções: hoje tenho vinte anos consigo pensar no hoje e apenas sonhar o amanhã! Esta noite quero sorrir, quero rir, ir a aos bares, se o corpo deixar ir a uma insanidade, pensar que ainda sou capaz de terminar a noite a comer caldo verde... porque esta noite tenho vinte anos outra vez! E aos vinte anos ainda podemos cumprir todos os sonhos! Até.. aquele sonho... 

sexta-feira, novembro 26, 2010

A arte de dizer mal do Aeroporto de Beja...

... ou o complexo de não ter uma pila suficientemente grande para se enrabar a si próprio!!!

Já pensou em fazer algo este fds?!


Durante este fim-de-semana vai decorrer uma recolha de alimentos, promovida pelo Banco Alimentar contra a Fome, uma das mais sérias a credíveis associação não governamentais de solidariedade social! Uma iniciativa que contando com voluntários, encontra o seu pilar na generosidade dos cidadãos, daqueles que não se resignam com as adversidades e encontram e si a nobreza de ajudar os outros!
Compreendo muito bem quem olha com cinismo para estas iniciativas, não fosse geneticamente pessimista: mas o muito pouco, para uns é muito! E se para a maioria daquelas pessoas que me está a ouvir um pacote de arroz são bagos de muito pouco, para quem nada tem, um singelo pacote de arroz tem o transcendente valor da subsistência!
Sei que muitos escolhem não apoiar estas iniciativas! Argumentam que nunca se sabe se os bens doados vão beneficiar com mais precisa ou são desviados dos mais carenciados ou, ainda, que o papel de amparar quem mais precisa compete ao Estado e não aos cidadãos!
Partilho a primeira preocupação: muitas vezes tenho pudor em colaborar com iniciativas de solidariedade, por temer fraudes, desconfiar que os bens doados não vão chegar ao destino prometido, por estar farto de pseudo associações de solidariedade que apenas existe para satisfazer egos e caprichos, por estar enjoado de demasiados casos em que supostas associações de solidariedade se misturam em teias de corrupção! Felizmente que no caso do Banco Alimentar contra a Fome, a tradição prova a sua credibilidade.
Sobre o papel do Estado, a minha perspectiva é desde há muito conhecida: defendo um Estado forte, mas não tenho uma visão omnipresente do mesmo, nunca juntei a minha voz àqueles que ao Estado tudo exigem, desresponsabilizando-se de tudo, fingindo ignorar que o Estado somos todos nós, cada um de nós!
O meu fascínio por Kennedy está muito ligado à frase “não perguntes o que o teu Pais pode fazer por ti, pergunta antes o que podes fazer pelo teu Pais”! E infelizmente em Portugal a frase é demasiadas vezes deturpada e continuamos a passar o tempo na expectativa contemplativa de que o Estado faça tudo por nós, o que ajuda muito a explicar o estado a que o Estado chegou!
Durante este fim-de-semana, enquanto for comprar as ridiculamente caras e desnecessárias prendas de Natal, tire uns segundos a pensar nos outros: ajude esta campanha, porque vai perceber que doar não dói nada…

Hoje vou chatear pessoas aqui...

Peço-vos para lerem com atenção este texto...

Agora expliquem-me queridas leitoras: porque é que gostam tanto?!

quinta-feira, novembro 25, 2010

Empresa em Beja vai contratar 45 pessoas...

O Viagra e Prozac feito pelos leitores...

Anónimo disse...
É impressão minha, ou o blogue ficou muito lento desde que teve novo visual?! Antes funcionava bem, agora é bastante mais lento chegando a bloquear... :(

Estou estupefacto...

A greve de ontem (hoje!)


Estas linhas estão a ser gravadas no fim da manhã de quarta-feira, pelo que desconheço a real dimensão da greve geral de ontem! Mas mesmo ignorando-o, estou certo que o Governo vai avançar com um número baixo, os sindicatos com um número elevadíssimo, porquanto e infelizmente, a deslavada mentira faz parte da forma portuguesa de fazer política e já ninguém se ofende quando vergonhosamente, uns e outros, nos mentem na cara!
A minha intuição é que esta greve terá reduzido impacto no sector privado, mas terá uma imensa adesão dentro dos funcionários públicos, aqueles que vão pagar a maior parcela da crise! Porque é óbvio o descontentamento: porque se há demasiados funcionários públicos que não merecem o que ganham e envergonham a profissão – e todos nós temos colegas assim -, para quem dá o melhor de si, ver desaparecer parte do seu vencimento é uma afronta! Mais. Debaixo de cada pedra saí um desvario e um disparate, de um Estado inapto para se governar, onde um bando de privilegiados dos aparelhos partidários se enche de benesses injustificadas, onde graça a irresponsabilidade de quem não tem o menor respeito pelos dinheiros públicos!
Mas apesar de tudo, escolhi não fazer greve! Porque uma greve deve ter um objectivo e num momento em que é constitucionalmente proibido demitir o Governo, fazer uma greve contra o Governo é um disparate, uma espécie de tomar viagra no segundo antes de fazer um voto de castidade!
Provavelmente ontem ouvimos os fazedores de promessas explicar que têm a solução milagrosa e que todos podem ter tudo sem que ninguém faça sacrifícios, agarrando em dois ou três casos para vociferarem que os ricos paguem a crise! É simples e a demagogia encontra sempre adeptos entre os incultos!
Mas o tempo não está para hipócritas nem para falsas promessas: Portugal atravessa uma profundíssima crise económica e social, sendo preciso o melhor de nós todos para que em conjunto voltar a fazer de Portugal um país a sério! Mais do que nunca Portugal precisa dos melhores, que os mais capazes tenham a coragem de avançar e lutar por Portugal!
Eu acredito em Portugal: mas precisamos de credibilizar a política e recuperar os mais capazes: porque quando estamos à beira de um precipício, se temos Sócrates & Passos Coelho a governar, Jerónimo e Louça a berrar, temo que o único caminho possível, seja … dar um passo em frente!


Porque hoje é dia 25 de Novembro...

quarta-feira, novembro 24, 2010

Apesar de tudo, eu não faço!

Porque hoje é dia 24 de Novembro,,,

.. isso significa que falta exactamente um mês para ceia de Natal! O Natal, que mesmo para aqueles que como eu não apreciam, é tempo de paz, de amor pelo próximo, de entrega, uma época mágica onde evocamos a nossa generosidade! Onde cada um de nós exibe o que de melhor tem para oferecer!
Mas o Natal deve ser aqueles momentos mágicos onde pensamos em quem precisa, onde damos o melhor de nós para oferecer um sorriso a quem não o tem, fazer sorrir uma criança, mesmo que seja grande! Nesta época, mais do que nunca, devemos dizer sempre a verdade, expor ao mundo quem exactamente somos, ousar sonhar e ousar lutar por aquilo em que acreditamos! 
Porque é Natal, é tempo de ser generoso e de pensar nos outros! Colocar o outro à frente de nós e sonhar com a beleza de fazer alguém feliz! 
E porque sei que o meu bom amigo é generoso, lanço-lhe este repto! O repto de fazer alguém feliz, o desafio de desenhar um sorriso no rosto de alguém que sofre, alguém que merece mimo, estima e consideração! Prove a sua generosidade e ensina alguém a sorrir, ajude a realizar o sonho de outra pessoa, o que fará de si um ser humano muito melhor!
Para tanto, basta juntar-se a outros leitores deste blogue, fazerem uma "vaquinha" e oferecerem a um rapaz simpático de nome Hugo Lança um Iphone 4! Entre todos não dói nada e fazem o rapaz feliz! Se tiverem dúvidas no modelo, podem sempre em vez do iphone oferecer-lhe a vaquinha, que ele saberá o que fazer!
Prove que tem espírito de Natal!

terça-feira, novembro 23, 2010

A minha alma está parva (em sintonia com o resto!)

Uma novela da TVI ganhou um Emmy! Por acaso, às oito ouvi a notícia na comercial, mas pensei que fosse gozo e não pensei nisso! Agora reparei que uma gaja boa tinha a notícia no Facebook e a coisa parece que é mesmo verdade! O que me obriga a elogiar a TVI! Um dia, ainda vou ser obrigado dizer bem do Correio da Manhã ou até mesmo do Pinto da Costa..

Eu gosto de dias cinzentos

Eu gosto de dias cinzentos. Não sei explicar, mas gosto! Também gosto de leggings! Isso sei explicar! Mas este é um post sobre dias cinzentos, pelo que rogo que não me distraía...

Uma espreitadela ao Direito

Peço desculpa pelo titulo da posta, que mais parece o título de um filme pornográfico mexicano com actores argentinos, mas foi o que se arranjou! Por estes dias recebi um Acórdão da Relação onde se escreve que a  "palavra “caralho”, proferida por militar (Cabo da Guarda Nacional Republicana), na presença do seu Comandante, em desabafo, perante a recusa de alteração de turnos, não consubstancia a prática do crime de insubordinação por outras ofensas, previsto e punível pelo artigo 89º, n.º 2, alínea b), do Código de Justiça Militar. II - Será menos própria numa relação hierárquica, mas está dentro daquilo que vulgarmente se designa por “linguagem de caserna”, tal como no desporto existe a de “balneário”, em que expressões consideradas ordinárias e desrespeitosas noutros contextos, porque trocadas num âmbito restrito (dentro das instalações da GNR) e inter pares (o arguido não estava a falar com um oficial, subalterno, superior ou general, mas com um 2º Sargento, com quem tinha uma especial relação de proximidade e camaradagem) e são sinal de mera virilidade verbal. Como em outros meios, a linguagem castrense utilizada pelos membros das Forças Armadas e afins, tem por vezes significado ou peso específico diverso do mero coloquial."
Ainda por estes dias, uma outra decisão de uma das Relações, colocava termo a uma birra entre uma Procuradora e uma Juiz, sobre o destino de um caso rasgado que esteve quatro anos à guarda do tribunal e que tinha sido furtado por um toxicodependente ao seu irmão, que entretanto já tinha morrido! Ou seja... milhares de euros e tempo gasto em processos que não servem para nada! E.. enquanto caralhos subiram à Relação, a nossa justiça vai continuar como está!

segunda-feira, novembro 22, 2010

O Presidente Narra e o Diário do Alentejo - Posta II

umas semanas critiquei aqui o Presidente da Vidigueira, de quem nunca escondi estima e consideração! Hoje é com satisfação que deixo um elogio, porque, quer-me parecer, percebeu que errou e colocou as coisas no registo correcto, quando reconheceu que o Paulo Barriga é uma boa escolha, uma escolha pela competência técnica e não por ditames políticos! E o Diário do Alentejo precisa e merece estas palavras, para que possa voltar a ser um jornal!
Claro que o elogio ao Paulo Barriga deixou muito comunista com dor de barriga, mas... Presidente Narra, se pretende Beja em 2013, deve perceber que de certos camaradas, toda a distância é pequena! Abraço!

Ainda sobre a Nato entre nós ou como ainda há gajos tarados!


Nem me vou alegrar pelo facto de Portugal ter organizado com sucesso a cimeira da Nato. Nem elogiar o facto de dizerem que foi uma cimeira histórica. Desculpe o cepticismo, mas acredito pouco em resultados históricos nestes eventos! Regresso ao tema, mas por outras e pertinentes razões!
Nunca comprei o Correio da Manhã! Como nunca paguei para ter relações sexuais com mulheres. Ambas pela mesma razão! Mas da mesma forma que conheci meretrizes, já me aconteceu ler o CM, em regra, no café de sempre, ao balcão! E ontem vi com comoção uma reportagem sobre os efeitos da Nato nos bares de alterne de Lisboa! 
E dei comigo a pensar: invejo a lata de um gajo que consegue convencer o dono de um jornal para o deixar ir para uma casa de pu&#$ com a desculpa que vai em trabalho! Haja homens com tomates!

domingo, novembro 21, 2010

Trânsito em Beja




O Presidente da Câmara Municipal de Beja começou por estes dias a usar o Facebook para comunicar com os cidadãos. Algo que em privado e agora em público elogio: a CMB tem um crónico e grave problema de comunicação e fechar os olhos para as novas tecnologias é tão absurdo como as jovens senhoras não fazerem depilação genital!
Por estes dias o Presidente recebe no mail jorge.valente@cm-beja.pt sugestões para alterações de trânsito na cidade e no concelho!
Pessoalmente há muito que defendo a inversão do trânsito na Rua de Lisboa para que quem vem de fora entre na cidade em vez de ser expulso do centro, assumo que sou favorável ao trânsito no centro histórico e.. desafio ponderar a reabertura parcial da meia-laranja! E os leitores? Têm ideias?!

Vamos adoptar um animal!

Existe uma nova e muito interessante campanha no Facebook, organizada por um leitor deste blogue com o nome de Paulo Novais, que me deu o prazer de colaborar!
A campanha visa permitir adoptar animais abandonados ou em canis, gatis, bares de alterne ou onde calhar! Animais esses que, não raras vezes são mortos ou utilizados por universidadezecas para fazer experiências chanfradas!
A ideia passa por colocar no perfil do facebook a fotografia de um animal a precisar de ser adoptado. Para arranjar as fotos os interessados devem dirigir-se a uma associação de animais abandonados ou tentar convencer os Zig das nossas terras a tirar as fotografias, colocar no blogue dele e a malta ir lá roubar!
Eu vou colaborar! Aliás... já tenho aqui a foto de um animal para adoptar, caso haja interessados...

sábado, novembro 20, 2010

O Viagra e Prozac feito pelos seus leitores: texto de José Urceira!

O meu Avô
O meu avô, partiu no dia 15 de Novembro. Um Homem com um verdadeiro H grande, uma pessoa da comunidade Bejense, que durante os seus 84 anos deixou a sua marca, na familia e nos amigos, em Beja e na sua terra natal a Cabeça Gorda, a sua despedida foi uma demonstração da pessoa que foi e da imagem que nos deixou. É sempre dificil o momento da despedida, mas teve a homenagem que merecia, rodeado dos seus familiares, dos seus amigos, dos seus companheiros de caça ou dos jogos de cartas, das pessoas com quem trabalhou. Uma pessoa teimosa, dono da sua razão, incapaz de estar parado, a trabalhar é que se sentia bem. O meu Avô.... um avô, um pai, um amigo, ensinou-me muito, as minhas primeiras pedaladas de bicicleta, a conduzir muito antes de estar legalmente habilitado para tal, a caçar, a jogar às cartas... Ele foi e sempre será o meu Avô. Todos iremos sentir a sua falta, mas tinha chegado o momento dele. Pode-se dizer que nos seus 84 anos viveu uma vida... A todos os que estiveram presentes, agradeço muito, proporcionaram uma bonita despedidada a uma pessoa que jamais será esquecida. O meu Avô, o avô Claudino.... onde quer que esteja, de certo que vai olhar por todos nós... um beijinho deste teu neto...

José Urceira

E se alguém te convidar para um Baile de Gala...

... isso significa que eles são os finalistas de Gestão e que o Baile Anual de Alunos, Ex-alunos, Professores e Ex-Professores e do Hugo, da ESTIG de Beja é no dia 10 de Dezembro na Quinta dos Estudos. Os moços pequenos até arranjaram um autocarro porque sabem que se conduzirem com os copos levam porrada a sério!
Se és um dos destinatários deste convite, faz como eu: nesse dia lava-te e aparece!

sexta-feira, novembro 19, 2010

Gajo mais abichanado...

Coisas daquelas tais...


É das primeiras vezes que estou a corrigir trabalhos na era pós começarem a usar o desacordo ortográfico e há palavras que estão correctas mas que até assustam! E ... obviamente que os testes estão miseráveis!

A Nato está entre nós... (Com Adenda)


Durante estes dias Portugal é uma espécie de centro do mundo, com a mega big grande Cimeira da Nato, que traz aqui a Beja ou ali a Lisboa os mais importantes líderes políticos mundiais! Bem como aquele bando de gente que vem até nós protestar contra a Nato!
Hoje sinto vergonha de dizer, mas deste há algum tempo que sou contra a Nato! Não encontro razões para que esta subsista! E até acho que pode ser contraproducente retirando algum espaço e autonomia à ONU. Ou pelo menos àquilo que eu gostava que fosse a ONU!
Mas apesar de ser daqueles que entende que hoje a Nato já não se justifica, tenho vergonha de o assumir! Porque enoja-me correr o risco de ser comparado com um bando de gente que por aí anda a vomitar disparates sobre a Nato, diabolizando-a, como se fosse a raiz do mal. Como se hoje a Nato ainda tivesse o peso que os uns quantos tontos lhe dão!
A Nato estar em Lisboa é bom para o País. Se tudo corresse bem, seria uma excepcional propaganda para o País, um excelente elixir para o nosso turismo, uma das poucas industrias portuguesas que ainda funciona!
Ser contra ou a favor da Nato é irrelevante por estes dias: tal como a Expo, o Euro ou outros eventos, é importante para o País que tudo corra bem, porque estes eventos têm uma dimensão económica muito importante! Mas há gente que não consegue ver uma gaja nua, nem quando ela lhe espeta as tetas no rosto...

Adenda, tipo acto de justiça: Ontem falei em gente que vomita disparates contra a Nato. Mas tenho de ser justo: também há muita gente a dizer disparates a favor da Nato: porque para uns, se o PCP não gosta são contra! Para outros.. se o PCP não gosta.. eles são a favor...

Não vou comentar...

Mas.. ouvi dizer que este ano vai haver Passagem de Ano na Praça da Republica, com os Virgem Suta! Até sonhei que os bares da cidade vão ser convidados a ser parceiros...

quinta-feira, novembro 18, 2010

Porque perguntar não devia ofender! (Com Adenda)

E o novo chefe do Diário do Alentejo é.... 

Adenda: Dizem aqui que é o Paulo Barriga! Eu mantenho o que aqui escrevi!

Adenda Dois: Segundo toda a imprensa e blogues, confirma-se que é o Paulo Barriga. Não fiz nenhum telefonema, mas acredito que seja verdade. E fico muito satisfeito! Nunca escondi que me parecia o nome mais indicado, porque é sério, é competente, é independente e pensa pela cabeça dele!
É giro ler algumas reacções: nomeadamente aqueles que agora dizem que já sabiam, que só podia ser o Paulo e que tentam fazer jogo político baixo e rasteiro, aliás, a única forma quem sabem jogar!
O Paulo Barriga não foi um apoiante de JPV! Nem são especialmente próximos!  Mais.. as "virgens" que agora falam esquecem que durante meses asseguravam que o novo Director seria o Baioa ou este que vos escreve! Escrevi este texto há um ano e pouco e são decisões como esta que me fazem não arrepender! Ainda há muito caminho para caminhar, mas estas são as melhores pessoas para o trilhar!
Adenda TrÊs: as primeiras palavras do Paulo Barriga!

Desculpem interromper.. mas isto é importante...

Eu tinha uma amiguinha que quando eu pedia uma coisinha SIMPLES que basta enviar um singelo MAIL me fazia! Mas depois teve uma filhota e, sei lá porquê, apesar de conhecer a pirralha há muito menos tempo de que me conhece a mim, gosta mais da filhota do que de mim! E que não me manda uma porcaria de uma coisa que eu preciso para preparar uma conferência que é já na PRóXIMA SEXTA!
Eu sei que me esqueci dos aniversário dela este ano. Ou melhor: não me esqueci, apenas não me lembrei! E sei - porque reiteradamente me foi dito - que há quem não se tenha esquecido e eu esqueci-me ou não me lembrei! Como sei que ando a adiar um almoço, mas é apenas por falta de tempo! E já pedi desculpas! E só não peço de joelhos, porque nunca me ajoelho a senhoras casadas, pelo sim, pelo não!
Mas a sério: manda-me lá essa merda!

Dia 17 de Novembro de 2010...


... ficará na história não escrita como o dia de uma espécie de batalha de Aljubarrota! Ouvi dizer!

São praticamente os próximos Virgem Suta

Embora.. não tenham propriamente cara de sutas...

Este estranho fado de ser português...


No sábado da outra semana, quando saciava o vício semanal de começar o fim-de-semana a ler o Expresso no café de há muitos anos, arrepiou-me a capa do citado semanário: escolas abrem nas férias e fins de semana para matarem a fome aos estudantes!
Mas no mesmo instante que senti vergonha por um patético país especialista em desaproveitar recursos, senti orgulho desta estranha forma de ser dos latinos, excepcionais na pequena trafulhice, mas dotados de uma generosidade imensa e comovente!
Porque na miséria da pobreza, a vil pobreza de pedir, descobri professores, aqueles verdadeiros, que não andam a passear pelos sindicatos a lutar pelos seus umbigos, que abdicam dos seus tempos livres, para ajudar a alimentar, quem já não tem o que comer!
Porque é impossível de ter orgulho de ser português quando vou ao Pax-Júlia e vejo um espectáculo de dança, onde quatro bailarinos profissionais partilham o palco com sete portadores de deficiência cerebral, num espectáculo que honra a condição humana, com uma beleza profunda, que nos envolve de uma forma como apenas as deusas e fadas conseguem fazer!
Porque ao lado do país de Sócrates, do Passos que é Coelho, do Jerónimo que podia ser Louça ou do outro a quem ninguém dá Cavaco, há um País onde investigadores ganham prémios internacionais e são pioneiros na batalha contra doenças que trucidam, empresários com coragem de enfrentar o mundo e conseguem produzir e vender excelências, gente anónima que nunca é notícia de rádio nem jornal, mas que dá o melhor de si no seu ofício, que vive com honra e princípios, que nunca desiste de lutar para tornar a vida um sitio um pouco melhor!
Porque esta é grande contradição da portugalidade o espelho de cada um de nós: somos capazes do óptimo, com o mesmo sorriso que fazemos o péssimo! Mas.. o que seria da vida sem as contradições e os erros que fazem de nós serem únicos e irrepetíveis!

quarta-feira, novembro 17, 2010

Muito Cuidado com os bonecos e outros pedidos do Facebook!

Quem tem Facebook já percebeu que o dito cujo foi infectado por um estranho vício e quase toda a gente agora virou um boneco de desenho animado! Dizem-me agora que por detrás desta brincadeira inofensiva que nos fez regressar à infância e recusar o nosso bonequinho predilecto, esteve uma campanha mega grande e internacional daqueles do estrangeiro de pedófilos no Facebook, que com rosto de cartoon iriam adicionar criancinhas indefesas para fazer churrasco! Ou seja, como um acto inocente se pode tornar numa perversão!
Mas há pior: está a correr uma nova campanha no Facebook para que todas as gajas do FB coloquem uma fotografia toda nua para alertar para os perigos do frio no Inverno! Não acreditem, leitores! Se um desconhecido lhe pedir para colocar fotos nuas ou eróticas no Facebook não o faça: isto é uma campanha de marketing duma conhecida marca de vestuário intimo! Se tiver dúvidas se a foto é erótica ou não, envie a mesma a um professor de Direito para que este possa dar um parecer jurídico e inocente mas, em caso algum, coloque fotos nuas no Facebook só porque alguém lhe pediu!

Não é que esteja frio...

... mas se um gajo precisar de comprar um cachecol azul escuro aqui na cidade, deve deslocar-se onde?!

Leitoras, cuidem da vossa saúde!

E, por mais doloroso que seja, porque sou generoso e solidário, estou aqui para ajuda-las a proteger a vossa saúde!

Para os meus leitores de rabinho sensível!


Ao fazer compras no supermercado, fiquei palerma com a linha de papéis higiénicos Neve. 
Segundo o fabricante, Neve é um produto sofisticado, destinado às classes A e B... só se for A de Apaneleirado e B de Bicha, pela quantidade de mariquices anunciadas, como o Neve Ultra, que já vem com algumas opções: 
«alto relevo de flores, perfume e uma micro-textura» que, segundo o texto da embalagem, proporciona aos seus felizes utilizadores «a suavidade de uma pétala de rosa»! 

Perguntar não ofende: alguém já limpou o cu com uma pétala de rosa? 

Depois, temos o Ultra Soft Color, mais caro é claro! De cor laranja vem com «extracto de pêssego».... como se o cu distinguisse a cor e sentisse o cheiro! 
Mas, o supra sumo é o Neve Ultra Protection, o top da linha. 
Este Rolls Royce dos papéis higiénicos, além de conter «óleo de amêndoas»,que garante «maciez superior e um cuidado maior com a pele», na sua delicada fórmula encontramos Vitamina E (!!!) Esta coisa de cagar e sair com o cu vitaminado é mesmo genial! 
Recebido por mail

sábado, novembro 13, 2010

Aqui...

Fiz aqui referência a este espectáculo. Não tinha reparado que vinha a Beja e estou profundamente grato a quem me assinalou esse facto e me convidou a assistir! 
Apetecia-me escrever sobre o que assisti esta noite, mas honestamente não consigo! Porque faço parte de uma geração de que teve uma educação de merda e faltam-me conhecimentos para explicar partes do espectáculo - tenho dificuldades em conceptualizar o abstracto - e porque é o tipo de evento que nos rouba as palavras! 
Escrevi ontem que este espectáculo honra o Pax-Julia, que honra a cidade: ingenuidade minha! O que assisti esta noite honra a condição humana, faz-nos acreditar que algures é possível um mundo mais justo, mais solidário, mais bonito!
Sem dúvida arrebatador, inquietante, de nos roubar a respiração! Que nos delícia e nos faz ponderar sobre a existência! Prometo tentar escrever algo mais sobre o espectáculo, mas há coisas que as palavras são incapazes de dizer!

PS - Ver a sala quase vazia, fez-me sentir envergonhado!

Estou praticamente indignado!

Fui lá! Mas não me deixaram concorrer! Nem a mim nem àquela senhora simpática que estava atracada ao senhor que lhe passou o tempo a mexer no rabo! Mas quis concorrer e não deixaram! E depois ainda vieram com a desculpa tonta de ser preciso quatro patas!

Nem vou comentar...

... mas ele era um gajo tão tarado e perverso, que estava convencido que bacalhau no forno era uma mulher preparada para fazer o amor!

Conservatório de Beja

Ponderei bastante antes de trazer este tema para o blogue! Porque o Conservatório de Beja merece respeito, porque temo que este post se faça com ataques pessoais e respeito muito Carreira Marques que deu muito de si para a cidade, apesar do seu ultimo mandato, que começou mediano e terminou medíocre!
Pensei não falar neste tema, porque não me apetece falar da forma como surgiu o contrato que agora cessou! Porque... não me apetece mesmo!
Porque não quero falar do passado do Conservatório! Porque se tem imensas virtudes, até os senhores das abas reconhecem que tem imensos problemas! E essa devia ser a nossa missão: pensar o futuro do Conservatório! Pela cidade!

sexta-feira, novembro 12, 2010

O aqui, para ver amanhã.. no sítio do costume

É o tipo de espectáculo que honra a cidade, que honra o Pax-Julia. 

“O AQUI” foi referenciado em sexto lugar nos dez melhores espectáculos de Dança em 2009, pelo Ípsilon, suplemento cultural do jornal Público. A jornalista e crítica de dança Paula Varanda considera-o como um espectáculo que “se desenvolve num todo coerente onde sobressaem volumes e imagens atraentes que modificam o espaço, relações de risco e afecto que transpiram uma cumplicidade comovente do elenco”.
No caderno Actual, do Jornal Expresso (10 Abril 2009), a CIM é destacada pela jornalista e crítica de arte Cláudia Galhós como uma companhia que abraça “corpos ditos socialmente como diferentes” e afirma um “posicionamento simultaneamente artístico e social”.

                                                             "O Aqui", aposta arrojada e generosa…” 
Paula Varanda Ípsilon (Público),24 Dezembro 2009
 

Violência Doméstica

Procurar compreender as causas e os efeitos da violência doméstica é o desafio que justifica uma aula aberta no âmbito da disciplina de Direito da Família e Menores, no curso de Serviço Social, sendo esta uma iniciática em parceria com o curso de Solicitadoria, ambos do Instituto Politécnico de Beja!
Para debater, Hugo Lança, docente da disciplina, convida a Dr.ª Patrícia Cardoso, licenciada em Serviço Social e técnica do Núcleo de Apoio à vítima, Mestre Lúcia Dias, psicólogo e a Procuradora Adjunta Dr.ª Maria José Martinho.
A aula aberta irá ter lugar no Auditório da Escola Superior de Educação de Beja, segunda-feira dia 15 de Novembro, pelas 17h e será seguida de um momento de debate.
Venha conversar connosco sobre algo que diz respeito a todos!

Dizem que é uma crise...


As crises podem ser os melhores momentos na vida de um ser humano. Porque é nos momentos de dor e de dúvida, nos momentos em que a vida nos traí, que emergem as melhores características de cada um de nós, aquilo que de mais pura e belo temos para nos orgulhar. Ou o contrário: porque é também nos momentos duros que conhecemos a podridão do ser que se chama humano! Pessoalmente sou apaixonado por crises: encanta-me mergulhar na dor, para procurar e reencontrar-me!
O mesmo acontece com os países: as crises, especialmente as graves como a actual, podem ser momentos únicos para nos redescobrimos enquanto nação. Porque é nestes momentos difíceis que a realidade nos obriga a ver a porcaria que nos rodeia, a perceber que é impossível Portugal continuar este patético percurso onde se produz cada vez menos e se exige cada vez mais ao Estado.
A situação a que deixámos chegar Portugal não é uma questão de Esquerda ou de Direita! Até porque se olharmos o mundo, a Direita deixou de existir e a Esquerda existe em ditaduras de fome e miséria, num mundo cada vez mais neutral e cinzento, onde as ideologias se fundem, sobrando os extremistas, que à esquerda e à direita berram, perante a sábia surdez dos mais esclarecidos!
A grande questão política e social do momento é distinguir os honestos dos desonestos, as pessoas que insistem em terem princípios e honra, do bando de pêgas que sugam o esforço do nosso trabalho: e da mesma forma que encontramos gente boa e honesta em todos os partidos, em todos sem excepção encontramos uma vara de gente gananciosa, sempre afoita para se servir a si próprio! Porque um vigarista é um vigarista, roube pouco ou muito dinheiro!
Escrevi que Sócrates foi um excelente Primeiro-Ministro durante dois anos! Algo que mantenho em absoluto, com a mesma convicção de que fui grande crítico do remanesce, quando o PM se começou a preocupar mais com as sondagens do que com o País. Mas, infelizmente, os nossos problemas são bem maiores que um mau PM e não se resolvem apenas com eleições.
É preciso a reunião de todas as pessoas de boa vontade, um pacto contra a hipocrisia, contra a mentira e contra o assalto ao erário público, um compromisso de honra de denúncia do compadrio, uma política de verdade e lealdade, um concurso de boas vontades para redefinir Portugal e criar um projecto conjunto, uma nova ideia de Portugal.
Um Portugal de agro-indústria excepcional, um Portugal de turismo, um Portugal que tenha a coragem de deixar de estar na periferia da Europa para se assumir como o principal porto do velho mundo, um congregador da América, África e Europa.
Ser pobre e viver da generosidade alheia não é necessariamente o nosso fado, não faz parte da idiossincrasia de ser português. Se tivermos a coragem de voltar a ser ambiciosos, se usarmos a história para projectar o futuro, Portugal ainda vai muito a tempo de ter futuro! É verdade que à nossa frente só temos dificuldades, mas este é são momentos para reconstruir a esperança e não desistir! Pelos seus filhos! Pelos filhos que a vida não me deu!

quinta-feira, novembro 11, 2010

Há coisas que não consigo entender ...

... e uma delas é a razão de tanta polémica com esta manifestação! Por estarem dez polícias e serem apenas cinco os manifestantes?!! E qual o problema: então não sabem que as manifestações são como as pilas? Não importa o tamanho, mas a força das convicções?

O velhinho estádio...

Ontem Beja debateu o futuro do velhinho estádio! Um debate com a cidade! E mais do que qualquer coisa, a cidade foi a vencedora daquele fim de tarde! Mesmo tendo por base a notícia da Rádio Voz da Resistência, esteve um disparate de pessoas! Perto de uma centena - a expressão menos de uma centena é deliciosa, amigo Teixeira - é efectivamente um número extraordinário! Em regra a estas coisas apenas aparecem as moscas! Mas.. infelizmente, ser um campo de futebol traz logo mais pessoas! No meu caso, defendi a iniciativa, mas em conversa informal no café de sábado da manhã afirmava "se lhe aparecerem 10 pessoas já não é mau"!
Afinal foram muitas mais! E parece que terão gostado! Porque para surpresas de quase todos, o trabalho de casa estava feito! Ainda que escondido!
E, contrariamente ao que para aí escreveram, o Flávio dos Santos afinal não foi alvo de uma jogada sinistra de troca de votos por apoios: ficava bem um pedido de desculpas, mas ninguém acredita que aquela gente o faça!
Para mim, sublinho as duas coisas que me parece essenciais: a cidade foi ouvida nas decisões que lhe dizem respeito - a democracia participativa foi uma das chaves do programa eleitoral do JPV  - e aquele espaço vai continuar a ser um espaço para o desporto, não para especulação imobiliária! Assim eu gosto! E a cidade também!

Nem tudo o que é nódoa é sujo!

Eu sei que tenho uma nódoa na camisa. Até fica agradecido pela gentileza de me informarem do facto, mas eu sei! Até posso dizer que não tinha reparado, mas é mentira: eu quando vesti a camisa vi que tinha a nódoa e caguei nisso!
Porque a camisa está imaculadamente branca! Apenas tem aquela nódoa azul! E só se nota porque hoje tenho uma gravatinha daquelas modernas, fininha como as pilinhas dos adolescentes, porque se fosse uma gravata de gente normal não se notava o raio nódoa! Razão pela qual vesti e vou voltar a vestir a camisa, que os tempos não estão para esbanjar roupa! 
A nódoa foi feita no dia em que estreei a camisa, numa aula qualquer, com aquela caneta parva de escrever no quadro: bem vistas as coisas é uma nódoa profissional! Aliás.. a Direcção da Estig bem que me podia compensar e oferecer uma camisa branca!
Ou os leitores: em vez de me dizerem que tenho uma nódoa, podiam fazer-me uma vaquinha e oferecer-me! Uma camisa! Não a vaquinha! Ou se quiserem, até me podem oferecer a vaquinha que logo penso numa utilidade para a dita cuja!

O amor e outras histórias...


Conheceram-se numa noite de lua cheia. Estava calor e a rua convidava ao pecado! Já se conheciam mas nunca se tinham olhado. Tinham-se visto, mas nunca os olhos de um tinham encontrado os olhos do outro!
E quando se olharam sentir um tremor no corpo, um terrível arrepio que lhes oferecer ardor ao rosto. Ela baixou e olhar e corou! Ele quis ser forte e manteve os seus olhos nos olhos dela.
Mas não o fez porque foi forte: fê-lo porque foi demasiado fraco para contrariar o que sentia!
Começaram as primeiras tímidas conversas, sem grande assunto, mais nervos que sentido, a timidez nervosa que faz de todos os enamorados tolos. Roubaram-se cheiros e pequenos toques. Os primeiros tímidos olhares que se fundiram em sorrisos. Depois, uns olhares menos tímidos! E uma ou outra piada, umas mais inocentes que outras. 
Um dia ele acordou a pensar nela. Naquele mesmo dia em que ela tinha sonhado com ele. E ela acordou corada!
Estavam apaixonados! Foi ele que se confessou! Foi ela que o aceitou com um beijo. Num dia que tinham ido almoçar à praia. Um dia lindo de inverno. Só os dois e a imensidão do mar azul como cúmplice testemunha!
Fizeram planos a dois. Os sonhos de um foram os sonhos de outro. Amaram-se como nunca ninguém se tinha amado antes, como nunca ninguém se amou depois. Tantas vezes o disseram. Casaram no mês de Agosto e ambos choraram quando o Padre, que os conhecia desde pequenos, os declarou marido e mulher. E voltaram a largar lágrimas felizes quando nasceu a primeira e única filha, fruto de um imenso amor, depois de uma gravidez terrivelmente complexa que ultrapassaram a dois. De mãos dadas! Chamaram Catarina à filha, insistência dele, que queria que a sua filha tivesse o mesmo nome que a mãe.
Catarina, a mãe, morreu ontem! Catarina levou um tiro e não resistiu, ficando prostrada no chão, na cozinha que sonharam os dois e ele construiu com as suas próprias mãos, em tantos fins-de-semana de trabalho! Foi ele que a matou! Quando lhe bateu mais uma vez. A ultima vez!

quarta-feira, novembro 10, 2010

Novo Código da Estrada: os novos cintos de segurança! Dizem que resulta...

...

Não se recordam como se conheceram! As cidades pequenas são pequenas e as pessoas acabam por chocar umas com as outras! Mas a verdade é que já tinham esbarrado muitas vezes sem que nunca se tenha visto antes. Conheciam-se. Mas nunca se tinham visto!
E um dia tiveram algo em comum. Começaram as primeiras tímidas conversas, sem grande assunto, nem demasiado sentido. Trocaram cheiros. Os primeiros tímidos olhares. Depois uns olhares menos tímidos! E uma ou outra piada, umas mais inocentes que outras. 
Um dia ele acordou a pensar nela. Naquele mesmo dia em que ela tinha sonhado com ele. E ela acordou corada! Ele... acordou como por vezes eles acordam.
Trocaram mails e sms. Provavelmente até podiam ter sido amigos no Facebook! Só não foram porque há coisas que não têm de ser! Um dia, porque há sempre um primeiro dia, numa mesa de café, ela confessou a uma amiga que estava apaixonada. Perdidamente apaixonada! E encheu-se de coragem e confessou-lhe com um olhar. Porque os olhares encerram mais de mim palavras! E por vezes as palavras que não conseguimos dizer! 
E depois chegou aquele dia em que ela teve mais coragem que todas as palavras: quando o viu entrar sozinho no wc, sentiu-se completamente possuída por o desejo e seguiu para se entregar. Hesitou duas vezes. Ponderou entrar ou adiar! No penúltimo segundo desistiu! Mas no ultimo segundo desistiu de desistir e entrou na casa de banho onde ele estava sozinho!
Surpreendeu-o! Ele não esperava este acto de coragem e de entrega. Estava só e quando ela entrou tinha acabado de dar um pum! Daqueles que o cheiro não permite esquecer!
Ela deu meia volta e foi-se embora! Afinal, era apenas uma insignificante paixoneta! Respirou fundo e pensou que seria impossível ser amor verdadeiro...

terça-feira, novembro 09, 2010

Eu estou que nem o que vos diga...

Hoje entro num gabinete na Estig e oiço alguém comentar que um problema da escola era os alunos entrarem por trás! Palavra de honra que não faço ideia do que estavam a falar. Palavra de honra que não quero descobrir...

Cães de raça indefinida

O Cantinho dos Animais é uma das mais bonitas associações de Beja. (mesmo quando se chateiam comigo). Têm feito um trabalho absolutamente excepcional, sem quezílias ou queixume, centrando-se naquilo que realmente importa, naquela que é a sua missão!
Dia 13 voltam a ter uma simpática iniciativa, com o concurso de cães de raça indefinida! Pessoalmente.. até tenho vontade de ir e levar alguns rafeiros que bem conheço! Apareça! Leve o seu cão e inscreva o seu marido!

Que futuro para o velhinho estádio...


Esta quarta-feira, pelas 19h, na casa a quem chamam de Cultura, a CMBeja convida a cidade a debater o futuro do velhinho estádio, naquela que, salvo erro, é a primeira grande iniciativa de democracia participada! Infelizmente estas tendem a ser boas ideias que não resultam em grande coisa, porque os munícipes tendem a não comparecer! Faça a diferença e ofereça uns minutos do seu tempo!

Sem comentários...

segunda-feira, novembro 08, 2010

A folha branca...


Duas crónicas para escrever e uma imensa folha branca, um total e completo vazio de ideias!!! 

Adenda: estão feitas! E de uma delas, gosto bastante!

Aula Aberta sobre violência doméstica


Na próxima segunda-feira, dia 15, pelas 17h no Auditório da ESEBeja, vou coordenar uma aula aberta sobre violência doméstica, procurando pensar a temática numa perspectiva jurídica, sociológica e psicológica. Sendo uma aula dentro da licenciatura de Serviço Social, em parceria com a de Solicitadoria, fica o convite público a participar. (o programa aparece aqui em breve).
Porque estas questões dizem respeito a todos!

Se eu tivesse uma máquina fotográfica...

... este post teria uma foto! Se eu tivesse uma máquina fotográfica ou o estupor do meu telefone tirasse fotos decentes eu já tinha tirado muitas fotos indecentes. Mas tinha tirado também fotos decentes! 
Se eu tivesse uma máquina fotográfica antes de debitar estas linhas tinha passado pela mui bela e sempre leal aldeia das neves e tinha tirado uma fotografia a umas pequenas hortas urbanas que alguém lá plantou! Não sei quem foi, mas estão realmente bonitas.
Como eu não tenho uma máquina fotográfica convido o leitor a passar pelas Neves, entrar pela entrada, seguir na direcção da Vila Azedo, passar o largo, virar à esquerda logo depois de ver um cão que é a cara do Óscar, mesmo antes de chegar a uma casa onde um labrego escreveu uma obscenidade e ir visitar meia dúzia de pequenas hortas, com umas pequenas arrumações em madeira, bonitinhas, operacionais. Umas famosas hortas comunitárias que falei aqui há um ano e picos e que adorava ver espelhadas pelas nossas cidades, vilas e aldeias! Porque sim!

domingo, novembro 07, 2010

Logo à noite há um grande clássico.. (Com Adenda)


Adenda: Ouvi dizer qualquer coisa sobre outro jogo qualquer que estaria agora a decorrer, algures no Norte do País. Onde um bando de coxos estava a ser goleado. Mas não sei nada disso!

Capas Negras...


Tenho até alguma vergonha em reconhecer, mas a pura verdade é que não gosto especialmente de tunas! Não pense o meu estimado leitor ou os outros que também gostam de me ler, que se trata de alguma homofobia por os gajos das tunas usarem aquelas saias ou que não reconheço o paradoxo de eu não apreciar uma arte em que jovens gajas de mini saia pulam aos saltos enquanto afagam instrumentos... mas um homem é ele próprio as suas paixões e as suas circunstâncias e a minha circunstância é não gostar de tunas.
Mas gosto de ver as tunas a desfilarem pela minha cidade. E alegra-me que centenas de jovens tenham escolhido Beja para passar este fim-de-semana, sexta na Praça e sábado no Pax. Aliás, até quase que acho bem que o café do Pax esteja fechado e as centenas de jovens que lá vão estar não tenham como beber um café e uma garrafa de água ou outros líquidos que ajudam a cantar!

Até quase que me dói a alma...


... mas hoje sinto a premente necessidade de criticar o Modelo. O que me faz praticamente doer a alma! A história conta-se em poucas linhas: durante este fim-de-semana, segundo uma sms que o Belmiro me mandou, só a mim e aos outros todos, todos os brinquedos têm desconto de 50%, uma espécie de casamento poligâmico, casas com um levas dois!
E claro que eu fui ao Modelo. Mas eis que, se não, quando, já com o carrinho cheio de brinquedos, a menina loira da caixa explicou-me que só os brinquedos para as crianças pequenas é que tinham desconto! E os brinquedos das mães das crianças?! Mas que raio de discriminação é esta, em que os putos têm desconto e os brinquedos das ... meninas não têm?!

sábado, novembro 06, 2010

O Presidente Chinês está por Lisboa.

Um outro País, por Sousa Tavares

"... No meio do pessimismo, da descrença, das recriminações mútuas que temos vivido nos últimos meses, existe ainda outro País, que trabalhe, investe, cria, inventa, renova e não baixa os braços. Um país que ainda conta com os trabalhadores que têm orgulho em trabalhar e não em meter baixa ou instalar-se no subsídio de desemprego; um país que ainda tem investigadores que apostam em ficar cá, músicos, arquitectos, artistas, que querem subir por si e não pelas vias do subsídio; um país que ainda tem empresários que gostam do risco e investem o seu dinheiro e criam riqueza, não se limitando a aproveitar a crise para despedir e aumentar facilmente os lucros ou continuar a viver à custa e na expectativa dos contratos com o Estado, obtidos com caixas de robalos ou "almoços de trabalho". Esse Portugal ... é o que nos vai tirar daqui, deste buraco, e devolver-nos a esperança perdida e o orgulho de que há muito abdicámos."