sexta-feira, novembro 30, 2007

Post tipo DOIS em UM...


Serve o post, não apenas para deixar ali ao lado a música da Melhor Série de ficção portuguesa dos últimos anos - Conta-me como foi -, bem como um merecido mimo para as minhas leitoras! Depois de tantas fotos de mulheres desnudas, já mereciam no Viagra e Prozac a foto de um gajo bom nu com algo enorme no meio das pernas!

Há gajos que não entendo!!! (Privado e Pessoal)

Tenho um Amigo – daqueles mesmo a sério – que por estes dias foi fazer uma operação ao olho. Confesso que ainda pensei que o olho fosse o outro e fosse uma questiúncula hemorroidal, mas depois, percebi que era mesmo à vista. O tipo, excelso empresário do petróleo e do automobilismo, lá foi tentar diminuir a cegueira. E a coisa até correu bem, apesar do gajo estar cagarolas e dizer que aquela treta é pior que o dentista! Que lata, mas enfim!
Vem isto a propósito de uma conversa com a esposa, bem mais gira que ele: a primeira reacção do gajo, depois de há dez anos ver mal, foi comentar que conseguia ler aquelas ridículas letras que estão nas matrículas dos carros!!! Não foi comentar pares de mamas, belos cus, mini saias daquelas que levantam o libido, mas a porcaria de uma matrícula! Faz lembras os gajos que vão às prostitutas e depois pedem uma massagem!
É por estas e outras que o povo e bem diz: dá Deus olhos a quem não tem dentes! Meu amigo: ainda te vou ver a ir à farmácia, comprar uma embalagem de Viagra, para ficares em casa sozinho a masturbar-te!

Os horários da Borga...

Os de sempre vão tentar ler nestas palavras uma crítica ao Vereador Miguel Ramalho; outros, ficarão surpreendidos com a minha posição, mas, quem me conhece e vários empresários da noite, sabem bem, que há muito defendo isto!
Foi um dislate alargar os horários dos bares e discotecas! Não há justificação para os cafés fecharem depois das 24h, os bares depois das 2h e as discotecas depois das 4h. (com a tolerância normal, que não se compadece com a PSP à porta, logo às 4h!).
Economicamente, os empresários apenas têm a ganhar com estes horários, de forma a que a "noite" comece mais cedo, não excluido - como agora acontece - muitos potenciais clientes, que não têm paciência para sair da casa depois das 2 ou têm mais que fazer do que estar num café até depois da 1h. Como, numa perspectiva de segurança e tranquilidade pública, vejo muito pouco a ganhar! Antes pelo contrário!

O dentista

Um parvo de um coelho obrigou-me a ir ao dentista. Por razões que aqui se explicam, não gosto muito de ir ao dentista! Não que tenha algo contra o meu actual. Deixo claro, que é um tipo porreiro, que até parece que é todo giro e bonzão (embora não faça o meu estilo; um gajo para mim, para ser bom, tem que ter um valente par de mamas, um rabito empinado e não pode ter pénis!).
Bem… lá fui! Na hora da consulta (sim, o meu dentista cumpre os horários!) lá estava eu no local do delito, cumprimentei-o e sentei na cadeira de tortura.
Se o dentista fosse uma coisa boa, não tinha uma cadeira daquelas, em que a malta se deita e passado segundos está de cabeça para o ar a levar com uma vaca de uma lâmpada que nos cega.
Depois a frase sacramental! “Vá relaxe que não dói nada!”. Vamos ver se percebem uma coisa: não é que eu seja homofóbico, mas, quando um homem começa a sorrir e diz que me vai espetar uma coisa pontiaguda, eu não fico nada relaxado! Antes pelo contrário!!
Depois, lá percebi que era apenas uma injecção e deixei o Dr. fazer o seu trabalho! Sem relaxar, claro está, não vá o corpo ficar demasiado descansado e soltar algum gás.
- Vá agora bochecha bem e cospe: será que ninguém lhes explica que esta frase nos faz sentir uma prostituta rasca, no pós-felacio?
Para o leitor que me desconhece, fica escrito que sou um gajo grande – sem ser grande coisa – mas com uma boca pequena. E isto é um problema: porque, se a boca é pequena, claro que abre pouco, pelo que complica por coisas lá dentro. Ainda mais, no caso da ida ao dentista, quando começam a por a broca, mais o algodão, mais aquela treta para chupar a água, mais uma coisa que o pessoal morde para a boca ficar aberta e o raio que a parte das pinças, seringa e as máquinas com cores estranhas que nos deixam um cheiro na boca, ainda pior que “bacalhau” mal lavado.
Para piorar as coisas, sou daqueles que respiro preferencialmente pela boca; logo, esqueço-me de usar o nariz e quase sufoco com aquela tralha toda enfiada pela goela!
Mas de tudo, tudo, tudo… o que mais me faz confusão, é entreabrir os olhos e dar de cara com os olhos de um gajo, ali a quinze centímetros da minha boca, com uma coisa a tapar-lhe a boca, que lhe dá um ar sinistro. Não sei o que o meu bom amigo pensa, mas não consigo evitar pensar que se trata de um árabe munido de objectos de tortura… No caso, sei bem que estou a ser injusto: o meu dentista, que é um gajo porreiro e simpático, bastante falador – é sempre um diálogo interessante, quando um dos intervenientes está com a boca anestesiada, babando-se de lado e com um monte de merdas enfiado na boca – mas não consigo evitar pensar: que passa pela cabeça de um tipo que passa dez horas por dias a olhar para dentes podres? Será que se diverte a tentar adivinhar o que a malta almoçou?

Hoje é dia de greve...

... porque nada de especial mudou, mantenho o que aqui escrevi!

Que se passa com o Beja Digital?

Quando numa manhã por semana faço estas crónicas, visto as roupas de comentador e ofereço a minha opinião sobre um qualquer tema que merece protagonismo.
Não entendo que o meu papel, seja investigar, reunir documentação, levantar o farol da verdade ou da razão. Limito-me a comentar um qualquer evento ou acontecimento, que seja notícia! Ou, como no caso de hoje, algo que teimosamente não seja noticia.
Faço parte do imenso lote de bejenses, que tem imensa curiosidade por saber mais sobre o Beja Digital, que procura quebrar este ensurdecedor silêncio, que apenas não contagiou três ou quatro vozes na blogosfera, um comentador e um politico regional.
Por imperativos profissionais, tenho imenso interesse por todos os temas relacionados com a Sociedade da Informação; sou daqueles que desde há muito acredito e defendo a pertinência deste admirável mundo novo. Mas, e apesar de razoavelmente informado, pouco ou nada sei sobre este projecto!
Sobre o BejaDigital existe um nevoeiro de dúvidas que importa serem esclarecidas, perante o cidadão comum, longe dos lugares de acesso à informação, que se questiona com incredulidade inquieta sobre as esparsas referências ao projecto!
Desde logo, penso que os munícipes gostavam de saber, quanto custou o projecto! Se já terminou, que existe mais para além do site, que justifique os cinco milhões de Euros, que alegadamente se investiram nesta ideia. Sendo correcto o valor, como foi gasto esse dinheiro!
Penso que todos estamos de acordo no diagnóstico de que em Beja ainda existe muito para fazer no que diz respeito à Internet, razão pela qual, ainda tudo isto parece mais estranho!
De uma vez por todas, seria interessante que os responsáveis do projecto nos saciassem a curiosidade; caso primem pela omissão, era importante que os jornalistas fizessem a sua função, que os partidos cumprissem as obrigações, não bastando gritar em público que o Beja Digital é um projecto como misterioso, ilegível e apagado.
Porque a raiz da democracia, o respeito pelo cidadão, passa pela transparência de processos, pelo esclarecimento sobre a utilização dos dinheiros públicos!

quinta-feira, novembro 29, 2007

Balanço... (actualização)

O Presidente da Câmara Municipal de Beija, Dr. Francisco Santos, vai estar hoje na Rádio Pax, para fazer o balanço do mandato. Depois das 18h, em entrevista conduzida por António Lúcio (penso eu de quê...).
Eu... vou ouvir!

ADENDA: Por imperativos daqueles mesmo impreteríveis, não consegui ouvir todo o programa; irei tentar amanhã na net! Mas... da horita que ouvi, duas ou três notas.
Boa entrevista do António Lúcio! Comentei há dias em conversa privada (não com ele!) que gosto que os Partidos sejam confrontados com os seus Programas Eleitorais: por isso, resta-me aplaudir o jornalista!
Sobre o Presidente Francisco Santos, é notório que anda mais leve, menos susceptível à crítica, irritando-se menos com o confronto de ideias! Mas, ainda mais evidente, é que estamos com um projecto de Câmara. Com efeito, à esmagadora maioria das perguntas, a resposta foi sempre a mesma: é um projecto, que estamos em fase de elaboração, que se for aprovado ....
Sobre o que efectivamente foi feito nestes dois anos? Algumas obrazecas para melhorar equipamentos existentes e a casa mortuária (como aqui sublinhamos há muito!)
Mas... há um lado bom! Se é verdade que até agora o trabalho realizado é pouco mais que uma mão vazia e outra cheia de quase nada, saúda-se que o Presidente, tem sonhos para Beja! (um deles, que aplaudo de pé: a ligação Beja ao rio!)

Pedofilia e os Estudos...

"Investigadores canadianos concluíram que a pedofilia, a atracção sexual de adultos por crianças, pode resultar da falta de ligação entre várias zonas do cérebro, revela um estudo no Journal of Psychiatry Research. Os investigadores do Kurt Freund Laboratory do Centre for Addiction and Mental Health (CAMH), em Toronto, usaram sistemas de Ressonância Magnética (RM) e computadores sofisticados para comparar os cérebros de um grupo de pedófilos com os de um grupo de pessoas que nunca ofenderam sexualmente ninguém e descobriram que os pedófilos tinham significantemente menos quantidade de "matéria branca", substância responsável por manter a ligação entre as várias partes do cérebro."

Não querendo ser nem demagogo nem ordinário, mas assumidamente sendo-o, pessoalmente, em vez de tentar uma cirurgia ao cérebro, cortava-lhes outra coisinha...

Conselho de Opinião

Por desrespeito à autoridade, só hoje ficou disponível na Internet o último Conselho de Opinião, que versou sobre a problemática da segurança na cidade de Beja.
O convidado foi o Comissário Nuno Poiares. Por respeito à língua de Camões, não posso dizer que foi uma agradável surpresa, porquanto para mim, foi a consumação de uma expectativa que fui criando, após ler alguns textos do Comissário (que não conhecia pessoalmente!).
Provou que para defender uma Instituição não é preciso ser autista, que se pode valorizar o que se faz de bem, sem escamotear as falhas e limitações! Gostei!
Temos Comissário e, mais dia menos dia, Comandante!

António Barreto e a ASAE...

É conhecida a minha solene embirração com a ASAE; como não é segredo que considero António Barreto um português de excelência, do melhor que temos por cá!
Ler António Barreto bater na ASAE sabe ainda melhor que uma queca!

Eu sei que sou tanso...

... mas alguma alminha generosa me explica que coisa é essa da Popoca? Sinto-me a reviver o primeiro big brother, que ninguém via mas toda a gente sabia tudo daquilo e aqui o parvo a fazer triste figura de idiota!

O boato...

Lucien Freud - A mulher e o cão

Não vou aqui relatar a história, porque se comenta à exaustão pelos becos da nossa cidade. Nem vou esconder-me numa hipócrita imparcialidade, escamoteando que sou amigo da visada pelo boato. Mas, não se procure nas minhas palavras uma defesa: ela não o necessita, porque é suficientemente mulher para assumir tudo o que faz!
Honestamente, não percebo a indignação dissimulada pelo facto de uma mulher ter relações sexuais com um cão! Ainda mais, no caso, em que raramente houve penetração, sendo sobretudo umas inocentes lambidelas. Mais. Nojento nesta história é o namorado dela contar na rua o que viu em casa: se ele cumprisse a sua missão, ela não necessitava de recorrer ao cão!
Nem vou dizer o óbvio: é uma sonsice devota armarmo-nos em beatas pudicas, só porque o cachorro em vez de lamber as mãos, andou a passear com a língua no sexo dela! Ainda mais, numa região do País, em que é comum e olhamos com indiferença, que muitos homens tenham tido as primeiras experiências sexuais, com cabras ou bezerras! Sinceramente, não tenho a menor dúvida que se fosse um homem a ser apanhado a sodomizar uma cadela, que o evento não merecia qualquer celeuma, não geraria quaisquer indignações! Se o cão é o melhor amigo do homem, qual a indignação de ser amigado com uma mulher?!! E mais… depois dos relatos que ouvi sobre a imperícia masculino para praticar sexo oral, ainda melhor entendo as razoes da minha amiga!
De todos os argumentos tontos que ouvi, indigna-me especialmente a alegação dos direitos dos animais: é preciso ter uma imensa lata, uma mente perversa para tentar sustentar que o cão foi mal tratado! Eu não quero ser ordinário, mas, obrigam-me a dizer: para receber um mau tratamento destes, quem dera a muitos - especialmente os que tanto a criticam - ser o cão!
Num País onde se matam animais nos matadouros, onde toleramos as touradas, usamos os cavalos para correr, burros a carregar coisas, roubamos o leite às ovelhas, só mesmo mentes mesquinhas e hipócritas podem zurrar indignação, apenas porque uma jovem mulher, adora tanto o seu cão de estimação, ao ponto de fazer amor com ele!
Percebi a indignação se ela fosse uma mulher casada: neste caso, a lei do homem e a leio de Deus exige da mulher a fidelidade; como, juntaria a minha voz ao mugir de protesto, se em vez de um cão fosse uma cadela! Isso sim era uma coisa nojenta! Sim, porque se há coisa que é abjecta é o lesbianismo.

O Arrastão...

... tem casa nova. Goste-se ou não, é um blogue com A grande. Parabéns!

quarta-feira, novembro 28, 2007

Fónix...

A nova rede de telefone móvel, propriedade dos CTT vai ter a deliciosa marca de "phone-ix". A escolha, está a causar celeuma. Não entendo: o que se esperava de uma empresa que tem no logotipo um gajo a montar com uma gaita na boca!!!

E "mai" nada....

A tempo: Da próxima vez que me mandar um bilhete desses, vou aí à Escola e parto-lhe os cornos! Respeitosamente, a encarrega de educação...

Querida Mãe, Querido Pai...

Então que tal? Nós andamos do jeito que o Diabo quer, entre dias que passam menos mal.
Cá pelo burgo, o PCP/Monge vai aprovar o orçamento da Câmara, onde existe mais 15% de graveto, apesar das queixas ao mauzão do Sócrates.
Novidade fresquinha, é que andam a tentar criar outra Zita Seabra, apesar de esta ninguém a conhecer. Sobre o tema, o CAmarada Jerónimo veio a Moura e disse bem do Presidente da Câmara.
O José Soeiro fez mais propostas e queixumes, o PSD de Beja troca acusações devido a jogos de sueca e o PS cá do sítio, deve estar ligado às máquinas, porque não dá sinal de vida.
Aqui o rapaz amanhã vai falar do Beja Digital e para a semana outra conferência, onde prometo aborrecer mais as pessoas.
O Ronaldo enrabou o Sporting, mas a malta não pode rir que hoje vamos levar do Milão.
Lá para o final da semana, o pessoal da função pública tem ponte: acho bem, que isto dos feriados serem ao sábado não tem piada!
E prontos!!! Já não tenho mais tretas pra escrever, cumprimentos ao nosso pessoal e mandem-me uma boa prenda de Natal...

Novas Licenciaturas...

Em breve numa Universidade perto de si…

Com o intuito de melhorar a oferta formativa e contribuir para aumentar a qualificação dos portugueses, oferecem-se os seguintes cursos:

- Especialista de Fluxos de Distribuição ( paquete)
- Supervisora Geral de Bem-Estar, Higiene e Saúde ( mulher da limpeza)
- Coordenador de Movimentações e Vigilância Nocturna ( segurança)
- Distribuidor de Recursos Humanos (motorista de autocarro )
- Especialista em Logística de Combustíveis ( empregado da bomba de gasolina)
- Assessor de Engenharia Civil (trolha )
- Consultor Especialista em Logística Alimentar ( empregado de mesa )
- Técnico de Limpeza e Saneamento de Vias Públicas (varredor )
- Técnica Conselheira de Assuntos Gerais ( cartomante/taróloga )
- Técnica Especialista em Terapia Masculina ( prostituta )
- Técnica Especialista em Terapia Masculina Sénior ( prostituta de luxo )
- Especialista em Logística de Produtos Químico-Farmacêuticos ( traficante de droga)
(adaptado de um e-mail)

Sinto-me ignorante...

Foto gamada ao Manuel Moura/Lusa

Mas até começar o processo de expulsão, não fazia a menor ideia de quem era a agora excelsa deputada Luísa Mesquita. Mas... pelo que tenho lido, devia ser muito importante, porque toda a gente a conhecia!

Sobre a histeria: até parece que existe algo de estranho ou inesperado nesta decisão...

ADENDA: Agora é que percebi a coisa! Afinal, não é uma questão política, mas laboral! O PCP quis despedir a deputada sem justa causa e esta recusou-se a ir embora da alegre casinha da AR. Estou curioso: a CGTP vai estar ao lado do patronato ou dos trabalhadores?

terça-feira, novembro 27, 2007

Telefone Fixo...

Começo a desconfiar que a principal razão de os tugas dispensarem o telefone fixo é para se livrarem de ter de levar com as galinhas do telemarketing que chateiam um gajo o dia todo, para vender desde novos serviços de comunicação a pintelhos usados!!
Se há treta que me chateia é estar concentrado numa pesquisa e levar com estas merdas!
Sim... estou com mau feitio hoje!

Beja na rota da Modernidade

Depois dos abortos, depois dos roubos de máquinas multibanco, do mac donald`s e depois de o Pito Doce vender sushi congelado, a região deu mais um passo na era da modernidade: bem pertinho, existe um caso de abuso sexual de menor! Só falta envolver alguém famoso, para Beja ser uma cidade cosmopolita.

O repto do Cinema...

É a resposta a um repto do ArmPauloFerreira: escolher um tema e escolher três filmes susceptíveis de o ilustrar.
Os filhos que escolhi são: Notting Hill, Pretty Woman e Love Actually (o amor acontece em português).
Em comum os três filmes têm o facto de Hugh Grant participar em dois deles, sendo que quase todos são filmados em Inglaterra, com excepção do que não é, apesar de neste, o filme ser em língua inglesa, contrastando com os outros que também são!
A estes filmes foi erroneamente colado o rótulo de comédias românticas, retratando-se três histórias curiais, daquelas que acontecem todos os dias; o multimilionário que vai ás prostiputas e se apaixona por uma meretriz de rua, a mais famosa actriz do mundo que morre de amores por um tanso, o politico importante, que em vez de pedir à secretária felacio, apaixona-se por ela e desfila o seu monte de banhas por todo o lado!
O meu mais sensível e romântico leitor, estará tentado a ler como fio condutor desta trilogia, o enamoramento, a sublime paixão esmagadora que derrete as diferenças, qual supositório, que nos faz saltar sobre todas as diferenças e dificuldades! Pura ilusão, dislates, meu bom leitor!
Nem vou agora explicar as razões pelas quais o amor não existe: limito-me a explicar o sentido subliminar destes três filmes, a razão porque em conjunto, todos versam sobre a mesma ideia!
Se o meu paciente e atento leitor viu os filmes, em ambos os três, o protagonista perdia-se de amor e entregava-se a uma deusa! Serão os filmes sobre enamoramento?
Escondido na sombra destas alegadas paixões, está a razão que leva um homem a entregar-se: as dificuldades de erecção! É esta a motivação para o macho se entregar a uma relação aparentemente monogâmica!
Nos três filmes, antes de se envolverem com as protagonistas, os 3 tipos tinham tido relações afectivas falhadas, por dificuldades em efectivar o coito; é isso que os move, num caso a pagar uma prostituta, o outro a enfiar-se com a secretária, num obsceno exemplo de assédio sexual e o outro a enfiar-se com uma actriz, mesmo depois de ela o mandar passear 3 vezes!
Com eximia, as chamadas comédias românticas, exibem a tristeza do que chamam amor honesto: o macho ao sentir-se incapaz de cumprir a sua função na terra – fornicar a maior quantidade de grelos possíveis – quando começa a sentir dificuldades em executar a sua missão, teme que as dificuldades de erecção se tornem em impotência, entrega-se à primeira fêmea que aceita recebe-lo e depois vê estes filmes para se tentar convencer que a falta de capacidade para praticar o coito com outras vaginas é amor pelo clítoris caseiro…

Venham de lá as vossas bocas...

... mas continuo a dizer que o grande problema de Portugal é estar cheio de portugueses!
Depois da explosão em Setúbal (que se lamenta!) o Estado (no caso, através da Segurança Social) sem ter nenhuma obrigação, disponibilizou quartos para as pessoas que foram afectadas, num hotel e na Pousada da Juventude de Setúbal.
Aparentemente há famílias que se queixam porque não gostam dos quartos da Pousada! Nem vou recordar o velho brocardo, a cavalo dado não se olha o dente! É manifesta perda de tempo tentar explicar que não pode ser o Estado a cuidar de todos os males e que a generosidade deve enaltecer-se e não ser recebida com arrogância e soberba.
Da próxima... que tal um mapa da cidade com as pontes assinaladas?!!

segunda-feira, novembro 26, 2007

O Estado da Região

Como fiz aqui referência, a RVP inventariou esta noite o Estado da Região, numa sessão na Casa da Cultura com os deputados José Soeiro e Pita Ameixa.
Fui assistir e gostei! Está de parabéns a rádio pela iniciativa!
Por imperativos profissionais e pessoais não assisti a tudo: pelos primeiros, cheguei trinta minutos depois; pelos segundos, saí mais cedo, cheio de frio e com dor de cu (não porque me fizeram mal, mas por falta de cadeira!)
Deixo duas ou três breves notas; começo por elogiar a jornalista Inês Patola pela forma isenta e profissional como conduziu o debate! (o esquecimento do Partido os Verdes, confesso que a compreendo!). Sobre o estilo do debate, são opções que entendo não me dever pronunciar!
Na minha opinião, pela negativa merece destaque a ausência do PSD, que decidiu evitar o debate; por razões conhecidas, não subscrevo a escolha da Casa da Cultura, porquanto as condições estão bem longe das exigidas!
Termino com uma sugestão: se este Estado da Região teve como fundo as políticas governamentais, seria interessante uma parte dois, tendo como ponto de partida as politicas municipais! Se o fizerem, voltarei a estar presente e repetirei o público elogio...

É impressão minha...

... ou a cidade esta semana acordou mais animada? Com mais pessoas na rua, mais trânsito?

Conselho de Opinião...

O Comissário Nuno Poiares vai visitar o Conselho de Opinião para conversarmos sobre a imagem da PSP de Beja. Aceitam-se questões...

Diga não à Violência Conjugal...

domingo, novembro 25, 2007

Homem burro, mulher loira...

Um estudo feito por um gajo qualquer que de certeza que é esperto, vem provar que os gajos ficam mais burros quando vêm fotos de loiras! (ver notícia aqui!)
Diz o caramelo que fez um estudo que é a influência do estereótipo da Loira Burra!
Acho muito bem que a Universidade do gajo lhe pague para ele fazes estes estudos; pessoalmente gostava de poder conduzir um sobre a influência dos grelos depilados na clorofila dos sobreiros: há por aí que financie?

Beja e o Ensino Superior...

Imbuído no meio de prazos e projectos, o sono tranquilo foi atormentado por um pesadelo que me despertou inquieto! O sonho – vamos baptiza-lo assim para fugir da redundância – era sobre a cidade de Beja sem que nunca tinha existido Ensino Superior.
Pela mente perpassou-me uma cidade em que os jovens tinham de migrar para Lisboa para continuar os seus estudos - caso as famílias tivessem condições económicas para suportar esta imensa empreitada -, sendo que na sua gorda maioria, eram forçados a engrossar abruptamente o mercado de trabalho não qualificado, onde quer que os empregos os levassem! Uma região em que as largas centenas de pessoas às quais a vida esbulhou na adolescência a possibilidade de seguirem estudos superiores, não teriam tido a possibilidade de na idade adulta perseguirem um desejo de criança e em regime pós-laboral alcançarem a almejada licenciatura.
Em sobressalto, imaginei uma cidade que, se hoje tem imensas carências de quadros qualificados, não oferecia nenhumas condições para o regresso a casa dos filhos da terra, abandonando-os à sua sorte no litoral do País ou pelo estrangeiro, quebrando os laços que os ligam à cidade onde cresceram.

Pode continuar a ler aqui

Castelos de Portugal...

Se há coisa que deixa enternecido este meu doce coração, é ver espanhóis a visitar encantados os nossos Castelos. Será que ninguem explica aos tipos que a malta construiu os castelos para dar porrada nos gajos? Que as torres que tanto admiram tinham o efeito útil de matar os seus antepassados, de forma a sermos orgulhosamente independentes e pobres?!!

sábado, novembro 24, 2007

Keith haring, "Self Portrait with Juan"

Keith Haring - 1958/1990 (1988)

Nem todas as pessoas admiram o trabalho de Keith Haring. A Pop Art, é provavelmente dos estilos mais incompreendidos da história da arte, pela suprema dificuldade de interpretar a critica irónica a uma sociedade cada vez mais consumista. O apego à verdade, obriga a reconhecer que a incompreensão de Pop Art encontra alguma justificação, no paradoxo de em dado momento se tornado naquilo que procurou criticar.
Cedemos à tentação de expor Andy Warhol, por entende que esta semana se justificava a alusão à vida de Haring.
Escolhemos o “Self Portrait with Juan", uma obra profundamente provocatória, mas que está longe de ser uma das mais conhecidas do artista; fizemo-lo, por ter sido pintada no ano em que lhe foi diagnostica SIDA, doença cujas complicações lhe roubaram a vida.
Nessa altura, no fim da década de 80 a obra de Haring ganhou um novo cariz activista, tornando-se Haring num ícone na luta contra esta enfermidade.
O quadro que hoje apresentamos é auto-biográfico, sendo umas das muitas obras homo-eróticas do artista, que desde sempre assumiu descomplexadamente as suas tendências sexuais, ousando abordar nas suas telas e graffitis uma temática, ainda audaz naquela época.
Fisicamente faleceu aos 31 anos, mas a sua imensa obra reservou-lhe um lugar no palco da eternidade, onde continua a pintar a cultura nova-iorquina, com as suas cores fortes, risco rígido e temáticas controversas!

sexta-feira, novembro 23, 2007

Hoje....

... até eu fico enjoado de levar com o tipo: já não basta aqui, como foi pregar para a Praça da República e chatear para o Correio Alentejo.

Uma espécie de Carta Aberta

Nas últimas semanas, o panorama cultural da cidade de Beja foi tema de conversa. Basta o facto de o tema ser discutido, para ter valido a pena lançar o debate. Em tom de carta aberta, dirijo-me hoje ao Director do Pax-Júlia.
Faço-o depois de ter sublinhado, ser minha convicção que o Pax-Julia é a principal casa de espectáculos da cidade, uma espécie de oásis num quase deserto cultural. E faço-o no meu estilo e registo: não para denegrir o que se faz de positivo, mas para procurar contribuir para optimizar o espaço, deixando aos responsáveis algumas sugestões que julgo serem construtivas.
De inicio, uma questão orgânica; defendo que o Director do Pax-Julia devia ser nomeado por uma comissão de pessoas ligadas à cultura da cidade, sendo independente da Câmara Municipal de Beja. Deixo claro um ponto, para evitar interpretações ínvias! O nome designado, até pode ser o actual Director, cujo desempenho me considero incompetente para avaliar! O que aqui defendo, não se relaciona com pessoas ou personalidades, mas como uma questão de princípios, de métodos de funcionamento, sendo a minha convicção que estes lugares deviam ser completamente independentes do jogo partidário.
Acharia interessante, que a programação tivesse na génese um amplo consenso; parece-me exequível que o Pax-Julia tenha um Conselho Consultivo, com competências para debater a programação e juntar sugestões.
Sobre o cartaz, reitero o que muitas vezes disse; defendo uma maior aposta no cinema comercial, quer para espevitar a concorrência, quer como forma de financiamento. Isto na questão do financiamento, porque só através de financiamento próprio se sublinha a independência. Neste desiderato, alerto para a necessidade de procurar mecenas, na cidade e região, que utilizem os benefícios fiscais disponíveis, “investindo” na cultura da cidade.
Ponderaria ainda, uma tentativa de revitalizar a cafetaria, espaço magnifico que poderia ser maximizado com exposições, pequenos colóquios e conferências, entrando no roteiro dos bejenses.
Obviamente que não posso subscrever dois meses de encerramento anual; penso que seria possível encontrar uma programação alternativa para o Verão.
Sobre a divulgação, mantenho o que sempre pensei; conheço bem o argumento de que os meios disponíveis permitem ao cidadão curioso e diligente o acesso à informação! Mas, gostemos ou não, vivemos dias e vidas complicadas, em que se exige um comportamento activo dos agentes culturais na procura dos seus públicos; era importante o regresso da saudosa agente cultural, conjugada com a disseminação de alguns cartazes pela cidade, sem que seja pecado a divulgação através da blogosfera.
Termino esta carta que vai longa, desejando-lhe as maiores felicidades profissionais: nunca esqueço, que o seu sucesso é o sucesso da cidade, o único valor que realmente importa…

quinta-feira, novembro 22, 2007

Rádio Voz do Municipio...

Porque não sou movido por preconceitos é com imenso agrado que deixo nota positiva para uma iniciativa da Rádio Voz da Planície, na próxima segunda-feira, onde se vai analisar o Estado da Região. Será na Casa da Cultura, depois das 18h.
Aqui o gajo, vai passar por lá!

Abruptamente, Pacheco Pereira

Eu gosto realmente do Pacheco Pereira. Mas mesmo muito! No sentido não homossexual da coisa, esclareço. É um homem que pode não os coçar, mas tem-os e usa-os!
Gosto muito do Abrupto: há três anos escrevi que é o melhor da blogosfera e continuo a pensar o mesmo. Ofereceu à blogosfera o que mais precisava: credibilidade!
Mas não gostei de ler este post; confesso que não imaginava JPP a tocar-se a olhar para os contadores, em êxtase a contar o numero de visitantes, construindo teorias da conspiração sobre manipulação de contadores e blogues falso-pornográficos para prejudicar o Abrupto...
Enfim, todos temos momentos menos bons, até os melhores. Recordo Jorge Sampaio: há mais vida para além da blogosfera...

A condição feminina - homenagem às mulheres do meu País!

Depois de algumas destas crónicas terem sido mal interpretadas, venho hoje não apenas afirmar que não sou machista, como fazer a defesa da condição feminina, insurgindo-me contra todas as formas de discriminação das gajas! As mulheres são o melhor do mundo e merecem ser protegidas e aclamadas!
É preciso explicar a essas bestas reaccionárias, que as mulheres são o mais precioso tesouro do mundo, devendo ser tratadas com o mais exemplar respeito. Irritam-me os homens insensíveis e egoístas que insistem em mudar as fraldas aos putos, dar banhos aos gaiatos, leva-los ao infantário, egocêntricos ao ponto de roubarem às mulheres os privilégios da maternidade, invejosos por não terem vagina, que procuram esbulhar estes prazeres únicos que ligam a mãe às suas crias.
De todos os trastes machistas, deixo uma palavra de censura para os que são tão picuinhas e desconfiados, que roubam à mulher as tarefas caseiras, lavando e passando, pretendendo amesquinha-las com a acusação implícita de que elas sozinhas não conseguem tomar conta da casa. Acredite leitor, que existem homens de tão baixa índole, que até lavam os wcs!! Sim, armam-se em arrogantes e vão limpar a sanita!!! Desde logo, urge ensinar a respeitar o espaço da mulher, evitando importuna-la na cozinha ou quando está a lavar a roupa ou limpar a casa!
Com excepção do cozinhar! O gajo deverá cozinhar, uma a duas vezes por ano, de forma a ensinar como se faz! As gajas não gostam de comer, razão pela qual, é preciso o homem ensina-las como se faz, de forma a não serem obrigados a, depois de umas bejecas com os amigos, chegarem a casa cansados e terem de comer uma treta qualquer!
Um homem a sério, um homem com “O” grande é aquele que sabe valorizar a mulher, não a obriga a ir trabalhar, forçando-a a sair de casa para passar oito horas por dia rodeada de estranhos, em locais inóspitos, só para ela compensar a sua incapacidade de trazer para casa os proventos necessários à subsistência! Claro que uma mulher deve estudar e tirar a licenciatura: não apenas para alguns gajos terem empregos, mas também para elevar o nível cultural das conversas de cabeleireiro e de fila de supermercado.
É contra os energúmenos que exigem das suas gajas o coito, que lavro este protesto: é imperdoável que em pleno século XXI essas bestas ainda não tenham percebido que a mulher honesta não aprecia fazer o sexo! Esta bestialidade da carne que conspurca a alma, deve ser feita fora de casa, com as profissoputas e não no regaço terno que embala os filhos legítimos!
As gajas são o melhor do mundo e merecem toda a nossa atenção e carinho! Não pense meu atento leitor, que quando falo em carinho, me refiro a palavras bonitas e presentes caros! As mulheres não gostam dessas lamechices, nem de boas prendas! Mais do que palavras, querem o calor da sua atenção, que lhe prove a cada momento a sua estima e o seu amor! E nada melhor que uns valentes murros e cenas de ciúmes, para provar como ama a sua gaja, quanto a venera! É um facto comprovado pela ciência e por outras pessoas com esperteza na cabeça, que o homem que ama a sério é agressivo e ciumento! Mesmo quando o ciúme é infundado, como no caso de o tipo chegar a casa de forma inesperada e encontrar a esposa rodeada de preservativos usados; nesta situação, mesmo sem ter razoes objectivas para duvidar da fidelidade dela, deve dar-lhe umas valentes cachaporradas, só para ela ficar ciente da força da sua paixão… Vai ver que, quando ela regressar do Hospital, o vai amar ainda mais!

quarta-feira, novembro 21, 2007

Cuidado com os perigos na Internet...

Entendo ser pertinente fazer hoje um verdadeiro serviço público de blogosfera.
Não o faço por nenhum tipo de moralismo, mas hoje quero deixar registo sobre o imenso perigo de marcar um encontro com o desconhecido que se "conheceu" na Internet! Sou o primeiro a reconhecer, que pode existir algum fascínio na procura do inacessível, da novidade! Mas... tenha cuidado, muito cuidado!
Pode continuar a ler aqui...

...sexual!

Num estabelecimento comercial junto ao escritório aqui do gajo, na montra anuncia-se depilação para as costas dos machos, por apenas 99 Euros.
Confesso que quase sinto pena de não ter cabelos nas ditas, só para poder pagar 20 contos para uma gaja me besuntar com cera e depois me fazer gritar...

Os perigos da net...

A licitude dos conteúdos disponíveis na Internet, desde há anos, tem sido o meu objecto de trabalho; talvez por isso, notícias como esta me toquem sobremaneira.
Importa os pais estarem alertas, para o que os filhos fazem na rede.
Sobre o tema, em breve numa conferência perto de si... (para quem se interessar, há um artigo sobre isto no site www.verbojuridico.net)

Porque hoje é dia de Selecção...

... homens e mulheres do meu País, vamos todos ver o jogo que pode levar Portugal ao Europeu e terminar com alguma glória uma deprimente qualificação...

ADENDA: Lá se (nos) safaram... Uma nota! Não gosto do Pepe, discordo da sua utilização na Selecção Nacional, mas reconheço que o gajo hoje jogou para cara ...ças!!!

O Conferencista...

Tinha a larga plateia na mão, que saboreava com êxtase cada inteligente palavra que ele proferia, num discurso perspicaz, mesclando a erudição com uma pontinha de humor, de forma a descomprimir a sua audiência.
Nas cadeiras, mentes agitavas estavam suspenso de cada uma das frases, murmurando-se palavras de deleite, pela excelente dissertação.
O conferencista tinha charme e presença, excepcionalmente bem vestido, fatos de corte italiano, um penteado de estilista, imenso rigor em cada gesto estudado. Mas, a dado momento, nos minutos finais da sua palestra, imbuído num complexo raciocínio, deixou a natureza seguir o seu curso e permitiu-se coçar os colhões. Digo, os testículos, porquanto o conferencista é doutorado e merece a nossa reverência.
O público gelou! Não de inveja, porque ninguém parecia ter vontade de coçar os ditos do doutorado. Surgiram na sala rumores de desdém. O reconhecimento da exuberância cientifica do conferencista, deu lugar ao sorriso cínico, ao escárnio por um singelo coçar.
Mesmo os que se riam, sabiam de ciência certa que também coçam os seus, que o Sócrates coça os dele, que a Ferreira Leite só não coça por não os tem, que Camões no seu tempo coçou os dele, que ao ler este texto muitos leitores estão a coçar os seus, as leitoras invejosas por não os poderem coçar.
Regressamos ao palmo, onde brilhante convidado dissertava com esplendor e magnificência, expondo teorias inovadoras, conceitos emergentes, doutrinas revolucionárias, num texto absolutamente excepcional: mas, para a plateia, era apenas um gajo que coçava os testículos. Toda e qualquer palavra dita, cada gesto, o publico seguia arrebatado, não pela excelência da opulência, mas para ver quando a mão regressava curiosa ao local do crime. E voltou! Uma e outra vez, para gáudio dos mais trocistas.
Na noite que se seguia a esse dia, de toda a palestra, tinham-se esquecido teorias e doutrinas, sendo o brilhante conferencista reduzido ao campónio que os coçou na magna sala. E foi assim, que nasceu o brocardo popular: é preciso tê-los, mas não se pode coça-los …

terça-feira, novembro 20, 2007

O cozinheiro com SIDA

Não li o acórdão da Relação por isso não me vou esticar. Até porque a Imprensa já nos ensinou que é perita em desinformar. Mas.. que a decisão parece muito estranha, isso parece!!!

Conselho de Opinião

O Comissário da PSP Nuno Poiares é o próximo convidado do Conselho de Opinião, que vai indagar sobre a segurança na cidade de Beja.
Hoje, como sempre, fica aberta a caixa de comentários!

Actualização: Por motivos pessoais, o Comissário Nuno Poiares não poderá estar presente no programa de hoje, pelo que será adiado o tema para a próxima semana!
Alguém tem um tema para hoje?

Adenda: Pode ouvir o programa aqui!

Exposição

Vi a notícia no sítio da Rádio Voz do Municipio, mas infelizmente não vi a confirmação no site da Edia (eheheheh)!
É inaugurada hoje a sexta edição de uma exposição de obras de alunos do Centro de Paralisia de Beja. Fica a recomendação... Todos os dias uteis, até 19 de Dezembro

Sinto-me apavorado...

algum bom leitor consegue identificar essa coisa que caí dos céus e nos molha? Estou desconfiado que é alguma coisa dos comunistas...

segunda-feira, novembro 19, 2007

Como isto anda mau de dinheiro...

... resolvi arranjar um part-time para este mês. Apareça: as refeições são óptimas e as sobremesas uma delícia...

Em resposta a um repto...

Em resposta ao repto do livro lançado pelo AMRevez, fica a frase, sem mencionar a fonte:
"Qual dos dois espectadores se cansou de ser um observador passivo, para ir ao encontro dela e a acariciar, é outra incógnita que a acompanha! O que a motivou para aceitar essas carícias e a retribui-las?"

Quem fez o repto.. que descubra a fonte,,,

domingo, novembro 18, 2007

ASAE...

Os mais antigos leitores deste mal frequentado esgoto, não ignoram o meu carinho muito especial pela ASAE. Depois de apreenderem peixe em excelente estado, confiscaram marisco perfeitamente apto para consumo, multarem estabelecimentos por razões que a só a razão deles conhece, de encerrarem locais históricos (A Ginginha do Rossio foi o ultimo) vai continuar a batalhar pela saúde dos portugueses e portuguesas.
O Viagra e Prozac teve acesso a informação privilegiada e pode inventar que no próximo mês inspectoras da ASAE vão fazer análises periciais ao esperma dos portugueses, preparando-se para confiscar os pénis que não cumprirem os critérios de Bruxelas...

O Sindicalismo já não é o que era...

Não há nada mais agradável para um cliente e edificante para uma Empresa que um gajo ficar parado na bicha, digo, fila, enquanto os dois funcionários discutem um contra o outro questões laborais! Mas giro giro giro, mesmo engraçado, era que não reclamavam aumentos salariais, mas ambos defendiam que o outro devia começar a receber menos! Com empregados assim, qual a razão das Associações Patronais participarem na concertação....

sábado, novembro 17, 2007

Ele chegou...

... insinuante e forte, arrogante e altaneiro, impondo a sua presença, o seu cheiro intenso, uma marca indelével que vai perdurar no tempo. No ar, o aroma das castanhas flirta com o cheiro de lenha queimada, o calor das lareiras apaixona-se pelo frio da noite, os corpos cansados deleitam-se no vinho novo, que nos sorri, evocando o Outono...

Sangue Pisado

Fiz questão de apenas ver a peça no ultimo dia de exibição em Beja! A razão é simples: intui que ia fazer um post simpático e quis deixar para o ultimo dia, de forma a não dar protagonismo ao autor da peça!
Começo pelas críticas: é defeito meu, mas tenho alguma implicância com as cadeiras da sala estúdio: fazem-me doer o cuzinho, no sentido não homossexual da questão! A música é de extrema crueldade: a excelência da mesma, exigia mais um minutos! Pelo que fica escrito, a minha primeira vénia é para o Paulo Ribeiro!
Ultima crítica: a peça é forte, pesada, um ambiente forte que clama pela reflexão: infelizmente, um tipo depois de ver as cuequitas das actrizes, descontrola-se o perde a intensidade dramática!
Por falar em cuequinhas: não conhecia a Sandra Ademar e Ana Maya e fiquei fascinado! (a troca de nomes é propositada, tal a fusão das personagens!)
Ainda criticamente: aquela parte do gajo fumar um cigarro em palpo acho nojenta! Eu estava morto para fumar um cigarro e tive de levar com o tipo a exibir-se fumando em público!
O texto é muito bom, de uma intensidade imensa, num estilo dramático-erótico que agarra o público da primeira à ultima palavra! O tema: sou suspeito, mas acho uma escolha feliz! Muito feliz!
Honestamente: vale realmente a pena! Agora que acabou, aconselho a ir!!!
PS - privado e pessoal: Obrigado!!!

Maja, por Goya


Francisco José de Goya 1746 - 1828 (aprox. 1800)

É impossível não colocar ambas as versões de uma mesma preciosidade.
Segundo rezam as crónicas, a roupa foi colocada na “maja” por cobardia do génio espanhol, quando foi informado que o marido da sua musa (eufemismo para modelo e amante) se dirigia para sua casa, de molde a obter satisfações, tendo-se fechado toda a noite no estúdio, para a manhã dar à luz um novo quadro!
Na análise ao quadro, sobretudo ao Maja Despida importa ter presente a sua data, para valorizar de forma justa a coragem do pintor em oferecer um nú, numa Espanha ainda terrivelmente tradicionalista e subjugada ao peso da Igreja Católica, não passando incólume às garras da Inquisição.
Na vida de Goya urge distinguir dois momentos, que marcam o homem e o pintor: uma juventude apaixonado, com aventuras e romances tórridos, concessões à boémia e uma segunda fase, marcada por um sinistra doença que o jogou para um cama, parcialmente cego e surdo! Estes acontecimentos estão marcados na sua arte, tendo o seu traço ficado mais livre e as suas cores mais sombrias. Inequivocamente neste sentido, uma das suas mais excepcionais obras “Saturno comendo os seus filhos”.
Das complexidades da vida de Goya, com profunda influência na sua arte, era o seu espírito revolucionário, o paradoxo de, por viver sobre a protecção do Rei, perseguir e ser perseguido pela Inquisição. Pintor do Rei, a salvo das garras da Inquisição, o mesmo Goya que pelos dias pintava frescos em Capelas e Conventos, pela noite desenhava postais onde retratava os horrores da Inquisição.
Maja despida é um quadro audaz, provocatório, extremamente erótico para o seu tempo, com um contraste de cores único, iluminando a mulher, real não mitológica, rendida numa cama, entregue aos caprichos do artista que, alegadamente pela primeira vez na história, ousou colocar numa tela os pêlos púbicos femininos…

sexta-feira, novembro 16, 2007

O Pecado de Bynia...

O jogador do SL Benfica Bynia (qualquer coisa) foi suspenso por SEIS jogos após entrada violenta sobre um jogador do Celtic!
Sou adepto e sócio do SLB, o que não me impede de reconhecer o óbvio: a entrada foi muito feia! Mas, porque a justiça tem que ser comparativa, a pena aplicada é desmesuradamente pesada, uma obscenidade quando comparada com outras! Alguém acredita que se nas costas da camisola estivesse outro nome, que a pena era igual?

Nova Estig - Mea Culpa

Neste momento parece irreversível: a Estig vai mesmo ter direito às merecidas e necessárias novas instalações (ainda que apenas 2 dos 5 pavilhões do projecto inicial!).
Reconheço que neste caso errei, quando por cepticismo a dado momento pensei que já não era possível; fui daqueles que há dois anos chegou a defender que se investissem nos velhinhos pré-fabricados ...
Em boa hora, estive errado! Porque é justo, fica o elogio público aos timoneiros deste projecto, nomeadamente o Presidente do IPB, Doutor José Luis Ramalho, bem como aos sucessivos Conselhos Directivos da Estig que nunca abandonaram este sonho: Dr.º João Paulo Trindade, Eng.º Miguel Tavares e Drª Fernanda Pereira e, obviamente, aos restantes membros das equipas directivas! Já agora, fica também o elogio a todos aqueles que recebem menos do que era suposto, de forma a permitir que a Escola tenha conseguido juntar o dinheiro necessário para lançar a obra (esta... tinha mesmo de ser dita..)

Passatempo de Natal

De forma a contrariar as absurdas teorias de que aqui o h não suporta o Natal, imbuído do mais genuíno espírito natalício, decidi propor aos meus bons e estimados leitores (aberto aos outros) um passatempo de Natal.
Faço-o o hoje, depois de no caminho para casa ter visto que a iluminação de Natal da cidade começa a ser colocada (aplaude-se!) e depois de uma passagem pelo Mordelo, onde as prateleiras estão cheias de merdas carissímas para obrigar as famílias a gastar o dinheiro que não têm, para encherem de prendas rebentos mimados por terem mais do que seria suposto! Pois bem, vamos abrir a época de Natal no Viagra e Prozac.
O passatempo, que termina a 16 de Dezembro, tem como lema: ofereça alegria neste Natal. Faça um menino sorrir!
Para tanto, vou aceitar receber fotos eróticas de leitoras, despidas de Pai Natal!
A melhor foto irá receber um cabaz de coisa nenhuma e um licor de nada!
Nota Importante: só serão submetidas a concurso as primeiras 2000 concorrentes!

Por falar nisso: nova música alí ao lado: Skank, tão seu!

quinta-feira, novembro 15, 2007

Porque perguntar não devia ofender...

Serei o único bejense a estar absolutamente saturado com o facto de a cidade ser por estes dias um verdadeiro estaleiro?!!
Pergunto: é mesmo necessário cortar simultaneamente tantas estradas? Não seria possível concentrar ao máximo as obras, juntando todos os meios num único local para depois arrumarem a trouxa e seguirem para outro sítio?

A melhor parte do corpo feminino

Entre as inúmeras coisas que sou incapaz de compreender, destaco hoje a beatificação da rata! Dito de outra forma, a veneração do grelo por parte dos meus compichas é algo que não compreendo!
Sinceramente meus amigos? Qual a beleza da vagina?? Uma treta de uns lábios mal desenhados, com um penduricalho ao meio e um disparate de cabelos que nos roubam a visibilidade? Ainda se os lábios usassem baton!
Desculpem-me, mas não consigo interiorizar qual a razão que vocês passam as 16 horas do dia a pensar em vaginas e as 8 horas da noite a sonharem com elas acordando babados e com o coisito rijo como gelatina!
Podia dizer-se, que tal como nas mulheres, a verdadeira beleza está no interior! Mas é um disparate: o interior da vagina é um buraco mal frequentado, de cheiro tão desagradável que o coitado do pénis não aguenta os segundos lá dentro, sem precisar de sair para respirar! E, como aqui escrevi a semana passada, fica tão agoniado que acaba por vomitar e desmaiar!
Atenção! Não comece já o meu desbarbado leitor a ponderar que bastou uma rápida viagem para mudar de clube: deixo claro, que aqui o gajo gosta de gajas! Apenas, não compreendo esta vaginomania!
Para mim, a parte mais erogena das gajas é o cotovelo! Isso sim são curvas sensuais, uma rijeza sexy, uma textura lasciva, um odor voluptuoso, uma sensualidade que nos desarma! Mil vezes uma mulher de manga curta, com os cotovelos soltos ao vento, que aquelas badamecas das micro-saias sem cuequinhas!
E se até agora falo da questão estética, vamos ao acto em si! Há mais sublime prazer que fazer o amor com o cotovelo, aninhando o sexo nos antebraços? Se nunca experimentou, siga os meus bons conselhos! Garanto-lhe: consegue ser ainda melhor, que o sexo com uma galinhas!
Por tudo, meu bom leitor, junte a sua voz à minha e grite bem alto: não à passarinha, sim ao cotovelo!

quarta-feira, novembro 14, 2007

4ª Semana do Comércio Electrónico

Mais uma vez a Semana do Comércio Electrónico divide-se por duas cidades: Lisboa e Beja. No caso concreto, hoje pelas 18h no Auditório da ESEB, um tonto e três pessoas inteligentes vão falar sobre a Auto-Regulação no Comércio Electrónico!
Fica o convite...

terça-feira, novembro 13, 2007

Conselho de Opinião

O programa Conselho de Opinião causou alguma polémica. No caso, misturando-se com este blogue. Para os leitores do Viagra e Prozac, como em outras vezes, será aqui deixado link para o de forma a terem argumentos para formular uma opinião!
Para quem é “cliente habitual” do programa, sabe as regras da casa: quando há convidado, os conselheiros reduzem as suas intervenções ao mínimo, de forma a dar espaço ao convidado para expor as suas opiniões! Não é, nem será, um programa de debate! É um mau estilo? Quiçá! Mas a verdade – e desculpem lá a arrogância – é que o programa tem hoje o estatuto que tem!
No que me diz respeito, apesar de ser raro, hoje penso que se justifica um ou outro esclarecimento!
Desde logo pelas palavras no blogue Praça da República! Entende João Espinho que o CO “vai hoje arrear as calças, cedendo às pressões do poder” por convidar um técnico da CMB. Já deixei uma resposta ao post, pelo que não me repito aqui: o convite foi feito por mim, em directo, porque entendi que era justificado. Se é convicção do João Espinho que baixo as calças à CMB, é a sua opinião, que respeito, discordando!
Sobre o convidado – porque os factos, são factos: esteve no programa porque foi convidado, primeiro por mim, depois pela Direcção da Rádio Pax – entendi – e continuo a entender – que enquanto director do Pax-Júlia e Director do Departamento Sócio-Cultural da CMB, se justificava a sua presença.
Não me vou pronunciar sobre as palavras do Dr. José Murteira sobre o António Manuel Revez; era ridículo eu defender o Revez! Há vários anos que é um agente cultural na região, tem obra feita em vários níveis! Repito apenas o que disse em directo: concordo com a esmagadora maioria das suas posições sobre a actual politica cultural da CMB no actual mandato! Tenho profundas divergências ideológicas faça ao Revez, estilos bem diferentes, mas assumo que intelectualmente o admiro bastante.
Um comentador, claro está anónimo, deixou aqui escrito (bem como no Praça da Republica), falando sobre a minha pessoa que: “nunca vi ninguém ser tão humilhado, ofendido, desmentido cara a cara e ter-se limitado a ficar calado sem argumentos para quem á sua frente teve a coragem de o enfrentar”! Parece-me tremendamente injusto para com o Dr. Filipe Murteira; penso que em nenhum momento me ofendeu, me procurou humilhar, nem desmentiu nenhuma das minhas observações. O que Dr. FM fez foi exercer o seu direito de discordar de mim; no calor da conversa, saltou-lhe um “saloio”; não valorizo! Acredite que o mesmo não se orgulha da expressão! Se o fez com consciência, se entende que eu sou saloio é a sua opinião, tão respeitável como a opinião contrária!
Diz o mesmo anónimo que eu terei pedido desculpas ao Dr. FM: acredito que se for alguém de carácter, depois de se informar melhor, voltará aqui para reconhecer o seu erro e pedir desculpa!
Procurando uma análise objectiva ao programa, pronunciando-me sobre o convidado, acho que o mesmo cometeu um erro de palmatória! Deu-me demasiada importância! Ou citar as minhas declarações, os meus textos neste blogue e os meus artigos de opinião concedeu às minhas críticas desmedida relevância! Um erro crasso: os “adversários” desvalorizam-se…
Por mais confusão que isso faça a muitas pessoas – incluindo pessoas próximas de mim, que durante e após o programa acharam que eu devia ter respondido ao convidado no mesmo tom – mantenho a minha posição de princípio: discuto ideias, não pessoas! Não entro nunca em ataques pessoais.
Tenho profundas divergências sobre a política cultural da CMB; mas não quero o monopólio da razão! O Dr. Filipe Murteira está contente com o que a CMB tem feito, eu acho que é pouco, podia fazer-se mais e melhor! E estou disponível para dar sugestões! E se para os responsáveis da CMB a minha opinião é tão importante, estou disponível para ser recebido no executivo e debater soluções e propostas…
PS – Espinho, se uma das regras da boa prática na blogosfera for, quando um blogue num post se refere a outro, este deve citar o anterior, ficarei a aguardar que na Praça se fala alusão à minha posição!

ADENDA: O programa está disponível aqui

Acontece em Beja... mas não devia!


A ideia é boa e merece aplauso. Contrasta com a apatia em que a Biblioteca Municipal José Saramago tem tido nos últimos anos! A escolha de Carlos Pinto Coelho muito feliz. É incompreensível a sua saida da RTP. Se CPC não tem escrito o prefácio do livro do Director da Biblioteca, José Figueira Mestre tudo isto merecia o meu aplauso!
Mas escreveu!!! E nestas coisas, já o povo dizia de César e da senhora sua esposa!
E, neste caso, autor e Carlos Pinto Coelho, não ficam bonitos nesta fotografia...
ADENDA com CORRECÇAO: Por lapso disse que CPC escreveu o prefácio: burrice minha! A sua contribuição foi a apresentação do livro (o qual li e gostei!).
Não pretendo colocar em causa a honorabilidade das pessoas: apenas, pareceu-me infeliz (e daí a alusão a César) que o Dr Figueira Mestre tenha feito a apresentação na biblioteca que dirige, utilizando a divulgação desta, sendo o livro apresentado por um colaborador da mesma!
Não ignoro que muita gente faz coisas similares; mas.. pessoalmente é algo que acho criticável, seja feito por quem for! Acredito honestamente que se os visados objectivamente pensassem nisto, teria optado por fazer o lançamento em outro local! Apenas isto! (@nónimo - agradeço a correcção, bem como a forma com que a fez!)

Nem sei como dar um título a isto...


Claro que pensei em não fazer esta referência. Mas há coisas que de tão absurdas é impossível nas as vomitar aqui. Se convidam um gajo para dissertar uns disparates sobre coisas importantes e depois o vão buscar ao Hotel no carrito supra fotografada, só há uma coisa a ser dita: - Meu grandessíssimo cabr**, filho duma enormíssima **** fora a Senhora Dita que não tem culpa, palhaço sortudo, se os gajos lessem as merdas que aqui escreve ias é amarrado ao carro com uma cana de açucar enfiada nesse cu mal cheiroso, porco, suíno, imbecil, convencido de uma treta que nem vales nem o mijo que bebes! (Post Scriptum - obviamente que o texto supra se refere apenas aqui ao gajo, não se aplicando aos restantes passageiros, que merecem este e outros gestos!)

segunda-feira, novembro 12, 2007

A política cultural do Municipio...

Segundo rezam as crónicas, parece que o ultimo Conselho de Opinião gerou alguma controvérsia. O facto justificou que em directo fosse lançado o repto para que alguém ligado à Câmara Municipal de Beja ir ao programa defender a política cultural do executivo. Assim, terça-feira dia 12 de Novembro José Filipe Murteira Director do Pax-Júlia e Director do Departamento Sócio-Cultural da CMB será o convidado do programa.
A tempo: não voltei a ouvir o programa, mas, se a memória não me prega uma rasteira, em momento algum se disse que nada havia em Beja: apenas se comentaram algumas soluções, alguns conceitos e preconceitos culturais! Se me recordo, o programa terá terminado com uma afirmação do tipo: "em Beja é muito difícil alguém exercer os seus direitos de cidadania!" Terá sido premonitória?

ADENDA: Discussão sobre o tema no Praça da Republica, com esclarecimento feito por mim!

De regresso...

à terrinha, começo a absorver as notícias enquanto recupero o sono.
Com excepção dos Seis do Benfica, as notícias falam de acidentes de trabalho, o PC ataca quem os critica, Santana Lopes levou sopa do Zézinho, Menezes continua a ser um "pilhão", o orçamento vai a caminho de ser aprovado, os lobies andam a movimentar-se para mamar na teta do novo Aeroporto, o Chavez do Soares diz dislates, o rei Juan Carlos assume uma de Santana Lopes... ou seja, tudo na mesma!

Pedido de Informações...

Como os mais frequentes sabem, este blogue tem estado semi-abandonado em virtude de uma sequência de conferências e uma viagem. Por acaso alguém me consegue informar dos resultados desportivos deste fim de semana??

quinta-feira, novembro 08, 2007

Sem tempo mas....

o que era das quintas sem o Momento Cosmopoliotan, Versão Maria!
Hoje dei por mim a pensar em pénis: calma, seus doidos, que a frase não vos leve a pensar que mudei de campeonato! Apenas faz-me confusão este orgulho do macho lusitano por aquele diminuto pedaço de carne, que pendurado abaixo das pernas, comanda as vossas mentes!
No meu caso, a coisa até se entende! Afinal... são muitos centimetros para contemplar!!
Mas.. porque se orgulham voces tanto das vossas pilinhas?
Haverá coisa mais tonta no mundo que um musculuzito semi-mole que fica doido e passa todo o tempo e gasta toda a sua energia na busca de um buraco inóspito, todo cheio de humidade, nem sempre cheiroso, para depois de o encontrar, passar cinco minutos indeciso, feito parvo a entrar e a sair sem se conseguir decidir onde quer ficar, perdendo tanto tempo nesta indecisão, at[e ficar tonto, enjoado, vomitar-se todo e depois cair para o lado e dormir como um porco imóvel! É desta coisa que tanto se orgulham???

A correr...

Sempre que regresso a este Pais de estranhos contrastes, mais admiro as suas gentes, que partilham muitas delas com um sorriso as misérias de muitos com a oponências de uns poucos. Mesmo deopois de onze horas fechadas numa sala, assistindo a mais de uma dezena de palestras, consigo enfrentar o calor húmido e deixar-me encantar. Especialmente pela gastronomia: o meu estomago hoje percebeu o real significado da expressão elasticidade...
Agora vou, mas qual Santana, vou andar por aí... e volto...

quarta-feira, novembro 07, 2007

Lembrete...

De regresso a casa, depois de dormir umas horitas, não esquecer de enviar carta registada com aviso de recepção para a TAP. Para protestar, claro está! Sobre um verdadeiro drama nacional: a decadência física das hospedeiras de borda.
Nos dias que hoje correm qualquer badameca é hospedeira: o que é errado e grave. Acredite, meu bom leitor, que no avião que me deu boleia, quase todas elas eram verdadeiros estafermos. (não esquecer de mencionar na carta, que o adjectivo não se aplica à morena alto e esguia da primeira classe, seios fartos, olhos divinos e uma boca absolutamente perfeita para… bem, regressando ao tema…).
Não me julgue nem faça a injustiça de rotular de fútil. Fique bem ciente, que eu até gosto imenso de estafermos, ou não tivesse memória para reconhecer que foi graças a eles que tive vida sexual na adolescência! E é, por amor aos jovens adolescentes deste País, que urge lavrar este protesto.
Esquecem os labregos que fazem o casting para as gajas de voo, que a idealização da perfeição corporal das empregadas de mesa de avião, alimentou as fantasias eróticas de inúmeras gerações de portugueses, encheu de espermatozóides milhares de ladrilhos dos nossos edifícios lascivos, na desesperada busca por esse verdadeiro mito urbano, a queca aérea! Não pela queca em si, mas apenas para ter uma boa desculpa para esticar as pernas e fumar um orgásmico cigarro!

O passeio da Guarda

Há meia dúzia de meses a Brigada de Trânsito da GNR migrou de Beja para Beringel. Agora poderá ir para Figueira de Cavaleiros! É o que se chama uma brigada sempre em trânsito!

terça-feira, novembro 06, 2007

Parabéns ao Menino Politécnico...

... que hoje faz 21 aninhos!

Deixemo-nos de tretas...

Isto não é qualquer tipo de xenofobia: seja em que situação for, seja que etnia for, é absolutamente inaceitável que dez adultos invadam uma escola para tentar agredir um funcionário da instituição, vandalizando o refeitório pelo caminho! Ainda mais, quando a memória nos recorda outras inaceitáveis situações.
O Município de Beja tem feito muito pela comunidade cigana: mas o outro lado da existência de direitos é a existência de deveres.

O panorama cultural na cidade de Beja...

Dá o mote ao próximo Conselho de Opinião. Esta tarde, pouco depois das 18h, o Conselho convida António Manuel Revez para debater a política cultural na cidade de Beja.
Como sempre, a caixa de comentários está aberta para colocarem questões...

ADENDA: Amanhã, pode ouvir o programa aqui! Recomenda-se... (programas, depois Conselho de Opinião)

segunda-feira, novembro 05, 2007

Uma já foi...

Como ficou escrito neste blogue, nos próximos dias o mesmo vai ficar em semi-abandono, porquanto aqui o parvo vai dar 4 em 10 dias. Quatro conferências, seus e suas taradas!!!
A primeira já foi. Um amável e amigo convite levou-me à Universidade de Évora para dizer dislates sobre Comércio Electrónico. Foi agradável passear numa casa com história, mas sobretudo, demasiados anos depois, regressar a uma cidade que tanto amei na adolescência, onde vivi coisas que até neste mal frequentado espaço teria pudor em recordar...
Agora... preparar a trouxa e o sotaque...

O bombeiro com os copos...

Segundo notícia da Rádio Voz do Município, um bombeiro de Moura que conduzia uma ambulância com um paciente a caminho do Hospital de Beja foi apanhado com uma taxa de álcool criminosa. Presente ao Juiz, este decidiu bem, no máximo, pecando por defeito.
Desta história merecem ser sublinhados dois aspectos meritórios que urge destacar: o comportamento do Comandante dos Bombeiros de Moura que não branqueou os graves factos, meteu o corporativismo na gaveta e informou a GNR. Esta, porque acompanhou a ambulância, permitiu ao doente dar entrada no Hospital e depois investigou o acusado. A estas entidades, os meus públicos parabéns!

domingo, novembro 04, 2007

Conta-me como foi...

Provavelmente a melhor série nacional de ficção de sempre. Uma referência que apenas peca por tardia. Os actores são bons, o texto óptimo e os adereços são absolutamente excepcionais! De quando em quando, a televisão oferece-nos raros motivos para desligar o Hustler e ver outra coisa qualquer. Domingos à noite na RTP.

PS - Música nova no blogue: João Gilberto e Caetano Veloso encantam com a Garota de Ipanema!

Carla Matadinho...

A angelical diva do Alentejo apresentou esta semana o seu site na Internet com imensas das suas fotos. Sou eu que ando distraído ou isto não é propriamente uma novidade...

Um passeio na praia...


Tirei o dia para dar um passeio na praia. Adoro caminhar na praia deserta durante o Inverno, conversando com as ondas, ouvindo o som do azul que nos preenche o horizonte. Caminhar na areia fria que nos aquece a alma e nos oferece conforto e companhia! Recuperar forças. E sinto que vou precisar: quatro conferências em dez dias, mesmo para um parvo tolo é uma imensa insanidade.
Por essa razão, nas próximas duas semanas vai haver pouco viagra e prozac. Se o tempo permitir e as condições técnicas permitirem, quiça apareçam memórias de um viajante. Sem promessas... Até porque a minha palavra, não é lá "essas coisas..."

sábado, novembro 03, 2007

Serenata, por Di Cavalcanti - 1925

Emiliano Augusto Cavalcanti 1897 - 1976.

Di Cavalcanti é quiça o mais brasileiro dos pintores brasileiros. Desde logo, nas ninfas que inspiram, a mulata que foi a sua primeira e principal musa, cantando-a com as suas tintas por todo o continente europeu.
Mas Di Cavalcanti é ainda profundamente brasileiro na sua forma de ler o mundo, na evocação que faz da arte de viver a vida, a mais sublime de todas as formas de artes.
Dele são as palavras “Não é orgulho, é vaidade. Eles não amam a vida. Amam a arte como a um mito. E eu amo sobretudo a vida, esta vida que vem, como os calores sexuais, de baixo para cima…”
O artista, não se aconselha na dor e no sofrimento, não procura na angústia a inspiração para a sua obra. Na poesia de Cavalcanti encontramos as cores fortes e belas da vida, a alegria e o prazer de viver, a invocação da felicidade como a mais bela das obras de arte.
Desdenhava os pintores a quem apelidava de chatos - , não obstante a sua amizade com Picasso, a quem culpava de não saber pintar mulheres bonitas – e era um assumido boémio, que desde petiz privou com escritores, arte que amou tanto como a pintura.
Reconhece-se-lhe a ousadia da sua estética, marcada pela pluralidade de cores, que explora para desenhar as alegrias da vida quotidiana, especialmente os prazeres da noite. E o prazer das mulatas que considerava um símbolo do Brasil. Delas disse “ela não é preta nem branca. Nem rica nem pobre. Gosta de dança, gosta de música, gosta do futebol, como o nosso povo. Imagino ela deitada em cama pobre como imagino o país deitado em berço esplêndido.”