quarta-feira, agosto 19, 2009

Grandes cães...*

Uma miúda de 17 anos foi ontem violada. Foi ao Hospital. Teve de esperar doze horas no Hospital de Santa Maria, porque o Instituto de Medicina Legal alega que não tem peritos disponíveis para assegurar o trabalho depois das cinco horas!
Sinceramente, das duas violações, não sei qual a mais vergonhoso!

* escrevi cães, mas as palavras que tinha em mente eram outras...

15 comentários:

  1. Seguramente que a segunda reforça a primeira, no seu pior. Porque se é grave ser vitima de um asqueroso criminoso é ainda pior ser-se vitima da falta de atempada justiça em relação a ele.
    (apenas uma opinião: talvez esta fosse uma situação em que se justificasse não se inibir das palavras certas. já que o H. gosta de chamar os bois pelos nomes, não me parece que, no caso, pudessem chocar)

    ResponderEliminar
  2. O titulo era suposto ser filhos da p.! Mas tive receio de pensarem que estava a falar de alguma política local!
    Sobre o resto, a Senhora das belas fotos de praia, tem toda a razão!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:28

    Simplesmente VERGONHOSO!!!
    O que é feito da componente humana do acto médico?
    Mas hoje já deu na TV que o Governo ( entenda-se se tiver mais um mandato ) vai aumentar o número de médicos legais em 2010...
    É mais um caso de governar em cima do joelho e ao sabor dos acontecimentos!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22:41

    Escreve lá:

    FILHOS DA PUTA, PORRA:

    ResponderEliminar
  5. @anónimo lá de cima - se ouviu a notícia, também ouviu que estão a ser formados há 4 anos...

    ResponderEliminar
  6. pensei em fazer um post sobre o assunto mas o H antecipou-se...e fez bem. São noticias chocantes. Diga mesmo o palavrão que pensou... FILHOS DA PUTA.

    ResponderEliminar
  7. já agora aqui fica o original

    «o pequeno filho-da-puta
    é sempre
    um pequeno filho-da-puta;
    mas não há filho-da-puta,
    por pequeno que seja,
    que não tenha
    a sua própria
    grandeza
    diz o pequeno filho-da-puta
    no entanto, há
    filhos-da-puta
    que nascem grandes
    e
    filhos-da-puta
    que nascem pequenos,
    diz o pequeno filho-da-puta.
    de resto,
    os filhos-da-puta
    não se medem aos palmos,
    diz ainda
    o pequeno filho-da-puta.
    o pequeno
    filho-da-puta
    tem uma pequena
    visão das coisas
    e
    mostra em
    tudo quanto faz
    e diz
    que é mesmo
    o pequeno filho-da-puta
    no entanto,
    o pequeno filho-da-puta
    tem orgulho em
    ser
    o pequeno filho-da-puta
    todos
    os grandes filhos-da-puta
    são reproduções em
    ponto pequeno
    do pequeno filho-da-puta,
    diz o pequeno filho-da-puta.
    dentro do
    pequeno filho-da-puta
    estão em idéia
    todos os
    grandes filhos-da-puta
    diz o pequeno filho-da-puta.
    tudo o que é mau
    para o pequeno
    é mau
    para o grande filho-da-puta,
    diz o pequeno filho-da-puta.
    o pequeno filho-da-puta
    foi concebido
    pelo pequeno senhor
    à sua imagem e
    semelhança,
    diz o pequeno filho-da-puta.
    é o pequeno
    filho-da-puta
    que dá ao grande
    tudo aquilo de que ele
    precisa
    para ser o grande filho-da-puta,
    diz o pequeno filho-da-puta.
    de resto,
    o pequeno filho-da-puta vê
    o engrandecimento
    do grande filho-da-puta:
    o pequeno filho-da-puta
    o pequeno senhor
    Sujeito Serviçal
    Simples Sobejo
    ou seja, o pequeno filho-da-puta. »

    - Alberto Pimenta, "Discurso sobre o Filho da Puta"

    ResponderEliminar
  8. Gosto mais do nome "cães"...

    Para quê ofender as mães?!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo04:26

    Pois bem...já ta quase tudo dito mas falta ainda perguntar se esse serviço não tem um chefe e se esse chefe não esta contactavel e porque é que esse chefe não mandou um médico apresentar-se mesmo estando de descanso ou de férias. É que na funçao publica q eu saiba isso pode fazer-se desde que as razões sejam dignas disso. Ainda ta muito por explicar nesta história mas não deixa de ser ilustrativo dos governos q temos tido, desprezo pelos contribuintes e sempre a pensarem nos seus interesses pessoais. Voltando ao assunto o ministro não deveria ter dito q se iam apurar responsabilidades. Não há nada a fazer, compadrio conivencias etc etc e cada vez pior.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo15:11

    Será que o H.S. Maria não sabe que existe um tipo de prestação de trabalho que se chama PREVENÇÃO e que é precisamente para as situações absolutamente necessárias e em que não há pessoas que cheguem para cumprir o horário necessário?

    ResponderEliminar
  11. Anónimo17:43

    O mais deprimente, é ver os responsáveis virem justificar e explicar que não têm isto ou aquilo, e férias e mais não sei quê, quando deviam retratar-se e pedir desculpas públicas ao País e aos directamente afectados pela situação e assumir a falta de humanidade e respeito pelo próximo.
    Se tivesse sido a filha de alguém "importante", ou até mesmo esse alguém importante, a ser violada/o vai uma aposta que isto não tinha acontecido?

    ResponderEliminar
  12. Pois...os cães é que os pagam! Não podias inventar outra? Ou será por eles não terem votos na matéria...?

    Perguntar não devia de ofender...

    ResponderEliminar
  13. Tens toda a razão ZiG: os cães não merecem!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo19:45

    Infelizmente esse não foi um caso unico, repetindo-se por muitos hospitais.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!