sexta-feira, outubro 01, 2010

É por estas coisas que tenho orgulho em vocês...

"A Associação Cantinho dos Animais de Beja gostaria de informar o responsável deste blog que o post "Praxes" resultou no dia com mais pessoas ao mesmo tempo nas instalações da associação na história da mesma.
Ficou tudo limpo como já há muito tempo não era possivel limpar, os cães foram tratados como já há muito tempo não havia possibilidade de tratar. Diriamos até que o seu "sorriso" na cara estava aos olhos de todos.
Juntaram-se no canil cinco turmas de caloiros da ESTIG, com respectivos veteranos, uma imensidão de gente.
Agradecemos por isso ao H pela sugestão, que originou tudo isto e aos veteranos da ESTIG que souberam tão bem aproveitá-la e fazer dela algo inédito, por isso poderemos afirmar que de facto as praxes são algo de bom, pelo menos aos olhos de 60 cães e meia dúzia de carolos amantes dos direitos dos animais em Beja.

Sempre que algum dos participantes quiser voltar às nossas instalações já sabe o que o espera...

Obrigado a todos"

Adenda: Pode ler mais aqui. E aqui

30 comentários:

  1. Dica11:20

    Um excelente exemplo cívico e uma óptima ideia de inserir os estudantes universitários na vida real.

    A repetir numa imensidão de outras áreas e com proveitos sociais nas praxes estudantis.

    ResponderEliminar
  2. É bom relembrar porque comecei a seguir o blogue.
    Porque é bom acompanhar o H.
    Aqui à distância de um teclado, um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:37

    Excepcionais Professores, fazem excelentes alunos!

    ResponderEliminar
  4. Luis - Se eu fosse um mano porreiro, tinha sugerido pintarem o exterior da tua casa e tratar do jardim!!

    ResponderEliminar
  5. o H só dá bons conselhos =D
    bjs*

    ResponderEliminar
  6. ainda vais a tempo...
    Preciso de colocar 275.000 peças de pavê no quintal.

    Já acabaram as praxes???

    ResponderEliminar
  7. Mais uma semana...

    ResponderEliminar
  8. Pois é...
    É com muito orgulho que anunciamos o sucesso desta iniciativa, mobilizamos alunos a uma escala que já não se vê na nossa cidade e todos eles com o intuito de ajudar. Esperamos ver esta iniciativa repetida, não só por alunos mas também pela população da nossa cidade. Foi um dia diferente mas muito divertido, o qual todos os caloiros e veteranos adoraram, afinal, todas as pessoas e animais do cantinho merecem! Esperamos ainda ter tempo para voltar durante o período de praxes, a fim de dar mais uma mãozinha e agradecer tudo o que nos ajudaram.
    Aproveito para anunciar também o interesse de diversos alunos quer nas propostas de voluntariado, quer nas de sócio.
    Ajudar nunca é demais...

    Obrigado ao H pela ideia desta iniciativa e a todo o Staff do cantinho que tão bem nos recebeu e em tudo nos ajudou.

    Cumprimentos, João Bento.

    ResponderEliminar
  9. É certo que se trata de uma excelente acção de voluntariado e boa vontade mas o que é que a coisa tem a ver com "praxe académica"? Deve ser mesmo que o olho do cú tem a ver com a feira de castro (lol)

    ResponderEliminar
  10. Foi bom saber que as praxes resultaram em algo de útil e didáctico.

    ResponderEliminar
  11. J... Tem tudo a ver com a praxe académica! E sabe porquê?! Porque ao contrário do que muitas mentes deste pais pensam, as praxes académicas não servem para atacar ou ofender os novos alunos, servem isso sim para educar e ensinar uma ideologia, na qual está bem presente algo tão difícil de encontrar nos nossos dias como o civismo e a ajuda ao próximo... Presentes neste e em outros eventos promovidos nas praxes académicas.

    Cumprimentos, João Bento.

    ResponderEliminar
  12. J.- O João Bento já te respondeu! Esta iniciativa tem tudo a ver com as praxes! Infelizmente, normalmente quando ouvimos praxes, só pensamos em parvoíces!
    Mas a culpa é do nosso preconceito, não da natureza da coisa!

    ResponderEliminar
  13. L. Guerra20:38

    ainda me lembro de quando começaram estas iniciativas durante as praxes...com direito a tempo de antena em televisão, rádios e imprensa...e com a ajuda de quem!?!?...
    Obrigado H

    ResponderEliminar
  14. Fantástica idéia! É por estes "pequenos" pormenores que o admiro!! ;)

    CC

    ResponderEliminar
  15. Os novos voluntários serão bem vindos tal como os novos sócios... estamos quase a atingir os 1000 sócios... vamos lá a ver se em 2011 atingimos esta fasquia importante... não é para todos representar 1000 cidadãos... digo eu... mas sou suspeito...hehehe!

    Aqui a única premissa é que somos "Movidos a quatro patas"!... não sei se me faço entender.

    Fui praxado em duas instituições de ensino superior e sabendo o que são as praxes fico orgulhoso por este bom exemplo da ESTIG.

    Obrigado mais uma vez!

    ResponderEliminar
  16. Anónimo23:52

    O que fizeram tem tanto a ver com as praxes académicas, como striptease, lavagem das sanitas da prisão, trabalhos forçados no campo, ou vender balões na feira...
    santa ignorância.
    Basta ir à wikipedia
    "A praxe académica é um conjunto amplo de tradições, usos e costumes que se praticam e repetem ao longo dos anos no foro universitário, e cuja Alma Mater é Coimbra. Fortemente ligada ao conceito de praxe académica, está a tradição de integrar os caloiros na sua nova escola e nos próprios costumes, pelo que a praxe tem também um ritual iniciático fortemente hierarquizado. Esta ligação é forte de tal modo que por muitas vezes se confunde o conceito de praxe, que é o conjunto de todas as tradições e rituais com o de "gozo ao caloiro".

    ResponderEliminar
  17. @Anónimo 23:52

    Nem mais! Era mesmo aí que pretendiamos chegar! São de Beja ...

    ResponderEliminar
  18. Anónimo... Não estamos em Coimbra! Cada universidade adaptou um conceito arcaico de praxe e o adequou aos nossos tempos, sim porque o conceito que aqui aplicas é bem antigo.
    A praxe já não existe como a descreves, nem mesmo em Coimbra. Universidade na qual, nos nossos dias, não se "praxa" como tu com tanta sapiência foste encontrar na Wikipédia* nem se ajuda como aqui fazemos!;).
    J, sim somos de Beja e com orgulho, talvez tu e outros cidadãos de outras cidades devam tomar um pouco mais de atenção a todas as nossas tradições e só uma ou outra vez fazer algo de bom pelos outros. Criticar é fácil, superar bem mais difícil!

    Cumprimentos a todos, João Bento.

    * Enciclopédia livre onde cada um pode escrever o que bem lhe apetece sobre qualquer assunto, moderada em Português por um concelho de professores que apenas podem rever uma media de 50 posts por dia.

    ResponderEliminar
  19. E ainda dizes tu que o teu blog é mal frequentado...se fosse assim, essa boa gente nunca iria encontrar esse caminho de ajudar os animais - obrigado H!

    Isso sim, é uma praxe boa! Continuem com esses bons exemplos, desta forma a praxe perde a "má fama" que tem!

    Alguém tirou fotos?

    Só uma "achega"...(tenho que dizer isso)...a sorte dos praxados e praxantes foi terem ido ao canil apenas de tarde e não de manhã, altura em que se limpa aquela coisa viscosa castanha mal cheirosa (lol) e - porquê é que houve mais praxantes do que praxados??

    ResponderEliminar
  20. Anónimo02:43

    Nós é que agradece-mos, nós os bipedes e eles os quadrupedes, foi sem duvida um dia diferente e divertido no canil, já sabem quando quiserem repetir é só dizer!!

    Zig: O "chefe" Bento ficou encarregue de me entregar as fotos e em CD!!! heinn!!?Grande nivel!!
    Hão de chegar a sua caixa de correio eléctronico!! Don´t worry!!

    =O)

    vanessa

    ResponderEliminar
  21. Explico já aqui as ultimas questões!

    - Eu próprio levei a minha máquina, tirei algumas fotos e fiz alguns vídeos. Infelizmente e com tanta confusão de coisas por organizar e outras tantas por fazer ainda não conseguimos ir entregar o belo do CD, mas está longe de estar esquecido. 2ª feira vamos tirar uma parte do dia para apontar os novos sócios e voluntários... E ao final da tarde iremos combinar um local onde se possa entrega tudo junto.

    - Teríamos todo o gosto de ter ido logo de manhã, mas é muito difícil em termos de logística (visto a deslocação ter sido feita a pé) voltarmos para almoçar na cantina e regressar da parte da tarde para continuar. Para alem disso já nos encontramos em aulas tendo muitos dos alunos presentes na iniciativa faltado... Era muito complicado informar a escola que a iniciativa decorria o dia inteiro.

    - Houve mais praxantes do que praxados porque no ano dos actuais veteranos, entraram muitos alunos na ESTIG tendo acabado outros tantos as praxes. Esse é o único motivo... Todos estão a ajudar.

    - Ficou também a promessa que qualquer problema a nível informático da parte do cantinho dos animais será resolvido pelo curso de Informática da ESTIG sem qualquer custo.

    Cumprimentos a todos, João Bento.

    ResponderEliminar
  22. Fotos (Algumas no meu blog pessoal):
    http://justmebentoooooo.blogspot.com/2010/10/ajuda-ao-cantinho-dos-animais.html

    Vídeo:
    http://www.youtube.com/watch?v=8gW7WtI0igs

    Cumprimentos a todos, João Bento.

    ResponderEliminar
  23. João Bento:

    O que disse não era uma crítica, era apenas uma achega, um reparo...mas fica aqui, de novo, o agradecimento pela vossa acção de um excelente exemplo a seguir noutras regiões do país :)

    ResponderEliminar
  24. Anónimo14:25

    Bem, deve estar tudo doído.
    Na enciclopédia, no dicionário, no boletim da junta, onde quer que seja, mas... sobretudo, nos códigos da praxe, de qualquer universidade ou politécnico, é muito claro o que seja a praxe, conjunto de rituais e tradições académicas entre os estudantes. Entre as tradições académicas está o uso da capa e batina, o cortejo académico, benção das pastas, integração no associativismo académico, e etc... e sabemos agora, entre as tradições académicas do Politécnico de Beja, está levarem os caloiros a ajudarem o Cantinho dos animais... Tradição que tem mais de 30 anos e é que é praticada pelo menos uma vez por semana... Ao contrário das ofensas e rebaixamento dos caloiros, coisa que não é tradição porque nunca aconteceu no Politécnico de beja...
    LOLLLLLLL
    Cambada de tolos!!!

    ResponderEliminar
  25. Não foi entendido como tal... Só tentei mesmo explicar o porquê de só utilizarmos a parte da tarde, a nossa vontade era mesmo ter dedicado todo o dia. A AEESTIG representando a opinião dos estudantes da nossa escola, agradece a disponibilidade e desde já se oferece para incentivar a mais iniciativas do género mesmo fora deste âmbito de praxe, essa é a vontade de qualquer estudante académico da nossa escola.

    Estamos aqui para tentar demonstrar como se deve fazer, para um dia quem sabe deixar-mos de ser um exemplo e passarmos a ser como o comum cidadão Português!

    Cumprimentos a todos, João Bento.

    ResponderEliminar
  26. Primeiro de tudo tenho pena de ver pessoas com tamanho ódio reprimido como o Anónimo, julgo que mais cedo ou mais tarde se torna na maior causa de stress. Cuidado, apenas me preocupo com a sua saúde...

    Então vamos lá a rever isso que ai diz Anónimo.
    Diz que isso aparece em qualquer livro onde seja referido, portanto, tradições académicas não é?! E isso é 100% certo... Correcto?!
    Errado... E para provar isso:
    - Na ESTIG não se usa nem capa nem batina, usa-se capote.
    - Na ESTIG sempre houve um dia de praxe para ajudar a comunidade.
    - A ESTIG não tem o mesmo regulamento de praxe que as restantes escolas do IPB.

    É pena ver pessoas que falam sem saber, que falam sem conhecer. Cada um é como cada qual, tal como cada escola é como cada qual... Perceba isso e informe-se antes de falar, não sou nenhum google para agora lhe estar aqui a explicar tudo. Mas eu hoje até estou com paciência para explicar a minha ideologia e afinal é para isso que luto e é por ela que dou a cara.

    A tradição académica não é ajudar a comunidade, é a praxe. Correcto? A ajuda ao cantinho é inserida num dos muitos dias dentro dessa mesma tradição académica. Mais... Nós não levamos os caloiros a ajudar a comunidade nós vamos com os caloiros ajudar a comunidade, algo bem diferente meu caro!

    Já que tanto critica, porque não tenta o Anónimo reunir um grupo de pessoas que acima de tudo são seus bons amigos e faz algo de útil pela sociedade? Até lá não lhe vou dar o gosto de nem mais uma resposta. Pois até ver, não fez nada de útil para criticar tamanha iniciativa.

    Tolo -> Aquele sem conhecimento.
    Quem é o tolo portanto?

    Os meus Cumprimentos, João Bento.

    ResponderEliminar
  27. Anónimo18:00

    Ah, em vez de praxe afinal o que existe é uma... "ideologia" académica... bravo!! Lollll
    Chamam-lhe praxe porquê???????
    Experimentem chamar-lhe... generosidade académica, heroísmo académico, ou... mais interessante ainda (e ideologicamente interessante...) chamem-lhe "igualdade académica", porque certamente os estudantes da ESTIG não têm graus diferenciadores (doutores, veteranos,caloiros, etc.) e tratam-se todos por igual... sem hierarquias...sem direitos e deveres diferentes... Bravo rapazes!!!!Finalmente uma... "ideologia" igualitária!!!!!!
    Mas deviam ter mais um dia de "ajuda à comunidade", que era recolherem as garrafas de cerveja e o lixo que os "ideólogos" largam pelas ruas por onde praticam a "ideologia". Aqui em frente à minha porta ainda existem restos "ideológicos", querem vir limpar?

    ResponderEliminar
  28. Anónimo18:41

    Tanta dor de corno! Há gente incapaz de dizer bem!

    ResponderEliminar
  29. Pedrada no Charco ...21:52

    Alguns cães " humanos " ladram e a caravana passa, mas a atitude regista-se e o canil ficou melhor e quem a praticou sentiu-se feliz porque praticou um acto digno e cívico justo.

    Este tipo de " cães " ladram mas não mordem ...

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!