sábado, fevereiro 06, 2010

Há coisas giras, não há?!

Na sequência disto e segundo o Expresso de hoje, Paulo Portas terá conversado com o PM sobre a possibilidade de reduzir os salários dos políticos e dos titulares de empresas públicas! O PM e o PS estão a ponderar! Mas a proposta de Paulo Portas já tem oposição forte: Bloco de Esquerda e Partido Comunista Português são críticos da ideia! É giro, não é?!

10 comentários:

  1. maria14:42

    Já tou toda mijadinha de tanto rir com a piada!

    ResponderEliminar
  2. @maria - eu também achei piada ao ler! Só não fiz pipi, porque me tinha esquecido das fraldas!

    ResponderEliminar
  3. EuMacho16:37

    Onde podemos também ficar informados sobre as posições politicas desses dois partidos? Se poder facultar a informação, desde já o meu muito obrigado.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16:39

    Os comunistas só são comunistas enquanto o que estão a dividir é dos outros

    ResponderEliminar
  5. Defender os trabalhadores, aumentos e reformas é lá com eles... agora cortar nos salários deles, tá quieto!! só rir...

    ResponderEliminar
  6. EuMacho - vinha no expresso de hoje! Tenho o jornal no carro, mas posso citar a página!

    ResponderEliminar
  7. E pronto temos de certeza o mundo ao contrário... alguém trouxe o mapa? é que eu acho que o bloco se enganou na direcção e virou à direita, lol!!

    ResponderEliminar
  8. EuMAcho - página 12, com declarações atribuídas a Bernardino Soares (a parte que lhe interessa!)

    ResponderEliminar
  9. Anónimo10:47

    A sensatez destes senhores, atinge o seu limite, quando porventura alguém lhes quer restringir os seus direitos “adquiridos”.
    Será de perguntar: estamos perante comunistas ou comodistas chupistas?

    ResponderEliminar
  10. Isto me lembra sempre da história na BA11, quando os alemães quiseram aumentar os ordenados dos trabalhadores locais, mas o sindicato não deixou...

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!