sábado, outubro 03, 2009

Há m***** que não me entram na cabeça!

Há breves minutos cruzei-me na estrada entre o Penedo Gordo e Beja com uma miúda - que teria no máximo 12 anos - a circular na estrada de patins em linha! Para quem não conhece o local, falamos de uma estrada nacional feita há catrefadas de anos, ou seja, bastante estreita!
Pergunto - porque perguntar não devia ofender: o que se passa na cabeça de um pai, mãe, tio, tia, primo, etc, que permite que a miúda andar a circular ali?!
Bem sei que os acidentes podem acontecer da forma mais inesperada e, citando Eduardo Barroso, " a saúde é um estado transitório que não augura nada de bom", mas... uma coisa é os acidentes acontecerem, outra andarmos a procurar chatices! Aliás, se as pessoas gostam de procurar chatices, apoiem uma candidatura...

9 comentários:

  1. Já me aconteceu apanhar miúdos nessa estrada, quase de noite, sem qualquer tipo de material para se manterem visíveis, a andarem de bicicleta. Uma inconsciência total.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:19

    São os mongos/as de Beja, uma característica transversal a mais de 90% da população bejense; numa palavra gente estúpida.

    nelita

    ResponderEliminar
  3. nelita@
    e se fosse mamar na 5ª pata do boi???????

    ResponderEliminar
  4. A nossa sociedade "deseduca" os pais impedindo-os de "educarem " os filhos...consumismo, competitividade, excesso de trabalho, prioridades mal estabelecidas..enfim...

    nélita:O que são mongos/as??

    ResponderEliminar
  5. @anónima Nelita
    Cheira-me a despeito.
    Foste rejeitada/abandonada/esquecida/ por algum Bejense giro e inteligente?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo23:56

    O que passa na cabeça de um pai, mãe, tio, tia, primo...que deixa uma criança andar à beira de uma estrada de patins, bicicleta, a jogar à bola, entre outras coisas???? Não passa nada! A não ser regozijar-se com o silêncio que está em casa...porque enquanto as cranças estão na rua...não há ninguém a andar à volta a chamar, a pedir atenção...enfim! Negligência!
    A.D.

    ResponderEliminar
  7. O contrário também acontece - esta tarde, no nosso passeio com os cães na estrada frente ao canil, passou um tipo, mesmo avisado por minha pessoa para abrandar, à força toda mostrando-me gestos bem explícitos...enfim!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo00:10

    Raquel: está cheia de razão, os filhos estão sempre em ultimo!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo22:28

    O semanário SOL na pág. 12 apresenta um estudo intitulado “Vive-se bem em Portugal”.
    É a conclusão do estudo nacional que avalia a Qualidade de Vida nos Municípios.
    A cidade de BEJA aparece entre “os melhores municípios para viver.
    Angra do Heroísmo; Portimão, Albufeira; S. João da Madeira; Funchal; Beja; Bragança; Cartaxo; Covilhã; Estremoz; Figueira da Foz; Grândola; Guarda; Leiria; Lisboa; Odivelas; Portalegre; Porto; Santo Tirso; Vila Real.
    Este ano, Évora é um dos concelhos que se junta aos participantes.
    Então, meus amigos, estão espantados? Pois eu não estou.
    Beja, é uma cidade com qualidade de vida, em termos de: Identidade, Cultura e Lazer; Acessibilidades e Transportes; Turismo; Diversidade e Tolerância; Felicidade; Saúde; Economia e Emprego; Ensino e Formação; Urbanismo e Habitação; Ambiente.
    Francisco Santos é sem dúvidas um grande Homem, e um Grande Presidente.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!