quinta-feira, janeiro 07, 2010

Esta é a semana para discutir...

... o casamento gay! Confesso que só de pensar nisso fico logo cheio de tesão...

22 comentários:

  1. Anónimo11:34

    E diz o filho para o pai: "pai sou gay!"
    Pai: "é o quê? Tens um bom emprego? Tens uma boa casa? Um bom carro?"
    Filho: "Não!?"
    Pai: "Então és é paneleiro!"

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:21

    badalhoco.........

    ResponderEliminar
  3. Um casal de homossexuais,adoptou uma criança.
    Certo dia a criança tomava banho com o pai e exclamou: "pai, tens uma pila tão grande!!!"
    ao que o pai responde:"...eheh, isso é porque tu ainda não viste a da tua mãe!!!"

    Agora imaginemos qual será o conceito de familia futuramente...

    ResponderEliminar
  4. @raquel - adorei!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo16:09

    E pq não?

    ResponderEliminar
  6. que se casem ou não ou lá o que fazem não tenho nada dai com isso, só não concordo que tenham as mesmas regalias dos casais hetero por não contribuirem para a natalidade do país!

    quanto a adopção independetemente de tudo o resto importa, na minha humilde opinião, defender os interesses da criança.
    e podem dizer que é imoral, que deve ser contrariado, que as metalidades têm de mudar etc... mas as criaças são muito crueis umas com as outras e tenho a impressão que se uma criança institucionalizada não têm a vida facilitada imaginem o que sofreria uma criança adoptada por um casal de homosexuais.....

    por isso contra a adopção até pelo menos aos 14 anos por estes novos casais e a partir da idade que se fixar ser a criança a decidir.

    ResponderEliminar
  7. H estás aberto á discussão deste tema??

    ResponderEliminar
  8. JC - O nevão fez-te mal!!! Ficaste logo cheio de vontade de saber se eu estava aberto.. a discutir!

    ResponderEliminar
  9. "mas as criaças são muito crueis umas com as outras e tenho a impressão que se uma criança institucionalizada não têm a vida facilitada imaginem o que sofreria uma criança adoptada por um casal de homosexuais....."

    Desculpa, mas tenho que discordar!

    Sim, as crianças podem ser muito crueis, e p+or esse motivo vamos colocar todos os ciganos a frequentar escolas publicas a partir dos 14 anos? Os deficientes junto de outras crianças após os 14 anos?

    Ainda bem que isto nunca foi sequer sugerido! Acho uma tremenda falta de mau gosto e de cidadania!

    Só falta dizer que agora os miudos que não sejam brancos também só podem ser adoptados após os 14!

    ResponderEliminar
  10. Fala-se por aí em "casais hetero" o que é uma redundância pois

    CASAL = 1 GAJO + 1 GAJA

    Tudo o resto é contra natura por muito que nos tentem concvencer do contrário. Não é moderno mas antes um retrocesso civilizacional.

    ResponderEliminar
  11. Sien:Um casal não tem que ter mais regalias por contribuir de uma forma concreta para a potencialidade da natalidade num pais. O que é que eu ganhava se tivesse 45 filhos? Nada, a não ser uma mulher toda rebentada. Mas feliz. ehehe

    A lei só afectaria 400 casais em Portugal. Em Espanha, desde que a lei foi aprovada, 0.01% dos casais que se casaram eram paneleiros do mesmo sexo.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo19:03

    A frase do ano...

    Perguntaram a Alberto João Jardim:
    -O que pensa sobre o aborto?
    Resposta:
    - Considero-o um péssimo 1ºMinistro e está a governar muito mal o País.

    ResponderEliminar
  13. Não tenho qualquer dúvida que, caso esta questão fosse sujeita referendo, o mesmo, não sendo vinculativo porque ninguém está preocupado com esta questão, seria votado desfavoravelmente.

    Por outro lado, tenho sérias dúvidas sobre a necessidade de se apelidar de casamento a uma união deste género. Neste ponto, sigo o Prof.º Freitas do Amaral, que se pergunta qual a verdadeira razão para Portugal aprovar algo que não existe em nenhum país dito civizilizado! E também eu sigo a sua convicção, quando responde com a vontade do PS querer ser paladino neste assunto!

    Posto isto e por tal, acho aberrante a proposta que amanhã subirá a plenário e será por certo aprovada, entendendo ser bem mais perceptível a proposta apresentada pelo PSD, a qual, podendo parecer apenas uma diferenciação semântica, não torna igual 2 realidades que o não o são.

    Sou contra a discriminação (a qual é constitucionalmente proibidade em Portugal, seja de que tipo for, por implicar exclusão social) mas mais o sou contra a IGUALDADE FORÇADA que nos querem impôr, ainda que tal seja impossível de se verificar!

    ResponderEliminar
  14. Não existirá nenhuma ilha despovoada com necessidade de habitantes novos?

    ResponderEliminar
  15. Anónimo21:18

    Existe pois.Mas lá, o casamento gay tambem não é bem visto.

    ResponderEliminar
  16. CARLOS22:02

    VAMOS LÁ SER SENSATOS.....
    QUE LIBERDADE DEIXA QUE FAÇAM O QUE QUEREM DESDE Q NÃO AFECTEM TRECEIROS, É UMA COISA, AGORA O CASAMENTO MUITO SINCERAMENTE JÁ ME CHEIRA A APALHAÇADA. MAS RESPEITO...

    ResponderEliminar
  17. Anónimo22:12

    Engraçado mesmo é haver tanto desemprego, orçamento de estado, crianças em risco, outras tantas à espera de terem um lar e o assunto nº1 para Sócrates é o casamento gay.
    Nada contra. Nada contra mesmo. Mas havia outras prioridades...

    ResponderEliminar
  18. anónimo acha que o Sócrates se quer casar e não pode?

    ResponderEliminar
  19. Anónimo22:33

    JC:Estava a ver que não!!Finalmente surge o segundo comentario decente...(tambem gostei do terceiro..) eheh

    ResponderEliminar
  20. Anónimo23:38

    Há anos que os homosexuais podem casar.
    Um paneleiro não pode casar com uma fufa?
    Já não percebo nada desta merda.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo23:42

    BILHETE DEIXADO PELO FILHO...O pai entra no quarto do filho e vê um bilhete em cima da cama. Ele lê obilhete temendo o pior:'Caro Papai, é com grande pesar que lhe informo que eu estou fugindo com meunovo namorado, Juan, um Argentino muito lindo que conheci. Estou apaixonado por ele. Ele é muito gato, com todos aqueles 'piercings', tatuagens e aquelasuper moto BMW que tem. Mas não é só por isso, descobri que não gosto dejeito nenhum de mulheres e, como sei que o senhor não vai consentir comisso,decidimos fugir e ser muito felizes no seu 'trailer'.Ele quer adotar filhos comigo, e isso foi tudo que eu sempre quis para mim.Aprendi com ele que maconha é ótima, uma coisa natural, que não faz mal aninguém, e ele garante que no nosso pequeno lar não vai faltar marijuana.Juan acha que eu, nossos filhos adotivos e os seus colegas 'gays' vamosviver em perfeita harmonia.Não se preocupe papai, eu já sei me cuidar, apesar dos meus 15 anos já tivevárias experiências com outros caras e tenho certeza que Juan é o homem daminha vida.Um dia eu volto, para que o senhor e a mamãe conheçam os nossos filhos. Umgrande abraço e até algum dia.De seu filho, com amor.'

    *O pai quase desmaiando continua lendo*.

    'PS: Pai, não se assuste, é tudo mentira!!!Estou na casa da Priscila, nossa vizinha gostosa. Só queria mostrar prosenhor que existem coisas muito piores do que as notas vermelhas do meuboletim, que está na primeira gaveta.

    Abraços,Seu filho, burro, mas macho.

    ResponderEliminar
  22. @M

    São situações completamente diferentes, este não é um caso de exclusão social!

    como disse aceito que façam aquilo quem bem lhes der na telha desde que não prejudiquem outros. e incluo no prejudicar outros obterem vantagens ficais com um casamento que nada acresenta á sociedade!

    só não aceito que adoptem sem o consentimento do adoptado e para que possa dar um consetimento minimamente consciente 14 anos parece-me o minimo dos minimos, só isso.

    @Hewitt

    aceito que a lei os proteja como a qualquer outro casal no tocante ao falecimento de um e consequências no patrimonio do outro, não vêm nenhum mal ao mundo por isso, poir que tenham neste aspecto as mesmas medidas de protecção das uniões de facto!

    Mas como sabe á vantagens fiscais para casais, mesmo sem filhos, e com filhos acrescem. E Estas não aceito que os casais homosexuais as tenham porque o contributo destes para a sociedade por estarem casados não é maior que qualquer solteiro, viuvo ou divorciado.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!