terça-feira, julho 20, 2010

Desculpem interromper...

... mas alguém me fazia o especial favor de explicar o que está aqui escrito? É que já li duas vezes e penso que não entendi!

14 comentários:

  1. Anónimo15:33

    1. É uma noticia sobre incompetência de pessoas ligadas à justiça;
    2. Ou sobre uma minoria étnica que é discriminada e perseguida por roubar bicicletas;
    3. Ou uma coisa grave qualquer que não interessa a ninguém, porque afinal são (eventualmente) suspeitos de estar envolvidos na morte de um policia, que vejamos bem não é um dos ilustres políticos que têm conduzido este País ao desenvolvimento e prosperidade em que vivemos.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Um dia ainda me vais explicar 2 coisas H, onde é que tu vais desencantar ( descobrir ) estas coisas sem pés nem cabeça que acontecem no nosso pais. E por que é que eu em vez de estar a descansar que bem preciso , venho ler as coisas que tu escreves.

    Sabes a conclusão que chego: A justiça neste pais não é só cega, é cega, surda, muda e sobretudo e isso é que nos trama, crédula . ;/.

    ResponderEliminar
  4. Custa me muito acreditar na veracidade da noticia. Que os individuos foram detidos ontem, sei que é verdade mas que foram ouvidos por um "funcionário" do tribunal????????
    A nossa justiça pode não andar nos seus melhores dias mas ainda há juízes e procuradores a trabalhar apesar da situação de ferias judiciais ainda não em periodo de ferias judiciais.
    Quanto à afirmação de que foram libertados.... isso já é outra coisa e que deveriamos rectificar os senhores jornalistas os quais deveriam aprender o básico da terminologia jurida e processual e dessa maneira deixariam de criar tanta revolta e instabilidade no público em geral.

    ResponderEliminar
  5. Deste artigo consigo tirar conclusões brilhantes como:
    1. o crime não compensa: roubam bicicletas e têm de sair pelo próprio pé do tribunal.
    2. a velha máxima: "mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo" está ultrapassada - eles mentiram e resultou.
    3. ainda há pessoas boas e ingénuas no mundo: o funcionário judicial que acreditou nos prevaricadores.
    4. não é suposto haver alguém que lê e corrige os textos antes de serem tornados públicos?

    Não se percebe um boi do que ali está. A pessoa não sabe escrever, não sabe o que está a escrever, não tem chefes, mas fundamentalmente isto acontece porque não há exigência de quem lê.

    ResponderEliminar
  6. Isto deixa-me cheia de medo...se verdadeiros criminosos que protagonizam uma alucinante perseguição policial e que até termina num aparatoso acidente são ouvidos por um funcionário judicial e postos em liberdade, então a verdadeira criminosa serei eu porque ainda não paguei uma multa de estacionamento e a qualquer altura vêm-me buscar a casa e prendem-me!....não?!

    ResponderEliminar
  7. Eu até podia explicar-lhe H, mas como sei que este blogue é frequentado por crianças acho que é melhor não o fazer.
    Percebeu?! Óptimo.

    ResponderEliminar
  8. Ó H, a notica é da TVI, logo não dá para fiar. Custa-me a acreditar que os "anjinhos" tenham sido ouvidos pelo oficial de justiça.
    3 lelos põe-se em fuga, e o funcionário do tribunal, é que as paga?

    ResponderEliminar
  9. Dica21:36

    Certa JUSTIÇA portuguesa no seu melhor e a cores !

    Quem pode ter fé e acreditar, neste tipo de instrumentos e depois de tudo relatado e noticiado.

    Estamos a BATER NO FUNDO .

    ResponderEliminar
  10. Anónimo00:15

    Três jovens , dois espanhóis e um português, ou o contrário, não sei bem, com cerca de 30 a 35 anos, sem profissão conhecida, suspeitos de gamar stands de bicicletas e motas, foram encontrados numa carrinha roubada, numa destas madrugadas, com os faróis apagados, o que qualquer polícia estagiário desconfiaria perante tal cenário.
    O anormal da situação é que o carro-patrulha da polícia, que poderia passar muito descansadinho, sem barulho e sem atitudes afrontosas, tinha lá dentro dois polícias "melgas", desconfiados à brava e aproximou-se para verificar se estava tudo bem, tendo os "jovens" arrancado sem pedir licença, via do Infante que é uma pressa, porque Ayamonte está já ali ao virar da esquina e esta carrinha de nove lugares se ainda não fez a rodagem, vai provar que 200 à hora é tão fácil como comer uns "pescaditos" do outro lado da fronteira.
    Lá veio a tal perseguição que só costuma acontecer na fronteira dos Estados Unidos com o México, nas ruas de Los Angeles ou na ponte Vasco da Gama às sextas à noite e uma câmera de filmar de algum telemóvel a mostrar como é que é, que a carrinha até fazia faísca e o "jovem" condutor mostrava como se conduz em Portugal. É bom referir que a perseguição lá continuava, sem qualquer tirinho de aviso ou para as rodas, uma vez que os "jovens" presumíveis gatunos de bicicletas podiam ser atingidos nas costas e depois lá vinha o "SOS criança" falar dos direitos dos "jovens", com um advogado a aproveitar o caso para mandar umas bocas no telejornal das vinte horas.
    Claro que os carros da polícia e os seus elementos correram riscos enormes, de vida e materiais, uma vez que, qualquer descuido e lá ía o carro para a oficina, com a consequente despesa a ser retirada dos vencimentos dos profissionais de polícia, conforme fiquei a saber hoje ao ler o jornal, pelo que já não bastava terem de pagar a roupa que os gatunos lhes rasgam mas também os prejuízos nos carros que lhes estão distribuídos... e agora eu pergunto, alguém me está a ver ao volante de um carro policial a perseguir "jovens", presumíveis gatunos de bicicletas?
    Pois então no final tudo correu bem, os "jovens" partiram a carrinha toda, o dono da carrinha está em casa chateado porque não tem dinheiro para a mandar arranjar, a carrinha do INEM tratou imediatamente os "jovens" e levou-os para o hospital, onde se calhar nem pagaram a taxa moderadora, os polícias depois levaram-nos à presença de um presumível juiz, que concerteza lhes perguntou se tinham sido agredidos e lhes disse para ir em paz e aparecerem no tribunal, se não lhes der muito transtorno, uns dias depois.
    A notícia não esclarecia se, por terem sido apanhados em excesso de velocidade, lhes foi passada a respectiva multa, como costuma acontecer com qualquer cidadão com as "quotas" em dia, mas isso acho que é só para quem se porta normalmente, paga impostos e se deita a horas decentes... presumivelmente.

    In Intercambius

    ResponderEliminar
  11. Eu vou tentar fazer te entender: Esta notícia quis apenas dizer que sairam pelo próprio pé e não com bicicletas roubadas, acho eu...

    ResponderEliminar
  12. here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day.

    ResponderEliminar
  13. O H.
    Diga-me lá como é que este SPAM em inglês veio aqui parar?
    Huuummmmmm.....

    ResponderEliminar
  14. Deve-se a este Cromo as palavras chatas da verificação!! Os americanos andam loucos com o Alentejo e vêm poisar aqui...

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!