quarta-feira, julho 07, 2010

O dramatismo da etiqueta...

O erudito leitor poderá desprezar a minha preocupação com a etiqueta, mas assim aqui perante vós, no silêncio cobarde da minha sala quente, que de quando em quando erguem-se-me questiúnculas de etiqueta! Bem sei e reconheço que será uma preocupação menor, que é complicado dar relevância a uma ciência que tem como expoente nacional máximo uma Senhora chamada Bobone, o que, convenhamos, leva a que um macho lusitano pense em tudo, menos em regras de cortesia social!
Mas, eu sou um ser sensível e estes dramas morais agitam-me os escassos neurónios! Sem mais preliminares, partilho consigo - mas só consigo, por isso rogo aos outros para não lerem - a situação sub judice, de forma a auscultar o seu parecer!
Os factos são os seguintes: um tipo bem parecido, simpático e com tantas e tantas outras qualidades, tal como a modéstia, entra num estabelecimento comercial e é muito bem recebido por uma amável jovem, que simpaticamente exerce com excelência a sua função! Eis senão quando, num dado momento, aqueles escassos segundos que quase sempre parecem horas, tem a necessidade de se baixar, o bom gosto para usar calças de cintura descaída, exibindo um muito apetecível cuequinha fio dental! Pergunta-se então: quid juris nesta situação, ou seja, o que deve fazer um gajo?
a) hipocritamente fingir que não viu e olhar envergonhado para o outro lado?
b) olhar com olhos de sabugo, babar-se e ajoelhar-se rezando aos Deuses?
c) graciosamente encontrar forma de prolongar ao máximo esse momento, fazendo cara de Domingo de Páscoa?
d) fazer um comentário de trolha, procurar sacar o número de telefone e sair da loja com um estalo nas ventas?
e) perguntar delicadamente onde comprou as cuequinhas e começar a usar umas iguais para matar saudades?

8 comentários:

  1. Anónimo22:34

    f) olha de soslaio, pq é envergonhado, mas arranja maneira da dita amável jovem se voltar a baixar... Just simple as that!

    No fundo, mande qq coisa pó chão, that's the point!

    AC

    ResponderEliminar
  2. ac - essa era a C...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:39

    fikei a axar kessa seria qq coisa tipo...por-se em cima dela - co devido respeito e sem qq conotação "maléfica" - sem que a deixasse elevar-se... E olhe q é bem diferente... Nada como assistir de plateia ao acto da pequena se curvar...
    AC

    ResponderEliminar
  4. AC - também gosta??!!
    (ou é um AC?)

    ResponderEliminar
  5. Anónimo22:42

    ahahahah, é c'agora fikei a imaginar a 2ª cena.... tão-me a dar AR's (atakes de riso)
    AC

    ResponderEliminar
  6. Anónimo23:00

    Uma, obviously!

    ResponderEliminar
  7. Epá ao principio pensei que era ele que se baixava e que mostrava o fio dental, mas enganei-me, pena :( .
    LLOOOLL!!!
    Os teus problemas com a etiqueta parecem-me moralmente muito positivos.
    Tenta näo te babares dá mau aspecto e elas detestam e tenta também näo erguer nada que não deva ser erguido nesse momento. A etiqueta requer descriçâo :). Se quiseres ser realmente cavalheiro informa-a que deve puxar ou a calça para cima ou a cueca para baixo, mas sem o ar de quem já se derramou, ok???

    ResponderEliminar
  8. Gostei do post... mas muito mais dos comentários! eheh

    Não percas a oportunidade. Eu também aposto na c). Atira qualquer coisa para o chão, atira-a para o chão ou atira-te para o chão. Pode ser que resulte! Se correr mal e precisares de ir ao hospital pode ser que tenhas a sorte de ter um tratamento porno! :p

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!