quinta-feira, setembro 24, 2009

Porque os sexos não são mesmo iguais!

Esclareço a perversa leitora que não vou falar de anais e orais e muito menos de sessentas e seis! Este é mesmo uma posta para analisar as diferenças entre sexos! E não me lixem com a treta que hoje já não há diferenças entre os sexos, que hoje é tudo igual, que os homens também já são tarados por sexo e coiso e tal, mas coisa menos coiso!
E falar nas diferenças nem é referir-me ao óbvio: e podem chamar-se misantropo ou machista, mas continuo a dizer que uma das primeiras diferenças é que as rolinhas são bem mais bonitas que as pilinhas! E, via de regra, mais cheirosas!
Mas não era isto que queria partilhar com o coitado do leitor que achou que uma coisa inteligente a fazer era perder tempo a ler as trampas que escrevo! Queria mesmo discorrer sobre a forma como os homens e as mulheres entendem a amizade!
Para os homens a amizade é algo bonito, importante e linear: conhecemos alguém, somos queridos e amorosos, fingimos ouvir e respeitar, depois saltamos para a cueca e inventamos desculpas maravilha para desaparecer; nos raríssimos casos em que gostamos de alguém mesmo por amizade, mais próximos ou mais distantes, somos realmente amigos! E, se conhecemos alguém novo, não esquecemos as amigas de há anos e anos!
Já as gajas, não! As gajas quando conhecem alguém novo esquecem completamente os amigos de sempre! E se um tipo se queixa, se choraminga clamando por atenção, dão-nos desculpas esfarrapadas tipo... é minha filha!!!
Vamos aos factos: conhecem a pirralha há um ano e aos amigos há dezenas e vêm com a treta de que apenas porque saiu da vossa...ventre é mais importante que os amigos de sempre?!
Agora não dá jeito, porque a pequena está a chorar e preciso de mudar as fraldas? Eu bem queria ver se tivesse a berrar aqui em casa, todo borrado, se alguém me aparecia aqui de teta de fora...

Post Scriptum - será que hoje me devolves a chamada?

11 comentários:

  1. Anónimo00:36

    Absolutamente delicioso o texto! Brilhante!

    ResponderEliminar
  2. Quando os filhos chegam, as amizades mudam de “posição”, mas mantêm-se! Ter uma amiga nova de um ano é algo que transcende qualquer amizade mais “cota”, mas ambos têm o seu espaço. A capacidade do coração feminino, (falando em sexos) é elástica, ou seja, ele cresce, cresce e há sempre lugar para mais um.
    Uma amizade deve ser sempre reivindicada, faz muito bem...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo09:53

    Uma pequena questão: O que é um sessenta e seis?

    só conheço o "sessenta e nove"!

    retitando esta pequena duvida, o texto está fabuloso.

    ResponderEliminar
  4. @ultimo anónimo - não sabe a sério ou está a gozar comigo?!

    ResponderEliminar
  5. @raquel - interpretou mal o texto: não é reivindicar coisa nenhuma: é apenas brincar e achincalhar publicamente!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo10:46

    migo, simplesmente brilhante!!!
    mas devo dizer-te que desta vez não foi a pirralha, mas sim a tua miga doente e à beira da exaustão!

    ResponderEliminar
  7. Percebi que era uma brincadeira!!
    Não interpretei mal o texto, mas penso que o meu comentario é que foi mal interpretado.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo11:50

    Gostava mesmo de saber o que é o sessenta e seis!!

    ResponderEliminar
  9. @anónimo - está a gozar comigo! claro que sabe o que é!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo23:16

    Há senhoras que estavam melhor QUIETAS OU CALADAS!!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo00:04

    senhoras??

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!