sábado, março 13, 2010

Deve haver uma razão...

... mas é mesmo uma estranha razão a justificação para que não se tenha falado sobre isto!
No fundo há uma razão! Falar nisto abre um debate proibido, o debate da tão amada universalidade no ensino, que obriga a andar na escola quem não quer estudar, sem meios para expulsar "estudantes" do Ensino!

7 comentários:

  1. já tinha falado sobre isso no blog da Raquel. E como sempre tu dizes aquilo que eu penso e não consigo admitir Embora teoricamente eu ache que a escola deve ser para todos, estas situações não podem acontecer e deve-se de imediato alterar o estatuto do aluno e a solução não passa por expulsar alunos porque isso é o que eles querem mas obriga-los desde cedo a trabalho comunitário quando têm mau comportamento ( limpeza de espaços comuns, ajuda nas cantinas, descascar batatas faz muito bem ao ego, e trabalhos desse género para saberem desde cedo o que custa a vida e investir muito mais na educação para a cidadania) e mais exigir que professores sejam respeitados pelos pais, porque se os que supostamente deveriam dar o exemplo não o fazem, então não há nada a fazer. É lamentável e deve ser divulgado por todos os meios possíveis.

    ResponderEliminar
  2. Mediante os acontecimentos das ultimas semanas (falo do miudo que se atirou ao rio e agora o professor que fez o mesmo) começo a perder , cada vez mais a confiança no "sistema"...
    Não era suposto a escola acompanhar na formação pessoal do individuo?
    O que é isto?
    E os pais? onde andam?!
    Lou: o trabalho comunitario é um argumento "simpatico" para justificar comportamentos.
    pense assim: se certos comportamentos nas escolas , são ignorados, como acha que alguem vai "fiscalizar" eventuais "trabalhos comunitarios??
    Tudo deve partir da base essencial da formação : A FAMILIA!!
    As escolas devem cooperar , responsabilizar e educar as familias!!(sempre que possivel)
    Rigor, regra e disciplina ....já era!
    Enfim....

    ResponderEliminar
  3. Sem duvida Raquel, o pior é educar familias que se desresponsabilizam completamente da sua função de educar.

    ResponderEliminar
  4. Lou: Nesse caso e concordando consigo, deveriam ser responsabilizados os pais!! Tipo lembrar-lhes porque "raio" é que quiseram ter um filho!!

    Ja imaginou ?

    ResponderEliminar
  5. Anónimo14:23

    Meu Kerido H
    O regresso da "olhinhos" vai ser uma realidade.
    O País descamba por terem retirado a autoridade a dois pilares fundamentais da nossa sociedade:
    Os professores e as forças policiais!
    Isto vai concerteza acabar mal.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:22

    A culpa é dos Pais. Muitos não têm educação pelo que não podem dá-la aos filhos. Pari-los é fácil, qualquer animal o faz ...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo19:54

    E se falassem tambem nos pais dos professores que não souberam educar emocionalmente os ditos cujos? Ser professor não é um leitor do manual.
    Como qualquer profissão, há competentes e incompetentes. Mesmo um varredor de rua, se não souber ou não estiver interessado na sua função, vai para a rua.
    E ainda haveria mais a dizer, mas deixo isso para os conselheiros e consultores que ganham milhões retirados do orçamento de estado pago por todos nós, que intervenham, já que ganham essa pipa de massa, para que a despesa tenha um custo/beneficio elegivel e não seja apenas para alimentar boys (parasitas).

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!