sexta-feira, março 19, 2010

Olha para mim a concordar com o Passos Coelho...

Estou muito longe de estar entusiasmado com a anunciada vitória de Passos Coelho - os seus apoiantes, arrepiam-me! -; mas da mesma forma que até um relógio parado acerta duas vezes, subscrevo PPC, porquanto sempre critiquei que o Aeroporto do Alentejo ficasse nas teias da Ana.
A ideia assusta-me! Claro que agora parece-me demasiado tarde para outra solução: seria adiar ainda mais e já não há pachorra para esperar! Embora possa sempre existe um atalho: lutar por uma ANA regional, com gente boa da terra, com capacidade para lutar pelo nosso aeroporto! E neste momento, deverá ser esta a nossa guerra!

13 comentários:

  1. O ppc gosto lembra me os tempos da minha J . Para além daqueles olhos azuis poderem valer votos ( não de castidade ). Uma Ana regional, agrada-me a ideia :)

    ResponderEliminar
  2. Aliás H ideias (boas ou não) são contigo. Por esta altura pergunto-me se te deveria chamar doutor, parece que já mereces. Doutor H parece-me bem, sei lá !!!!

    ResponderEliminar
  3. Rangel tem o refugo cavaquista. Também tem péssimas ideias para as autarquias. Quanto ao facto de o H subscrever PPC, deixe-me dizer, que eu também o subscrevo. Acho que todos temos a maior intenção -digo melhor- para a nossa própria terra. Ainda mais quando se trata em desenvolvê-la.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo12:36

    Desta vez está sintonizaco com o BejaHoje

    ResponderEliminar
  5. @anónimo - Ainda bem que estou! Porque era importante que todos estivéssemos de acordo com as coisas importantes para a cidade/região!
    Há anos que assumo a minha posição sobre a gestão do Aeroporto. E gosto quando outros aderem a ela! Mais vale tarde que nunca!
    (e este tema é bem mais importante do que viagens pagas por fundos europeus...)

    ResponderEliminar
  6. Olha que não sei H, olha que não sei...são ambos assuntos de extea importância, diria eu

    ResponderEliminar
  7. Anónimo15:26

    O Aeroporto de Beja é secundarizado pelo poder central para não dizer marginalizado ou mesmo ignorado.

    Com uma fracção dos custos das novas obras com TGV´s e novos aeroportos para pelo menos faziam as ligações rodoviárias essenciais ao Aeroporto de Beja, que as actuais são uma lástima que provavelmente só teriam resolução rápida se algum ministro espetasse com os cornos (o Pinho já não pode ser..oooh) numa árvore na estrada de acesso à autoestrada via Figueira de Cavaleiros.
    Aliás viu-se bem a ignorância que a corja governativa tem da realidade quando fazem contas a demorar 1h20 de Portalegre a Beja.

    Os Bejenses e o portugueses em geral têm uma capacidade mobibilização cívica perto do Zero absoluto.
    Os comunistas cá do burgo, dado que perderam a CMB, em vez de andarem armados em fdp a arranjar picuinhices para não deixar governar quando também não o souberam fazer, deviam agora que têm tempo, utilizar o alegado Know how para mobilizar o povo e em conjunto com outras forças da região mostrarem ao poder central que Beja existe o Baixo Alentejo existe e quer progredir.

    ResponderEliminar
  8. Anonimo tem o meu voto ao parlamento quando quiser, e é esse o essencial problema do povo alentejano, a falta de mobilização.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo16:28

    "andarem armados em fdp a arranjar picuinhices"
    Aqui está uma frase em que me revejo, naturalmente que ela cabe que nem uma luva ao actual executivo e não a quem o seu autor a dirigiu.
    h, gostei dessa das viagens pagas com fundos comunitários, há muitas formas de atirar poeira para os olhos do povo, já agora descubra lá como é que foi pago o carro novo, será que foi pago com fundos comunitários ou veio pela torneira abaixo.

    ResponderEliminar
  10. @anónimo - pela excitação da frase, pode ser minha, num qualquer contexto! Embora.. não tenha a certeza, porque não é bem o meu estilo literário!
    Sobre as suas questões:
    1º - das viagens ao estrangeiro: é ou não verdade que as viagens fazem parte de um projecto comunitário que as financia?!
    2º - desconheço a questão do carro! Ouvi falar no BMW, agora num Citroen, quiçá para a semana um Skoda! Mas tenho a mesma posição que tive quando o executivo anterior comprou carros: nenhuma, embora não me pareça algo prioritário!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo18:34

    Não a frase não é sua é do comentário das 15:26. Se as viagens são ou não pagas por fundos comunitários é completamente indiferente, estamos a falar ou não de dinheiros públicos?
    Quanto ao carro, percebo que não queira saber, como diz não era de todo prioritário, até porque o anterior carro da presidência tinha pouco mais de dois anos, e percebo ainda melhor a sua posição de baralhar e falar em outras marcas porque sabe que este tipo de medidas não cola depois com o discurso de austeridade e da grave crise financeira herdada dos comunistas.

    ResponderEliminar
  12. @anónimo:
    1º - estranhei que fosse minha: não é o meu estilo!
    2º - nao fui eu a falar no BMW; foram outros, como pode ler neste post http://ireflexoes.blogspot.com/2009/12/o-nao-fim-de-ano-em-beja.html.
    E da mesma forma que não me despertou o interesse quando Francisco Santos comprou carro novo, não me despertou agora! Mas eu não o teria feito!
    3º - é dinheiro da UE. Acha mal que Beja esteja em redes internacionais?! É uma opinião defensável! Pessoalmente tenho uma convicção diferente!
    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo19:31

    @anónimo homónimo - "andarem armados em fdp a arranjar picuinhices"

    Ora os seus comentários picuinhas sobre carros e viagens reflectem exactamente o que a frase quer dizer.

    Que que é que o ilustre anónimo tem a ver com as viagens e carros? Inveja? Também tinha essa inveja quando eram os camaradas a viajar, comprar carros, bilhetes para touradas, relvados sintéticos virtuais, etc, etc, etc...?

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!