domingo, abril 18, 2010

Coisas realmente quase importantes...

Enquanto comia um deslumbrante bife à rocha - vão ao Luís da Rocha comer este bife e nunca mais pensam no da Portugália - passava ao longe na grande TV um daqueles ridículos programas de hora do pós-almoço ao fds, onde, segundo me pareceu, entrevistavam aquelas pessoas famosas porque são famosas e são entrevistadas por outras pessoas que são famosas por entrevistar pessoas que alegadamente são famosas, onde a pergunta era uma daquelas que me preocupa há imenso tempo, coisa para mais de 5 minutos: "há sexo quando o Benfica perde?"

14 comentários:

  1. Anónimo15:17

    Ora aí está um sítio onde julgamos que o tempo é o de há 50 anos... Pelo menos nesse restaurante, não importa a absoluta estagnação do comércio local!

    ResponderEliminar
  2. @anónimo - e como mtas outras vezes, completamente cheio...

    ResponderEliminar
  3. O Luís da Rocha continua soberbo no que toca ao restaurante. É raro o dia em que não está cheio durante a hora do almoço....

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16:22

    Desconheço o Restaurante Luís da Rocha mas, a ter a qualidade que dizem, pena é que o café/pastelaria não tenha sabido manter o nível que já teve e tenha chegado ao nível a que chegou em termos de má qualidade dos produtos, mau atendimento, falta de higiene (os WC´s dão vómitos ...), ...

    Aquele magnifíco espaço precisava de uma renovação/ modernização para se tornar mais apelativo aos mais (e menos) jovens.

    Aquele espaço no centro da zona comercial da cidade tinha todas as condições para ser o que já foi durante anos: o ponto de encontro da cidade quer de inverno quer de verão pois tem condições únicas para ter uma magnífica e aprazível esplanada. Aquela meia dúzia de mesas ali à porta não convidam a ficar ...

    ResponderEliminar
  5. hehehe

    Claro que há!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo18:50

    e eu estou aqui sentado no sofá e a ver a rtp1, continuam arduamente a trabalhar para arranjar dinheiro para a madeira... não entendo, será q não há tb no continente zonas, instituiçoes ou pessoas a precisar de ajuda??????

    ResponderEliminar
  7. infelizmente, por vezes, apenas as grandes tragédias mostram o melhor de um ser humano, tantas vezes insensível!

    ResponderEliminar
  8. A-nónimo19:17

    Se há sexo quando o benfica perde? tótós, não sabem que pelo menos para os benfiquistas há sexo pois se perdem ficam todos f..idos! ahahah imperdoável para um sportinguista não aproveitar.

    ResponderEliminar
  9. B.L.10:15

    Eu tenho uma amiga que diz que quando o benfica perde é um descanço. O marido fica irritado, não janta e ela fica com almoço para o dia seguinte.

    ResponderEliminar
  10. Quem preferir um Luiz da Rocha renovado pode sempre ir ao seu Espaço 2. Um espaço moderno, porém triste, já que, apesar das suas linhas mais contemporâneas, persiste em manter um espírito antigo, realidades que, a meu ver, foram mal compatibilizadas.

    É um facto que a pastelaria do Luiz da Rocha se degradou, nada tendo os sabores de hoje que ver com os de outrora (não tão outrora assim..), sendo exemplo paradigmático as famosas empadas (que de famosas só lhes resta mesmo a fama). Sobre o restaurante, ainda que continue desconhecido por muito boa gente, quiçá a "degradação" sentida no rés-do-chão, não se tenha vindo a sentir muito no primeiro andar.

    Da outrora tão propalada cave é que já só restam memórias antigas...

    ResponderEliminar
  11. João - Confesso que nunca entrei no novo! Mas o Luis da Rocha - não confundir com LuisRocha - faz parte da nossa história colectiva; se a pastelaria já teve melhores dias, o restaurante é... consistente! Não deslumbra, mas nunca nos deixa ficar mal!

    ResponderEliminar
  12. Perdão H., atendendo ao n+ivel global dos restaurantes da cidade (melhor sabe o crítico que sou dos mesmos), o do Luiz da Rocha é extremamente capaz.

    Se há crítica que faço ao estabelecimento é a visão curta de quem o dirige. Especifico e sugiro. Existem inúmeros exemplos de cafés afamados (por norma de profíqua idade) em cujo espaço se desenvolvem eventos culturais (tertúlias, exposições, entre outros). Neste espaço o único que me recordo (e já não é propriamente do meu tempo) é ver trocar ou vender moedas e selos antigos e não muito mais.

    Bem me recordo de tantas vezes encontrar notáveis desta terra "tertuliando" ao pequeno almoço e, de facto, atendendo à localização física de excelência deste espaço, é uma pena tal não ser melhor aproveitado!

    ResponderEliminar
  13. Mas há quem pense nos bifes da Portugália?

    Agora deixaste-me a pensar que afinal o país está pior do que eu pensava...

    :(

    ResponderEliminar
  14. Anónimo22:01

    Eu prefiro o Bife à Galeto :))

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!