quinta-feira, abril 22, 2010

Testes de Direito

Em baixo é o enunciado de um teste de Direito na FDL, realizado esta semana, na cadeira de Direito Constitucional.
"A Assembleia da República aprovou, em complemento à lei sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, um diploma com o seguinte teor:
Artigo 1º- É admitido o casamento poligâmico entre seres humanos.
Artigo 2º- Desde que exista um projecto de vida em comum, podem contrair casamento um ser humano com um animal vertebrado doméstico.
a) Se procurasse defender a constitucionalidade do diploma, que argumentos utilizaria? (5 vals.)
b) E se lhe fosse pedido defender a sua inconstitucionalidade, quais os argumentos que usaria? (7 vals.)"

Ainda querem falar dos meus casos?!

6 comentários:

  1. Cá para mim o teste deve ter corrido pessimamente á aluna que denunciou o caso e agora está é á espera que este seja anulado!
    Ou então é mesmo Lésbica e ficou realmente ofendida........
    Coitadinha

    ResponderEliminar
  2. Tenho só um comentário ao comentário de dt, volta "H" estás perdoado.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17:31

    é 1 facto inquestionável que há cães melhores que muitas pessoas lol

    ResponderEliminar
  4. Bom o teste tem que ser visto na óptica constitucionalista.....
    Quando aos seus testes (já tive alguns nas minhas mãos) há que dizer que têm o seu toque de romantismo.... e romantismo não é algo que se encontre na faculdade de direito.... pelo menos quando eu lá andava....

    ResponderEliminar
  5. À aluna que fez a denuncia, o teste correu bem, até porque ela é um geniozinho, e apesar de ser contra a atitude do prof Paulo Otero, é necessário dizer que os pais da menina são os advogados que andam há anos a defender um casald e lésbicas que já tentou processar meio mundo para se casarem!


    No meio disto tudo, podemos dizer que há muito jogo de interesse aqui no meio.


    Quanto ao romantismo na FDL, não, não há!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo19:36

    Porque é que não respeitam as opções de cada um?
    Quanto gays e quantas lésbicas há por ai, encapotados, por vezes a gozarem com aquilo que gostariam de ter coragem para defender publicamente?
    Respeito o professor que é contra, tal como respeito aqueles que são a favor, a vida seria tão mais bela, se nos conseguissemos respeitar uns aos outros.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!