sexta-feira, abril 02, 2010

O raio do PEC (Com Adenda)

Não gosto do PEC. Porque ninguém pode gostar do PEC. Deste ou de outro PEC qualquer. Mas este PEC é como uma vacina: vai doer, mas tem mesmo de ser!

Não sendo especialista na matéria, até me parece que o PEC é demasiado suave: até podemos conseguir cumprir os 3%, mas daqui a muito poucos anos vai seguir-se um novo, ainda mais agressivo, da mesma forma que ao PEC de Ferreira Leite se seguiu o de Teixeira Santos, que obrigou Sócrates a parar de dizer dislates e enfrentar de frente o descalabro das nossas contas públicas. Da mesma forma que o Teixeira dos Santos obrigou o PS a votar a favor deste plano, conseguindo o quase milagre de obrigar um partido tantas vezes irresponsável na economia a fazer o que era preciso. Embora seja preciso mais! É premente falar verdade aos portugueses, explicar que Portugal é um País pobre, com uma economia débil, demasiado exposto ao exterior e com uma grave problema denominado de portugueses.

(pode continuar a ler aqui! Segundo parece, as crónicas no CorreioAlentejo já podem ser lidas por não assinantes)

Adenda: Por vezes a minha parvoíce é quase comovente! De manhã estive a ler o CA e fiz login: de noite, esqueci-me que tinha "entrado na conta de assinante" e meti na cabeça que afinal o texto estava acessível a todas as pessoas. Burro, burro, burro! Enfim.. agora sim.. pode ler aqui!

1 comentário:

  1. Errado não consegui abrir, mas agora também não me apetece.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!