domingo, maio 23, 2010

Está na altura de falar das coisas realmente importantes!

Sempre entendi que a falsa modéstia é a mais nojenta das arrogâncias, pelo que assumo que neste blogue temos discutido aquelas que são as mais importantes questões relacionadas com esta estranha cidade de Beja. E mesmo aqueles que não gosta de mim ou do que escrevo - porque muitas vezes acontecem não me suportarem e gostarem do blogue, como tenho pessoas que gostam bastante de mim mas não suportam o Viagra e Prozac - reconhece que aqui se debatem as questões realmente pertinentes.
Nos últimos meses, com a crise, o benfica o Papa, as escutas, os caracóis e as imperiais, não temos tido tempo para debater as coisas que realmente afectam a portugalidade em especial e os bejenses em geral.
Reconheço que os idiotas da metereologia dizem que na próxima semana a tempertura vai descer, mas estou a escrever estas linhas de pila de fora no sofá, numa tarde sórdida de calor: mas não é isso que me desvia a mente das coisas importantes.
Aproxima-se a correr o Verão e as pessoas perdem tempo a falar na crise e na loucura fiscal e não se escreve uma linha sobre a questão realmente importante! Fa-lo obviamente da depilação genital feminina: o que fazer este verão?
Confesso que há duas grandes razões que me deixam feliz por não ter vagina: uma é que se tivesse por certo era uma galdéria maluca e a outra, a cruel dúvida do que fazer ao vale do cabelo encaracolado.
Por mais que se goste de gajas, ninguém fica extasiado quando a floresta extravasa os biquinis, pelo que, com frontalidade temos de encarar a questão capilar. Muitas pessoas dizem-me que não há nada mais belo e estético que desenhar um H no rés-do-chão: admito que sim e regularmente recebo fotos com o supra citado desenho capilar e reconheço a sua exuberante beleza! Mas por uma qualquer absurda razão, nem toda a gente concorda comigo.
Sinto que nos últimos tempos há uma pressão social intensa para a versão careca, com a expulsão integral dos pelos, uma espécie de genocídio capilar: admito que possa facilitar a descoberta da roda da sorte, mas se os gajos gostassem de carecas, andavam na rua a acariciar a cabeça de outros homens. Outra modernice, com uma pretensão estética é essa mistura entre careca e peluda, o famoso tufo superior, que basicamente não faz lá nada de especial e fica sempre a sensação que a cera acabou a meio e aquilo ficou lá perdido.
Aliás, estou perfeitamente quase convicto, que a primeira razão que as mulheres temem o calor e a praia é exactamente a dúvida, a indecisão, a incerteza, a crueldade de terem de resolver com eficácia a questão capilar. E é pelo meu generoso altruísmo que hoje chamo à colação esta premente questiúncula, para em conjunto dissertarmos sobre este quase drama da feminilidade.

12 comentários:

  1. Anónimo00:09

    Você escreve deliciosamente bem. Beja é tão pequena para si!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:02

    EXCEPCIONAL!!! LOLLLLLLLLLLLLLL

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:42

    Tenho nostalgia duma boa pintelheira, oh se tenho! A moda das depiladas devia acabar, acho que já chega.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:32

    ahah, eu na qualidade de fêmea acho o máximo poder "brincar" com os meus pêlos púbicos, ñ públicos.
    É giro poder fazer-lhe uns penteados - com ou sem formas (coração, letras, árvores - de pequena copa, atenção) -, deixá-los crescer, tirá-los por completo, apará-los, etc etc etc
    Ah, importante, no meu caso ñ é só no verão que me aflige ou ñ a depilação. Moda que é moda, é-o o ano inteiro. Como tal, a minha Anita - assim se chama ela - está composta o ano inteiro.
    Não precisa chegar a época balnear...
    Os homens são uns tontos! Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.
    Fazemos os penteados que queremos, ora.
    Faço-o a pensar em mim, no meu bem estar, ñ no macho que está ao meu lado. Como tal, a vossa opinião não é por aí além relevante. Não neste caso e por mim falando, claro!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:00

    O meio termo é uma boa solução
    Nada de abusos e barbatanas de fora !
    Mas, uma boa textura capilar pode dar grandes prazeres
    que a muitos machos os deixa loucos …

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:01

    MACHO QUE É MACHO GOSTA DE UMA BOA PINTELHEIRA...LOL

    ResponderEliminar
  7. hpalma21:22

    @ultimo anónimo

    É "Pêntlhêra"!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo23:13

    Sem duvida que passa pela cabeça da grande parte das mulheres ...
    fazer ou não fazer ?? lol

    ResponderEliminar
  9. Esta reflexão está excelente!É algo que nos deixa a pensar porque somos portugueses e agora voltando a falar nos alemães ou franceses, pergunte-lhes o que pensam deste assunto!lol

    E agora que li isto, vou refletir das barbas de mais de 3 dias..por exemplo heheh!

    Excelente post!

    ResponderEliminar
  10. Epá, eu ia dar a minha opinião nas isto, tirando a Raquel, que deve ter vindo de asa delta, é tudo anónimos... Assim volto mais tarde... para dizer que bem cuidada é sempre um prazer...

    ResponderEliminar
  11. Miguel , andar de asadelta requer uma manutenção rigorosa....para qua saibas! lol

    Por acaso ao ler este post, lembrei-me de um que tens no teu blogue , onde é evidente MUITO evidente um novo tipo de depilação: Aquela do Hitler..lol

    bjs

    ResponderEliminar
  12. A-nónimo18:46

    H - veja a coisa desta forma, tal como nós homens usamos ou não bigode ou barba desenhada e rapada nas mais variadas formas, também elas se embelezam como lhes apraz e tal como elas gostam de nós com pelos ou não, cada um de nós gosta delas todas excepto tal como você e eu também das bigodaças.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!