segunda-feira, maio 17, 2010

O egoísmo do povo alemão...

... é o grande responsável por a crise Grega que se alastrou a Portugal, Espanha e Itália!
Porque se os alemães tivessem ido a correr pagar as dívidas da Grécia, provavelmente nada disto acontecia! Bem sei que na Alemanha não há 127 profissões onde as pessoas se reformam aos 50 e poucos anos e têm de trabalhar até aos 67 anos: mas é preciso que os alemães percebam, que trabalhar no sul, perto do mar e com calor é muito mais desgastante que trabalhar naquele clima parvo que eles têm!
Não ignoro que na Alemanha não há 15 mês de ordenado, mas a Grécia é bem mais religiosa e era inconcebível não haver um subsidio na Páscoa para oferecer amêndoas e borrego; um povo que apenas gosta de salsichas, não reúne os requisitos para ter direito a um vencimento extra para comprar borrego!
Como, só mentes tortuosas entendem, como é que a Alemanha, apenas porque soube combater a corrupção, se veste de autoridade arrogante e se recusou a pagar a corrupção grega!
Só o egoísmo alemão não entende, que um povo organizado e trabalhador, que cumpre horários, que produz bens, deverá estar sempre disponível para recompensar a improdutividade alheia; bem sei que a malta na Grécia e em Portugal passa mais tempo a conversar no emprego do que a trabalhar, mas, na Alemanha só não o fazem, porque falam aquela língua esquisita que ninguém entende, pelo que a conversa se torna difícil. E porque, sem querer ofender, não um povo tão simpático e bonacheirão como nós os latinos, o que obviamente se traduz em maiores tempo de lazer.
Construir uma Europa unida é respeitar a genética de cada povo, as idiossincrasias de cada região: se há pessoas que geneticamente são mais propensas para trabalhar, então esses que o façam e que se respeite a solidariedade entre povos, pagando os vícios daqueles que só não trabalham mais, porque a genética, o clima e a própria natureza das coisas não permite! Porque sejamos honestos: porque raio é que um Alemão se vai reformar aos 50 anos e ficar na rua a apanhar neve, quando podia perfeitamente trabalhar até aos 80, num quentinho de um escritório ou de uma fábrica, permitindo pela sua solidariedade o ócio de quem mais precisa!

22 comentários:

  1. ahahahah! eu não gosto de ironia mas adorei este texto :D

    ResponderEliminar
  2. Maria00:19

    Vamos falar na extinção do comboio inter-cidades e do silencio das entidades responsáveis desta cidade??? Dava um bom post

    ResponderEliminar
  3. maria - já lhe respondi, num dos seus comments

    ResponderEliminar
  4. Eine Kälte, aber ehrliche und sorgfältige Leute!
    Ich habe homesicknesses des guten bratwwast!

    ;)

    ResponderEliminar
  5. Tinha que vir para aqui alguém com uma letra dos Rammstein para estragar mais um post brilhante...

    ResponderEliminar
  6. ...ou um ET para expor os meus segredos ....

    ResponderEliminar
  7. Anónimo12:29

    Mas porque raio é que o H detesta tanto os Alemães!....

    ResponderEliminar
  8. Raquel, ich bin sehr caput und lessen die fragen ist nicht a kindertraum "para" mein. Acho que é isso...

    De facto, começar a trabalhar às 6 da manhã não é para todos os alemães. É só para os gregos.

    ResponderEliminar
  9. Hewitt: ja finde ich, daß ich Sie verstand!
    Das übel ist allgemein…

    Na alemanha, deitam-se às 20h e madrugam...

    ResponderEliminar
  10. Realmente os alemães são maus.... não quererem pagar a incompetência, desculpe, a maneira de ser dos que são diferentes..... coitados dos gregos....

    ResponderEliminar
  11. Anónimo14:15

    Outro excelente post. Só não sei se os seus leitores o entendem!

    ResponderEliminar
  12. Raquel. Einen semester lernen deutch nicht alles geben!

    ResponderEliminar
  13. Peço desculpa por contrariar a corrente dos comentários anteriores, mas quase que ia ficando assustado com o seu elogio aos alemães. Confesso que se não estivesse habituado ao seu estilo este seu post me deixava deveras preocupado, porque não somos louros, não temos olhos azuis, nem somos tão organizados quanto eles...

    ResponderEliminar
  14. Hewitt:Ich hatte 6 Monate Lektionen, genau in Deutschland und gefiel dem Wörterbuch jetzt…
    aber ich finde, daß Sie schreiben...LOL
    Hat jedes anónimo mehr parvo, findet nicht? lol
    (há coisas que não sei dizer em alemão)

    ResponderEliminar
  15. Anónimo19:10

    Meus amigos, também conheço bem esse belo país, chamado Alemanha; de facto são muito organizados, deitam-se cedo e madrugam para trabalhar.
    No entanto, os Alemães são os que mais produzem na UE portanto aqueles que mais vendem e que mais lucram. Há uma série de acordos com estes nossos vizinhos de forma a colmatar estes acidentes, não fosse essa situação salvaguardada e a Grécia já era...
    Não defendo as práticas Gregas, mas cuidado, não vamos cair na tentação de "endeuzar" os alemães.

    ResponderEliminar
  16. Eu também... Bastantes... Imensas... E, acredito, acontece o mesmo com a maioria das pessoas que vem aqui ler...

    É a vida!

    ;)

    ResponderEliminar
  17. Ja, ich nehme auch. Anonimos scheissa.
    6 Monate lecktionem in Deutschland? Ich finde super. Ich viele mochte sehen Deutschland und sehen Frau Deutsch.

    (Isto nem alemão é!)

    ResponderEliminar
  18. Anónimo18:55

    De facto não é alemão,tirando a merda e as gajas, penso que 6 meses é pouco!!!

    ResponderEliminar
  19. Amigo H, só li este texto agora e está - suberbo!

    Claro que nem tudo o que alemão é bom (veja-se o meu caso...) mas, inegavelmente, a Alemanha é o motor da Europa, muitas vezes mal compreendido quando querem "mandar", mas são, mais ou menos, como os EUA nas Américas. Alguém tem que "mandar"...

    ResponderEliminar
  20. Anónimo17:26

    @Zig alguém tem que mandar?
    Isso é resignação? é descrença?
    Um país ou tem autonomia, ou não tem!
    Por mim a U.E. já era uma federação de estados, qualquer coisa parecida com os EUA, agora essa de alguém mandar assim...

    ResponderEliminar
  21. Último anónimo:

    Não é mandar no verdadeiro sentido da palavra, mas, se um país tem a maior economia de um grupo de países e se tem ainda por cima o maior número de habitantes é natural que a voz desse país tem mais peso, e, por isso, "mandam", entendido?

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!