quinta-feira, outubro 09, 2008

Os acessos, senhores, os acessos....

Quando se procura fazer uma análise descomplexada e objectiva ao actual mandato comunista na Câmara Municipal de Beja, salta à vista que o maior disparate autárquico foi a Colina do Carmo! E não se procure agora a desculpa do subprime ou do desemprego ou das dificuldades económicas. A Colina do Carmo foi um dislate quando foi pensado, tolice quando começou a ser executado, uma tolice quando terminou. Por mais que o Presidente acuse de xenofobia quem critique que se construa uma zona habitacional com vista para o tráfico de droga, o local escolhido foi um desastre. E pior que isso: esqueceram-se de acessos com dignidade para a cidade, sendo que ano e tal após o fim das obras, os mesmos ainda não existem!

Porque regressa ao tema nesta madrugada? Porque aparentemente nada se aprendeu com este disparate. Com efeito, na sequência da Quinta dos Ricos, bem pertinho do nobre bairro do Pelame, a Cooperativa está a contruir - em plena linha de água, o que é sempre uma delícia para inundações - um novo Parque Habitacional, com prédios e mini-vivendas! Pergunto: e onde estão os acessos, senhores, os acessos...

5 comentários:

  1. Sempreempé10:56

    Com a crise imobiliária que se atravessa, não se entende tamanha quantidade de novas construções (habitação) em Beja.
    São tantos os projectos nas mangas dos Srs. ligados à construção, para construirem grandes prédios, bairros de vivendas.... Eu pergunto, tanta construção para quê e para quem?
    Ah, esqueci-me vem aí o Aeroporto, que dizem que só no arranque vai trazer 3.000 pessoas para Beja!...
    Aeroporto??? Não existe uma estrada como deve ser, para quê um Aeroporto!... E se as tais 3.000 pessoas não chegam a vir, como é?
    Acessos dentro da cidade H! Então e fora da cidade?
    Vive-se e constroi-se com o pensamento numa coisa, que não se sabe se vai existir...

    ResponderEliminar
  2. Sempreempé10:56

    Com a crise imobiliária que se atravessa, não se entende tamanha quantidade de novas construções (habitação) em Beja.
    São tantos os projectos nas mangas dos Srs. ligados à construção, para construirem grandes prédios, bairros de vivendas.... Eu pergunto, tanta construção para quê e para quem?
    Ah, esqueci-me vem aí o Aeroporto, que dizem que só no arranque vai trazer 3.000 pessoas para Beja!...
    Aeroporto??? Não existe uma estrada como deve ser, para quê um Aeroporto!... E se as tais 3.000 pessoas não chegam a vir, como é?
    Acessos dentro da cidade H! Então e fora da cidade?
    Vive-se e constroi-se com o pensamento numa coisa, que não se sabe se vai existir...

    ResponderEliminar
  3. hpalma19:54

    Por acaso tenho uma dessas mini-vivendas atribuída e estou na indecisão se fico com ela.
    Os acessos não existem. Basta passar na ponte sobre o caminho de ferro à hora de almoço, para ver que o trânsito já flui com dificuldade.
    Em relação à linha de água, também me preocupa essa situação, mas a construção foi elevada um bom bocado e a zona, "barranco" incluído, vai ser requalificada. Se alguém com conhecimento na matéria puder opinar sobre se é bom negócio a aquisição da moradia, agradeço!

    ResponderEliminar
  4. Tenho a mania que sou engenheiro23:51

    Bem pude verificar o planeamento para a zona
    e pelo que vi e me disseram nao é mau negocio

    mas é como tudo aquilo é feito para passar uma determinada quantidade de agua, ha de haver anos que vai chover mais e ai talvez ja meta um pouco de agua lol

    ResponderEliminar
  5. @hpalma - não tenho conhecimentos nessa área para opinar de forma consistente. Sei o que todos sabemos (há uma linha de água) que já causou problemas em algumas vivendas naquela área.
    Sei também que se "levou" para a zona largas centenas de camiões com areia: se é suficiente? Não faço ideia.
    Sei que devíamos acreditar, mas, infelizmente, temos demasiados maus exemplos para não ser céptico...

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!