domingo, outubro 19, 2008

A vida tem coisas assim...

Depois de ver Colin Powell apoiar Obama, até acredito se alguém disser que eu sou comunista!

10 comentários:

  1. Sempreempé10:08

    O tabuleiro de Xadrez e os seus quadrados ....
    ups enganei-me no post.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:33

    Colin Powel só demonstra a sua inteligência. Obama é uma esperança para a América e para o mundo.M&M

    ResponderEliminar
  3. M&M - Apesar de não aderir à Obamamania, acho-o melhor candidato (sempre fui mais Hillary ou Guiliani); mas, Colim Powel é provavelmente o maior responsável da insanidade no Iraque! Que é a causa mediata da crise americana!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo15:33

    Atribuir a Colim Powel a responsabilidade pelo actual estado das coisas no Iraque, é assim um pouco forçado, ou então está a fazer uma grnde confusão, Powel liderou militarmente a operação conhecida como «Tempestade do deserto» durante a Guerra do Golfo, depois da invasão do Kuwait pelo Iraque de Saddam Hussein.
    Depois disso muita água passou pelo Tigre.
    Não, não é correcto dizer que a situação actual é uma consequência da anterior, não tem nada a ver.
    Analisar politica internacional não é propriamente a mesma coisa que mandar uns palpites sobre as Portas de Mértola.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17:38

    h, tem que ter algum cuidado com as afirmações que faz.O anterior comentário está cheio de razão. "Prontos", um deslize qualquer tem. Acerca do Obama, não tenha duvidas que é uma esperança para o mundo. O homem nem parece deste mundo: culto, inteligente, visionário, carismático. M&M

    ResponderEliminar
  6. @anónimo 3.33 - Na vida há diferentes formas de fazer as coisas. O meu caro poderia educadamente fazer um reparo(como fez o M&M) e eu seria o primeiro a penitenciar-me por algum disparate. Já tive lapsos o disparates no blogue e vou continuar a tê-los! Como, podia adoptar uma postura arrogante e exercer o seu direito de descredibilizar o autor do blogue. Ambas são licitas e possíveis. MAs, quando se opta pela segunda, importa ter certezas, sob pena de poder parecer ridículo.
    Bem sei que analisar política internacional é muito diferente de dar uns palpites sobre as Portas de Mértola, como sei bem que é simples escrever comentários anónimos num blogue, porquanto, não se exige a dignidade de pedir desculpa quando se erra!
    MAs deixo-lhe a pergunta: que funções desempenhava Colin Powell aquando do inicio da 2ª Guerra do Iraque? Seria membro do Governo de Bush e estratega militar?
    Veja aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Colin_Powell

    ResponderEliminar
  7. @M&M - Tem razão: deslizes todos temos!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo21:22

    São perfeitamente conhecidas as posições de Colin Powell sobre a invasão do Iraque e o derrube de Sadam.Mesmo se ver com atenção nessa "brilhante fonte de conhecimento que é a wikipédia" encontra as posições de colim sobre essa atrocidade que foi a invasão do Iraque e o imenso atoleiro que mais uma vez os EUA criaram.
    O seu envolvimento posterior é outra histório e tem outros contornos que não me apetece agora comentar.
    Sim sou um comentador anónimo que não gosta de expor os fracos conhecimentos que tenho sobre algumas matérias, até porque não preciso nem de palco nem de holofotes.
    Tenho luz própria.

    ResponderEliminar
  9. @anónimo - Foi ou não CPowell um dos ideólogos da guerra defensiva? Estava ou não no Governo de Bush (filho)quando começou a guerra de ocupação do Iraque?
    Foi apenas isso que disse! Nada mais!
    PS - A história de palco e holofotes é velha e cansa: sou apenas um tipo que escreve no seu blogue e outros locais onde o convidam!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo12:13

    É IMPRESSIONANTE A PACIÊNCIA DO H PARA LIDAR COM ATRASADOS MENTAIS ARROGANTES!!!
    PL

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!