terça-feira, julho 15, 2008

Porque perguntar não devia ofender...

... se os acontecimentos na Quinta da Fonte onde dezenas de membros da etnia cigana andaram a brincar aos tiros com dezenas de membros da comunidade africana, tivessem sido entre, por exemplo, claques do Benfica e Sporting, que diriam os nossos políticos e intelectuais?
Para que eu possa dizer que determinada pessoa é um criminoso, um chulo da sociedade e absolutamente imprestável, onde tem que ter nascido, qual a sua cor e etnia? Só para não ser politicamente incorrecto!

2 comentários:

  1. carlos11:45

    Estão associado aos ciganos problemas. Eu era daqueles que dizia "há gente boa em todo o lado". Mas, sem ser racista, é um facto! Por questões acima de tudo culturais, a raça cigana vive no seu mundo, com as suas regras, e ai de quem ousar intrometer-se! quem os enfrenta, esses sim, são considerados por eles racistas! Queres saber a resolução deste caso? A autarquia vai ceder aos meninos e dar-lhes 50 casitas novas para gozarem o rendimento...e os desgraçados que estão em lista de espera, que trabalham verdadeiramente, passarão para tras. Alias, temos esse exemplo bem proximo, com um bairro formado e oferecido bem juntinho à nossa cidade.

    ResponderEliminar
  2. Eu sigo o lema de tratar igual quem se comporta como igual (seja qual for a raça, cor ou qualquer outro atributo)

    O que se passa é que em Portugal a minorias têm tendencia a clamar por igualdade, quando interessa, e a exclamar que são diferentes quando não querem cumprir as regras basicas de vida em sociedade.

    parece-me que fazer carreira de tiro de uma rua não é viver em sociedade.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!