sábado, julho 12, 2008

Uma espécie de comunismo...

Porque a nossa imprensa se baba com a mediocridade e venera a incompetência, passaram quase desapercebidas as declarações oficiais do Xico Orelha da Cuba das Caraíbas (piada inteligente, pelo qual, lisboeta não entende!!!).
Com efeito, em pleno parlamento, o Fidelzinho, - que já tinha permitido ao povão entrar nos hóteis, comprar telemóvel e ter Internet (embora com os conteúdos democraticamente censurados!) - veio enterrar o fim do grande mito comunista: todos devem ganhar o mesmo, apesar da qualidade do seu trabalho! Para acompanhar a revolução silenciosa em Cuba...

5 comentários:

  1. isto de colocar posts ao fim de semana em pleno mês de julho, é um acto de grande aventurismo. vou abrir as"hostilidades" apenas por estar em casa a recuperar de um escaldão do último fim de semana, e só o vou fazer porque achei o titulo sugestivo, para maiores de 18.
    1º ponto :comunismo=acto de praticar o bem comum.
    2º ponto: será q o verdadeiro acto de colocar o comunismo em prática foi alguma vez executado?
    3º será q alguma vez alguém porventura não praticou actos de comunismo, será q alguém nunca produziu com o intuito de dividir?
    Já todos nós fomos pelo menos uma vez comunistas, e todos nós nos orgulhamos de dividir o q é nosso com os outros, quer dizer que gostamos de ser os verdadeiros "comunas".
    4º CUBA, terra de boa gente, que não merece q o seu processo de "capitalização" seja precipitado,. Não gostava q CUBA fosse a ANGOLA do séc.XXI, aquele povo não merece.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:38

    Ito - eu pergunto-me o que é praticar o bem comum? Parece-me um ideal tão utópico como o de haver justiça neste país. Talvez tens razão, possivelmente o comunismo nunca foi implementado e milhões de pessoas lutaram em vão, para não falar das inumerosas vitímas que sucumbiram, para defender esse propósito ideológico. Talvez os livros de História estão todos errados e tudo não passa de mais uma manobra usurpadora da besta negra capitalista, com o intuito de fazer uma lavagem cerebral ao mundo em si. Talvez Stalin, Mao, Fidel e Kim Il-Sung são/foram capitalistas disfarçados pretendo enganar o mundo ao mostrar a todos que a extrema-esquerda, afinal se assemelha muito ao fascismo da extrema-direita. Desculpa-me por ser tão agressivo, mas ao saber que ainda há pessoas, lá fora, que pensam que o mundo é amistoso, que todos têm bondade e que isto não passa de um mundo à lá teletubby, fácil de governar, onde todos têm a mesma visão de justiça, o mesmo sentido de igualdade, o mesmo nível de fraternidade, solidariedade, liberdade etc. e que o comunismo é a chave para alcançar esse objectivo deixa-me algo perplexo. No entanto, é óbvio que eu, como qualquer outro, pretendo um nível de justiça social por excelência, sem perder, para isso, qualidade de vida. Todavia o comunismo não serve, nem nunca serviu, porque é um sistema político obsoleto, desfasado no tempo e realidade que decorrem e porque, acima de tudo, não tem qualquer sentido prático.

    ResponderEliminar
  3. anónimo das 1.38 , quase que me comove. quanto ao comunismo estar desfasado no tempo, será q existe um timing correcto para implantar um sistema politico, seja ele qual for?
    será que nos sistemas capitalistas está o elixir da juventude da humanidade? penso que não, q sáo sistemas q nos levam á autodestruição.
    No entanto tem todo direito á sua opinião!!!!!one man....one vote......
    o tempo é um bom conselheiro, e prova disso é o retorno das politicas dos paises da Europa de Leste a épocas passadas(recentes).

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:01

    Não defendo, nem nunca defendi um sistema puramente capitalista...mas como se diz, entre dois males escolhe-se o menor... Por isso, prevalece o capitalista. No entanto, na minha humilde opinião, devia-se apostar num sistema que tirasse proveito dos pontos fortes, quer de um sistema quer de outro, e que eliminasse os pontos fracos de ambos, ou seja, a determinação de um ponto de equilibrio, portanto, um sistema que pudesse satisfazer relativamente a maioria da população, coisa que o comunismo e o capitalismo não conseguem atingir, já que são dois sistemas opostos, situados nas extremidades de uma banda, em termos políticos. Qualquer coisa que seja, a Natureza, o Universo, a Economia, a Química, a Fisica etc. só funciona em plena harmonia, se e só se mantiver equilibrada. Tudo tem o seu equilíbrio. No entanto,a nível político ainda não se atingiu o tal status quo de equilibrium, mas já houve uma considerável evolução nesse sentido. No último século conseguiu-se passar de monarquias e ditaduras (entre as quais comunistas, mas já sei que os "verdadeiros comunistas" não as considerem como verdadeiros estados comunistas, já que os meios de produção e o poder nunca chegaram a pertencer totalmente à classe proletária. Aliás, nem consigo imaginar como é que seria possível atingir tal propósito, para mim, surrealista, sem recorrem a meios opressivos. Além disso, isso da igualdade para todos, não é que seja filosoficamente um ideal bonito, mas que, em termo práticos, deixa muito a desejar. Ademais, será que isso seria justo? Será que não é justiça que nós pretendemos? Será que não é igualdade de oportunidades? Ser remunerado pelo aquilo que tu efectivamente trabalhaste? Ser remunerado pelo grau de responsabilidade inerente ao teu cargo? Ser remunerado pelo risco que as funções do teu cargo assumem?) para relativas democracias. As coisas ainda não estão visivelmente bem, porque ainda existe um alto teor de corrupção entre a população, ainda existem grandes economias paralelas, ainda existe abuso de poder por parte de quem tem autoridade para, ainda existem interesses minoritários, ainda...ainda...ainda... São arestas que devem ser limadas, mas com as quais teremos de viver constantemente. Eu sei que as coisas actualmente não estão bem, mas também já estiveram bem piores e não é um sistema comunista que consiga mudar qualquer coisa que seja. Cada um tem a sua maneira de ser e pensar e esta é a minha, quer queiram quer não. Foi um desabafo, uma divagação, uma simples opinião vindo de uma pessoa que gosta de aprender partilhando ideias com outros...
    Já agora, por mera curiosidade, como é que vocês imaginariam o vosso sistema político ideal?

    ResponderEliminar
  5. Anónimo das 12.01 os meus sinceros parabéns, pois com o seu texto mostrou ser uma pessoa extremamente lucida e com as ideias muito bem arrumadas. Sem saber quem é, não tenho o minimo problema em afirmar que tem a mentalidade adequada para ser um bom politico.
    Quanto á sua questão eu defendo posições, não dogmas enraizados. Depois de ler este seu último texto, certamente que o meu sistema politico ideal será muito identico ao seu.
    Bem haja.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!