sexta-feira, novembro 13, 2009

Não é ser má língua... (Com Adenda)

... mas se eu fosse o Jorge voltava para a Edia!

Adenda: Confessem leitores: já tinham saudades de um postzinho sobre politiquice! A julgar pelo número e dimensão dos comentários...

58 comentários:

  1. Anónimo12:09

    Olhe que não, olhe que não, sabe qual é o valor da divida da EDIA?
    É que as dividas da EDIA são pagas pelos mesmos que pagam as da C M Beja ou seja nós os contribuintes. E já agora sabe qual o valor global da divida da CM Mértola?

    ResponderEliminar
  2. O valor absoluto, não me recordo! Mas a percentagem de endividamento é mais 20% inferior, como muitos sublinharam ao longo destes meses! Sabe qual o valor que se disse em campanha de endividamento da CMB?!!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo12:53

    Vá não sejam más linguas, e ajudem os camaradas depostos!!! Procurem aqui ajustes directos: www.base.gov.pt para ajudar a enquadrar pelos menos os 500mil sem documentação, senão ainda tem de se meter alguém em tribunal e a gente a trabalheira que isso dá!

    ResponderEliminar
  4. Pedro13:14

    Como se sabe o valor da dívida sem uma auditoria rigorosa?

    ResponderEliminar
  5. Voltar para a EDIA? Não!
    Tem é que se aguentar no lugar, pois assim tem mais um " CAPITAL " para aditar à sua BEJA.
    Espero é que não arranje a desculpa que precisa de um mandato para endireitar as contas! Onde é que eu já vi este argumento?!!!!....

    ResponderEliminar
  6. @vitor - Não vou entrar na discussão, apesar de ser óbvia que as prioridades têm de ser repensadas! A questão é: alguém imaginava esta situação? O Pires falou em 60% e chamaram-lhe mentiroso e incompetente que era muito menos!

    ResponderEliminar
  7. @pedro - não sei como foram feitas as contas! Mas até a vereação PCP reconhece como verdadeiros os valores!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo15:27

    Mas ainda bem que é assim, a verdade vem sempre ao de cima! Ninguem é perfeito!
    Mas em resposta a alguns comentários....
    Os comunistas é que são bons, não tem tachos, blá, blá, blá.
    Falar antes de tempo dá nisto, agora aguentem!

    ResponderEliminar
  9. Pedro16:06

    2º - Que Câmara do País não tem dívidas?

    Se as há, temos que as reduzir e ao mesmo tempo concretizar os projectos. Não se vai agora é alarmar as pessoas (com poucos conhecimentos).

    ResponderEliminar
  10. @Pedro - todas têm! Mas umas mais que outras! E tente averiguar o que diziam os números oficiais e a situação actual! É a discrepância aquilo que se fala: da seriedade ou falta dela!
    Sobre o resto: há um projecto que deve ser para cumprir!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo16:44

    Comparando com as outras Cãmaras do pais e até mesmo da região, gostaria de saber se há diferenças abismais.
    Segundo me parece, por ex., a Câmara de Évora tem 70 milhoes. Isto é muito? Pouco?
    Fazendo a comparação per capita, qual será a posicão da Câmara de Beja no ranking?
    E os credores? Pertencem a algum grupo económico ou teem conotacão politica? Por ex., há empreiteiros do PC em Beja credores da Câmara?

    ResponderEliminar
  12. Anónimo17:56

    Ponto positivo: A CMBeja ainda tem cerca de 20% de capacidade de endividamento;
    Ponto negativo: A CMBeja só tem cerca de 20% de capacidade de endividamento.
    Ponto a ponderar: gastar uma parte dessa capacidade de endividamento e pagar uma auditoria extensa e pormenorizada às contas?

    ResponderEliminar
  13. Anónimo18:34

    Não tardou! Aí está a típica vitimização xuxalista de culpar tudo e todos menos eles os bons, os impolutos.

    A isso chama o povo sábiamente desculpas de mau pagador ... de promessas ...

    ResponderEliminar
  14. @anónimo - Pode tentar jogar a areia que quiser, para cima de quem quiser! Até porque alguns gostam!
    Mas os factos são factos e este cheira muito mal!

    ResponderEliminar
  15. Anónimo19:21

    De acordo com o último anónimo.

    Haveria tanto para dizer sobre fatos que são fatos! hehehehehe

    ResponderEliminar
  16. Anónimo19:30

    Assim se vê a seriedade dos comunas!!!

    ResponderEliminar
  17. Anónimo19:32

    meu kerido H
    Deixe-me colocar uma questão simples e, se souber, que me responda:
    Os vereadores do PS não sabiam disso?
    As dividas estão cabimentadas e facturadas, aprovadas em reunião de câmara.
    Para sermos sérios, sem demagogias, sem areia para os olhos de ninguém, volto a perguntar:
    Os vereadores do PS não sabiam?
    Ou sabiam e não disseram nada ao Jorge Pulido Valente?
    E deixe-me confidenciar consigo um pequeno segredo.
    O Jorge sabe da situação financeira desde o dia que se candidatou, e isto agora faz parte do circo.
    Porque gosto de si e da sua forma de pensar deixe-me dizer só isto.
    Não acredite em todas as encenações,para se ganhar espaço de manobra para não se cumprir o que se prometeu.
    Porque o que se prometeu não era exequível, porque financeiramente não era suportável.
    E o Jorge sabia isso desde o primeiro momento em que se candidatou.
    Um abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  18. Kerido Vidigueira!
    Apenas sei o que consta da imprensa! Não tenho nenhum tipo de conhecimento privilegiado!
    Mas.. com base no que vem na Imprensa, a resposta à sua pergunta é NÃO! Não se sabia, nem havia como saber!
    Se o Jorge sabia no dia a seguir às eleições? Não sei! Se sabia umas semanas antes? Não! Os valores oficiais eram muitoooo inferiores!
    Por exemplo: prazo de atraso no pagamento: 9 meses? Prazo oficial de atraso: 28 dias...
    Abraço

    ResponderEliminar
  19. Anónimo19:37

    Parece que foi aqui escrito que só voltariam aqui os comentário sobre politica autárquica seis meses depois das eleições. Parece que os seis mesis passaram muito rápido. Ou não????

    ResponderEliminar
  20. Anónimo19:46

    meu Kerido H
    Devia passar pela gestão de uma Câmara.
    Saberia que não é possível cabimentar 17 milhões de euros sem os procedimentos terem aprovação em reunião de Câmara.
    E nas reuniões de câmara está lá a oposição através dos seus vereadores.
    E votam.
    Seria clarificador ver qual foi o sentido de voto dos vereadores do PS sobre esse aumento da divida, resultado de investimentos realizados.
    Se calhar até votaram a favor.
    Não sejamos ingénuos, e claro que os vereadores do PS tem conhecimento completo dos montantes que representam o endividamento da CMB.
    E este endividamento não foi acumulado nestes últimos 10 meses.
    Logo as contas de 2008 já reflectem parte deste acumular de divida e foi aprovado em Assembleia Municipal.
    Os deputados municipais do PS não analisaram as contas de 2008. Não sabiam?~
    Por favor, não brinquem com coisas sérias.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  21. @anónimo - Limitei-me a fazer link para uma notícia a responder a três comentários!
    Como sabe, tenho estado em profundo silêncio e afastado de tudo! Se foquei isto, foi porque já o tinha feito no CO e porque o afirmo há meses e meses e acusavam-me de mentir: agora.. a verdade está à vista de todos! E até foi rápido, não foi?!

    ResponderEliminar
  22. @Meu Kerido Vidigueira,
    não é a minha área e como sabe muitas vezes critiquei a postura do PS - Beja!
    Mas o que ouvi na campanha foi um candidato a implorar números sem os obter, remetendo-o para os documentos oficias - os tais dos 28 dias - e com números de endividamento a rondar os 50%!
    E como sabe algumas despesas foram feitas sem ser em reunião - como os famosos bilhetes da tourada -!
    Sobre tudo o resto... desconheço: pessoalmente defendi publicamente uma auditoria, para não ficaram dúvidas!

    ResponderEliminar
  23. Anónimo20:02

    meu kerido H
    A CMB foi objecto de uma inspecção por parte de quem de direito, os organismos fiscalizadores do Estado, já em 2009, sobre a área financeira.
    Não acreditar nas inspecções por parte do poder central é colocar em dúvida o próprio estado democrático.
    Não quero admitir que MFL tenha razão e que se tenha de suspender a democracia para sabermos a verdade das coisas.
    Isso também seria extensível ao privilegio de só o Presidente do STJ ter autoridade para escutar o nosso 1º ministro.
    Ponderação no discurso é o que se pede neste momento, para não ficarmos reféns de um sucateiro qualquer deste país.
    Um abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  24. Os Comunas fizeram merda...20:28

    expliquem-me como se tivesse 6 anos onde estão "investidos" esses grandiosos valores, que se encontram em divida? onde?

    ResponderEliminar
  25. Anónimo20:42

    O meu amigo devia perguntar aos vereadores do PS que votaram a favor desses investimentos.
    E porque votaram?

    ResponderEliminar
  26. @meu querido Vidigueira!
    Mais do que ponderado, tenho estado calado! E mesmo hoje não falei!
    Sobre a auditoria é algo que defendo sempre que há mudanças: para as coisas serem claras e conhecidas!
    E como sabe, muitas vezes elogiei FS pelo bom trabalho nas contas nos primeiros dois anos. Da mesma forma que critiquei o ultimo...
    Abraço

    ResponderEliminar
  27. Quais investimentos?!

    ResponderEliminar
  28. Demagogia é conduzir o povo a uma falsa situação. Em termos etimológicos provém do Grego, querendo dizer "a arte de conduzir o povo".


    1 - As dívidas da administração central aos municípios não são exclusivas de Lisboa e, em boa parte dos casos, têm menos de dez anos. De acordo com um balanço inicial do inquérito que está a ser elaborado pela Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), o Estado deve centenas de milhões de euros às câmaras, relativos a compromissos assumidos e não pagos.

    Só os ministérios das Obras Públicas e da Saúde devem aproxima-damente 150 milhões de euros aos municípios...

    Outro dos ministérios com mais dívida acumulada é o da Cultura. O secretário-geral da ANMP sublinhou que há mais de um ano que este ministério não faz pagamentos da comparticipação do Estado na construção da rede de bibliotecas públicas...

    Muitos destes equipamentos são executados directamente pelas autarquias que, para não prejudicarem a celeridade dos trabalhos, suportam a parte financeira do Estado. "O problema", assinalou a fonte ao DN, "é que ficam depois vários anos à espera de receber o retorno do capital investido". De fora destas contas fica, para já, a avaliação das cedências de terrenos municipais para a construção de equipamentos da Administração Central, como hospitais, centros de saúde ou postos da GNR.

    2 - Famílias portuguesas são as segundas mais endividadas na Europa
    O Banco de Portugal anunciou que no final do ano passado o crédito malparado dos particulares representava mais de 135 por cento do rendimento disponível.

    Em 2008, só de juros, 1,8 milhão de famílias endividadas com a habitação terão de pagar à banca mais de €5,7 mil milhões

    O número de famílias portuguesas com empréstimos para habitação eram já, em Julho de
    2008, 1.8008.096 representando cerca de 49,5% do total das famílias portuguesas. E entre
    Dezembro de 2004 e Junho de 2008, o número de famílias endividas aumentou +24,6% e o
    valor total da divida cresceu em +48,1%.

    3- Câmaras municipais
    As 22 câmaras municipais que ultrapassaram o limite de endividamento líquido deverão sofrer um corte de 10 por cento nas transferências do Fundo de Equilíbrio Financeiro pelo número de duodécimos necessário à regularização da situação.

    A decisão da Direcção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) gerou o descontentamento entre os autarcas, alguns dos quais admitem recorrer junto dos tribunais.

    De acordo com Pedro do Carmo, presidente da Câmara Municipal de Ourique, uma das 22 mais endividadas do país, a reunião dos autarcas vai decorrer, a partir das 17:00, na delegação de Lisboa da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

    "Vamos analisar a situação das 22 autarquias e tomar uma posição conjunta sobre a retenção das verbas do Orçamento de Estado relativas ao excedente dos limites de endividamento", explicou Pedro do Carmo, que admitiu vir a recorrer da decisão da DGAL junto dos tribunais.

    Continua por causa dos characters :)

    ResponderEliminar
  29. Ora bem vamos ver se percebo ou melhor, se me explico, ou talvez se esclareço... !!

    O estado que é o nosso governo, Ora PS ou PSD, em Centrão ou Coligação, não paga as Câmaras o que deve para além de redistribuir mal o que vem da U.E

    O estado que é o nosso governo e que tem opções politicas socialistas ou sociais democratas, engorda os bancos e as barrigas de alguns gestores ás custas de milhares de familias portuguesas.

    As familias endividadas não pagam aos bancos, que emprestam o dinheiro que não é deles mas sim de todos nós.

    As camaras municipais tem que fazer obras em escolas, estradas, dar terrenos para construção de serviços públicos, dar bolsas, apoio social, criar espaços verdes, investir em acessibilidades, dinamizar o património.

    Criar, construir e gerir instalações, equipamentos, serviços, redes de circulação, de
    transportes, de energia, de distribuição de bens e recursos físicos integrados no
    património municipal ou colocados, por lei, sob a administração municipal;

    Depois de tudo isto só me da vontade de dizer...

    AINDA BEM QUE EM BEJA SE AVANÇOU PARA TODAS ESTAS OBRAS ESCOLARES E DE EQUIPAMENTOS QUE HOJE ESTÃO AO SERVIÇO DAS POPULAÇÕES E QUE OUTRAS ESTARÃO PRONTAS NO FUTURO.

    QUANTO A QUEM FALA COMO SE VIVESSE NUM PAIS DAS MARAVILHAS, ACORDEM POIS O QUE ESTA MAL NÃO É A CMBEJA, MAS SIM O SISTEMA QUE REGE A NOSSA SOCIEDADE!

    ResponderEliminar
  30. Anónimo21:26

    Em 1994, Serguei Bubka – para aqueles que não se recordam foi um dos mais fenomenais atletas do século XX – estabelecia a marca de 6,14 metros no salto com vara, valor que ainda hoje constitui o recorde do mundo sem que se vislumbre que alguém possa em breve vir a superar o nível alcançado por este atleta nascido na antiga URSS.
    Em Portugal, fruto de atrasos colossais no desenvolvimento de algumas disciplinas «técnicas» do atletismo, a modalidade tem pouca expressão. Há contudo por aí uma variante praticada por algumas das ilustres figuras da nossa praça: o chamado «salto à Vara».
    Elas germinam nas hostes dos partidos que alternadamente têm imposto a política de direita ao País, circulam na crescente promiscuidade entre o poder político e o poder económico, alimentam-se das privatizações, dos lugares de topo da administração pública, das indemnizações que recebem por cada novo cargo, fazem aprovar as leis e ditar as regras que permitem a sua própria impunidade, tratam por tu ministros, presidentes, accionistas, isto é, utilizando as suas ligações políticas, movem-se, saltam, pulam de empresa em empresa, de negócio em negócio, com a mesma destreza com que Bubka utilizava a vara para subir bem acima dos 6 metros.
    Digam lá se não é de uma pessoa com enorme talento pular do balcão de uma dependência da Caixa Geral de Depósitos, em Trás-os-Montes, para o conselho de administração do banco público, e daí para vice-presidente do Millenium BCP, como fez Armando Vara? É evidente que não foi um salto linear. Pelo caminho foi deputado, secretário de Estado e ministro do PS – função que teve de abandonar devido a suspeitas de irregularidades na Fundação para a Prevenção e Segurança, que vieram a ser arquivadas –, concluiu ainda a pulso o seu curso de Relações Internacionais na extinta Universidade Independente, e quase ficava descalço para o resto da vida não fosse o Conselho de Administração da CGD lhe ter garantido uma choruda pensão, na base do rendimento máximo pago dentro da empresa. E vê-se agora a braços com a justiça, com novas suspeitas sobre outros voos que aqui não cabe relatar.
    Armando Vara está longe de ser o único a estabelecer verdadeiros recordes nesta vergonhosa circulação entre responsabilidades públicas e negócios privados. E se há boas razões para que os amantes do desporto não esqueçam as façanhas de Bubka, cada vez que este se lançava para um novo recorde, também as há para que o povo português não esqueça os caminhos por onde têm andado estes atletas da esperteza.

    ResponderEliminar
  31. @ultimo anónimo - Devo concluir que foi o Vara que veio gastar o dinheiro da CMBeja?!

    ResponderEliminar
  32. Anónimo21:54

    H, estás numa posição de reflexão? ou de desculpas?

    Não foste o grande obreiro do programa eleitoral do Pulido?

    Então fazes um programa, sem saber se existem verbas suficientes para executar aquilo que propões.

    Bem sei que não é essa a tua área, mas como jurista devias ser mais cauteloso.

    Se alguem tiver que pagar as "favas" vai-te sair também alguma no sorteio.

    Um abraço
    Joke

    ResponderEliminar
  33. @anónimo joke - Nunca me considerei obreiro de coisa nenhuma: apenas mais um apoiante!
    Sobre o resto, o que foi planeado foi feito com base nas premissas que eram conhecidas! Estas mudaram!
    Pelo que se exige ainda mais e melhor trabalho!
    Sobre "favas", reitero o que escrevi há meses: se o Jorge tem perdido, eu seria um dos derrotados! Mas o contrário não é verdade: quem a nada concorre, não ganha coisa nenhuma!

    ResponderEliminar
  34. Anónimo22:45

    Tantas contradições hehehehehe

    ResponderEliminar
  35. e o prémio nobel dos comentários em blog's vai para.... Viagra e Prozac!

    Nao sei se alguma vez o disse... mas digo agora , Parabens Pelo Blog!

    =)

    ResponderEliminar
  36. Anónimo23:36

    Sr. H

    O que deve concluir é que são as diversas Varas do PS que abundam e inundam o nosso pais e que são os responsaveis pelo estado em que estamos.

    Saude

    ResponderEliminar
  37. @anónimo - a minha saúde vai boa, agradeço a sua preocupação! Tenho aquilo da hérnia, mas agora felizmente anda melhor! Claro que o exercício ajuda e tenho tido muito cuidado para evitar recaídas!

    Sobre dar cor a ilícitos é obviamente um disparate!

    ResponderEliminar
  38. Anónimo23:44

    Meu Kerido H
    Insiste na auditoria.
    Reflecte a desconfiança do sistema.
    Nunca se deveria ter metido nisto sem clarificar o sistema.
    Mas volto a repetir:
    O Jorge sabia de tudo desde a primeira hora.
    Se não vos transmitiu, e se vos deixou ser estrategas de um programa que não era exequível, então vocês foram usados.
    Para um fim claro.
    E, pelos vistos, sem proveito algum.
    Lamento por si, acho que não merecia tal traição.
    Um abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  39. @meu querido Vidigueira!
    Vamos esclarecer!
    A dimensão dos números era desconhecida! Aliás, FSantos sempre apresentou outros? Eu acredito que ele os desconhecia! Estou enganado? Afirma que FSantos é mentiroso?!

    Sobre auditorias é uma questão de princípio que há muito defendo! E não mudei!
    Não me sinto usado: antes honrado por ter estado ligado a um projecto que continuo a defender e acreditar, porque respeito muitos os seus protagonistas!

    ResponderEliminar
  40. Anónimo23:59

    Meu Kerido H
    Francisco Santos falou tanta verdade quando disse esses numeros quanto Pulido Valente fala agora, quando afirma que os números são diferentes do que estava à espera.
    Serão dois mentirosos?
    Não acho.
    São duas pessoas que em momentos diferentes afirmaram o que politicamente era correcto, no seu ponto de vista.
    Francisco Santos na campanha tinha de dar uma imagem de solidez financeira que na realidade não tinha.
    Pulido Valente agora, salvaguarda a possibilidade de não executar as promessas que fez, porque financeiramente não eram viaveis.
    E neste cenário a tendencia pata salvar a face sobrepoe-se ao que mais elementar existe. Falar verdade ás pessoas.
    Só conheço um que tem comportamentos diferentes. O meu Presidente na Vidigueira.
    Não prometeu NADA.
    e agora afirmou que melhor que prometer é fazer.
    Subiu na votação 14% em relação as ultimas eleições.
    Tiro-lhe o meu chapéu.
    Um abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  41. Meu querido amigo Vidigueira,
    Um abraço! (porque a divergência é saudável entre pessoas que se estimam!)

    ResponderEliminar
  42. Meu querido amigo Vidigueira,
    Um abraço! (porque a divergência é saudável entre pessoas que se estimam!)

    ResponderEliminar
  43. comentario para a adenda:"Dai de comer a quem tem fome..."

    ResponderEliminar
  44. Anónimo01:40

    Durão Burroso para Guterres: Portugal está de tanga! (e pirou-se pra Bruxelas)
    Apolinário (Faro) para Vitorino: Faro está endividado (perdeu o mandato seguinte)
    Costa (Lisboa) para Santana/Carmona: a Câmara de Lisboa bla bla bla - duvido que acabe o mandato, porque está a preparar-se para outros voos (e já se calou com a divida)
    Agora temos Pulido a cantar a mesma musica (ai ai ai, desconfio que este tambem não vai passar a segundo mandato)
    HEHEHEHE ... ai os politicos, teem que gravar outra musica, porque esta já está a ficar gasta.

    ResponderEliminar
  45. Anónimo02:23

    ultimo anonimo: se a maya o descobre ainda lhe dá palmadas!!

    ResponderEliminar
  46. Anónimo17:25

    ultimo anónimo: a tia Maya não é mázinha, não dá palmadas, pelo contrário, ela gosta é de se por de quatro e levar umas palmadas naquela bunda malhada.

    ResponderEliminar
  47. E qual a relevância disso?!!

    ResponderEliminar
  48. Pedro18:30

    Isto está tão concorrido como no dia da inauguração do Continente. Perdão! Nnão foi inauguração nem re-inauguração porque ficou igualzinho ao que era.

    O que denoto disto tudo é que há muita gente que não gosta de democracia e dá-se muito mal quando outros ganham. Só para essas pessoas, desejo que o Pulido Valente tenha ainda mais sucesso.


    Até escrevia mais, mas à 5 horas que estou escrevendo e não me apetece mais.

    ResponderEliminar
  49. Anónimo22:05

    Bolinha (ão) de neve, é o que chamo a isto...

    ResponderEliminar
  50. Anónimo22:12

    Não sou PS e de esquerda mais à esquerda menos ainda. De alguma forma acompanhei o trabalho do JPV na CM de Mértola e gostei. Daí ter votado nele para a CM de Beja. Pareceu-me, em boa hora, ser já hora de por a mexer da Câmara quem já há muito nada fazia pela cidade. Vivo aqui há, apenas, 10 anos... Desde então...bem, deixem ver...pois...acho que só me lembro da novidade - e boa - que foi a Vinipax. Polis, bem...o polis...nem sei o que foi em Beja. Ah, esperem...talvez aquelas fantabulásticas estátuas (?) próximo do Pax Júlia... Associo-as ao Polis, nem sei porquê. Ah, lembro-me, ainda, do relógio que contava os dias que faltavam para o projecto ter início ou seria para ter fim?? Talvez até, e só, por ser cliente da CGD. Mais de resto...Tenho que ir. Também o meu estômago dá horas... Votos de que tudo corra bem na CM de JPV.

    ResponderEliminar
  51. Anónimo23:03

    esclarecido, quem palmou os 500 mil foi esta gaja: http://jn.sapo.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=1414128

    ResponderEliminar
  52. ultimo anónimo - o local em questão é sempre um tesouro!

    ResponderEliminar
  53. Anónimo23:30

    Estes comentários só me dão cada vez mais vergonha e nojo de ser da mesma terra que certas pessoas que escrevem neste blog. Comunas assumam, nos ultimos 35 anos,só fizeram porcaria. Pulido Valente vai com força e não te deixes contagiar pela gripe S(socrates). Às pessoas de quem falei (comunas ignorantes), peço que se algum dia estiverem a dizer em público as mesmas bacoradas que escrevem aqui por favor não digam que são de Beja. P

    ResponderEliminar
  54. Anónimo13:59

    Caro anónimo essa ideia parece que não é partilhada, nem pelo Ramôa, nem pelo Pires, já para não falar em outras pessoas com igual ou maior peso politico.

    Pulido, tem que fazer valer a ideia de que a camara está com dividas, para justificar aquilo que não vai fazer.

    E, para justificar a divida que vai deixar. Não fosse ele quem é!!

    Veja-se por exemplo as escolhas para as empresas municipais, quem são as pessoas escolhidas, de "alto gabarito", alguém as conhece?

    Hugo você conhece algum dos escolhidos? um dos dr´s tem o seu apelido! conhece?

    Entretanto, os contratados podem ir fazendo as malas, porque os lugares são para os job´s for de boys.

    Os vereadores, vão ser figuras decorativas, porque a última palavra é do grande chefe Pulido, ele que nunca diz "não" a alguém, mas que nunca faz aquilo que se esperava de fizesse!

    Esperem algum tempo, depois falamos mais alguma coisa...

    ResponderEliminar
  55. Conheço! E você não conhece o Castro e Brito? Sobre o quem o meu nome, não é mera coincidência!
    Sobre a posição de Pires dos Reis? Conhece-a? Já a leu?

    ResponderEliminar
  56. Anónimo14:09

    Luís Lança, era esse o nome a que mereferia, conhece?

    ResponderEliminar
  57. Claro que sim! É meu irmão há 34 anos! E acredite: bem melhor que eu!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!