quinta-feira, setembro 20, 2007

Aquela coisa vil que chamam masturbação - Parte II

Salvador Dalí- O Grande Masturbador - 1929

(continuação da ultima quinta feira)

Caros leitores masturbadores, esclareçam-me: o que lhes dá prazer é ter um pénis na mão? Ou, pelo contrário, o que lhe dá prazer é sentir uma mão máscula a acariciar o seu pénis?
Antes de responder, vamos aniquilar um mito! Há por aí quem disfarce e diga que se coça o masculino grelo, recorrendo a estímulos visuais, mormente as fotos e os vídeos porcográficos! Ou seja, estamos perante espécimes, que se dizem machos, mas que sente prazer em ver os sexos erectos de outros machos a penetrarem fêmeas!
Já sei: vai desculpar-se e dizer-se que é daqueles que gosta de ver fotos de mulheres canibais, aquelas que se comem umas às outras! Mas, acompanhe-me neste raciocínio: acha mesmo que macho que é macho, homem com “O” grande, deve sentir-se motivado ao assistir a uma sessão gay?
Regresso à premissa inicial! Que nome dá o meu macho leitor a um gajo que gosta de ter um pénis na mão? Ou que fica todo contentinho quando uma mão de homem lhe agarra o gargalho do mastro e lhe dá o lustro?
Assumo claramente que não sou homofóbico! Por duas ordens de razões. A primeira, porque respeito os rabetas, porque ninguém tem culpa das suas enfermidades! A segunda razão, é que não sei muito bem o que a palavra quer dizer, mas desconfio que é uma mariquice qualquer!
Mas vamos aos factos, que são insofismáveis: um homem que se masturba é sintoma da sua própria homossexualidade.
Se determos o nosso olhar num ginásio, daqueles ginásios a sério com alteres, barras e esteróides, dois elementos emergem: os tipos que lá andam tem todos muito pelo e preocupam-se muito com a elasticidade! E qual a razão? Obviamente para conseguirem-se dobrar o máximo possível! Para que?? … meus amigos, se o masturbador se sente todo feliz por ir lá com a mão, imaginem se tivessem a capacidade de lá ir com a boca...

9 comentários:

  1. Anónimo12:02

    Só este tipo para me fazer rir!! Quase que era despedida de tanto rir!!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:20

    Coitadinha...

    ResponderEliminar
  3. Luis Moreira01:02

    Falei-lhe de sentimentos nobres:

    -egoísmo ( a falta dele)
    -higiene (proteger a parceira)
    -imaginação

    você responde com nervosismo e fragilidade.

    Mas afinal quando você mija,não o agarra com a mão? Gostou? Não gostou nem deixou de gostar, é uma parte do seu corpo.É maricas, por isso? Podia calçar uma luva ou pedir ao anónimo do lado para lhe fazer o serviço!
    Não? Então não mija?
    Tem que o agarrar com a mão!

    Quanto á elasticidade nunca me tinha lembrado.Você tem pensado muito no assunto!

    Aposto que você tem aí um problema mal resolvido!

    Peça ao anónimo do mictório...é que se o agarra pode gostar.

    Não tem sentido de humor nem cultura para brincar sem usar grosserias.

    Está a ver?Grosserias,será do que tem medo?

    ResponderEliminar
  4. @Luis Moreira - Quem é "cliente" do blogue, sabe que raramente respondo a comments deste teor!
    Permita-me que lhe pergunte? Que "grosserias" usei no meu texto? Quem ofendi com o mesmo?
    Antes que me atire pedras, faça algo simples: leia os mais de vinte Momentos Cosmopolitan Versão Maria, disponíveis no blogue; quiçá após a leitura, compreenda quem não tem sentido de humor ou cultura para brincar! Ou... quiçá não perceba!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17:05

    " Anónimo disse...

    Só este tipo para me fazer rir!! Quase que era despedida de tanto rir!!"


    Se fores nada mais te resta se não meter a mão e recorrer à masturbação

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17:10

    Quem nunca se bateu umas canholas que levante a mão (atenção: verficar se não se encontra suja primeiro).

    ResponderEliminar
  7. Luis Moreira19:47

    Você acha que o seu segundo post tem o nível do primeiro?Quando empurra para a homosexualidade quem se masturba?

    Como diz o anónimo "quem nunca na sua juventude não bateu umas canholas"...

    Não esteve á altura.

    ResponderEliminar
  8. @LuisMoreira - eu gosto de acreditar nas boa fé das pessoas, pelo que não vou abrir uma excepção consigo!
    Reitero o convite que lhe fiz; leia os outros Momentos Cosmopolitan, Versão Maria e acredito que consiga concluir algo diferente!
    Admito que em 30 textos daqueles, uns estejam piores que os outros! É óbvio e normal! Apenas, acho injusto que procure ler nas minhas palavras qualquer tipo de preconceito em relação às opções sexuais de cada um!

    ResponderEliminar
  9. Luis Moreira00:05

    Espero que não e,além disso, o que escreve sobre política,a sua cidade e a vida em geral, é bem interessante.

    Sem mágoas ficamos por aqui!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!