quinta-feira, setembro 27, 2007

Pedro Santana Lopes

Pedro Santana Lopes é há muito o mal amado da política portuguesa. NUNCA um Primeiro Ministro teve tão "má imprensa" como o ex-PM! O que não faz necessariamente dele uma vítima: há razões que explicam o que aconteceu, mormente culpas próprias, com dois ou três momentos patéticos, como uma famosa queixa ao Presidente da República ou ameaças de abandonar a política.

Ontem ao abandonar o estúdio da SIC-Notícias teve, na minha opinião, o seu maior acto de dignidade, inteligência política e sensibilidade social! Se o mesmo tivesse sido realizado por qualquer outro político, hoje em uníssono todos os comentadores aplaudiam efusivamente. Como foi Santana Lopes, volta a ser gozado!
Goste-se ou não, Santana Lopes é o ex-Primeiro-Ministro. Interromper uma entrevista a um ex-PM para fazer uma reportagem em directo porque José Mourinho voltou de férias é abominável. Lamentável país em que um treinador de futebol regressar de férias, sem que existe absolutamente nada a noticiar, é razão para um directo. Interromper um ex-PM para dar "dar esta... informação" foi um triste serviço ao país (com "p" pequeno) do melhor canal de televisão nacional.
Hoje, Pedro Santana Lopes merece um pedido de desculpas por parte da SIC e o aplauso de todos os portugueses. Este texto, é o meu...

5 comentários:

  1. concordo ctigo e com ele.

    ResponderEliminar
  2. Luis Moreira02:16

    A verdade é que estes jornalistas julgam que estão acima de tudo,incluindo as boas maneiras.

    ResponderEliminar
  3. Aplaudo este acto de pé!!!!!!

    hst

    ResponderEliminar
  4. Merecia mais respeito, sim, só pelo facto de ter sido ex-PM. Agora, ele é uma figura polémica, disso não há dúvidas. Nunca fui muito com a cara dele, também não é necessário.

    Agora tenho que discordar contigo novamente, a SIC para mim é tudo menos do que a melhor TV nacional!

    ResponderEliminar
  5. @Zig - Refiro-me à Sic Notícias! Apesar de o Ricardo Costa andar com uma tola arrogância!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!