quinta-feira, novembro 27, 2008

A guerra autárquica cá no burgo... III

Depois de todo o chinfrim sobre as contas da Câmara Municipal de Mértola e a reiterada acusação de que o bom trabalho de Pulido Valente apenas tinha sido possível porque deixou o Concelho de Mértola num estado BPN, parece que as finanças da CMM estão boas e recomendam-se e, alguns problemas que existem, têm como causa os tempos de gestão comunista! (ler aqui).
Posto isto, como vamos atacar a campanha do homem? Pessoalmente deixo a sugestão que se diga que ele é careca e quem é careca tem um passado tenebroso! Pode ser que resulte...

20 comentários:

  1. Anónimo17:52

    Pensei que ia ler alguma coisa de alguém isento, afinal é um texto do afilhado do Pulido Valente.Acerca da careca do homem, já reparei que está muito entusiasmado com ela.Mas o mais interessante e dificil de explicar, é a razão porque pensa que o referido senhor é competente.H, podia-nos explicar no que é que fundamenta essa opinião? Mas fundamente com rigor e profundidade, não diga "porque sim".M&M

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:52

    Pensei que ia ler alguma coisa de alguém isento, afinal é um texto do afilhado do Pulido Valente.Acerca da careca do homem, já reparei que está muito entusiasmado com ela.Mas o mais interessante e dificil de explicar, é a razão porque pensa que o referido senhor é competente.H, podia-nos explicar no que é que fundamenta essa opinião? Mas fundamente com rigor e profundidade, não diga "porque sim".M&M

    ResponderEliminar
  3. sgpax18:38

    M&M » oiça lá, você que embranha um ar de pseudo-intlectual a discutir neste blog, explique lá você em primeiro lugar, porque é que o dito "careca" não é competente.
    Mas por favor, fundamente com rigor e profundidade, já agora.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo18:51

    Tive oportunidade de assistir a uma apresentação do Sr e garanto-vos... foi um momento de puro bocejo e duns quantos chavões académicos! Já da figura e da careca não discuto mas se querem saber... pois!

    ResponderEliminar
  5. hpalma19:14

    Anónimo
    E essa apresentação que assistiu, define por si só a competência da pessoa?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo19:22

    sgpax, por acaso alguém se meteu consigo???Eu só respondo quando quero.OK?M&M

    ResponderEliminar
  7. M&M - Com a frontalidade que trato as pessoas inteligentes (e apesar de desconhecer quem seja, constato que falo com alguém inteligente) acho que foi infeliz nesta questão! Por várias razões:
    - desde logo, porque sei que me lê com atenção e sabe ler, constatou que uso a locução "parece" destacada em negrito: escolhi fazê-lo, porquanto citei um blogue cujo autor não conheço (pelo que não sei de quem é afilhado) mas que reproduz factos da Assembleia Geral, cujo conteúdo não foi refutado!
    - depois, mesmo discordando de muito do que defendo, penso ser credor da justiça de reconhecer que, bem ou mal, fundamento a minha opinião e não tenho vocação "para ladrar de acordo com o rebanho que passa"; colocar a possibilidade de defender seja o que for, apenas porque sim, salvo melhor opinião, é critica que não mereço;
    - finalmente, as suas palavras parecem-me injustas, porquanto nunca emiti, nem em público nem em privado, a minha opinião sobre Pulido Valente! Limitei-me a dizer que é um candidato com fortes possibilidades! Mais: que dos nomes que o PS - Beja cogitou, parece-me inequivocamente o melhor (possivelmente estou a ser injusto para António Camilo mas, por minha culpa, não conheço o seu trabalho). Admito que quando se oficialize a candidatura venha a emitir opinião: mas primeiro quero conhecer a sua equipa e o seu programa. Porque não tenho nada contra carecas, mas não apoio alguém apenas porque não tem cabelo...

    ResponderEliminar
  8. @anónimo do meio da tarde: antes um chavões académicos aborrecidos, que não ter ideias nenhumas...

    ResponderEliminar
  9. Anónimo23:23

    Caro amigo, o que vi do Prulido Valente não foi o "antes uns chavões académicos aborrecidos" até porque prezo muito os académicos que os criam, mas sim o uso desses chavões sem ideias...

    ResponderEliminar
  10. Anónimo15:40

    h, o importante numa candidatura de mudança à CMB não é a mudança per si, mas uma verdadeira alteração, uma radical perspectiva daquilo que deve ser uma cidade neste tempo. E é aqui que a porca torce o rabo. Nunca li, vi ou ouvi, uma única ideia ou conceito de cidade, esparramada pelo JPV. Dirá que ainda é cedo. Não acho que seja, já que , para alguém protagonizar uma candidatura de mudança é preciso saber o que entende por cidade. Qual o seu conceito de cidade.
    Como o h muito bem sabe, as cidades nos últimos tempos têm congregado algum do pensamento mais estimulante, pois transformaram-se em complexas redes de serviços e desígnios que exigem uma competência que está muito para além da mera disputa politico-partidária.E é nesta competência que radicam as minhas dúvidas.É ponto assente que a cidade precisa de uma mudança de projecto, de ideias, de utopias.A cidade necessita de alguém que tenha a capacidade de liderar um projecto de afirmação cidadã.Alguém com os pés no século XXI. Ora o Pulido Valente é, em minha opinião, o oposto de tudo isto. Trata-se de um tecnocrata, sem mundo, sem leituras, sem estudo e reflexão.Alguém que se apresenta pelo PS, mas poderia, muito bem, num outro contexto, apresentar-se por qualquer partido do espectro político.É a lógica do poder visto numa perspectiva burocrático-administrativa.Beja precisa de um golpe de asa, de alguém que deve ser o oposto ao JPV.Perguntar-me á, quem? Pois também não conheço.
    Quando lhes olho para o curriculo e vejo qualquer coisa com a forma de desenvolvimento regional ou local, cheira-me logo a neo-realismo. Todos os imbecis agora têm uma formação nesta área, daquelas formações que saíam antigamente nas caixas de farinha Amparo.M&M

    ResponderEliminar
  11. M&M - Percebo o que pretende dizer: mas se ler o texto da "Manuela Ferreira Leite" também compreende o que eu penso.
    Não existindo Super Homens, prefiro um homem normal, com defeitos e virtudes, que tenha um projecto que não sendo ideal, seja possível e "concretizável"!

    ResponderEliminar
  12. Anónimo18:03

    h, Para vulgaridade deixe estar como está. M&M

    ResponderEliminar
  13. Bom dia, já alguém leu o correio do alentejo, onde vem dizendo que este especialista em por autarquias na banca rota se vai candidatar a câmara de Beja.
    Depois do que se passou em Mértola, é preciso ter grande lata em querer levar uma outra autarquia a falência, ele aqui em Mértola prometeu tudo e mais alguma coisa, e obra feita hummmm, nem vela.

    Mas se quiserem ver o verdadeiro estado em que este senhor deixou o concelho de Mértola basta ir a www.mertoladeriva.blogspot.com e tirem as vossas conclusões

    ResponderEliminar
  14. @Cmd Saco Azul - Esclareça-me algo (e aos meus leitores): quando o actual Presidente da CMMértola em Assembleia Municipal desmentiu a tese da falência da Câmara, qual foi a postura do Partido? Rebateu os números ou, como se comenta, ficaram calados sem argumentos para refutar?

    E, já agora, uma outra questão: li o seu post e fiquei com uma dúvida: o trabalho foi bom para deixar um bom rasto e permitir outros objectivos mais elevados deixando a autarquia na falência ou foi muito mau e não cumpriu nada? É que, salvo melhor opinião, dizer ambas as coisas parece-me incoerente. Não que a coerência seja importante...

    ResponderEliminar
  15. Boas, basta poder aceder as actas das reuniões de câmara no próprio site da CMM, onde prova os empréstimos efectuados, incluindo um para fazer o pagamento do subsídio de ferias dos trabalhadores acta essa com a data de 21 de Maio de 2008, mais eu convido o colega bloguista a efectuar uma visita a este concelho e ver o estado lastimoso em que este se encontra.
    Obras feitas a pressa só para inglês ver, como é o caso de uma ETAR em S. Pedro do Solis, onde param os lares que este senhor prometeu?
    Inaugurou o ano passado uma estrada que possivelmente, iria dar a Espanha, mas acabou numa cerca no meio do nada.
    Quanto a dita reunião eu não estava lá mas posso perguntar a quem lá foi o que se passou e depois o informar melhor.

    ResponderEliminar
  16. Cmt Saco Azul - limitei-me a citar uma fonte, que por ninguém - nem pelo meu caro - foi desmentida!
    As minhas visitas ao Concelho são sobretudo à sede e à Mina de S. Domingos e, honestamente, parecem-me bem melhores. Mas respeito que essa seja uma opinião que seja da responsabilidade dos munícipes.
    Mais. Sobre Mértola limitei-me a fazer uma observação que dizia algo como: "para quem observa de fora, Serpa, Mértola e VRSAntónio são exemplos de bons trabalhos autarquicos, de diferentes cores partidárias."
    Admito estar enganado. Mas acredite que é uma opinião partilhada por muitas pessoas, que não têm espartilhos partidários a ocultar a visão!

    ResponderEliminar
  17. Meu caro colega blogueiro que tambem estimamos, gostariamos já agora onde pode fundamentar a afirmação:
    "para quem observa de fora, Serpa, Mértola e VRSAntónio são exemplos de bons trabalhos autarquicos, de diferentes cores partidárias."

    Não entendemos bem a citaão sobre a Mina de S. Domingos, será que se enganou na localidade e foi às Minas de Rio Tinto em Espanha?

    ResponderEliminar
  18. @qgenteéque sabe: não percebeu a referência a Serpa, a Mértola ou a VRSA?
    Sobre a Mina.. estava melhor há cinco anos atrás?

    ResponderEliminar
  19. não percebemos em que paramatros se fundamenta o grande desenvolvimento dessas 3 autarquias. Mas a diferença entre Serpa e Mértola são mais que evidentes e nem vale a pena aqui referenciar.

    Em relação à Mina de S. Domingos, a Praia Fluvial foi projectada e feita pelo executivo CDU, projecto fortemente criticado pelo PS na altura, defendendo que a água não era de qualidade e que tinha sanguessugas. A grande reviravolta ( e por isso a democracia é tão engraçada) foi quando os mesmos estão no poder, aparecem nas fotografias quando a praia recebe prémios.
    caricato e impressionante é que em 7 anos não fizessem nada, com os milhares de euros que entram todos anos do Orçamento de Estado na Câmara, mal seria que não houvesse nada feito. Já agora, não há que desprezar a Junta de Freguesia, que é a grande pedra no sapato do partido socialista.

    ResponderEliminar
  20. @meu caro - Há quantos anos a Mina teve a intervenção? Se começou antes e o actual executivo apanhou o balanço, estão de parabéns. Não sou eleitor em Mértola, pelo que não vou entrar nessa guerra autárquica.
    Sobre as diferenças entre Serpa e Mértola, são evidentes: e não foi por acaso que os eleitores de Serpa continuaram a votar PCP e os de Mértola sentir necessidade de mudar. E é uma evidência para quem não se perde nas questões partidárias, que a diferença hoje é menor do que era há uns anos.
    Aliás, o meu caro amigo que não é próximo do actual executivo, reconhece que foram feitas coisas bem feitas. Admito que a discussão será se podiam ter sido mais e melhores: mas esse é o papel da campanha eleitoral!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!