quinta-feira, novembro 20, 2008

O Hipermercado e o Centro Comercial, Beja e Évora, Socialistas e Comunistas...

A semana que nos abandona ficou marcada pela abertura ao público do primeiro hipermercado na cidade de Beja. Para os mais incautos, refira-se que este grande hipermercado que abriu em Beja na ultima semana é exactamente igual ao que já existia, tendo-se verificado tão somente uma mudança de nome. O que não impediu uma verdadeira febre de consumidores, um ordenado rebanho de clientes que invadiu o espaço, curiosamente, na metade de um mês de um tempo de crise.
O hipermercado, que por inusitado pudor não se cita o nome, é o primeiro do Alentejo; como, quando em meados de 2010 abrir o Centro Comercial em Beja, voltaremos a ser pioneiros!
Faço aqui uma comparação com a cidade de Évora, que persiste em não ter nenhum hipermercado e insiste em não permitir alojar um grande centro comercial: faço o paralelismo, porquanto não deixa de ser curioso que a eborense socialista câmara – e sublinha o facto de ser socialista, uma vez que o Partido antes socialista e agora de Sócrates é recorrentemente acusado de promíscua proximidade com os grandes grupos económicos – insista em fechar a cidade património mundial aos grandes grupos capitalistas, enquanto que a comunista Câmara de Beja, sempre colaborou com estes projectos, permitindo a instalação na cidade destas grandes superfícies.
Sublinhado o paradoxo, serve esta crónica para aplaudir a decisão da Câmara Municipal de Beja. Se eu tirar a pilha ao meu relógio, não consigo fazer o tempo parar! Compreendo a nostalgia dos tempos em que o Mercado Municipal de Beja era o ponto de encontro das famílias, quando as Portas de Mértola ou a Rua das Lojas eram ladrilhos calcorreados por multidões, os saudosos tempos em que nas ancestrais lojas da cidade éramos tratados pelo próprio nome e podíamos comprar fiado; não recordo, porque a idade não me permite, quando a feira de Beja atraia milhares de pessoas à cidade, vestidos em traje domingueiro, mas compreendo o saudosismo de quem viveu esses tempos.
Mas o mundo mudou. Provavelmente para pior em inúmeros aspectos, mas mudou: e quando tudo muda, não é sinónimo de inteligência ficarmos na mesma.
As novas gerações crescem num munda em que a fast food não se aplica apenas aos alimentos: o consumidor do século XXI quer variedade, quer preço barato e pouco se importa com a qualidade; hoje, a confiança não tem como paradigma o empresário, quase sempre incógnito, mas recaí sobre as marcas comerciais, a verdadeira referencia para o consumidor.
Obviamente que os lucros das grandes empresas não ficam na cidade; como por regra oferecem emprego precário, pouco qualificado e com baixos salários. Mas repito o que sempre digo: mais vale em Beja existir mau emprego, que não existir emprego nenhum. Mais vale a cidade conseguir atrair visitantes para estas grandes superfícies, que continuarmos orgulhosos velhos do Restelo, assistindo à debandada dos nossos jovens, às romarias de fim-de-semana para os subúrbios de Lisboa ou do Algarve, para adquirir lá o que em Beja não é possível
Instalar em Beja mais grandes superfícies é inócuo para as empresas regionais: neste momento, estas já não roubam mais clientes ao comércio dito tradicional, porquanto, os “estragos” já foram feitos há muitos anos: permitir a entrada a grandes grupos económicos é aumentar a concorrência interna entre eles, em benefício da cidade e dos bejenses. Ou béjenses, conforme se diz, no excepcional anúncio publicitário, daquela grande superfície que não quis citar o nome!

19 comentários:

  1. Pelo tamanho da publicidade luminosa no local que, também, não se cita o nome,cuidava tratar-se do novo Casino de Beja ou até do Bingo Béjense (para fazer jus à publicidade do dito)! Quanto ao resto esperamos para ver... não acredito muito em desenvolvimento que não seja sustentado. Este grande espaço nem sempre cria o emprego esperado e nem resulta em claro beneficio para o consumidor se não contar com a concorrência directa (coisa que não se verifica em Beja dado o monopolio do dito). Quando somado ao Vivaci em 2010 funcionará, salvo melhor opinião, mais como efeito eucalipto do comércio local do que como potenciador da economia da região.
    Em resumo, não deixo de aplaudir a decisão da edilidade em autorizar este espaço pois acredito na necessidade de mudança, mas sublinho a obrigatoriedade de um desenvolvimento sustentável, ie, aposta na industria da região, no empreendorismo, no aeroporto com acessos à dimensão, etc... sem esquecer que para o Alentejo e para o dito hiper são tambem precisas as pessoas e isso escasseia cada vez mais. E a julgar pelo resultado da Selecção nem isso nos anima.

    ResponderEliminar
  2. Sempreempé09:40

    Esta comparação que fazes entre as "portas" abertas ou fechadas entre Beja e Évora, vem em boa altura de ser discutida e lembrada.

    Sendo de Beja, não vou falar da atitude de Évora.


    Engraçado seria as pessoas perceberem e tentarem entender o seguinte:

    » Como é que é possivel Beja, relembro Beja, ter 1 Hiper e ter um pseudo-projecto de um Forum "aprovado"????
    Isto são serviços. Serviços estes que conseguem entrar pelas nossas muralhas e não entram na de outros. Estranho!...

    » Como é que é possível fecharem-se "muralhas", repito fecharem-se "muralhas" à Industria que se interessa por Beja!...

    Haverá por aí algum defensor dos praçarepublicanos, que saiba explicar isto?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:23

    Gostei da contradição entre socialista e comunistas!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo19:15

    Apenas um reparo:

    O Évora Fórum está previsto há já algum tempo (promovido pela empresa imobiliária Guedol).
    Quanto a hipermerados (e são muitas as grandes superfícies existrentes na cidade-museu), parece-me que desde a década de 90que existe um, a caminho de Montemor-o-Novo.
    É que em matérias destas, não há câmaras socialistas ou comunistas, uma vez que as autarquias pouca palavra têm em processos desta natureza.
    Apenas dão um parecer e pouco mais...

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19:15

    Apenas um reparo:

    O Évora Fórum está previsto há já algum tempo (promovido pela empresa imobiliária Guedol).
    Quanto a hipermerados (e são muitas as grandes superfícies existrentes na cidade-museu), parece-me que desde a década de 90que existe um, a caminho de Montemor-o-Novo.
    É que em matérias destas, não há câmaras socialistas ou comunistas, uma vez que as autarquias pouca palavra têm em processos desta natureza.
    Apenas dão um parecer e pouco mais...

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  6. @meu caro anónimo, já tive esta discussão há uns tempos com outro anónimo e repito-lhe o que antes disse!
    - a CMB alterou ou não alterou o PDM para permitir o Vivaci? Quem votou a favor e quem votou contra!
    - os supermercados de Évora são dentro ou fora da cidade? Quem era o Presidente da CMÉvora quando surgiram?
    - Porque está parado o EvoraForum? Não será porque o actual presidente se recusou a mudar o PDM?

    ResponderEliminar
  7. Anónimo19:48

    H quanto queres apostar que o PDM não foi alterado? Consta que talvez tenha havido alguma rectificação... mas terá sido nesse plano?

    ResponderEliminar
  8. @Meu caro anónimo -Não vou apostar, porque o que sei do processo é o que foi noticiado pela comunicação social. Por exemplo a Rádio Voz da Planície, em regra bem informada do que se passa na Câmara e... não acho que seja uma rádio anti-comunista:
    http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?q=C/NEWSSHOW/9945

    ResponderEliminar
  9. MAis uma... com declarações do edil bejense: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?q=C/NEWSSHOW/10048

    ResponderEliminar
  10. Anónimo20:17

    à é com h e romaria não leva u. O facto de ter um blogue e de ser professor obriga-o a ser mais cauteloso. A mim também me acontece. De resto concordo com vc.
    M&M

    ResponderEliminar
  11. M&M - tem razão na romaria; também existe rumaria mas no contexto era mais adequada a primeira.
    Como admito ter o perigoso hábito de nunca reler o que escrevo: o que é um defeito grave, porquanto atacar forma é sempre muito mais simples que o conteúdo!
    Agradeço a emenda!

    ResponderEliminar
  12. Anónimo23:48

    Caro H a RVP está tão bem informada que hoje já alterou uma noticia 3x, quanto ao resto vencido mas não convencido...

    ResponderEliminar
  13. Anónimo01:02

    Évora vai ter um forum que não tem nada a ver com o Evoraforum da (guedol e mais tarde da imorendimento, que deixaram caducar a licença de construção). O forum vai ficar localizado junto ás portas d'avis a (poucos metros de distancia do centro histórico). já me esquecia está quase a abrir a loja AKI em Évora.

    ResponderEliminar
  14. Excelente crónica! Destaco a tua frase: os estragos já foram feitos HÁ muitos anos - com ou sem erro ortográfico, é essa a verdade! O comércio dito tradicional já não pode cair mais ao fundo, já lá está! Agora, só pode e deve renascer, e um aumento de escolhas para o consumidor só pode ser positivo (veja-se o exemplo de Castelo Branco).

    ResponderEliminar
  15. @zig - lapso corrigido! É o mal de escrever à pressa e para a rádio!

    ResponderEliminar
  16. @anónimo 1.02 - Pode-nos facultar uma ligação para uma notícia que fale da aprovação final do CC de Évora? E abre antes do Vivaci ou o Vivaci é pioneiro, como diz no texto!

    ResponderEliminar
  17. @zig - só uma breve nota: importa não esquecer quem foram os responsáveis pelos estragos evitáveis...

    ResponderEliminar
  18. Anónimo21:50

    Uma coisa é certa: a população de Évora - salvo talvez os pequenos comerciantes que não se querem modernizar - não estão a gostar do impasse e das mentiras relativamente às opções comerciais que permitiram ganhar eleições mas que não avançam. Pessoalmente metia este sr presidente na rua ONTEM.

    ResponderEliminar
  19. Great service, easy transaction, discreet packaging, product works as expected. Viagra I received 132 pills instead of 120 + 10. My package was opened by US Border Patrol. Confirmation email showed discounted price for buy viagra. I called the toll free and spoke to an service representatice in Mumbai India. She was very helpful and pleasant.
    FDA approved mens health medication viagra is not a drug to be taken lighliy you should read all about the pros and cons regarding the medication before you ! or if you would like just to read about Buy Viagra Online you can visit this location!
    I will keep using it. Have had the most incredible experience using viagra. By that I mean that I am well into my 50s and it gave me that little extra something that I had lost. Thank you i will by more
    Online Pharmacy
    Buy Cialis Online
    hrydrocodon no prescription
    hydrocodone no prescription
    buy phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    xanax no prescription
    xanax no prescription
    buy xanax online
    xanax no prescription
    buy xanax online
    buy xanax online

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!