sábado, abril 09, 2011

Peço desculpa por chatear e falar de países e cidadãos a sério...



Enquanto o Japão conta os mortos (quase 17 mil, segundo as últimas estimativas oficiais) e eleva de quatro para cinco o nível de alerta nuclear, já a dois níveis do que se atingiu em Chernobyl, um jornalista da CNN, Jack Cafferty, não esconde a surpresa e faz uma pergunta:
«Tendo em conta a escassez de comida e a incrível destruição, incluindo em Tóquio, por que razão não estão a ocorrer episódios de pilhagens e vandalismo no Japão?» 
Cafferty estabelece um paralelo com o que sucedeu no seu próprio país depois da passagem devastadora do furacão Katrina e cita um colega, Ed West, do Telegraph. West escreveu uma crónica na qual se confessava «estupefacto» pela reacção ordeira do povo japonês ao terramoto e ao tsunami, e do sentimento de solidariedade que encontrou um pouco por todo o lado. «Cafferty adianta uma explicação: os japoneses possuem um código moral tão elevado que se mantém intacto mesmo nas horas mais sombrias, mesmo quando só existe destruição em redor. (via mail)

2 comentários:

  1. Tal como aconteceu na Revolução da Islândia, os cidadãos têm de mobilizar-se... e não ficar à mercê da mafiosice partidária... e... à mercê da superclasse (alta finança - capital global)!
    .
    .
    ---> A superclasse (alta finança internacional - capital global) é anti-povos que pretendem sobreviver pacatamente no planeta...
    .
    ---> A superclasse protege o pessoal gerador de caos no planeta!
    ---> Um exemplo: o pessoal que anda numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios.
    [nota 1: a superclasse ambiciona um Neofeudalismo - uma Nova Ordem a seguir ao caos... consequentemente, a Superclasse pretende dividir/dissolver Identidades para reinar...]
    [nota 2: como alguém já disse: os 'bilderbergos' - infiltrados nos governos, nos partidos, nos sindicatos, etc - têm feito o seu trabalho: governos fragilizados... são depois pressionados/empurrados no sentido de que sejam vendidos activos dos Estados... leia-se, delapidar os sectores estrategicos, privatizar as joias de ouro, decapitar qualquer força opositora (no caso de Portugal a PJ e o Exercito) e depois criar uma policia privada mercenaria e um gigantesco complexo de vigilancia electronica]
    .
    ---> Mais, o que caracteriza o Nazismo não é o ser 'alto e louro'... mas sim a busca de pretextos (adoram evocar/inventar pretextos) com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!...
    ---> Pode-se ver quem anda por aí a efectuar uma sistemática busca de pretextos: O Nazismo Mafioso (um exemplo: a Inquisição Mestiça) repudia Hitler... mas, simultâneamente, o seu comportamento é hitleriano: andam por aí numa busca de pretextos... com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros... nomeadamente, as Identidades Étnicas Autóctones.
    .
    .
    ---»»» Concluindo e resumindo: Antes que seja tarde demais, há que 'cortar' com a superclasse e sus marionetas... ou seja: há que mobilizar aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência... e... SEPARATISMO-50-50!
    .
    .
    P.S.
    O Estado tem muitos defeitos... mas permite-nos participar (e procurar melhorar as coisas)... MAS... quem quiser ficar à mercê dos globalistas maçonicos do clube bilderberg (etc), ou seja, ser UM SERVO de senhores neofeudais…... tchau: que faça bom proveito!...

    ResponderEliminar
  2. quer trocar a situação portuguesa com a da Islândia?!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!