sábado, abril 02, 2011

O que se passa com o Cantinho dos Animais!

Sou um admirador do trabalho do cantinho dos animais! Já no passado o assumi! Desconheço totalmente o seu funcionamento interno, pelo que, não tenho opinião sobre o que se passa naquela casa! 
Mas há uma coisa que sei! A roupa suja deve ser lavada em casa! Não faço ideia se os factos relatados hoje no Diário do Alentejo são verdadeiros ao falsos, mas, tenho pena que tenham sido publicados! 
Porque a única coisa que tenho certeza é que os grandes prejudicados são os animais! Os de quatro patas, entenda-se! A tempo! Tenho uma outra certeza! O Zig é um cidadão exemplar, genuinamente preocupado com os animais!

Adenda:Anónimo disse...
Muita atenção: não se trata de um artigo ou notícia, mas sim de um anúncio pago e perfeitamente identificado.

24 comentários:

  1. Obrigado pela consideração que tens por mim! Realmente, esse artigo não merece uma resposta, aliás, merecia, mas não vale a pena para não descer a esse nível! É uma pena que esse artigo tenha sido publicado em nome da ACAB, ou da sua demissionária direcção, reflectindo apenas a opinião de uma, talvez duas pessoas, praticamente fora do funcionamento da mesma! Ainda pertenço a essa direcção, mas claro, não subescrevo o contéudo dessa escrita. Ponderámos fazer um comunicado à imprensa regional, mas fomos aconselhados não o fazer. Na próxima sexta-feira teremos uma assembleia-geral, desta vez, ao que tudo indica, não impugnada pela (restante) direcção, ali, em sede própria, iremos falar sobre isso. Claro, alguém que tenha aqui uma questão a meter com todo o gosto o irei esclarecer! o meu mail é: siegfried.zig@sapo.pt - Obrigado

    ResponderEliminar
  2. Anónimo08:23

    Lamentavelmente foi a unica forma que a actual direcção encontrou de alertar os colaboradores da ACAB, pois uma das voluntarias a quem confiou os dossiers de sócios recusa-se a devolve-los, impedindo assim a comunicação mais individualizada. O que está em questão não é o bom caracter das pessoas, mas sim o que as move...
    TUDO o que foi relatado no DA é (infelizmente) verdade, existindo disso prova documental!
    Muito mais ficou por dizer, tal como pedidos de emprestimo à ACAB por membros dos CORPOS SOCIAIS (distinto de direcção) que perante recusa transformam competentes em incompetentes, responsáveis em inrresponsáveis, fadas em bruxas, ...
    O que foi publicado não visa mais do que alertar que há quem tire, ou vise tirar, proveitos pessoais numa causa que deveria ser totalmente altruista!

    Bem haja

    ResponderEliminar
  3. @anónimo - Não falo do que desconheço, pelo que, não vou tecer considerações! Exceto reafirmar que tenho pena que o Cantinho seja notícia por estas razões!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:37

    Realmente incrível....!!! Eu apenas lhe pergunto, o que você esta manhã? Você que é a 'DIRECÇÃO' com toda a certeza não esteve com os animais, não foi limpar o canil, não deu a medicação aos que têm problemas, não zelou pelo bem estar dos cachorrinhos, não se preocupou se existia ração suficiente para todos e se todos tinham a casota em condições e àgua limpa para beber....eu estive lá, até à bem pouco tempo, e como hoje, NUNCA lá vi a dita DIRECÇÃO nem a limpar, sem a zelar, nem a levar animais ao vet, nem a se preocupar com nada. Mas que merda de direcção é esta que têm a audácia de por em causa quem dá tudo pelo cantinho e se preocupa com os animais, quando não faz nada, NADA, NADA além de levantar falsos testemunhos. TENHA VERGONHA NA CARA MINHA SRA'DIRECÇÃO'.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18:39

    Beja no seu melhor!!

    ResponderEliminar
  6. @anónimo - Infelizmente estas coisas não acontecem apenas em Beja! Mas... há quem seja feliz na ingenuidade...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo20:31

    Muita atenção: não se trata de um artigo ou notícia, mas sim de um anúncio pago e perfeitamente identificado.

    ResponderEliminar
  8. @anónimo - e pago pelo Cantinho!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo21:43

    Um novo blogue de Beja : http://notasaesquerda.blogspot.com

    José Filipe Murteira

    ResponderEliminar
  10. O anúncio pago com 1/3 de página custa umas boas largas dezenas de euros e aproximando-se de 150 a 200, face ao tipo de texto ele não deveria ter sido publicado mas debatido no orgão social próprio que é a Assembleia Geral .

    A convocatória da Assembleia Geral da Associação Cantinho dos Animais de Beja é que deveria ser anunciada .

    Lamentável !

    ResponderEliminar
  11. A convocatória está publicada na edição anterior desse jornal, obrigado pela atenção!
    (Porquê é que sou aqui o único, além naturalmente do amigo H, que assina com nome???)

    ResponderEliminar
  12. pita08:36

    Se não tem nada a ver com o açunto porque é que não se cala? Para escrever certas merdas era melhor fikar quitetinho e calado.

    ResponderEliminar
  13. Paula Gracinda11:39

    D.Pita, conhece o termo liberdade de expressão?

    ResponderEliminar
  14. @pita - peço desculpa por existir!!

    ResponderEliminar
  15. Eu sou voluntária, sou sócia, faço fats, levo animais ao vet práticamente dia sim dia não, limpo ao sábado, levo miminhos quando posso, por isso posso dizer que estou bem dentro do assunto e do que se está a passar. E o que se passa é uma vergonha e um total desrespeito por quem como euse entrega de copro, mas principalmente de alma a esta causa. Esta Direcção que é tão competente, tem uma cadela husky pura portanto perfeitamente adóptavel) no canil á 1 ano e nem avança com um tratamento e nem dá ordem para que se opere o pobre animal. Tem uma rafeiraalentejana toda descadeirada e não opera porque o valor da operação excede os 500 euros. No dia em que apanhei um animal atropelado e ele teve que ficar internado uma noite, não foi permitido, tendo eu mesma de pagar o internamento, porque era regra do Cantinho não deixar animais internardos, qul não foi o meu espanto quando uma semana depois me pergunta se posso ser fat de um cão que teve internado uns quantos dias, no mesmo vet onde o meu não pode ficar. Esta direcção, dá uma ordem de eutanasiar um animal, caso ele tenha um problema de coluna, sem consultar primeiro o resto dos voluntários e sem saber se alguém queria pagar o tratamento de fora parte (sorte do animal que não tinha nada na coluna). É raro o sábado que vamos limpar e há detergentes, muitas das vezes vamos comprar do nosso bolso.E agora pergunto de há uns tempos para cá, quantas campanhas teem visto do cantinho a angariar fundos? Quantas pessoas teem vinhetas nos cartões e recibos? Convindo ainda todas as pessoas que tenham interesse no assunto a fazerem uma visita ao Cantinho dos animais, para verem a miséria em que estão as redes.

    ResponderEliminar
  16. Sofia Gonçalves22:05

    Quanto ao livro de sócios, nã foi entregue pelo mesmo motivo que os sócios desta associação não o poderam ver no dia da assembleia... e mesmo que não fosse no dia da assembleia, em qualquer dia qualquer sócio que aprente prova que é sócio tem direito a ver o livro de actas, está na lei. Mas uma vez que nos é negado esse direito mesmo infringindo a lei então os voluntários/sócios decidiram tb não entregar o livro de sócios nquanto não nos seja possivel ver tb o livro de actas.

    ResponderEliminar
  17. Boa noite,

    Tal como disse o H é muito mau para os animais tudo isto, aliás tem sido muito mau para os animais muita coisa, parte delas responsabilidade das pessoas que ainda fazem parte dos Corpos Sociais, como é o meu caso, outras de pessoas que são voluntárias e já fizeram parte dos mesmos e por divergência de opinião se afastaram.
    Há uns meses atrás vi ser colocado neste blog um post onde o meu nome vinha mencionado como sendo um exemplo de pessoa para a sociedade. Eu agradeci na altura tal elogio. Da mesma forma que na altura disse que apenas fazia o que me parecia correcto e que defendia as minhas convicções, agora também lhe digo que foi inevitável a colocação deste comunicado aos sócios e colaboradores no Diário, porque por incrível que pareça os dossiers de sócios estão interditos aos corpos sociais, foram pedidos várias vezes com resposta negativa. Havia já há bastante tempo a vontade de apresentar demissão e convocar assembleia, mas os dossiers não eram dados conforme pedido, estes eram necessários porque de acordo com os estatutos a forma correcta de convocar a assembleia é por carta e não como foi feito, eu gosto muito de fazer as coisas da forma correcta, principalmente quando não quero ser responsabilizado por coisas que eu não faço nem concordo.
    Todas as pessoas que são voluntários e responsáveis adoram animais, obviamente, tal como todas têm virtudes e defeitos.
    Assumo publicamente se necessário as minhas faltas como responsável, essas faltas poderão catalogar-me como incompetente nas funções que assumi (coisa que não me parece verdade), mas ninguém nem nesta associação nem em sitio nenhum poderá afirmar que fiz 8 anos de voluntariado de outra forma que não completamente altruísta e desprovida de interesse próprio. Aliás até ao seu post acho que muito pouca gente saberia que existia um José Dores no Cantinho dos Animais.
    Neste momento já não existe um José Dores por tudo isto que está perante os olhos de todos os que leram o diário, NADA FOI INVENTADO (gostava de ver quem tem coragem de me olhar na cara e dizer que são calúnias… eu não participo em esquemas só participo em reposições de verdades, quem não queria ver este comunicado no jornal nunca deveria ter feito as coisas da forma que fez), para além disso deixo a associação devido ao desrespeito que existe por parte de alguns voluntários recentes pelos anos de esforço que desenvolvi na defesa desta causa, como podemos ver pelo comentário de um anónimo mais acima, este voluntário que lá vai nunca me viu, pois se calhar não me viu mesmo, em 8 anos não temos sempre a mesma disponibilidade, mas garanto que estou muito contente com aquilo que consegui desenvolver e sempre que se fala nalguma coisa que o cantinho faz ou tive essa ideia ou participei na sua implementação, o cantinho é como um filho, uma obsessão que nunca pensei abandonar ( mesmo se tivesse de fazer coisas que não concordo, tal como fiz durante 6 dos 8 anos).
    Mas é com muita pena que lhe digo que não voltarei a fazer voluntariado nessa associação enquanto uma determinada voluntária lá exercer qualquer tipo de funções, não valerá a pena aprofundar mais esta questão, cada um tirará daí as conclusões que entender.

    Posso também dizer que continuarei a ser um sócio atento da associação e que as iniciativas na defesa dos animais e mais concretamente em relação ao abandono de cães vão, se tudo correr bem, continuar mas a título individual.
    Tal como refere o comunicado foi pago pelo Cantinho, coisa que considero legitima dada a situação, assim como o cantinho pagou já muita coisa, mas como nunca fui reembolsado por nenhum tinteiro, selo, gasolina ou seja o que for em 8 anos, digamos que foi um pequeno agradecimento da associação.

    Nota: Assumam as vossas opiniões e convicções não fiz nada sem argumentos válidos e que não fosse de forma fundamentada, sei que errei algumas vezes porque ninguém é perfeito, pelo que todos os que lerem este comentário saberão que ele é meu!

    Cpts,

    ResponderEliminar
  18. Sofia22:22

    É teu claro que é... e eu posso dizer que te admiro muito como pessoa e sei que fizeste muito... mas nenhum dos novos voluntários acha correcto que se até ao dia de hoje todas as vossas assembleias foram feitas atrazes de comunicados no jornal, porquê agora ser por carta, quando enviar uma carta para cada sócio ficaria por volta de uns 700 euros e depois não podemos operar um animal, cujo valor da operação excede os 500?! Além do mais também pedimos o livro de actas á tanto tempo e nunca nos foi possivel vê-lo, quando isso tb é um direito que temos.

    ResponderEliminar
  19. Como disse não fiz nada sem fundamento, por isso por iniciativa minha em Fevereiro de 2009 recebemos uma treinadora e especialista em comportamento canino, Claudia Estanislau, que escreve na revista Cães e Companhia, para quem conhece. Recebemo-la porque ela trabalhou durante vários anos na RSPCA, a maior associação de animais abandonados da europa, muito conhecida pelo Hospital dos Animais da Sic Mulher. Achei que seria a pessoa ideal para formar os voluntários do Cantinho, e assim foi. Nessa formação um dos assuntos abordados foi o valor limite a gastar para cada cão, existe na RSPCA, que tem imensos fundos, porque tem lógica em termos de gestão de recursos. Não tem lógica gastar 1000 euros num cão, quando esse mesmo valor pode salvar dezenas de outros. Vivemos numa realidade onde os recursos são inferiores às necessidades, pelo que têm de existir critérios e opções. Os 500 euros de limite apenas impediram a operação de 2 ou 3 cães em dois anos, nesse periodo vários foram operados. As situações referidas existem por má organização/má gestão, situações dessas existirão sempre com esta ou outra Direcção.

    Já agora pergunto baseado em quê é que antes de exitir esse valor limite se eutanasiavam cães por serem velhos? Não tinham doença fisica, não tinham problemas comportamentais de agressividade... eram velhos!? A pessoa que segue esta linha fará parte dos próximos corpos sociais, veremos o que acontecerá.

    ResponderEliminar
  20. Sofia22:46

    Isso para mim é impensável, para mim só deve ser eutanasiado um animal se não tiver qualidade de vida. Concordo que se é 500 é 500, mas podiamos fazer um peditório em especial para a Bolota por exemplo, 10 euros aqui 5 ali e podia ser, existem pessoas que se interessam por estas causas e gostam de ajudar um animalem especial que precise. Tentar não custa! Mas a Morgana a operação não excede os 500 euros e nada. Eu apenas quero paz. Não quero que hajam situações como a que houve em que chegamos ao vet, de coração nas mãos com um animal que mal andam, preocupados a pensar se a operação será cara será barata e que nos seja dito friamente que ~foi dada ordem que caso o animal tivesse algo na coluna que era para eutanasiar, sem antes saber se tem operação e em quanto ficaria. Pior sem nos perguntar o que achamos, acho que essas decisões deviam ser tomadas entre todos, nunca só por uma pessoa.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo23:43

    Obrigado H por permitir que se debata! Mais uma vez dá uma lição de cidadania!

    ResponderEliminar
  22. Como sabes eu abandonei o cargo que assumi voluntariamente de Responsável pela Gestão do Canil, mas durante o tempo em que o desempenhei, houve sempre excepções aos critérios, com os quais a Direcção concordava. Mas não sei se fiz bem ou mal, porque sempre que existia uma excepção existiam abusos logo a seguir, confundindo-se a excepção com a regra. Mas por outro lado considerámos que eram situações específicas, como o caso da Morgana, que como é um Husky ficou, mas seguindo o que estava estabelecido seria eutanasiada, ela tem uma situação grave de incontinência e a sua adopção é difícil por isso. Estão também lá dois cães com Leishmania, que seriam eutanasiados, mas não foram devido a uma promessa de uma voluntária em haver patrocínio para o tratamento e a sua posterior adopção. Houve também o Calvin que foi adoptado pensando-se que tinha a mesma doença, como o adoptante que já tinha não se importou com o facto de ter dado positivo no teste rápido ele foi adoptado...O que defendo é simples, quem se propõe a gerir esta associação tem de fazer muito mais do que gostar de cães, tratar deles e arranjar-lhes adoptante, vai ter de tomar medidas que lhe vão custar muito, mas que farão com que não só se adoptem muitos cães mas que a associação tenha um futuro longo de forma a adoptar muitos cães durante muito tempo, se não forem os critérios que estão serão outros de acordo com a consciência das pessoas que estarão a decidir... mas é inevitável, dizer o contrário é hipocrisia, ou então vão começar os apelos desesperados à semelhança de outras instituições com o mesmo fim.

    ResponderEliminar
  23. Veja-se o exemplo do limite de cães, coisa que tem causado muito mau estar a muitos voluntários. Porque é que existiam critérios para acolher um cão na associação? Nós gostamos de cães, aliás eu sou fanático, faço viagens de centenas de quilómetros para ver ou aprender alguma coisa acerca de cães e futuramente para participar em provas de cães, então porque raio é que ando para aqui a defender que chegando ao número de 50 cães a associação não pode receber mais? Esses que não serão acolhidos serão eutanasiados ou andarão pelas ruas ao frio e à chuva… que esquisito! Só alguém por fora do problema é que acha isto esquisito. O canil é feito de cimento e tijolo, não estica, tem 30 boxes capazes de acolher cães. Segundo os peritos no assunto o ambiente de canil é muito mau para qualquer cão, logo a maneira ideal de alojar um cão é que este esteja sozinho na box a não ser que a associação não tenha voluntários para passeios diários nem tenha meios para enriquecer o ambiente e assim estimular o cão ao longo do dia, duas coisas que são verdade no Cantinho. A alternativa a isto é ter dois cães por box, assim estimulam-se um ao outro, mas nunca se deve por mais de dois cães juntos, os riscos de brigas aumenta bastante. A juntar a isto existem sempre alguns cães que são agressivos para outros pelo que só podem estar sozinhos. Por isso é só fazer as contas 30x2=60, retirando umas cinco boxes para cães a necessitar de estar sozinhos dá o valor defendido pela direcção, 50 cães. Isto é importante porque como devem já ter reparado por muito sitio se vêem associações a serem obrigadas a fechar por terem cães em demasia e em péssimas condições, nós somos instituições de defesa de bem-estar animal, não podemos ter cães em piores condições do que as pessoas que os abandonaram. A juntar a tudo isto podemos fazer as contas ao dinheiro que se consegue angariar, aos voluntários disponíveis e ao número de cães adoptados em média e perceber que o valor é adequado. Já fiz parte de um Cantinho com 120 cães que comiam 90Kgs de ração por dia em péssimas condições com uma divida astronómica de ração, tudo isto porque a associação “existe para salvar animais”… não sei se aquilo se pode chamar salvar… água, comida e um abrigo também dão os maus donos… não é por ai. Sempre disse e mantenho esta ideia... não salvamos mais cães por ter mais cães no canil, vamos tê-los em piores condições apenas, se nos tivéssemos focado em encontrar pontos de convergência em vez de apontar situações de mau funcionamento, esta associação tinha neste momento a melhor condição de sempre para evoluir e melhorar, nunca teve tantos voluntários interessados em trabalhar, nunca teve em tão boas condições de manter oficialmente o espaço que tem, nunca teve tanto interesse da autarquia em ajudar na responsabilização dos donos que abandonam o seu cão, nunca teve tão próximo e acessível ao público em geral... e quando digo isto e tendo estado lá em 8 dos 13 anos que ela existe sei do que falo.

    ResponderEliminar
  24. Paula Gracinda16:49

    Sr Jose Dores, nao o conheço pessoalmente, mas pelo que tenho conhecimento nao coloco em causa a sua devoção e dedicação aos animais, e devido a ela só tem a minha total gratidão por todo o trabalho que certamente desenvolveu em prol deles e do seu bem estar. No entanto, não posso de maneira nenhuma concordar consigo quando afirma que, no caso em concreto da Morgana, o facto de ela ter o problema de incontinência ser motivo suficiente para a eutanasiar, quando sabe perfeitamente que, ao resolver este problema, é uma cadela com caracteristicas perfeitas para adoção. Então se assim é, vamos lutar para que esse problema se resolva e o mais breve possível. Eu não tenho condições para poder acolher outro animal neste momento, sou voluntária e actualmente estou a fazer fat de uma cadelinha, que já está quase totalmente recuperada e, felizmente, já com adoptante. Procuremos então uma fat, não desistamos de salvar um animal por regras ou por normas, ou por má vontade, querilhas pessoais ou jogos de poder. A vida de um animal vale MUITO MAIS do que tudo isso! Peço desculpa pela minha ousadia, mas o comunidado feito no DA não espelha de forma alguma a Associação, nem em legitimidade nem em conteudo. Não é a vontade e opinião consensual de toda a direcção, e nem o seu conteudo é merecedor de apreço. Se queria repor alguma verdade, que o tivesse feito em nome próprio, porque o que lá está é a SUA verdade, e teria evitado gastar verbas da Associação desnecessariamente denegrindo a sua imagem. Repudio totalmente a sua atitude, agiu de má fé, pois aplicando as sua próprias palavras, acabou por dar uma facada bem profunda no seu 'filho'. Que fique bem claro que eu não estou a favor de ninguem, nem contra ninguem, estou a favor dos animais e pelo bem estar deles luto e as minhas acções são movidas pela minha conciência. Existem muitos pontos divergentes entre as várias 'fracções' envolvidas na associação neste momento, o que seria saudável se as ideias fossem debatidas com base no respeito e consideração por e de todos, o que não tem acontecido. A pluralidade de ideias e opiniões, colocando em causa regras ou normas, é o motor de qualquer evolução. É necessário colocar em causa, debater uma ideia, não pelo simples facto de criticar, mas sim para a melhorar! Acredito na Associação, na sua causa e no seu potencial para fazer mais e melhor, e na próxima assembleia irei expor as minhas ideias, e é isso que farei, expor as minhas ideias para melhorar o funcionamento do sistema, e não iniciar novo round, desculpem a expressão, de 'lavagem de roupa suja' que não interessa a ninguem, e muito menos aos nossos patudinhos e em nada promovem o seu bem-estar, muito pelo contrario. Peço desculpa pelo desabafo, mas senti-me na obrigação de o fazer. É a minha opinião, vale o que vale.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!