domingo, novembro 02, 2008

Aceitam-se apostas...

Amanhã de manhã, vai ou não haver fila de clientes do BPN assustados à porta do balcão do Banco em Beja para levantarem o seu dinheirinho?

13 comentários:

  1. ana arequista03:46

    As perguntas que, a serem respondidas, poderiam obstar ao aparecimento de mais umas tantas teorias da conspiração (ou do centralão, conforme preferirem):
    - Para onde foram os 200 milhões de euros já avençados em Outubro pela CGD ao BPN? (Avença: contrato pelo qual, mediante certa quantia, os devedores por impostos indirectos ficam desobrigados perante as autoridades fiscais, in Dicionário Priberam.)
    - Porque é que o senhor Cadilhe pensava que podia ir calmamente pedir mais 600 milhões de euros a fundo perdido?
    - Porque é que o (des)governo não deixa ir à falência um banco pequeno (vidé Classificação dos 12 Melhores Pequenos e Médios Grupos Financeiros 2006, ainda com o labéu de ser fortemente conotado com o PSD?)
    - Onde é que o (des)governo vai arranjar os 4 mil milhões de euros para injectar nos "sovkhozes" financeiros, conforme solicitação (já aceite) dos camaradas banqueiros? (Sovkhoz é uma quinta do estado, mas o clima cada vez mais "Triunfo dos Porcos" talvez faça jus ao seu emprego noutro contexto.)
    - Para onde foram os fabulosos resultados da banca nacional nos últimos vinte anos? (Talvez todos os banqueiros tenham - muitos - filhos como o de Jardim Gonçalves.)

    Eu cá sei, mas vou utilizar um recurso de comunicação empregue amiúde por alguns figurões/onas da nossa praça em declarações públicas onde ameaçam pôr a "boca no trombome" sobre as implicações de qualquer lusa escandaleira e que, quando instados a serem explícitos, arvoram a melhor expressão de petiz traquinas "eu sei uma coisa que tu não sabes! Nhã, nhã, nhã, nhã..." e concluem impantes: "No momento oportuno direi."

    Saudações destatizantes.

    ResponderEliminar
  2. ana arequista04:06

    "Boca no trombome"? Good grief...
    Desculpem, é da hora.
    "... ameaçam pôr a 'boca no trombone' sobre..." assim é que está bem.

    Mais e melhores saudações.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo10:15

    Muito bom este comentário. Espero é que alguém seja investigado e caso disso, como parece, julgado e condenado. Porque se eu roubar uma bicicleta vou preso.O liberalismo económico e financeiro tem destas coisas que , aliás, já o velho Marx previa há 100 anos. Mas o amigo h, apenas começou a sofrer na pele e penso que também nas suas ideias as primeiras investidas e as duvidas aparecem...M&M

    ResponderEliminar
  4. @Ana - Não tenho dados para lhe responder e é perceptível que conhece bem melhor que eu a questão. Fico-me pelas banalidades: desde há anos que o BPN é um caso estranho, onde se demitem os auditores incómodos e, os dados ontem públicos, são inequívocos: não estamos perante um caso financeiro, mas um caso de Polícia.
    Independentemente de "alegadamente" o Governo ter tentado antes a "compra" por um privado, saúdo a solução pela sua transparência: antes assim, do que fingir que era a CGD a comprar!

    ResponderEliminar
  5. M&M - Por os Administradores da Gebalis terem tido gastos obscenos, por a CML ter feito clientelismo de casas públicas, vai defender a privatização dos Municípios? Olhe que não, olhe que não...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17:13

    Eu não defendi a nacionalização dos bancos. Eu acho que se devia seguir as leis do mercado, essa eminência que tem desregulado a vida de todos. O santo mercado. Mas acho também que os seus autores deveriam ser julgados. Já viu algum ser julgado??? Olhe que não dr...Olhe que não. Podia-me esclarecer onde está o dinheiro dos lucros da banca nas últimas décadas???? Nacionalizar dividas é fixe, dava-me um jeitão...rrrssss.M&M

    ResponderEliminar
  7. M&M - Tenho ouvido e lido que os accionistas não têm perdido com a crise: com o que as acções cairam, são desde logo os principais penalizados!
    Sobre o resto, totalmente de acordo: venham os julgamentos, dos gestores e, caso seja necessário, dos reguladores internas e do externo!
    Agora: num sector como a Banca, defendia que não existisse intervenção?

    ResponderEliminar
  8. Anónimo12:56

    Quem são, onde estão e o que pensam os referidos gestores? Quem responde a isto??? E viva o liberalismo financeiro!!! M&M

    ResponderEliminar
  9. M&M - Tanto quanto se sabe, a ser investigados pela Policia competente! E, quem defende o Estado de Direito, deve estar atento e pedir justiça!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo13:11

    Quanto mais pormenores se vão conhecendo sobre esta verdadeira novela policial do BPN, dirigido ao longo de toda a sua existência por ex Ministros e Secretários de Estado do PSD, membros de governos laranja, desde Cavaco a Santana Lopes, envolvendo igualmente muitos quadros intermédios com o mesmo cartão partidário, mais se percebe que as “irregularidades” apontadas à gestão, não podem ser fruto de distracção, nem acidente, tal a sua cadência e número. Assim, alguns desses ex governantes, revelaram não passar de vulgares meliantes, que, a haver justiça, serão julgados por vários crimes.



    Como já lhe apanhei o jeito, aqui vai mais uma pergunta. Eles já seriam assim quando estavam no Governo?



    Andou mal o PSD, na escolha que fez da instituição a criar, para fazer rodar por aí uns gordos milhões, com o fito de financiar empresas de amigos, amigos sem empresas e, quiçá, o próprio PSD. Um banco dá muito nas vistas, mete-se em muita porcaria, arrisca demais em negócios demasiado sujos, para que tarde ou cedo a coisa não se desmascare, por muito que se varra o lixo para debaixo de tapetes persas, e se lavem milhões em “bancos virtuais”, obras de arte e outras manobras igualmente “artísticas”.



    Espertos foram os craques do PS, que logo a seguir ao 25 de Abril começaram a sua saga das “Fundações”. Assim de memoria há, pelo menos, a “Antero de Quental”, mais a “José Fontana”, que fizeram entrar no país muitos milhões de dólares americanos e marcos alemães, que toda a gente sabe de onde vieram... mas muito poucos saberão para onde foram. Agora pegaram nessas duas “Fundações”, refundiram-nas para baralhar e dar de novo, criando a “Fundação Res Pública”, que paulatinamente continuará a fazer correr o dinheiro como um rio... subterrâneo.



    Mesmo a “Fundação Mário Soares”... mas essa, por enquanto, é uma “vaca sagrada”.



    Muito, muito espertos! Por enquanto ainda não tiveram nenhum problema “cabeludo” como este do BPN. Até um dia!...

    ResponderEliminar
  11. ana arequista22:02

    @M&M

    Muito bem lembrado. Notável.
    Muito obrigado.

    Saudações respeitosas.

    ResponderEliminar
  12. Great service, easy transaction, discreet packaging, product works as expected. I received 132 pills instead of 120 + 10. My package was opened by US Border Patrol. Confirmation email showed discounted price for buy viagra. I called the toll free and spoke to an service representatice in Mumbai India. She was very helpful and pleasant.
    FDA approved mens health medication viagra is not a drug to be taken lighliy you should read all about the pros and cons regarding the medication before you buy viagra! or if you would like just to read about Viagra you can visit this location!
    I will keep using it. Have had the most incredible experience using viagra. By that I mean that I am well into my 50s and it gave me that little extra something that I had lost. Thank you i will by more
    Online Pharmacy

    hrydrocodon no prescription
    hydrocodone no prescription
    buy phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    xanax no prescription
    xanax no prescription
    buy xanax online
    xanax no prescription
    buy xanax online
    buy xanax online

    ResponderEliminar
  13. here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!