domingo, novembro 02, 2008

Banca Nacionalizada...

Para uns, uma excelente notícia! Para outros - onde me incluo - uma notícia triste! Independentemente das diferenças ideológicas, este primeiro domingo de Novembro é o dia mais importante depois da entrada no Euro. Mas, se o Benfica perder esta noite, tudo continuará igual, como se isto não fosse algo muitíssimo importante!

3 comentários:

  1. Anónimo16:15

    Triste, mas necessário.

    ResponderEliminar
  2. Deve haver muito pouca gente a pular de alegria com este tipo de noticias, mas como diz muito bem o anónimo das 4.15, é triste mas necessário.Será que não temos um excesso de bancos (frágeis) a operar em Portugal??Será que não deveriam ser os acionistas a puxar dos dividendos anteriormente adquiridos e procurar uma solução para os seus bancos??Será que esses dividendos estão em solo português, ou talvez numa das milhares de offshore espalhadas pelos cantos mais reconditos do Mundo??
    Quanto aos processos de nacionalização, mais cedo ou mais tarde teriam que acontecer, pois o sistema capitalista, tal como o conhecemos,está repleto de imperfeições e de impunidades.
    Em Portugal, a nacionalização é um termo e acto júridico previsto na CRP. e pode justificar-se por:
    "Dentre as inúmeras razões que podem justificar a nacionalização de empresas particulares pelo Estado podem ser destacadas algumas das principais:

    Garantir a eficiência produtiva de uma empresa em má situação financeira;
    Conter crises setoriais evitando a expansão do capital estrangeiro no país;
    Assegurar recursos ao Estado;
    Melhorar o atendimento ao público se tratando de empresas de serviços, ou no caso de empreendimentos que não garantam que apresentam um rendimento tardio aos empresários provados.
    Os setores mais atingidos pelas nacionalizações são os de serviços (como saúde, educação, comunicações, transportes e bancos), no caso de países altamente desenvolvidos, enquanto nos países subdesenvolvidos as nacionalizações têm ocorrido nos setores básicos da economia: siderurgia, mineração e extração petrolífera, entre outros."(Wikipédia)
    Acredito que muita gente confunda as nacionalizações como um acto negativo por parte do Estado, mas eu considero-as como um acto de gestão necessária, desde que feitas em prol do bom funcionamento da economia.

    ResponderEliminar
  3. Atão, pensava que não ias falar de bola???

    Coitados dos ministros! Tiveram que "trabalhar" este domingo para nacionalizar algo...até parece um regresso ao passado!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!