sexta-feira, março 28, 2008

Amiuda,o tel e a prof ...

Uma semana depois de umas imagens de algo que chamam Escola encherem de vergonhoso espanto um Pais que teima em estar orgulhosamente cego, despido de emotividade histérica, importa deixar uma desapaixonada reflexão sobre os acontecimentos numa sala que devia ser de aulas!
Por formação ou deformação profissional, não gosto de juntar a minha voz ao linchamento público da jovem aluna que empurrou e agrediu a professora! Sendo certo que as imagens falam mais exuberantemente que belas palavras, sem conhecer o contexto da aluna e as suas circunstâncias especiais, acho prematuro lançar a jovem na fogueira da vergonha! E aplico o mesmo raciocínio à professora: se resulta da observação das imagens a sua total imperícia para conseguir exercer uma réstia de uma autoridade sobre uma turma de miúdos, uma inaceitável incapacidade para exercer a sua função pedagoga, admito que o inusitado da situação, tenha adulterado o discernimento da docente!
Não se procure nas minhas palavras, uma desvalorização dos factos: mas sem outros elementos, sem mais nada conhecer do que 1 minuto e 50 de imagens, não vou presumir culpa gravíssima de uma jovem que devia viver na idade da inocência! Sem mais elementos, devo admitir a possibilidade de a jovem aluna ter sentido profundo receio por algo que o telemóvel escondia, o que podia justificar o ataque de pânico tonto que as imagens reflectem; como, será bem possível, que a docente, seja competentíssima na sua função e tenha sido surpreendida por um momento infeliz!
Para o que não encontro justificação é para o comportamento da trupe ruidosa que berra no vídeo! Um adolescente ter comportamentos tontos e inadmissíveis é algo que não deve provocar estranheza: condenável, mas constrangimentos normais na vida de uma criança! O que me deixa perplexo no vídeo, é o facto de em toda uma turma de adolescentes, não encontrar um jovem com racionalidade para apaziguar os acontecimentos, para procurar dirimir o conflito, tendo todos eles decidido adoptar uma postura desrespeitosa, incitando à continuação da violência, juntando ao acto criticável da jovem aluna, urros inomináveis e impropérios inaceitáveis, devidamente registados em vídeo e difundidos na Internet como uma enorme conquista!
O que aquele vídeo exibe ao Pais, mais preocupante que um acto tresloucado de uma miúda de quinze anos, é o comportamento de toda uma turba, de total desrespeito por uma professora, por uma senhora, pelos limites mais elementares e básicos da vida em sociedade, com total perda da noção de respeito, sem resquícios do conceito de autoridade!
O que me inquieta e envergonha naquelas imagens, não é um acto de indisciplina em que uma aluna agride uma professora; o que me assusta é ver naquele vídeo que aquele acto não é uma excepção, mas uma inaceitável regra!

7 comentários:

  1. Anónimo16:45

    Curiosamente, a sua análise é parecido a que ouvi ontem do Sousa Tavares! (ouvi a sua antes, não insinuo plágio!!)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:42

    Se houvesse uma "Mocidade Portuguesa", era por que havia. Não há, é porque não há? E que tal haver uma disciplina de "Disciplina na escola, tal como existem as outras disciplinas? Que é coisa que se aprende e ninguém nasce ensinado.

    ResponderEliminar
  3. Esqueceste-te de um importante facto: o próprio vídeo e a sua divulgação. Ora, qualquer pessoa pode, de hoje em adiante, gravar um vídeo de uma cena qualquer, meté-lo no Youtube, divulgá-lo e - já é uma superstar!

    Não achas que se não houvesse esse vídeo no youtube, daqui a uma, duas ou três semanas seria outro vídeo qualquer que incendiava o país todo? Podia ser um qualquer político conhecido "apanhado" numa cena caricata, um médico a dar uma informação brusca ou errada a um familiar de um doente e depois dar para o torto, ou outra coisa qualquer.

    São os tempos modernos...

    ResponderEliminar
  4. A mim parece-me uma encenação, algo premeditado pela turma para "gozar" com a professora! A miúda estava descontrolada, mas o que a fez ficar ainda pior foi exactamente o apoio de toda a turma! Foi uma exibição de liderança para toda a turma.´É lamentável e assusta... Trabalho na área de educação e vejo crianças de menos de 10 anos a medir forças com professores. Cada vez tenho menos vontade de ter filhos!!!
    É o mundo em que vivemos...

    ResponderEliminar
  5. Vai daí que a situação até já se está atornar "pop": musicas e t-shirts com o "Dá-me o telemóvel, já!"
    Estamos num grande país...

    http://armpauloferreira.blogspot.com/2008/04/da-me-o-telemovel-ja.html

    ResponderEliminar
  6. Great service, easy transaction, discreet packaging, product works as expected. I received 132 pills instead of 120 + 10. My package was opened by US Border Patrol. Confirmation email showed discounted price for buy viagra. I called the toll free and spoke to an service representatice in Mumbai India. She was very helpful and pleasant.
    FDA approved mens health medication viagra is not a drug to be taken lighliy you should read all about the pros and cons regarding the medication before you buy viagra! or if you would like just to read about Viagra you can visit this location!
    I will keep using it. Have had the most incredible experience using viagra. By that I mean that I am well into my 50s and it gave me that little extra something that I had lost. Thank you i will by more
    Online Pharmacy

    hrydrocodon no prescription
    hydrocodone no prescription
    buy phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    xanax no prescription
    xanax no prescription
    buy xanax online
    xanax no prescription
    buy xanax online
    buy xanax online

    ResponderEliminar
  7. here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!