quinta-feira, março 27, 2008

As quecas amiguinhas...

Para atingirem a maturidade, há experiências que todas as mulheres têm de conhecer! Das mais pertinentes, são as quecas misericordiosas e o universal gesto da mão a empurrar a cabeça!
Nunca consegui compreender o que tem de mal o sexo por piedade! Se vocês têm um amigo que quer, precisa ou lhe faz falta, qual o drama de entreabrirem as pernas por uns minutinhos e permitir que o rapaz se vá lá saciar? Nem se lhe exige que colaborem muito para o acto! Podem perfeitamente estar ali de pernocas abertas a pensar na vida, no que vão fazer para jantar, que novidades há na Mango ou a que horas o vosso namorado chega a casa!
Compreendam que por estarem a pensar em outras coisas, não me parece que a vossa performance seja afectada: para uma mulher ser boa na cama, as mais das vezes, apenas se exige que se coloquem deitadas em posição de franga e que depois do servicinho, deixem o tipo fumar e ir à sua vida, sem estarem a fazer aquelas perguntinhas tontas, tipo se foi bom para ti, se ainda me amas e respeitas depois de me comeres, se podem ficar com o troco!
Recusar uma queca piedosa ou pelo menos negar a alguém uma “mão ou boca amiga” é um gesto inaceitável do mais abjecto egoísmo feminino! Quando havia virgens, a coisa ainda se compreendia, porque o sangue deixa manchas e está demasiado frio para andar a lavar os lençóis! Mas, porque raio uma mulher que já foi estreada, se arma em esquisitinha quando um amigo precisa de sexo? Será que está convencida que aquilo se estraga com demasiado uso? Ou que alarga?
Irrita-me solenemente uma máxima difundida por uma cambada de grelos ressabiados egoístas, que não se deve fazer o sexo com amigos, porque estraga a amizade! Retirando a inocência estúpida de não terem percebido que os vossos amigos homens apenas aturam os vossos tolos caprichos para vos tentarem comer a cueca, pergunto: mas se não fazer o coito com amigos, vão fornicar com quem? Com um qualquer trolha mal lavado que as embebeda num bar, as come à pressa e enche de nódoas os bancos traseiros do carro? Mais. Desenrascar um amigo é não apenas um acto de solidariedade, como diminui drasticamente o risco de passar pela embaraçosa situação de esquecer o nome dele a meio do coito!
E o que dizer da feminina indignação sobre o universal gesto em que o macho, com a subtileza de um elefante numa loja de cristais, empurra a cabeça da fêmea em direcção ao musculo erecto do prazer? Com toda a certeza a minha boa leitora já sentiu o peso desta mão amiga na sua nuca e o meu respeitável leitor, pelo menos uma vez na sua patética existência, desesperado já foi lá com a mão, empurrando-a para o castigo! Todas as gajas com quem comentei o assunto são unânimes: já foram empurradas e não gostam que eles lhes pressionem a cabeça para a mamadinha! E fazem questão de se queixarem ruidosamente disso! Mas, será que já pararam para pensar, já reflectiram e meditaram sobre esta intrincada querela? É que, se vocês abocanhassem espontaneamente, não era necessário um gajo estar a empurrar-lhes a cabeça… Da próxima, pensem nestas palavras e colaborem!

17 comentários:

  1. txiii mãe...
    não sei se me ria se faça um ar sério e ofendido!

    acho que me rio... ainda não parei... muito bom!!!! gostei especialmente do "músculo erecto do prazer" lol

    ResponderEliminar
  2. ah!
    e não sabendo se lá volta ao meu canto a ver a resposta, aqui vai:
    há um ano que estou em beja a trablhar. e tenho gostado muito.

    ResponderEliminar
  3. @moi chéri - a pergunta foi mal feita... quis perguntar se "o amor é solúvel na água", vem a Beja...

    Mas.. é sempre bom ver alguém que vem para Beja e gosta! É uma cidade nem sempre fácil, mas uma cidade irresistivel! MEsmo nos seus defeitos!

    ResponderEliminar
  4. ah! mal entendidos...
    não sei se está alguma coisa agendada. já o fizemos cá, por isso não sei... Vou-me informar junto da produção, logo dou notícias.
    e até agora ainda não dei pela dificuldade da cidade... dei pelo charme, pela boa vida, pela boa gente, boa comida...
    ... mas a falta de água está a dar comigo em doida!

    ResponderEliminar
  5. Quer dizer, isto é um apelo público para que as gajas sejam piedosas com os seus amigos...

    Mas que faz dos homens seres merecedores de tamanha piedade???
    Quando andam por aí as desesperadas que o fazem sem ser por piedade... porque é que o APELO está tão generalista???

    ããhhhh?!??!?!?

    eheheheheheheh

    ResponderEliminar
  6. Anónimo02:30

    eu não resisto à graçola jurídica, sabem, babe, é que se antes a havia a dúvida entre o agravo e a apelação, agora a regra é mesmo apelar-se!

    Peço perdão pela piada sem graça...

    ResponderEliminar
  7. Por causa disso resulta a Violação , pois elas não colaboram ...

    ResponderEliminar
  8. Anónimo09:54

    Hã?! Pois... Bem... Opiniões... Ou será desespero em querer "comer" alguma amiguinha que insiste em resistir contra?!

    ResponderEliminar
  9. @ anónimo (2:30 AM) - Apelo...
    @ nb - Violação...
    @ anónimo (9:54 AM)- Desespero de causa...

    Qualquer uma destas vossas opiniões me faz crer numa coisa...
    Os gajos andam mesmo carentes!!!

    E as gajas??? Que andam elas a fazer?!?!

    llooll

    ResponderEliminar
  10. Anónimo11:36

    Vejo, que muitos frequentadores deste blog, andam com carências sexuais!!!

    ResponderEliminar
  11. ...se coloquem deitadas em posição de franga...
    ...negar a alguém uma “mão ou boca amiga”, é um gesto inaceitável do mais abjecto egoísmo feminino!...
    ...colaborem!...
    Faz lembrar aquela velha máxima:
    "SOLTEM A FRANGA..."
    H » Excelente texto, Parabéns...
    Só por causa desta conversa vou almoçar um franguinho(a)!...

    ResponderEliminar
  12. Anónimo16:53

    Quando se fala de sexo todos têm opinião e, como é evidente, fundamentada nos seus respectivos atributos e competências, na esteira do famigerado macho lusitano, não confundir com cavalo lusitano, e que tem o seu mais lídimo representante nessa aventesma que se chama Zézé camarinha.Os comentários aí estão para atestar aquilo que afirmamos. E que tal chamar a Beja vagina,ao PS, pénis murcho, á CDU coito interrompido, ao PSD,masturbação esquizóide,ás forças vivas da cidade,swing? Talvez assim, quando se falasse dos problemas do burgo, vulgo vagina, todos e cada um emitissem entusiásticas opiniões e pontos de vista que enriqueciam muito este blogue e contribuiam para discutir a cidade que temos , digo, a vagina que temos, e aquela que queremos ter: mais cosmopolitica, liberal,safada,putona, porque não??
    Y

    ResponderEliminar
  13. Anónimo17:31

    Y - até o compreendo, mas, um reparo! No caso do PCP não posso concordar com coito interrompido! Antes, um coito ininterrupto!!!
    h

    ResponderEliminar
  14. Anónimo19:19

    h, tem razão, rrssss, Y

    ResponderEliminar
  15. Anónimo21:28

    Se isto são as quecas amiguinhas, o que são as de um casal ao fim de uns anos de relacionamento?

    ResponderEliminar
  16. Anónimo18:29

    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!