terça-feira, junho 08, 2010

O que fazer aos putos...


O apelo é de uma dona de casa quase desesperada, que além de mãe é esposa e que como todas as pessoas normais, tem de trabalhar para fazer pela vida! Não vou maça-lo com grandes preliminares, que como se sabe, é algo sempre dispensável! O cerne da questão é o seguinte: mais duas semanas e os pirralhos começam as férias, até meados de Setembro. Mesmo sendo optimista e acreditando que o Sócrates e os Bancos não nos levam o dinheiro todo e conseguimos ir de férias, com sorte, durante quinze dias tem o que fazer aos moços. Se tiver a sorte de ser divorciada, sempre o despacha com o pai e a rameira da madrasta mais 15, uns dias com os avós, mas tudo contado, ainda sobra tempo: pelo que a pergunta urge! O que se faz aos miúdos nas férias quando os pais estão a trabalhar? Tem alguma ideia? Conhece algum local onde se possa despejar os miúdos? Tempos livres, actividades desportivas, culturais, uma taberna que venda copos logo pela manhã a miúdos com dez anos, cursos de línguas, correio de droga? Aceitam-se ideias! Tem alguma?

PS - se a sua pirralha tiver mais de 18 anos, mande-me mail, que o tio H conta-lhe umas histórias!

32 comentários:

  1. Ficar sem emprego é uma solução...

    ResponderEliminar
  2. Acabo as aulas dia 16, a minha mãe está preocupadíssima, pois nao sabe quem há-de tomar conta de mim.

    Aceitam-se sugestões ...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:36

    pois queres mudar de profissão?!

    de prof de Dto a animador social ou mesmo a (DES)educador (nao sei se a palavra existe) de infancia...conforme a idade das meninas?

    ResponderEliminar
  4. Pois isto é um problema, e das graves...mas há sempre soluções - primos, amigos, restante família, é só dividir o "mal" pelas aldeias e - amigo H, as de mais de 18 anos já sabem cuidar de si, peeenso eu de que!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo00:57

    Se ao menos os seus amigos da Câmara já tiverem decidido abrir as Piscina cá do burgo sempre se pode mandar os mais espigadotes para lá. Mas a coisa parece que está difícil de abrir ao contrário de outros concelhos vizinhos. Será caso para dizer que ... só mudaram as moscas?! :)

    ResponderEliminar
  6. Anónimo02:52

    Mas porque não pensaram nisso quando decidiram fazê-los?

    ResponderEliminar
  7. Anónimo04:49

    Qual é a parte do mundo que vos deve, anónimos?? Que cinzentões! AC

    ResponderEliminar
  8. Eu acho mesmo que andam aqui com uma tão falta de sentido de humor, como se quisessem transformar estes dias de quase verão, em dias cinzentos e frios de Inverno.
    VIVA ÀS PESSOAS FELIZES!!!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo10:08

    Sr anonimo das 2.52, se fossemos pensar em tudo, não havia crianças. Nasceu já adulto? Deve ter falta de conversa. Vá dar banho ao cagado.

    ResponderEliminar
  10. @anónimo da piscina - Nunca no passado falei na Piscina Municipal, no que concerne à sua abertura, sempre tardia. Porque nunca entendi as razões! Porque continuo sem as perceber!
    Espero que esteja aberta quando acabarem as aulas; mas, sendo útil, é insuficiente para resolver este verdadeiro drama dos pais. Tem ideias?

    ResponderEliminar
  11. @anónimo das duas e tal: quem faz um filho, fa-lo por gosto...

    ResponderEliminar
  12. Anónimo13:46

    @Aninhas 07:45

    Felizes e burrinhas!

    VIVA ÀS?

    LOOOOOOOOL

    ResponderEliminar
  13. Bem a solução passará por inscrever as crianças nos campos de férias... acho engraçado e eles ate se divertem. Penso que aqui no nosso IPJ lançam sempre algumas ideias para ocupar o tempo dos mais novos.
    E Anonimo das 2.52: A resolução do problema não passa por deixar de procriar... alias a juventude faz falta a este país e ainda mais ao nosso Alentejo!!!

    ResponderEliminar
  14. ... não é fácil mesmo! Até porque contar com a ajuda dos avós, agora a trabalhar até mais tarde, nem que vivessem aqui ao lado!... Não sei de que zona geográfica se trata, mas penso que para os mais velhinhos até existe alguma oferta, como campos de férias, férias desportivas. A net é um mundo... Já tive o mesmo problema e mais uma vez a culpa é de quem não tem governo nisto. As nossas escolas públicas têm horários de função pública e nas férias apela-se para que pare tudo para ficar com as crianças (!)... fazemos contas e dividimos os 44 dias úteis de férias (pai e mãe) para ocupar as férias escolares das crianças. Reserva-se uma semaninha para estarmos todos juntos. Também podemos arriscar e deixar os miúdos sózinhos em casa. É bom! É um incentivo bom...

    ResponderEliminar
  15. Anónimo15:48

    Que tal inscrever as crianças na catequese,tenho ouvisto dizer que a igreja católica trata bem as suas crianças.

    ResponderEliminar
  16. @anónimo - você ainda é pior que eu! ehheeh

    ResponderEliminar
  17. Anónimo17:02

    Tenho resolvido esse problema inscrevendo a minha criança nas actividades desenvolvidas pela Câmara Municipal de Beja na Casa do Lago. Espero que este ano não acabem com estas actividades, já que estão a acabar com tudo.

    ResponderEliminar
  18. espinafres com fairy17:05

    ouvisto?!?!
    é dois em um! resulta da junção de ouvido + visto... lolol!

    ResponderEliminar
  19. fairy com espinafres - Claro! ehehe

    ResponderEliminar
  20. @anónimo da Casa do Lago - Espero e desejo que abre este ano. Mas penso que reconhece que podia funcionar muito melhor, com mais ateliers! E.. havia uma coisa tão gira para fazer nesse espaço, com algum dinheirito...

    ResponderEliminar
  21. Anónimo17:22

    @espinafres com fairy

    Como bom alentejo consigo fazer essas duas coisas ao mesmo tempo e ainda me sobra a mão direita para uma terceira. Mas não a vou divulgar neste post, que corro o risco de ficar a associado a algum tipo culto famoso por tais praticas.

    Hasta

    ResponderEliminar
  22. espinafres com fairy17:32

    ...e a esquerda...

    ResponderEliminar
  23. Anónimo18:05

    Está tudo fechado, por causa da crise.
    Os putos que fiquem na rua, quando começarem a partir tudo, com boladas, arrancar pedras das calçadas para brincar com berlindes, partir vidros dos automóveis para brincar às casinhas, e outras brincadeiras mais; aí alguém pensará que as crianças são gente...

    ResponderEliminar
  24. Será que tenho a solução? lol

    ResponderEliminar
  25. Já agora, os padres , gozam ferias no Verão, catequese ....fora de questão!:)

    ResponderEliminar
  26. Com tanta conversa fica aqui uma boa ideia de negócio, é o que é... :)

    ResponderEliminar
  27. Anónimo20:21

    Se a câmara de beja tiver dinheiro para pagar os ordenados até dezembro é optimo. Não se podem fazer omeletes sem ovos. É das câmaras mais endividadas do país, por ter feito tanto em 2009 sem dinheiro.

    ResponderEliminar
  28. @amora - foi uma das ideias que teve subjacente ao post! Espevitar a criatividade, mormente de quem está sem emprego!

    ResponderEliminar
  29. Anónimo22:28

    Também não é assim tão grave.
    Pelo que sei e consta está simples e pacata cidade até te em boas iniciativas para ocupar os miúdos nas ferias, com a casa da cultura que faz ateliers em varias árias criativas nos meses de Julho e Agosto a biblioteca também te em um excelente espaço em que eles podem passar perfeitamente umas boas manhas ou tardes , a piscina o IPJ também te em sempre tempos livres, não deixando de lembrar a zona azul que te em vários desportos e actividades para eles . Estas são as publicas pq cá em Beja já existe varias empresas vocacionadas para o entreter as crianças e ocupar os tempos livres deles .

    ResponderEliminar
  30. Deixa-me rir ... então o anónimo acha que CMB é das mais individadas? ahaha
    Tente espreitar as dividas das outras, antes de falar mal da sua.
    Nem lhe digo nem lhe conto, sobre a divida CMAveiro. E com um estádio às moscas!!!! Sim, porque só lá vão as moscas.
    E outras que mais.
    Por acaso já viu uma Câmara declarar falência????? NUNCA!!!
    E quando se endivida, é porque acreditaram nela, e tem condições para ir pagando ...
    Pelos vistos, só quem não acredita é o próprio Bejense.

    ResponderEliminar
  31. Quanto aos meninos...
    Existem muitas soluções.
    Nomeadamente aquela a que já recorriam ao longo do ano, a não ser que um dos pais apenas fizesse part-time.
    Mas sempre existem Actividades Tempos Livres (ATL) que estão abertos o ano inteiro.
    Se é a pagar? Pois é! ~Mas se queremos os nossos filhos bem, já sabemos à partida, que parte do salário será para eles. (deixem o café e os cigarros de fora este verão)
    Depois existem sempre outras valências, ESCUTEIROS vão sempre uma semaninha acampar com os meninos e olhem... nem se paga nada. Sabem porquê? Porque estão ali a servir a comunidade. São chefes que gostam e se empenham a ensinar coisas engraçadas aos meninos.
    Uns católicos, outros maritimos, e outros sem qualquer religião endereçada.
    Depois, existem em quase todas as "cidades" (locais), aqueles ATLs patrocionados pelas Juntas de Freguesia, em que o cidadão só paga uma pequena quota.

    Giro giro, era descobrir e saber onde são e esscrever por aqui.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!