segunda-feira, março 23, 2009

100 razões para amar Beja - 45

Desde há alguns anos a esta parte que o estacionamento na cidade de Beja enerva os moradores. Obviamente que esta não é uma especificidade da nossa cidade, mas estende-se por todo o País, com maior proeminência nas grandes cidades, fruto de uma má politica de carro-dependência e abandono dos transportes públicos. Afirmei há umas semanas no Conselho de Opinião e mantenho, que o carro representa o pior de Portugal e dos portugueses; os múltiplos impostos sobre os automóveis têm alimentando um Estado despesista e parasita e a aquisição do carro é a prova provada dos maiores defeitos dos tugas, que entendem o seu carro como uma extensão de si próprios, a forma principal de esfregarem na cara dos seus amigos e vizinhos a sua aparente saúde financeira! O consumismo que caracterizou a ultima década e meia, tem nos carros o seu máximo expoente!
Mas não vos quero falar de carros, mas de mau estacionamento. E nem sequer vou aludir ao facto de na zona histórica da cidade de Beja - como em muitas outras - conseguir estacionar o carro ter um grau de dificuldade similar a ganhar o totobola ou ao facto de se continuar a permitir a construção de prédios na cidade sem cuidar de garantir o estacionamento (não havia legislação a obrigar?).
O que hoje trago aos leitores é a indignação pelo esbulho de estacionamento público pelos vendedores de automóveis, perante a completa complacência de quem tinha o dever de agir. Há uns anos, a Rua Sousa Porto era um longo stand de vendas de usados, que ocupava a maioria dos lugares de estacionamento disponiveis! E agora na zona comercial junto ao Modelo - eu sei que aquela treta agora se chama Continente - assistimos a um inadmissível cenário de ocupação privada do espaço público, gerando uma concorrência desleal absolutamente intolerável! Aliás: a lata chegou ao ponto de os comerciantes quando vão fazer um test drive deixarem um triangulo no chão a guardar o lugar de estacionamento.

6 comentários:

  1. Ainda hoje pensei nisso - atão, o Modelo feito Continente estava fechado e esse estacionamento ainda estava cheio - pois claro, de latas de 4 rodas chamados automóveis por vender. Já são mais que as mães, é uma vergonha!

    Sei de moradores dessa zona que estacionam a sua carroça no próprio estacionamento do Mod... - não, Continente quando chegam do trabalho à casa!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:24

    Por acaso cheguei a temer que o blog agora mudasse e ficasse mais sério! E fico feliz pela sua recente opção não o ter mudado e continuar como sempre!
    Com post que nos fazem rir, outros pensar. E a manter o hábito de não fazer a barba ao fds e ir ler para o Parque da cidade com calças rasgadas e fones nos ouvidos, completamente alheio ao que se passa em seu redor!
    Continue sempre o mesmo! Apenas tente sorrir mais!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo03:00

    Sei que te queixas neste caso da Mercedes do Sr Cameirinha, mas este ate `e o menos mal.

    Bem pior sao a Racecar e o AutoNunes, a PSP e a CMB sabem e nao fazem nada, porque sera?

    Sera que e porque a Dona da Racecar trabalhar na Camara?

    J&B

    ResponderEliminar
  4. Anónimo07:36

    É uma vergonha o estacionamento em frente ao Continente.

    Trabalho no 1º andar por cima dos stands de automóveis há vários anos, e nunca consegui estacionar o meu carro em frente ao prédio.

    Estou como o J&B, será que é por causa da Dona da Racecar trabalhar na Câmara?

    ResponderEliminar
  5. piruças11:21

    Também eu e outros moradores da Rua Bernardo Santareno nos deparamos com esse problema. O proprietário da "Jotacar" ocupa muitos dos lugares da rua e inclusivé a praceta onde existe um sinal a indicar que é proibido o estacionamento de carros para venda. As pessoas á noite quando chegam do trabalho são obrigadas a estacionar em cima dos passeios e longe de casa pois graças ao stand e aos clientes da Pastelaria Paula é impossivel conseguir lugar e mais grave ainda é que na manhã seguinte estão sugeitos a ser multados, como já aconteceu algumas vezes.Escusado será dizer o que acontece na temporada da Ovibeja...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo12:30

    Por acaso vi aquilo do triângulo: e estou certo que se o Senhor Cameirinha visse aquilo ficava envergonhado!

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!