segunda-feira, março 30, 2009

100 razões para amar Beja - 48

Fico triste quando passo na Praça da República! Especialmente depois do fim da tarde. Não vou reabrir neste espaço a velha questão se o programa Polis arruinou ou não a velha praça, perguntar pelo Pelourinho e os bancos, mais a história dos materiais utilizados!
O que me entristece não é apenas a parte estética, porque sempre achei a estética demasiado valorizada: a dor que se sente na Praça é o vazio do seu abandono!
Se durante o dia a Câmara Municipal, as Finanças e o Centro de Emprego oferecem alma à mais emblemática praça da nossa cidade, quando os relógios marcam as seis, a praça enche-se de solidão, um tremendo desespero angustiado que afasta os munícipes. Desespero que se estende pelo fim de semana, onde mesmo a sombra evita passear na Praça.
Quando a noite caí, especialmente as noites de quinta a sábado, os jovens procuram os bares que circundam o local, sem saber se na praça se pode ou não estacionar os seus carros, porquanto, durante semanas vigora a tolerância cúmplice para que depois entre em vigor a lei da multa!
Reabilitar a Praça da República devia ser uma missão de todos; mas viver a Praça é preciso que a Praça convide a cidade a visita-la: que lhe ofereça algo para que os munícipes sintam prazer e orgulho na sua avenida central, que exista algo que segure as pessoas na Praça. Para deixar de ser apenas mais uma rua triste...

15 comentários:

  1. É uma questão que já tem muitos anos! Pois, fazer o quê! Não é só essa praça que fica deserta depois da hora do fecho das lojas e instituições, é a zona histórica toda, exceptuando a zona dos bares mais noite dentro ou a zona do "Pax" quando há espectáculo.

    Claro que não é caso único em Portugal. Zonas dessas estão despovoadas, há imensas casas vazias, e os que por lá moram são maioritariamente pessoas já com uma certa idade que à noite preferem estar sentados frente à TV e ver novelas.

    A minha ideia, também de já há longos anos é algo que já fora realizado em outros países mas é impossível fazer por cá: banir os carros de vez dessa zona e criar um grande espaço só para peões. Foi possível fazer na minha cidade de eleição (Regensburg) onde inicialmente houve grandes protestos e até manifestações com cortes de rua etc. Hoje? Hoje é um exemplo a seguir, a zona antiga dessa cidade bávara está um mimo e atrai muita gente! Não se podia pensar, pelo menos pensar nisso cá também?

    ResponderEliminar
  2. Anónimo03:20

    E tu? Tens alguma proposta H?.
    Talvez agora que tentas ser alguem no PS, possas ter alguma ideia. Ou é só por maldizer?

    ResponderEliminar
  3. @anónimo - o que o PS pensa sobre a Praça, terá de perguntar a alguem do PS. Se eu tenho ideias para a Praça? Claro que sim!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo10:39

    Se reabilitar e animar uma praça ou uma rua é desejável,haverá que encontrar um certo equilíbrio e ponderação de interesses entre os moradores e os utilizadores. A questão dos ruídos produzidos ou a produzir e o direito ao sossego que têm os moradores são sempre factores a ter em conta por quem decide ou intervem no espaço público. Esse trabalho deve ser feito antes de qualquer intervenção, sob pena de se violarem direitos.

    ResponderEliminar
  5. @anónimo - Tem toda a razão. Daí a importância das decisões serem discutidas com os interessados e não impostas!

    ResponderEliminar
  6. Se é tema que me interessa são realmente os centros históricos e em especial o de Beja...daí que esteja a trabalhar essa questão academicamente. Entre os vários problemas que afectam o centro histórico gostaria de destacar os imóveis devolutos de grande dimensão. Temos vários no nosso centro histórico, imóveis de tamanho exagerado que para hoje alguém fazer habitação é impossível e que os proprietários não conseguem vender. Para além de se encontrarem a preços muito elevados para a conjuntura actual, mesmo quando surgem interessados em adquiri-los para lhes dar uma reutilização benéfica para a cidade em geral, como são exemplos os infantários, os centros de estudo, são tantas as entraves que o comprador acaba por desistir. Algumas delas têm a ver com a classificação de imóveis e as zonas de especial protecção que impõem um processo demorado entre IPPARES, DGEMNS, IGESPARES, instituições elas próprias frágeis e em constante reformulação, tal como o próprio património.
    Este é um dos muitos problemas mas sobre o qual se devia pensar seriamente, já que é a requalificação, a reutilização dos espaços e edificios que torna a cidade realmente vivida.

    ResponderEliminar
  7. @helice - Concordo inteiramente. Mas é preciso fazer algo; deixa-los morrer não pode ser a solução!

    ResponderEliminar
  8. Para quem é de Beja a Praça da República ficou completamente descaracterizada.... mas ainda este ano tive a experiência de levar a Beja amigos que nunca aí tinham estado ... a Praça foi muito apreciada, bem como os prédios de traço antigo que a circundam.
    Para mim é como se algo de antigo ainda resistisse ao tempo e aos caprichos dos Homens...

    ResponderEliminar
  9. Anónimo12:06

    Eu, bejense genuína, optimista, ainda acalento um sonho : - ter na Praça da Republica uma animada zona de esplanadas, aonde todos (desde a primeira à quarta idade)possamos, no verão, refrescar.
    (Não esqueçamos que a Praça é a zona mais fresca da cidade, nas noites de verão!...).
    A propósito, em ano de eleições, quem quiser ganhar a Câmara é bom que esteja atento a estes anseios, não acham?

    ResponderEliminar
  10. Laura20:01

    olá H
    Escolho esta mensagem para comentar... Gostei do teu blogue e da introdução! Vou certamente fazer parte das pessoas que contribuem para que este espaço seja mal frequentado.
    Em relação a "100 razões para amar Beja", estando fora, vai para 9 anos, custa-me voltar e vêr como está a minha cidade! Acho muito estranho apetecer-me andar pelas ruas de Beja no fim-de-semana e estar tudo fechado! Não me parece que o Centro Comercial vá solucionar o problema que Beja tem!... As ruas de Beja, por exemplo, davam um excelente Centro Comercial. Saber aproveitar e valorizar o que se tem. As noites de Verão, o sossego, as ruas, a boa comida... tanta coisa!
    Até breve.

    ResponderEliminar
  11. Caro H:
    Os humanos vivem de mitos.
    Os mitos actuais da população portuguesa, não estão em sintonia com o viver no centro de uma cidade, onde o estacionamento automóvel é difícil e o que se procura está longe.
    Para se viver no centro de uma cidade, tem de se garantir uma saída fácil, um aparcamento gratuito e um impedimento à inflação dos imóveis.
    Há uns 15 anos passou por aqui uma senhora holandesa que era funcionária da Câmara em Haia, que me contou que ali, a Câmara tinha comprado o centro da cidade aos moradores idosos, que deixava lá viver e ia requalificando as habitações com rendas sociais.
    Quem nessa zona estabelecia os preços não era o "mercado" mas a Câmara.
    Mas em Portugal isso era um crime - "um atentado ao 25 de Abril".

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  13. @capitão - O que se fez em PORTUGAL com os centros históricos é um crime contra a humanidade. E as próximas gerações vão ter vergonha!

    ResponderEliminar
  14. Great service, easy transaction, discreet packaging, product works as expected. I received 132 pills instead of 120 + 10. My package was opened by US Border Patrol. Confirmation email showed discounted price for buy viagra. I called the toll free and spoke to an service representatice in Mumbai India. She was very helpful and pleasant.
    FDA approved mens health medication viagra is not a drug to be taken lighliy you should read all about the pros and cons regarding the medication before you buy viagra! or if you would like just to read about Viagra you can visit this location!
    I will keep using it. Have had the most incredible experience using viagra. By that I mean that I am well into my 50s and it gave me that little extra something that I had lost. Thank you i will by more
    Online Pharmacy
    hrydrocodon no prescription
    hydrocodone no prescription
    buy phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    xanax no prescription
    xanax no prescription
    buy xanax online
    xanax no prescription
    buy xanax online
    buy xanax online

    ResponderEliminar
  15. In some cases Viagrais the best solution
    Viagra Alternativemany people use
    is now available Viagra Online
    here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day. Buy Viagra

    yes or no Viagra

    There are many online pharmacies were you can find

    Viagra
    online and prices will be much cheaper
    , Generic Viagra more over you can always Viagra On the street, Viagrafor money to
    Buy Viagra Online is the best.viagra no prescription

    In adition you can use Cheap Viagra you can buy Cheap Viagra online yes now you can buy Cheap Viagra

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!