segunda-feira, junho 09, 2008

Pseudo-Greve dos Camionistas! (com adenda)

Independentemente da questiúncula jurídica sobre a ilegalidade desta "greve", só os mais distraídos continuam a ignorar a transcendência desta paralisação! Se a "greve" esticasse por toda a semana, seria uma tragédia (porque esta, não se pode comparar com a dos pescadores!).
Mas não vou alongar-me no tema, cujos exactos contornos me transcendem!
Motiva o post, ter passado na rotunda principal da cidade (aquela em que a Base Aérea saúda a cidade) e ter ficado com uma dúvida: é uma manifestação conjunto de camionistas com a GNR?

Adenda: Eu não quero ser alarmista, mas, no lugar do meu bom amigo, ia enfiar a mangueira no coiso da gasolina e gasóleo! Em Espanha, já há bombas em que o combustível esgotou...
Mais Uma Adenda: Eu acho piada aos trabalhadores que conduzem camiões, estarem a mandar pedradas aos seus colegas condutores, para defender os interesses dos seus patrões! Ainda dizem que em Portugal patrões e trabalhadores não têm boas relações laborais!

11 comentários:

  1. sgpax14:58

    Parece que a greve não é dos camionistas, mas sim dos seus patrões, que procuram pressionar o Governo a fazer uma de duas coisas: intervir para controlar os preços dos combustíveis, ou subsidiá-los a eles, empresários.

    Agora por que razão terá o Estado, isto é o Zé-povinho de subsidiar ou patrocinar as empresas de transportes, ou os empresários de pesca, ou os empreendedores agrícolas!...

    É certo que os taxistas também devem ter tratamento especial, pois os seus preços estão congelados por decreto governamental.

    Será legal situação em que os patrões forçam os empregados a paralisar. Ou será pura coacção legal!...

    Eu como empresário também quero apoios destes, ou de outra espécie qualquer!...

    Eu como pessoa ligada aos transportes acho muito bem estes apoios!....

    Eu como trabalhador acho desonesto obrigarem um trabalhador a isto e negarem o acesso ao trabalho. Venha o IDICT. Queremos justa causa no despedimento.

    Enfim estava aqui a tarde toda….

    ResponderEliminar
  2. sgpax - Parece-me claramente ilegal! E se os sindicatos tivessem memória, eram os primeiros a criticar severamente esta "greve"!
    mas... por ora, o que interessa é agitação!

    ResponderEliminar
  3. No final ... quem recebe são as empresas e quem paga é o consumidor final ( nós,claro ).

    ResponderEliminar
  4. No final ... quem recebe são as empresas e quem paga é o consumidor final ( nós,claro ).

    ResponderEliminar
  5. devo ser muito naiff....

    algume que me elucide, sff

    legal ou não, chamando-lhe greve ou qualquer outra coisa!

    Se aumentam os custos da actividade, aumentem os preços! não é assim que funciona a economia? se o aumento de preços se traduzir numa quebra de serviços, os camiões fazem menos kilometros, logo consomem menos gasoleo e isso sim pressionaria a industria do combustivel a controlar o preço para evitar que os condicionamentos logisticos alterassem a estrategia das empresas fazendo o consumo de combustivel descer.

    e não vale a desculpa que quem pagaria seria o cosumidor, pois se o governo subsidiar o gasoleo quem paga é o consumidor na mesma.

    ResponderEliminar
  6. eu deparei-me com um enconro amigavel de 30 camionistas e cerca de 15 GNR no caminho para o Algarve...

    O que me preocupou, foi supermercados a informarem-me que hoje já lhe faltavam muitas coisas nas prateleiras uma vez que não tinham recebido mercadoria...

    Ou seja... Será que corremos o risco de querermos comprar e não estar nas lojas, enquanto apodrece por aí em algum camião...

    Quanto ao combustível... se não houver...~fico impedida de trabalhar... hehehehe

    ResponderEliminar
  7. Anónimo21:28

    Será que em Portugal a coacção moral não constitui crime? Bem me parece que não. Embora as manifestações sejam consagradas pela Lei Constitucional, não podem ser arma de arremesso contra os direitos de outrem (liberdade, personalidade….). A repressão deverá ser o último instituto a aplicar, no entanto, se subsistir a perpetuação de actos de vandalismo, deve a mesma ser despoletada tendo em consideração o interesse público. As manifestações devem ser sinónimo de legalidade e não o contrario.

    ResponderEliminar
  8. sgpax10:15

    Adenda:
    Olha bela greve, no ponto de vista das gasolineiras como o combustível corre o risco de esgotar, aí vai toda a gente a correr meter fuel. Lá se vai o boicote à Galpa, BP e Repsol.
    Ehehehehehe, rebolam-se no chão a rir os monopolistas do fuel.

    Mais uma Adenda:
    É mais uma prova mudada que assim sendo não faz falta nenhuma os Tribunais de Trabalho (vá juízes/procuradores/administrativos tudo recambiado para outros serviços públicos).
    Bem se calhar é melhor mudar mesmo o Código de Trabalho, isto é, para azedar um pouquinho as relações laborais.
    Ehehehehehe, agora sou eu mesmo a rir....

    ResponderEliminar
  9. papapedras19:21

    coompreendem-se estas manifestaçoes..k por vezes tem boas finalidades..mas os cabecilhas n teem capacidade para as realizarem da melhor maneira...sao bem pensadas mas mal executadas...
    no entanto ha comida k se estraga nos camioes...o k é de visualizar(bela foto) eke alguem saciou a "fome" em cima do capot do carro.... :) "malukas" :)

    ResponderEliminar
  10. Ou a aproveitar o contexto para salvar alguma dívida, quem sabe, não?

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!