sexta-feira, janeiro 09, 2009

Habemus Esmeralda...

Depois de um longo e vergonhoso processo, finalmente uma decisão: a petiza Esmeralda poderá finalmente começar a tentar a ter uma vida normal! Com sorte, com todos os recursos que se vão seguir, aos dezoito anos a situação fica normalizada. E quiçá a imprensa termine com o disparate de chamar biológico ao pai!

8 comentários:

  1. Anónimo00:22

    Finalmente uma decisão totalmente iníquia:Romper brutalmente os laços de vinculação afectiva estabelecidos,há 7 anos,entre a menina e os seus pais afectivos,como hoje denunciou na sic o psicólogo Eduardo Sá.Sinto repulsa pela iniquidade cometida,neste caso,pela juiza do tribunal de torres novas.

    ResponderEliminar
  2. Uma vergonha nacional! Estou completamente a favor dos pais "afectivos"!!! E mais não digo já que não adianta nada!!!

    ResponderEliminar
  3. a pergunta que eu faço é: quem é que se responsabiliza pelos dados (já causados e os que hão-de vir) à cabeça desta criança?! quem? legalmente não faço ideia de que lado está a razão, porque estas coisas não são simples, eu sei. mas estamos a falar de uma criança e do mundo dela que de um momento para o outro desabou. ninguém merece, muito menos uma criança tão pequenina. a humanização da lei fará todo o sentido neste tipo de casos, não?! .....digo eu.....

    ResponderEliminar
  4. Anónimo01:09

    O pai biológico é sem aspas. "Pai afectivo" é que leva aspas. Esse "pai afectivo", que tanto ama a criança, é que se recusa a dividi-la. Leiam o livro da Rita Marrafa de Carvalho (que os defensores do pai biológico até criticam bastante...) e percebam quem, desde o princípio dos acontecimentos, fugiu com a criança, mudou a criança de escola e negou até, ao pai adoptivo, uma única visita à criança. Vejam ainda quem andou fugido com a criança e quem sempre se recusou a acatar as decisões dos tribunais. Para citar o exemplo salomónico daqueles que que querem cambear os "pais afectivos", tentem ver quem é que não quer abdicar de nada em detrimento do "superior interesse da criança"... Não conheço nem quero conhecer o Baltazar, mas alguém acha que pode ser do "superior interesse duma criança" não conhecer o pai que a quer criar desde que comprovou a sua paternidade, ou seja, desde que sabe, garantidamente, que esta é sua filha?

    Este caso só foi tão longe porque em Portugal gosta-se muito de choradinhos e porque o preconceito social está completamente enraizado. Como se falou em pais afectivos os jornais e televisões viram logo aí uma oportunidade para pôr uns quantos a chorar pela criancinha! E como se tratava de opor um Sargento a um indivíduo com poucas qualificações e sem emprego seguro deu-se primazia ao primeiro. Não acho de estranhar que entretanto pessoas como Maria Barroso se tenham afastado, quando se devem ter apercebido da brutalidade que estavam a defender. Se os supostos "pais afectivos" tivessem ficado com a criança o sinal que estaríamos a dar ao país é que quem tem dinheiro e estatuto pode raptar crianças e ignorar ordens do Tribunal, porque o país do choradinho e do respeitinho vai estar lá para os proteger!Eu desde o início dei sempre razão ao pai biológico, porque não gosto nada de folclore como um da sic no programa Fátima que no fim dos programas aparecia o número de dias presos desse senhor sargento, isto é tudo um folclore que se arrastava há muitos anos.

    As pessoas esquecem-se que a mãe afectiva fugiu com a filha, esteve o tempo que quis desaparecida e depois não dá contas a ninguém, a mãe biológica que andava com não sei quantos homens é dada como uma grande mulher.Se a mim uma mulher me dissesse que estava grávida em condições como essa senhora brasileira (que agora adora a filha e que vê-la e tudo) eu primeiro queria ter a certeza que era mesmo o pai e depois dos testes de paternidade me dessem a paternidade aí sim iria lutar pela filha.Se a mãe não quis a filha, então o pai deve ficar com ela.Em qualquer situação um tribunal daria sempre a guarda da criança à mãe mas esta...deu-a a alguém sem conhecimento do pai. E os 'adoptivos' têm de ser responsabilizados por sequestro e obstrução à justiça.

    ResponderEliminar
  5. Cumpriu-se finalmente a decisão judicial que foi proferida em Julho de 2004 (confirmada pelo supremo tribunal de justiça). Já não era sem tempo. Só tenho pena que o povo se deixe influenciar com tanta facilidade pela comunição social que foi até agora o maior inimigo da pequena Esmeralda. Que consiga ser feliz apesar deste tormento que bastante a prejudicou mas que agora parece ter chegado ao fim.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo22:16

    A questão principal não é saber se os pais afectivos incorreram numa conduta ilícita,nem regojizarmo-nos por ter sido cumprida,tarde e a más horas, uma sentença.A questão fundamental é saber se a sentença é ou não justa.E não é.É uma decisão totalmente iníqua.Para a Esmeralda e seus pais afectivos.Portugal transformou-se num manicómio.Em nenhum país civilizado,um tribunal digno desse nome romperia abruptamente os laços afectivos que,durante sete anos,naturalmente se estabeleceram entre a menina Esmeralda e o casal Gomes.É certo que este caso foi tratado com inadmissivel falta de celeridade processual.Sentem-se então no banco dos Réus o Estado Português e,se for caso disso,os juizes que tiverem eventualmente negligenciado a aplicação célere da Justiça.Seja como for,a forma como este caso foi judicialmente resolvido envergonha o nosso país.

    ResponderEliminar
  7. Great service, easy transaction, discreet packaging, product works as expected. I received 132 pills instead of 120 + 10. My package was opened by US Border Patrol. Confirmation email showed discounted price for buy viagra. I called the toll free and spoke to an service representatice in Mumbai India. She was very helpful and pleasant.
    FDA approved mens health medication viagra is not a drug to be taken lighliy you should read all about the pros and cons regarding the medication before you buy viagra! or if you would like just to read about Viagra you can visit this location!
    I will keep using it. Have had the most incredible experience using viagra. By that I mean that I am well into my 50s and it gave me that little extra something that I had lost. Thank you i will by more
    Online Pharmacy
    hrydrocodon no prescription
    hydrocodone no prescription
    buy phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    phentermine online
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    buy phentermine
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    phentermine no prescription
    xanax no prescription
    xanax no prescription
    buy xanax online
    xanax no prescription
    buy xanax online
    buy xanax online

    ResponderEliminar
  8. here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!