quarta-feira, maio 20, 2009

A sexóloga, vulgo professor de História...

Começo por deixar claro: a mais famosa "professora" de história do País é provavelmente frígida e com toda a certeza um grelo ressabiado! Mais do que suspensa, quiçá se justificasse umas públicas vergastadas.
Deixado isto bem claro - ao que se podia aludir a incompetência da escola que, alegadamente, durante três anos andou de olhos bem fechados - há algo na história da gravação que vimos na SIC tremendamente preocupante: o facto de gravações ilegais serem usados em noticiários, bem como para a instauração de um processo disciplinar! E acho estranho o silêncio generalizado sobre isto. Pobre do País que perde a memória de como foi duro lutar pela liberdade e pelo Estado de Direito!

19 comentários:

  1. Anónimo01:34

    Estava ancioso que comentasse este trágico e vergonhoso acontecimento!

    ;)

    abraço

    ResponderEliminar
  2. Leonor13:44

    E pronto. Já foi quebrado o silêncio e já foi dito que a aluna poderá ser penalizada por ter efectuado e divulgado a gravação.
    Mas talvez neste caso, ou noutros semelhantes, os meios justifiquem os fins, não acha?

    ResponderEliminar
  3. @Leonor - Não tome as minhas palavras por corporativismo. Até porque posições que assumi no passado ditam que eu não seja uma pessoa muito querida pelos docentes do secundário!
    Comecei pelo óbvio: é indecente o comportamento daquela conduta. E não acho que a miúda que fez a gravação deva ser penalizada.
    Apenas acho que usar a gravação como meio de prova num processo disciplinar é inconstitucional,por razões muito válidas! E se chamei à atenção para o facto - e honestamente não me recordo de ninguém que o tenha feito antes - foi porque acho um precedente perigoso. E a história dos fins que justificam os meios, foi um argumento recorrente nas maiores atrocidades que o mundo conheceu!

    ResponderEliminar
  4. Estado de Direito...
    Um Estado de Direito é então um sitio em que as pessoas possam fazer o que lhes apeteça... desde que não sejam apanhadas... ou que ninguém veja... ou, melhor ainda, mesmo sendo vistas e apanhadas, não possam utilizar esses meios porque não são legais!
    Sim, senhor!
    Quer dizer, podemos roubar à vontade desde que, legalmente, não sejamos apanhados.
    Penso então que se, por acaso, assaltassem a TUA casa e algum visinho gravasse no telemovel dele o ladrão a sair de TUA casa com as TUAS coisas, tu, pessoa que luta por um Estado de Direito e pela Liberdade (no teu caso com letra pequena, ao contrário do Estado de Direito), ficarias conformado e esperarias que a policia e a justiça (não sei se percebeste mas vão ambas com letra pequena) deste país (também com letra pequena) fizessem o seu trabalho. É claro que nunca chegarias até eles mostrando o video (ilegal) que o teu vizinho fez porque saberias, no teu intimo, convictamente, que era um video ilegal e isso não era permitido no Estado de Direito.

    Pois um Estado de Direito, que é coisa que não conheço no mundo, devia ser um Estado onde as pessoas podiam sair de casa sem ter medo de serem assaltadas, sem terem medo que lhes roubassem a casa, o carro, o que quer que seja. Onde os politicos existem para servir as populações e não servirem-se delas. Onde a justiça tenha algo a ver com essa palavra e não com o que se passa nos circos. Onde as pessoas, gente como (imagino) tu e eu, dessem o melhor de si cada dia e não se escudassem atrás de corporativismos bacocos, em que uma mão lava a outra e vamos vivendo alegremente, assobiando para o ar e dando palmadinhas nas costas uns dos outros.

    Em relação a esta história, em si mesma, pouco vi ou ouvi. Não tenho uma opinião formada. Ainda!
    Acho é que, por vezes, tiram as coisas dos contextos onde acontecem e uma coisa sem importância nenhuma torna-se, de repente, num assunto de fazer parar o país (outra vez com letra pequena).

    E para terminar, que não tens de aturar só os meus comentários, um Estado de Direito é um Estado Justo, em que a Verdade e a Justiça estão acima de qualquer pessoa.

    Se fossemos um Estado de Direito e se o 25 de Abril tivesse servido para o que era suposto não tinhas à frente do país (reparaste?) uma pessoa a governá-lo que, segundo consta e nunca foi devidamente desmentido, nem às aulas ia e que assinou aquels projectos, que circulam na net, que fazem morrer de vergonha qualquer pessoa que tenha orgulho em ser engenheiro.

    De qualquer maneira, provavelmente, até comia uns caracois em Beja!

    ResponderEliminar
  5. @Meu caro Miguel, acredite que não pensa tão diferente de mim, como à primeira vista possa parecer!
    Sabe porque não gosto de gravações ilegais? É que se fechamos os olhos a casos destes (onde a prova podia ter sido perfeitamente recolhida de forma lícita), amanhã na sua empresa instalavam câmaras secretas a vigia-lo e o meu caro depois é despedido por uma qualquer banalidade.
    E faz bem em recordar o 25 de Abril: porque foi algo muito positivo que decorreu da revolução a proibição constitucional das provas obtidas ilegalmente! Eu sou de Direito e tudo, pelo que muito sensível ás questões da segurança. Apenas, não defendo, que por razões de segurança voltemos aos tempos securitários, um Estado em que todos os meios são possíveis para aumentar a sensação de segurança de pessoas como você e eu!

    PS - Sobre o PM, sexta sai uma crónica num jornal regional (e aqui no blogue) onde exponho a minha posição!
    PS2 - Acredite que são uns caracóis especiais!

    ResponderEliminar
  6. Leonor14:54

    H: Não li nas suas palavras corporativismo. Apenas li o seu post e, como tinha acabado acabado de ver o noticiário no qual era referida a possibilidade de penalizar a aluna pelo facto de ter gravado a "aula", e como o H dizia que estranhava o silencio generalizado sobre o assunto, disse o que disse. Não tento "interpretá-lo" - admiro-o demais para o fazer.
    E continuo a achar que, POR VEZES, os meios justificam os fins.

    ResponderEliminar
  7. @Ainda não vi as notícias, pelo que desconhecia. Acho graça a tentativa de punir a miúda de 13 anos: presumo que pensem fazer um código penal com efeitos retroactivos!!! Enfim...

    Agradeço e cumprimentos!

    ResponderEliminar
  8. Pois deviam punir a miuda sim, porque não é suposto estar numa aula de telemovel em punho a gravar coisas.

    Se as coisas funcionassem como deve ser nem telemoveis deviam levar para os lugares. Ficavam desligados à entrada.

    Os miudos passam as aulas a enviar sms uns aos outros... e vamos assobiando para o lado.

    Já agora, num estado de direito ou não, vizinho é com z... mas a pressa dá destas (e doutras) coisas.

    Quem sabe um dia... em Beja ou em Lisboa... Para mim, caracois e imperial marcha em qualquer lugar...
    ;)

    ResponderEliminar
  9. Os telemóveis em sala de aula são um flagelo. No meu caso... há uns tempos que tenho uma técnica que tem resultado!

    ResponderEliminar
  10. Leonor15:24

    @ Miguel - A miúda não levou telemóvel, levou um pequeno gravador, que lhe foi dado pela mãe para que ela pudesse gravar a "aula". Foi a forma que a mãe encontrou de provar á direcção da Escola que o que diziam era verdade.
    Estou curiosa: Que tipo de punição sugere???

    ResponderEliminar
  11. Leonor15:26

    @ Miguel: e também não concordo com o uso de telemóveis nas aulas!

    ResponderEliminar
  12. qq dia até metem em tribunal quem inventou o telemóvel...ao que isto chegou!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo23:54

    Acho a professora fixe.
    A senhora estudou tanto, tanto, tanto, que só no 12º ano é que fez um linguado.
    Na avaliação devia ter um "excelente" para servir de exemplo aos outros professores, e não um processo disciplinar.
    Quanto aos romanos, ela devia estar desejosa de ser "comida" e "vomitada".
    LOL

    ResponderEliminar
  14. Li um comentário acerca do outro evento escolar de Março/08 -

    http://blasfemias.net/2008/03/20/sai-da-frente/#comment-13225

    que acho bem ser relido.

    ResponderEliminar
  15. H, tem alguma receita para que os seus alunos não utilizem os telemóveis enquando decorrem as aulas ? Por favor diga-me qual é para que também eu possa implementá-la nas minhas aulas.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo23:05

    Já agora por caracóis ... não será por falta de peso ...

    ResponderEliminar
  17. @noctivaga - O que faço é bem simples: se alguem tenta mandar sms a meio da aula.. paro a aula, para que a personagem se possa concentrar e mandar livremente!! Tem resultado...

    ResponderEliminar
  18. @anónimo - falta de peso?!!

    ResponderEliminar
  19. hello I like this information because I'm having problems in sex life , I suffer of impotence but I Buy Viagra to control this problesm

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!