terça-feira, janeiro 06, 2009

Haja respeito e alguma vergonha! (Com adenda)

Repito o título que usei há dois anos quando escrevi sobre o tema (numa época em que o blogue era mais livre, solto e com menos auto-censura). Porque as coisas não mudaram e ainda se agravaram.
Hoje, como há uns anos, dezenas de pais vão passar uma noite gélida numa rua da cidade para conseguirem inscrever os seus filhos num infantário: este ano as pessoas começaram a aglomerar-se às 9 da manhã, pelo que as esperam 24 HORAS de espera ao relento!
Não procurem nas minhas palavras uma crítica directa ao referido infantário que até goza da fama de ser do melhorzito aqui do burgo: mas há algo tremendamente errado quando num País e numa região tem um drama de natalidade, que os pais se tenham de sujeitar a este calvário. Será este um dos motivos de orgulho?

Adenda: Porque criticar também é elogiar, fica uma palavra de ENORME estima para o funcionário do referido infantário que, ciente do "drama" destes pais, apesar de entrar às 9 horas, chegou ao seu local de trabalho às 7h40 minutos para começar a fazer as inscrições, atenuando os problemas das dezenas de pessoas que esperavam na rua! (post escrito com medo que a ASAE o utilize para multar o funcionário por desrespeitar o horário de trabalho!)

21 comentários:

  1. H tem toda a razão mas, garanto-lhe que é mais fácil uma vaga num infantário do que uma vaga num lar.seja o lar caro (1300 euros\mês) ou barato(85% do valor da reforma\mês). No inicio do mês de Outubro passei pela TERRIVEL necessidade de colocar uma familiar num lar (porque o apoio domiciliário não respondia ás necessidades da pessoa em questão) e digo-lhe que corri-os todos. Depois de muita insistência da minha parte para com a direcção de um lar desta cidade lá consegui uma vaga. Foi uma "estadia muito breve... apenas até dia 30 de Dezembro...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:45

    noctivaga - devia ter experimentado oferecer dinheiro por fora! fica mto mais simples...

    ResponderEliminar
  3. Quanto ao infantário, que em termos de qualidade, é técnicamente elevada (educadoras com profissionalismo, competência, imaginação) embora não tanto no que deíz respeito a espaço/instalações, é realmente inadmissivel que esta situação aconteça e se mantenha. A instituição não têm qualquer culpa (talvez possa ponderar abrir as portas durante a noite para abrigar os pais aflitos e desesperados), a câmara deveria ponderar a sua responsabilidade nestas situações. Que têm feito a autarquia para aumentar o apoio pré-escolar no concelho? que têm feito a autarquia de modo a contribuir para a existência de creches na cidade? Culpar o governo de tudo não é solução, muito menos da inércia de uma autarquia perdida numa gestão do dia-a-dia, sem visão de futuro, que dá origem a uma cidade perdida, cada vez mais longe de tudo e de todos.
    Que tal por os olhos noutras câmaras do concelho e verificar conceitos como: empresas municipais para o turismo, gabinetes de apoio ao PEQUENO investidor....sei, e sei do que falo, que há recorrentemente inumeros interessados na autarquia com pedidos de viabilidades de creches e infantários particulares, algumas vez estas pessoas foram chamadas, apoiadas, acompanhadas...GAD? Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento? Tenham dó....só no nome. Pode ser que 2009 traga a mudança, pede-se alguém experiente, capaz, inteligente, com capacidades de liderança, objectivos concretos e visão de futuro, um futuro melhor para Beja e para todos nós.
    "...Whatever will be, will be..."

    ResponderEliminar
  4. R...18:25

    AGORA PERGUNTO, SERÁ QUE VALE A PENA O SACRIFICIO?

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18:54

    realmente é vergonhoso!!mas às vezes é muito dificil gerir e estabelecer normas de forma a existir algum bom senso e justiça social. Mas concrteza que a instituição em causa deverá ter a sua logica dentro da sua prespectiva.Normalmente nestas situações quem reclama, nunca vê o outro ponto de vista! Mas agora quero acrescentar que acho que não é o melhor de Beja!!! Se é o que dizem é porque não conhecem os outros....no Miraserra há um excepcional!!

    R.G.

    ResponderEliminar
  6. Reitero o que ficou escrito no post: não se pretende criticar o infantário (que me dizem ser bastante bom) mas a situação que os pais estão sujeitos para encontrar infantários para as suas crianças!

    ResponderEliminar
  7. piruças19:11

    Eu também concordo que não seja o melhor em Beja...na minha opinião o Salvador é superior e apesar da dificuldade que é também arranjar lávaga não é preciso fazer directa lá á porta..basta conhecer a Lucinda ou alguém que prive com ela!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo20:18

    e os k não tem infantário, e nem financiamentos para os fazerem...
    Um país a duas velocidades e vcs já meteram a segunda....

    ResponderEliminar
  9. Mas porque é que ninguem abre outro??? Dá trabalho, mas deve compensar. Podiam pedir à autarquia um lote para esse equipamento, já que os há para os clubes desportivos. Tipo daqueles que estão cedidos pelo prazo de 50 anos...

    ResponderEliminar
  10. Parece que esta questão é tutelada pela Segurança Social e não pelo Ministério da Educação ou pela Autarquia. Pelo menos no que ao pré-escolar diz respeito. E ao que apurei há quem na SS indefira todos os projectos de possíveis infantários. Já ouviu falar disso?

    ResponderEliminar
  11. H sonhei que precisava ir ao médico fazer uma endoscopia.
    Sonhei que ia telefonar para o centro médico ás 9 da manhã e ás 10 e 30 estava a ser consultado.
    A médica depois de me ver,transmitiu-me que dentro de dois dias iria receber uma carta,não é que recebi mesmo.
    A mesma continha uma password,com a qual acedi a um site equivalente ao (SNS),o qual me permitiu marcar o exame,dando-me a escolha entre 3 hospitais e ao mesmo tempo 3 páginas com os dias e intervalos de meia em meia hora.....!!
    Não é que cheguei ao hospital marcado e ás 10h30 fui prontamente visto e examinado.
    Ao fim de 3 dias recebi nova carta com password para aceder aos resultados(também visionados pela médica)com a respectiva data da consulta para com ela abordar o assunto.
    Tão perto e tão longe....!

    ResponderEliminar
  12. piruças23:12

    Conheço 3 pessoas que individualmente tentaram ou pensaram abrir um infantário e nenhuma concretizou a ideia..porque é dificil arranjar um espaço em condições em Beja, e as exigências são de tal ordem que desanimam qualquer mortal, a mim faz-me muita confusão como é que há tanta falta de infantários e lares para idosos e não facilitam a quem tem o desejo de seguir em frente com projectos nesse sentido, pois a procura e a necessidade é de tal ordem que todos os dias surgem amas disponiveis, que fazem das suas casas o acolhimento das crianças e que nem sempre oferecem as melhores condições fisicas e humanas pois muitas delas chegam a ter mais de quantro meninos, o que qunto a mim é um numero elevado para uma só pessoa que na maior parte das vezes concilía a sua actividade com os afazeres domesticos...

    ResponderEliminar
  13. Anónimo23:23

    Deixo apenas dois tópicos:
    JC - em que País é que isso foi?

    Apesar da humilhante situação que é estar à espera à porta de um infantário 24 h, quero deixar a nota do civismo, cordialidade e da organização espontânea que existe, pelo menos até agora. Parece uma fila de um País nórdico.

    Uma palavra final para as meninas da tuna feminina de beja que por volta das 22h veio animar a malta com umas cantigas.

    Mano velho

    ResponderEliminar
  14. Quem falou em tutela???? Como é obvio em qualquer serviço deste tipo é necessário cumprir regulamentação, muita, mas é para dar o melhor aos nossos pequenos mims ou velhos mins. Quanto ás obras essas são (sempre) na camara, acho eu! Mais informação no site da SS ou da Social gest

    ResponderEliminar
  15. Anonimo(11.23) "não muito longe",mais perto ainda a partir de Março com os voos regulares do aeroporto internacional de Beja para todo o mundo...e lotados!Está previsto mais um roteiro alternativo ás excursões "domingueiras"ao modelo,qualquer habitante de aldeias como Baleizão ,Cabeça Gorda,Neves etc...poderá disfrutar de cidades como Roma,Madrid,New York,Tóquio etc....segundo a KLM,BA,swissair ..o aeroporto de Beja poderá significar a salvação de muitas companhias internacionais de viação,estando até previsto se necessário e em alturas de elevado tráfego aéreo,a deslocalização do staff da camara de Beja para o Aeroporto,estando o ORGULHOSO presidente da CMB a criar uma "desk" própria para todos os Voos com proveniencia de Xangai,onde a própria CMB irá tb comercializar pilHas fabricadas em Beja.!!
    Anonimo(11.23), mano velho??Ainda somos uns jovens!!!:)))

    ResponderEliminar
  16. Elogiei publicamente a CMB sobre o bom trabalho com a terceira idade! E era importante que aquela aposta positiva, não esgota-se outras!
    É indecente e ridículo aquilo que os pais passam para colocar um filho num infantário! Mas...salve-se o civismo e paciência, meu caro Mano Velho! E a tuna, que foi alegrar a espera...

    ResponderEliminar
  17. Bem, ainda não entendi qual é o aqui referido infantário, e, se calhar, sou o único!

    Pois bem, a minha "zita" quando tinha 3 anos, abri os cordões ao bolso e meti-a no colégio privado. Paguei caro por isso mas não me arrependi. Porque na altura a situação era ainda mais difícil!

    Há por cá tantos infantários, porquê é que se metem todos à frente de um só???
    Há por cá curiosos preferências que ainda não entendi. Falam tão bem do Avião que tem ainda muitos lugares, a não ser que lá se paga também como se fosse um privado.

    Sabem como é na Alemanha? Privado, com apoio social das câmaras e do estado. Lugares? Há sempre. Por cá não dá porquê??

    ResponderEliminar
  18. Anónimo10:26

    O problema dos infantários, ou melhor da falta de infantários, não está na Câmara, mas sim na Segurança Social, que coloca tantos entraves, burocracia, tempo de análise dos projectos, etc que os potenciais interessados desistem. Tive conhecimento, pelo menos de 3 projectos para creche e infantário que não se concretizaram, um dos quais até a autarquia disponibiliza um terreno para a construção de raiz.

    ResponderEliminar
  19. Pois! A questão é mesmo essa! A Segurança Social e os seus impedimentos! Rectificando o que ontem escrevi... a tutela das creches (dos 0 aos 3 anos)e não do ensino pré-escolar (3 aos 6 anos)é que pertence à Segurança Social. E o que Beja e a maioria das cidades precisa é de creches, ou seja, de lugares para acolher crianças desde que nascem até que tenham 3 anos, pois a partir dessa idade as Autarquias e o Ministério da Educação já dão resposta ao problema.

    ResponderEliminar
  20. Lily16:00

    Esse é sem dúvida o primeiro PEQUENO sacrifício que fazemos pelos nossos filhos.
    Isto mais dirigido àqueles pais e mães que aguardam ansiosamente a chegada do bébe... muitos deles sem ainda saberem o sexo do mesmo!)

    Lily

    ResponderEliminar
  21. here you can find Viagra the best solution for ED treatment ,
    Viagra every 6 hours every day.

    ResponderEliminar

Respeite as opiniões contrárias! Se todos tivéssemos o mesmo gosto, andávamos todos atrás da sua namorada! Ou numa noite de copos, a perseguir a sua mulher!